mais sobre mim

subscrever feeds

Quarta-feira, 13 DE Dezembro DE 2017

Donald Trump Oficializa a Promessa

Pela Lua e por Marte

(só faltando o dinheiro talvez lá para 2019)

 

SigningOfSpaceDirective.jpg

Assinando a SPACE POLICY DIRECTIVE 1

 

Exatamente 45 anos depois sobre a última vez que o HOMEM (um norte-americano) colocou a sua bota sobre a superfície da LUA (em 1972), o Presidente Donald Trump na presença de um dos astronautas (Jack Schmidt) da missão Apollo 17 (a última com alunagem), vem agora confirmar a aprovação da sua recomendação (de Outubro) tornando-a assim oficial ‒ instruindo a NASA para se preparar (a curto-prazo) para enviar astronautas em direção à Lua para um pouco mais tarde se alargar o horizonte enviando astronautas para Marte (e a longo-prazo para Outros Mundos situados muito para Além do nosso). Retomando uma ideia de um dos seus antecessores na Presidência dos EUA o também Republicano George W. Bush ‒ que queria que o Homem regressasse à Lua e posteriormente se lançasse em direção a Marte (o que como sabemos não conseguiu) ‒ e assim invertendo o trajeto temporariamente assumido por Barack Obama (durante os seus dois mandatos como Presidente) cancelando o Programa e dando a prioridade a uma preparação para uma futura ida a Marte (sempre saindo mais barato pensar do que fazer) e à criação de um projeto sobre redireccionamento de asteroides (na altura na moda devido à problemática dos Impactos, mas apenas sendo interino e já tendo sido descontinuado pela nova Administração). E para que tal se concretize (efetivamente) depois de recomendado (em Outubro) e posteriormente oficializado (em Dezembro) é que no próximo orçamento tal venha refletido para o Novo Ano Fiscal ‒ de 2019 (algo que Donald Trump não verá enquanto for Presidente, por isso a sua insistência mesmo nesta ocasião na criação de mais postos de trabalho/no sector): aí veremos se muito (SIM) ou pouco (NÃO).

 

(imagem: room.eu.com)

tags: , , , ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:25
Quarta-feira, 13 DE Dezembro DE 2017

Larry King já está a Arder na Fogueira

Mais ou menos FAKE NEWS com a Memória e a Cultura Norte-Americana (personificadas na concretização do Sonho Americano) a serem sistematicamente delapidadas (cada dia que passa) pelos interesses obscuros de Democratas e Republicanos. Mas quem (ainda) poderá salvar a América (da Queda do seu Império)?

 

“His fingers went into the crack of my ass!”

(Terry Richard/dailymail.co.uk)

 

4738A32400000578-5156899-image-a-18_1513011489777.

Larry King e a ex-modelo

(acusando-o de a apalpar por duas vezes enquanto tiravam fotografias)

 

Não deixando de fazer tudo o que pode (UK) para agradar aos seus Patrões (USA) ‒ não sendo nada de criticável deste que graciosamente pago (em dólares) ‒ o Reino Unido através dos seus múltiplos tabloides especializados em intrigas e escândalos (sejam verdadeiros ou sejam falsos), vem agora na sequência da vitória Global das FAKE NEWS como instrumento imprescindível de trabalho político-ideológico (acelerada aquando da inesperada vitória de Donald Trump nas Presidenciais norte-americanas de Novembro de 2016) acusar o conhecido apresentador e comentador norte-americano LARRY KING (durante 25 anos à frente do programa da CNN Larry King Live) de Assédio Sexual ‒ um tema atualmente muito em voga nos USA para Perseguições Políticas e Caça às Bruxas (pelo Homem-Político) e mais uma vez utilizando de uma forma oportunista (com o fim de atingir um objetivo nada tendo a ver com ela) a figura da mulher:

 

Com o tabloide online Daily Mail (dailymail.co.uk) na sua edição de segunda-feira (dia 11) a publicar a acusação da ex-modelo Terry Richard (atualmente com 63 anos de idade e nunca tendo ouvido falar dela), indicando que Larry King (atualmente com 84) a teria assediado (por duas vezes) há uns anos atrás (em 2005 e posteriormente em 2006 ou seja há cerca de 11 anos). Naturalmente e dada a encomenda (mais uma Eliminação Dirigida como se utilizasse um drone) com o tabloide a derramar muito eficazmente pelo espaço disponibilizado letras, palavras, frases e linhas, e simultaneamente a decorá-las com fotos bem inseridas e apropriadas de forma a assim melhor associarmos (as ideias deles para nós) chegando finalmente à Mensagem (direta e incisiva nada de subliminar):

 

“Once sliding his hand down the back of her dress and again squeezing her butt so hard, it left a bruise.”

(dailymail.co.uk)

 

maxresdefault.jpg

Larry King e o seu programa transmitido pela RT

(Politicking with Larry King emitido desde 2013)

 

Sendo verdade ou sendo mentira a acusação de assédio sexual proferida por Terry Richard sobre Larry King (uma dúzia de anos depois) e tendo-se que reconhecer que atualmente os Casos de Assédio (Sexual) se transformaram em (meros) Casos Políticos, chegando-se à conclusão de que era finalmente chegada a Hora de se tratar da saúde do querido e ingrato (Ex) Símbolo da CNN: depois de 25 anos ao serviço de um dos maiores símbolos dos Estados Unidos da América no interior do seu território e mesmo muito para além das suas fronteiras ‒ a cadeia de televisão CNN ‒ permitindo que um seu programa emitido quando já deveria estar reformado, passasse periodicamente na estação russa (RT) e fosse pago (certamente) pela mesma.

 

Aos olhos da atual política norte-americana (onde vale tudo até arrancar olhos) com o Herói (dos USA) Larry King a transformar-se rapidamente num autêntico Predador, passando-se para o outro lado (da Rússia) e tornando-se um traidor (e iniciado nos USA o Período de Caça à estação de televisão russa RT/Russia Today inaugurando-se agora a perseguição aos produtos adquiridos): apenas porque um programa seu (com seu conhecimento e tal como é normal em qualquer negócio) foi adquirido pela RT. E então apareceu (reapareceu) a ex-modelo Terry Richard e a ex-mulher do cantor romântico Eddie Fisher (também não sabendo quem é).

 

(imagens: Ron Densford/dailymail.co.uk e RT America/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:09
Quarta-feira, 13 DE Dezembro DE 2017

Geologia & Meteorologia ‒ América & Europa

A 11 de Dezembro de 2017 ‒ 12ªerupção do ano do vulcão FUGO

 

DQxWZUkVQAIe4at.jpg

Pinceladas en el cielo en el atardecer chapin de ayer domingo. Volcan de fuego en plena erupción para hacerlo más espectacular. Sin duda una belleza.

(legenda e foto: Alejandro Vargas/@ alejandrov70/twitter.com)

 

Enquanto em Portugal (Continental) ainda se fala da Tempestade ANA e da sua passagem pelo nosso território ‒ invocando-se naturalmente a Tempestade como a causadora da queda de neve este fim-de-semana na Serra da Estrela (e na Serra do Montemuro) ‒ noutros pontos do Globo (Terrestre) os acontecimentos à superfície são bem diferentes (e distintos): como é o caso da Guatemala onde o vulcão FUGO entrou numa nova fase de atividade (12ªvez em erupção este ano) segundo o Observatório local registando-se fortes (a moderadas) explosões e colunas de fumo e de cinzas podendo atingir os 5Km de altitude. Com o material incandescente expelido pelo vulcão a atingir os 500 de altura (acima da cratera) e com a lava escorrendo pelas encostas do mesmo a atingir distâncias na ordem dos 1,5Km. Para já sem mais nada de relevante (e alarmante) a reportar (a não ser os avisos feitos à população vivendo nas proximidades do vulcão), na sequência da erupção anterior (registada no início de Novembro) muito semelhante e sem danos ou vítimas a registar.

 

A partir de 8 de Dezembro de 2017 ‒ Tempestade Carolina atravessa o UK

 

skynews-snow-ice-weather_4180636.jpg

Snow-covered fields in Aghnahily, Co Laois

(legenda e foto: sky.com)

 

Voltando de novo à Europa (e de novo à Meteorologia) que não a Portugal (já chega da Tempestade Ana pois continuamos sem chuva e sem água) reportando-nos à Vaga de Frio (na Grã-Bretanha) e às inundações (em Itália): com um grande nevão e temperaturas abaixo de zero a atingirem todo o território britânico (na sequência da deslocação da Tempestade Carolina) provocando caos nos transportes e deixando dezenas de milhares sem eletricidade (sem aquecimento e com as temperaturas mínimas a atingirem os 12⁰C negativos) ‒ durante o fim-de-semana de 8 a 10 e logo no dia 11 (segunda-feira) voltando-se de novo ao trabalho (ao normal) com um dia brilhante e cheio de Sol mas também com muito frio (gelo e neve). Comparativamente com os efeitos provocados pela passagem da nossa 1ªTempestade (ANA) sobre território nacional (também por este último fim-de-semana) com os efeitos da passagem da Tempestade Carolina sobre território britânico a serem muito mais gravosos, tanto a nível dos transportes como das faltas de energia (duas infraestruturas básicas sofrendo com estes extremos meteorológicos).

 

A 12 de Dezembro de 2017 ‒ Inundações em Itália na região de Emília-Romanha

 

DQ2HknGXUAAGP_c.jpg

Maltempo EmiliaRomagna, tracima il fiume Secchia nel modenese - ProtezioneCivile

(legenda e foto: Giornale ProCiv/@giornaleprociv/twitter.com)

 

Ainda no Continente Europeu mas deslocando-nos (vindos da Ilha) mais para sudeste na direção do Mediterrânico, deparando-nos com a Itália agora com a sua região de Emília-Romanha (e depois de dias consecutivos de intensa precipitação) sob grandes inundações com o extravasar dos seus rios: com a chuva (caindo a cântaros) aumentando dramaticamente o volume do caudal dos seus rios, fazendo-os galgar as suas margens e inundando toda esta região do nordeste da Itália (obrigando para já à evacuação de cerca de 1000 pessoas). E com os meteorologistas a afirmarem que apesar do pior já ter passado esperando-se que o mau tempo se mantivesse pelo menos mais 1/2 dias ainda com elevada precipitação ‒ deixando todos em alerta para as próximas horas (e com a previsão a apontar o deslocamento do mau tempo agora na direção ‒ entre outros países ‒ da Croácia e da Albânia). E assim tendo falado um poucochinho deles e comparando estes três (atrás referidos) Eventos ‒ um Geológico e dois Meteorológicos mas coexistindo no mesmo Ecossistema ‒ tendo-se que concluir que entre estas notícias (e sem qualquer tipo de dúvida) a notícia eliminada seria a de Portugal.

 

(legendas e imagens: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:22
Terça-feira, 12 DE Dezembro DE 2017

Asteroide ou Nave Espacial?

Ilustração (de ESO/M. Kornmesser) do asteroide INTERESTELAR descoberto no passado dia 19 de Outubro de2017 pelo telescópio PAN-STARRS 1 (localizado no Hawaii).

 

Breakthrough Listen is Going to Scan

OUMUAMUA

 

interstellar_asteroid.jpg

Ilustração

 

You Know, Just to be Sure it’s Just an Asteroid and Not a Spaceship.

(Matt Williams/Universe Today)

 

“‘Oumuamua’s presence within our solar system affords Breakthrough Listen an opportunity to reach unprecedented sensitivities to possible artificial transmitters and demonstrate our ability to track nearby, fast-moving objects. Whether this object turns out to be artificial or natural, it’s a great target for Listen.”

(Andrew Siemion/SETI)

 

Deixando todo o Mundo minimamente interessado com a passagem recente (meados de Outubro) de um corpo celeste INTERESTELAR no interior do nosso SISTEMA SOLAR ‒ o asteroide OUMUAMUA ‒ o relativo interesse demonstrado pelo raro acontecimento ocorrido (este ano) no interior deste Sistema Planetário cresceu exponencialmente (entre leigos e eruditos), quando todos tomaram finalmente conhecimento das dimensões e sobretudo da forma do referido objeto: e a partir daí surgindo a dúvida se (esse objeto Interestelar) seria mesmo um Asteroide (inicialmente pensava-se ser um cometa) ou até uma Nave Espacial (como a da história de Arthur C. Clarke Encontro com Rama em que uma nave espacial de forma cilíndrica e chamada RAMA, viaja pelo Sistema Solar a caminho de outra Estrela ‒ e talvez sendo/sem consenso oriunda de VEGA).

 

E a partir daí levando os cientistas a estudar com mais profundidade este asteroide Interestelar (oriundo do exterior do Sistema Solar) centrando toda a atenção sobre OUMUAMUA pelo menos enquanto estiver por perto (e no interior do Sistema): tendo passado no seu ponto de maior aproximação ao Sol em Setembro (de 2017) e quando observado em Outubro (do mesmo ano) estando já a mais de 32 milhões de Km da Terra e deslocando-se a uma velocidade superior a V=315.000Km/h (e a esta velocidade podendo já ter-se distanciado mais uns 450 milhões de Km) ‒ mas por este mês de Dezembro (ainda de 2017) ainda estando a caminho do 5º planeta do Sistema (Solar) o planeta gigante Júpiter. Para tal empreendimento a ser iniciado no mais curto período de tempo (cada dia que passa o asteroide vai-se afastando uns 7/8 milhões de Km do Sol) e tendo como objetivo o estudo deste objeto cilíndrico e de uns 400 metros de comprimento (Asteroide? Nave?), com os cientistas a conjugarem esforços e a juntarem todos os seus conhecimentos para definitivamente poderem (claramente) informar se tal objeto seria mesmo um asteroide ou um outro artefacto.

 

Com as Iniciativas BREAKTHROUGH (apoiando-se num projeto do empresário russo Yuri Milner para procurar Inteligência Extraterrestre) a assumirem as Rédeas do Processo (de observação do objeto) e a apontar todos os instrumentos (de observação espacial disponíveis sendo o caso dos observatórios de ondas de rádio) em direção a OUMUAMUA: e tendo o apoio de homens-sábios como o do físico Stephen Hawking, tentando OUVIR o OBJETO e descobrir o que ele é. Iniciando-se já esta quarta-feira (dia 13 de Dezembro) a observação de OUMUAMUA (com a preciosa colaboração do GREEN BANK OBSERVATORY localizado no estado da Virgínia/EUA) e tendo-se dado o arranque caso se ouvissem sons (estranhos) oriundos do objeto, então tendo-se mesmo que colocar a questão de a comunicação ser (a resposta vinda de Oumuamua) artificial e alienígena.

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:08
Terça-feira, 12 DE Dezembro DE 2017

Radioatividade em Júpiter

New Radiation Zones on Jupiter

(Photojournal/11.12.2017)

 

PIA22179.jpg

Novas Zonas Radioativas em Júpiter

(PIA 22179)

 

No novo esquema/gráfico editado (em 11 de Dezembro de 2017) pelos cientistas da NASA responsáveis pela missão da sonda JUNO ao distante (em Novembro deste ano encontrando-se a 960 milhões de Km da Terra) planeta JÚPITER (o maior planeta do nosso Sistema Planetário), os mesmos descobriram uma nova zona radioativa rodeando o Gigante Gasoso (lá cabendo 1321 Terras) localizada perto do seu equador e mesmo por cima da sua camada atmosférica: na imagem anterior publicada no PHOTOJOURNAL (photojournal.jpl.nasa.gov) com essa ZONA RADIOATIVA a aparecer como a parte assinalada com uma cor azul-brilhante, rodeando a parte média do planeta Júpiter.

 

Com essa zona a ser identificada aproveitando a maior aproximação ao planeta JÚPITER levada a cabo pela sonda JUNO (passando num dos seus voos rasantes a apenas 3400Km do topo da camada de nuvens rodeando o planeta), descobrindo aquando dessa passagem algumas das caraterísticas responsáveis por esses efeitos (o aparecimento de uma zona de radiação azul-brilhante) sobre o seu equador: fazendo parte dessa Zona Radioativa (a azul-brilhante) IÕES energéticos de ENXOFRE, HIDROGÉNIO e OXIGÉNIO circulando no seu interior a uma velocidade perto dos 300.000Km/s (a velocidade da luz).

 

E com a explicação para todo este processo originando esta Zona Radiativa envolvendo a região média de Júpiter (sobre o seu equador), a ter segundo os cientistas como seus remetentes (destinatário Júpiter) as suas duas luas IO e EUROPA: “Juno scientists believe the particles creating this region of intense radiation are derived from energetic neutral atoms -- that is, fast-moving atoms without an electric charge -- coming from the tenuous gas around Jupiter's moons Io and Europa. The neutral atoms then become ions -- atoms with an electric charge -- as their electrons are stripped away by interaction with the planet's upper atmosphere.” (nasa.gov)

 

No seu Cinturão Radioativo (e na presença do seu poderoso campo magnético aqui representado por linhas meio azuladas) mesmo nos seus pontos mais extremos (afastados do planeta) detetando-se ainda a presença dessas partículas de alta-energia os iões ‒ anteriormente pensando tratar-se de eletrões deslocando-se perto da velocidade da luznão sendo (no entanto) ainda muito bem compreendido (pelos cientistas) a origem dessas partículas (e o seu mecanismo de formação): podendo ser inerente ao interior (constituição) do próprio planeta (Júpiter), à influência das suas luas (como Io e Europa) ou então a influência externa (intrusiva) por exemplo exercida pelos Raios Cósmicos e pelo conjunto de todo o Sistema Sola.

 

Imaginando (por fazer parte da Realidade) … Num Futuro (em princípio) ainda longínquo e com a Terra já no seu declínio final (com a estrela a crescer e a engolir o planeta) ‒ para lá da Cintura de Asteroides e a mais de 1000 milhões de Km do SOL ‒ com um Novo Mundo (tendo evoluído e atingindo o seu estado final) pronto para tudo e preparado para nos receber.

 

(a partir de imagem/dados fornecidos por: photojournal.jpl.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:03
Terça-feira, 12 DE Dezembro DE 2017

Iémen ‒ O Problema da Máscara

EUA pedem o fim do bloqueio da Arábia Saudita aos portos do Iémen

(Dezembro 2017)

 

funeral-bombing-e1512692173331.jpg

Bombardeamento efetuado pela força aérea Saudita

De uma cerimónia fúnebre em Sanaa/Iémen matando cerca de 150 pessoas

(2016)

 

Em função da destruição catastrófica de infraestruturas (básicas) e do genocídio em curso no Iémen (da sua população), os EUA inicialmente apoiando a intervenção militar dos Sauditas na Guerra Civil do Iémen (ao lado das forças do Governo contra as forças rebeldes houthis),

 

Vêm-se agora na necessidade de recuar um pouco nessa aliança (tentando manter a máscara), solicitando o fim do bloqueio aos portos iemenitas:

 

Um pedido ainda sem resposta por parte da Arábia Saudita (talvez e mantendo um interlúdio, esperando uma reconfirmação por parte da Casa Branca) e (deveras relevante) não tendo exclusivamente um aspeto humanitário (nesta intervenção norte-americana) ‒ como inicialmente se suporia;

 

Sendo pelo contrário um reflexo do aumento de crimes de guerra (daí a queda da Máscara) ainda com o bloqueio ao Qatar (anterior aliado) e as ameaças contra o Líbano (retendo o seu 1ºMinistro).

 

Com os EUA inicial e eventualmente comprometidos com o bloqueio militar (inicial) a quererem distanciar-se cada vez mais do crescimento brutal e sem fim à vista deste genocídio (e dos seus autores),

 

E face à relutância Saudita (e do seu novo Príncipe Herdeiro) aumentando as suas críticas (mesmo no interior dos EUA e entre os seus aliados) pela atitude deste poderoso Estado do Golfo (o mais importante).

 

(imagem: dissidentvoice.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:16
Segunda-feira, 11 DE Dezembro DE 2017

Tempestades Meteorológicas ‒ Depois de Ana à espera de Bruno

Os responsáveis pela atual denominação meteorológica atribuída a Tempestades que possam afetar mais intensamente os seus países ‒ França, Espanha e Portugal ‒ já tinham anunciado anteriormente que as próximas tempestades serão a Tempestade Bruno e a Tempestade Carmen ‒ só não sendo capazes de antecipar as datas.

 

1183889.jpg

Tempestade Ana ‒ Destruição em Lisboa

 

E depois da AEMET, da METEOFRANCE e do IPMA (organismos meteorológicos espanhóis, franceses e portugueses) terem decidido juntar-se para conjuntamente trabalharem sobre as previsões do tempo como é o caso do aparecimento de tempestades (podendo afetar os três países, seus territórios e populações) ‒ um sistema conjunto que trabalhando com eficácia pode manter a população mais atenta para fenómenos (mais ou menos) extremos meteorológicos ‒ eis que logo no 1º dia de Dezembro de 2017 (ainda antes do fim-do-ano) o novo Catalogo de Tempestades Regionais se estreia, com o aparecimento e batismo da 1ªTempestade: seguindo a ordem alfabética e sendo a pioneira (no novo catálogo de tempestades disponíveis, para a França e para a Península Ibérica) sendo denominada de ANA.

 

Uma tempestade deslocando-se para território francês transportando consigo uma onda de ar frio ‒ acompanhada de intensa precipitação e de ventos fortes ‒ cobrindo todo o seu território (da França) e na sua deslocação indo também atingir Espanha e Portugal: atingindo a França (com 1/3 dos seus departamentos em alerta), o Reino Unido (com queda de neve, estradas cortadas e habitações sem eletricidade), a Espanha (na Galiza com elevada precipitação, ventos fortes e deslocamentos de terra) e ainda Portugal. No nosso país com a tempestade ANA e os efeitos da sua passagem a verificarem-se mais intensamente no dia 10 de Dezembro (domingo) e na passagem para o dia 11 (madrugada de domingo para segunda-feira), tendo como algumas dessas consequências (entre muitas outras) entretanto noticiadas: desde o registo de uma vítima mortal no distrito do Porto (Marco de Canaveses), passando pela queda de neve na Serra da Estrela (e na Serra de Montemuro), às habituais inundações e quedas de árvore na região de Lisboa (causadas pela chuva intensa e fortes rajadas de vento), ao forte (duplo) impacto da precipitação/vento sobretudo a Norte (como na região do Porto) e terminando mais para sul e já na Região do Algarve, com a forte agitação marítima a invadir a Ilha de Faro atingindo quintais e algumas habitações (atacadas por água e areia).

 

mw-320.jpg

Tempestade Ana ‒ Mar invadindo a Ilha de Faro

 

Na cidade de Albufeira com a passagem da Tempestade ANA a ser sentida mais intensamente ao início da noite e prolongando-se até para lá do meio da madrugada (do dia 10 para o dia 11), com alguma precipitação e sobretudo com ventos fortes: pelas 14 horas desta segunda-feira com a temperatura a andar pelos 15⁰C, com vento pelos 10Km/h e registando-se até ao momento (15:00) fraca precipitação (apesar do manto escuro/ameaçador de nuvens deslocando-se para cá vindo de norte). E com as previsões para esta semana a manterem-se já a partir do fim do dia de hoje, com a chuva a parar (se cair só mesmo lá para 6ªfeira, dia 15) e com as temperaturas (mínimas e máximas) a descerem na ordem de uns 5/6⁰C. Com o IPMA ainda esta segunda-feira a confirmar a descida anteriormente anunciada das temperaturas (já negativas de manhã na Serra da Estrela) prevendo já para o final da tarde (e para a generalidade de Portugal Continental) céu pouco nublado a limpo. E lá se indo a chuva, que tanta falta nos faz (pelo menos até ao anúncio da próxima Tempestade).

 

(imagens: Ricardo Lopes/publico.pt e sicnoticias.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:06
Segunda-feira, 11 DE Dezembro DE 2017

Quem Quer Mais Uma Guerra Do Golfo?

No Presente com o Mundo ainda num impasse ‒ entre o Poder e Submissão ao Império Norte-Americano (o Passado) e a reverência a um Velho Império em Vertiginosa Ascensão a CHINA (o Futuro) ‒ o Resto como que num estado comatoso permanece no limbo, não se apercebendo que no entretanto, o mesmo (Mundo) já há muito tempo que mudou: com o novo Eixo Económico e Financeiro Mundial a transferir-se gradual e tranquilamente para a Ásia e com a China a médio prazo a substituir os EUA como maior potência Global (se as coisas continuarem assim).

 

5a00d628fc7e93c80f8b4567.jpg

Teerão e Riyadh

 

Olhando para esta foto colocando lado a lado as capitais dos dois países árabes mais poderosos da região do Médio Oriente ‒ Teerão capital do IRÃO e Riyadh capital da ARÁBIA SAUDITA ‒ a primeira coisa que nos vem à cabeça transporta-nos para um outro conflito terminado há 29 anos (1980/1988) a Guerra Irão/Iraque, tendo de um lado o Irão pós-revolucionário e do outro o Iraque de Saddam Hussein: a nada levando senão a perdas claramente ultrapassando os 1000 biliões de dólares e a um número de vítimas civis e militares ultrapassando um milhão ‒ e no sentido contrário impulsionando ainda mais a Revolução Iraniana (transformando o Irão na grande potencia regional que é hoje) e transformando o exército do Iraque num dos mais experientes e poderosos da zona (levando em 1991 Saddam Hussein a invadir o Kuwait aí se iniciando a 1ª Guerra do Golfo).

 

E a segunda coisa também tão importante como a primeira é tentar compreender a razão pela qual o envolvimento direto ou indireto das forças dinamizadoras deste processo, sendo no essencial as mesmas e representando o mesmo género de blocos (políticos e/ou religiosos sendo opostos), insistem no mesmo tipo de intervenção (mais clara agora com Donald Trump no interesse exclusive da América apoiando os sauditas/militarmente e demonizando os iranianos/como terroristas) não se coibindo de colocar em palco e num cenário pretendido de autodestruição duas das sociedades mais desenvolvidas do Médio Oriente: e de novo tal como em todos os outros conflitos ocorridos na mesma região do nosso (único) planeta ‒  Rica em Petróleo (e em Grandes Negócios) ‒ assistindo-se mais uma vez a um insuflar artificial do mesmo, que como se pode ver desde já (na Guerra Civil no Iémen) não tem levado os Sauditas a lado nenhum.

 

irans-hassan-rouhani-donald-trump.jpg1512818825saudi-prince-MBS.jpg

Hassan Rouhani e Mohammed bin Salman

 

A não ser a continuação de todos os conflitos instalados nessa já tão martirizada região ‒ já com dois países dos mais ocidentalizados no passado como o Iraque e a Síria completamente destruídos ‒ a troca infernal entre EUA/Arábia Saudita de Armamento/Petróleo e a garantia da completa desestabilização futura de toda esta região (ficando a lucrar os EUA e talvez ‒ se sobreviver ‒ Israel). E no sentido de se evitar tal trajeto suicidário entendendo-se melhor as últimas afirmações oriundas do Irão (proferidas pelo Presidente do Irão Hassan Rouhani): "If Saudi Arabia, as a neighboring country, stops the bombing of Yemen from tomorrow, stops bowing to Israel and stands straight and relies on its own people and the region, then we will have no problems with them."

 

(imagens: rt.com/ibtimes.co.uk/asiatoday.in)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:41
Segunda-feira, 11 DE Dezembro DE 2017

Snooker ‒ Final do UK Championship

FINAL

Ronnie O’Sullivan ‒ 10 Shaun Murphy ‒ 5

 

Disputou-se este domingo 10 de Dezembro a final do UK CHAMPIONSHIP com o Vencedor do Troféu a arrecadar uma quantia na ordem dos 193 mil Euros. E com o vencedor a ser:

 

wire-1886856-1512950449-574_634x425.jpg

Ronnie O’Sullivan

5XCampeão do Mundo

Vice-Líder do RM

(Líder do RM época 2017/18)

 

Com o Penta-Campeão do Mundo THE ROCKET ‒ parecendo estar de regresso nesta época de 2017/18 do Circuito Mundial de Snooker ‒ a atingir a sua 3ªFinal assim como a sua 3ªVitória numa prova contando para o Ranking Mundial (além de outras 2 finais ambas perdidas mas não contando para o RM). Deixando o seu compatriota e oponente de hoje THE MAGICIAN também com 3 presenças em finais mas em todas sendo derrotado (mas por outro lado tendo ganho uma prova do circuito mas não contando para o RM). Num encontro em que Shaun Murphy ainda manteve o resultado equilibrado durante a 1ªsessão (4-4 ao intervalo) mas que na 2ªsessão Ronnie dominou (a partir do 11ºframe) vencendo claramente (6-1) ‒ colocando o resultado final em 10-5 a favor de THE ROCKET.

 

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

F

FINAL

RONNIE O’SULLIVAN

ING

4

10

SHAUN

MURPHY

ING

6

5

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

F

1ªR

J

Page

GAL

-

6-3

H

Akbar

PAQ

129

6-1

2ªR

M

Georgiou

CHI

72

6-1

L

Highfield

ING

68

6-5

3ªR

M

White

GAL

28

6-1

J

Robertson

ING

35

6-3

4ªR

A

Songsermsawad

TAI

75

6-5

R

Walden

ING

23

6-1

QF

M

Gould

ING

19

6-3

M

King

ING

21

6-1

MF

S

Maguire

ESC

18

6-4

R

Day

GAL

16

6-3

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frame R: Ronda QF: Quartos- Final MF: Meia-Final)

 

UK1.jpgUK2.jpg

O escocês Stephen Hendry (7XCampeão do Mundo ‒ incluindo aquando desta final ‒ 24 anos) e o inglês Ronnie O’Sullivan (5XCampeão do Mundo ‒ sendo o jogador mais jovem ganhando uma prova do RM ‒ 17 anos) após a conclusão do 1993 UK Championship, ganho por Ronnie por 10-6

 

E com esta 3ª vitória em provas contando para o RM e confirmando o regresso de THE ROCKET, a importantíssima conquista da Vice-Liderança do Ranking Mundial assumida por Ronnie O’Sullivan (após a sua vitória no UK CHAMPIONSHIP) e o seu lugar destacado na liderança do RM desta época (2017/2018). Retornando a tempos passados talvez estando (de novo) lançado à liderança do RM (de momento nas mãos do Campeão do Mundo Mark Selby) e talvez mesmo ao Hexacampeonato (6ºtítulo Mundial). Destacando-se ainda pela positiva (na sua evolução no RM) Shaun Murphy e Mark Williams e em sentido contrário (pelas suas más prestações) Barry Hawkins e Marco Fu.

 

RM

J

N

RM (Época)

1

Mark Selby

ING

4

2

Ronnie O’Sullivan

ING

1

3

Judd Trump

ING

3

4

Ding Junhui

CHI

7

5

John Higgins

ESC

9

6

Shaun Murphy

ING

5

7

Barry Hawkins

ING

41

8

Mark Allen

NIRL

8

9

Marco Fu

HK

46

10

Mark Williams

GAL

6

Top 10 do RM

(geral e da época)

 

Iniciando-se já esta 2ªfeira a 12ªprova do Circuito Mundial (desta época e a última prova deste ano) com a disputa entre 11 e 17 de Dezembro do SCOTTISH OPEN (detentor do troféu MARCO FU/HK). Com a curiosidade de THE ROCKET ir defrontar o cipriota Michael Georgiou (na 1ªronda do OPEN) seu adversário no Uk Championship e tendo-vencido por 6-1 (aí na 2ªronda). E finalmente concluídas as primeiras 15 provas desta época (11 contando para o RM e 4 não contando para o RM) apenas com 2 jogadores a terem ganho mais do que 1prova (de um total de 12 jogadores vitoriosos): Ronnie O’Sullivan (3) e Mark Williams (2).

 

(imagens: dailymail.co.uk/Richard Sellers/PA e GC/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:24
Sábado, 09 DE Dezembro DE 2017

O Peixe Mola Alexandrini

O Grande

Peixe Mola Alexandrini ‒ O Mais Pesado Peixe do Mundo

(um Vertebrado tendo como uma das suas caraterísticas possuir um Esqueleto Ósseo)

 

aHR0cDovL3d3dy5saXZlc2NpZW5jZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMD

O Peixe Mola mola

(da família do Peixe-Lua e primo do grande Mola Alexandrini)

 

DIMENSÃO

 

Há algum tempo atrás considerado Um Dos Mais Pesados Peixes Do Mundo ‒ possuindo uma Estrutura Óssea (e não apenas cartilagens) o PEIXE-LUA (podendo atingir até 3 metros de comprimento) era igualmente considerado O Maior Peixe Vivendo Nos Oceanos (neles sendo suplantado por animais como por exemplo a Baleia um mamífero):

 

Ao contrário de outros grandes peixes (possuindo apenas cartilagens), com a sua Estrutura Óssea a torna-lo (obviamente) Mais Pesado, com forma comprida e achatada (tipo panqueca/roda) e os tais 3 metros de comprimento: dando-lhe uma estrutura (central) de apoio capaz de o transformar num Monstro (em peso e tamanho).

 

PESO

 

E como Maior Peixe do Mundo levantando-se a dúvida se seria simultaneamente (ou não) o Mais Pesado Peixe do Mundo: questão (parcialmente) resolvida aquando da descoberta do Peixe Mola mola (uma espécie de Peixe-Lua) registado no Guiness (livro mundial de recordes) como O Mais Pesado do Mundo.

 

Recentemente com o título de PESOS a ser ligeiramente corrigido (por um familiar) e com o PEIXE MOLA ALEXANDRINI a tomar a dianteira (sobre o Mola mola) como O MAIS PESADO (e por associação sendo provável e igualmente o MAIOR): um Peixe podendo atingir os 3 metros de comprimento e Uns 2300Kg de Peso.

 

ASSOCIAÇÃO

 

Com a Baleia-Azul a ser o Animal MAIS PESADO (e simultaneamente de Maior Dimensão ‒ uns 30 metros) habitando os nossos oceanos (mais de 410 000 lbs) ‒ ultrapassando de longe o maior animal terrestre o Elefante Africano (mais de 14 000 lbs) e até mesmo o crocodilo (9º da lista) vivendo em ambiente aquático (mais de 2 300lbs);

 

E com o MAIOR Animal (para além da referida Baleia-Azul a 1ª) a ser de novo outro ser vivo marinho a Lula-Gigante (18m/27m apesar da maior reportada ter apenas 14m), logo seguido (como não poderia deixar de ser dado o seu peso) pelo Elefante Africano (3ª com uns 11 metros) e a alguma distância pelos Crocodilos (7º sendo de água-salgada e atingindo mais de 6 metros).

 

Como curiosidade seguindo-se (entre outros e de forma decrescente em tamanho) a Anaconda, o Gaur (bisonte indiano) e ainda o Peixe-Lua.

 

(alguns dados e imagem: livescience.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:51

pesquisar

 

Dezembro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro