O Sentido da Visão

Olho de Horus

 

Símbolo do poder

 

A Terra ainda respira pelos poros da sua pele, espalhando à sua volta, toda a vida que a suporta e toda a beleza que dela exala: o seu odor sente-se, na diversidade da profusão das suas cores naturais. Não existe limite para a beleza – ela impõe apenas a nossa presença e o pleno usufruto da Natureza. O movimento é a sua última essência e a cor a sua evidência.

 

Pôr-do-Sol

 

Tanzânia – Serengeti

 

Paisagem em camadas sobrepostas, onde cada nível de estratos, se mistura e confunde com o nível adjacente: a vida é assim, não tendo princípio nem fim.

 

Pássaros

 

Brasil – Pantanal

 

A vida está em todo o lado do mundo e de um ponto qualquer, ela pode emergir e transmitir ao outro mundo que criamos, a mensagem de que, mesmo de onde menos se espera, a vida pode surgir e fluir pelo espaço, ondulante, envolvente e sufocante, como o vento dum deserto.

 

(Fotos – Google & National Geographic)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:14