mais sobre mim

subscrever feeds

Domingo, 19 DE Agosto DE 2012

Amizade e Compreensão

Estava eu a consultar as últimas notícias sobre a WIKILEAKS e a sua ligação ao caso jurídico que envolve um dos seus fundadores, JULIAN ASSANGE – e que agora voltou à ribalta informativa com o pedido de asilo político, solicitado ao Equador através da sua embaixada em Londres, onde JA se encontra refugiado – quando na continuação da minha ronda pela web, me deparei com esta notícia da revista VISÃO:

 

Abraço entre gorilas irmãos espanta tratadores

 

Depois de quase três anos separados, KESHO, de 13 anos, e o irmão mais novo, ALF, de 9, reconheceram-se imediatamente e abraçaram-se assim que os libertaram das jaulas em que os mantiveram durante 24 horas por precaução.

 

O exemplo dado pelos gorilas do Zoo de Dublin, KESHO e ALF

 

A associação de ideias entre estes dois acontecimentos foi imediata e questionei-me sobre a possibilidade de representantes oficiais do Equador e da Suécia, se reunirem amigavelmente para resolver este problema, sem se deixarem pressionar por múltiplas questões de interesses colaterais, como as já bem demonstrados por países como os EUA e o seu amigo Reino Unido – e agora complementadas com posições sucessivas de apoio à atitude tomada pelo Equador por outros países da América do Sul.

 

Podiam-se abraçar, beijar e esquecer os problemas inúteis provocados anteriormente. E entender definitivamente que a compreensão e a amizade são das poucas coisas que ainda temos e que devemos para sempre tentar preservar. Como o fizeram neste caso exemplar e significativo – para a nossa escala – os nossos nobres colegas primatas.

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:55
Domingo, 19 DE Agosto DE 2012

Qual Será o Valor De Uma Vida? E de Muitas Vidas?

“A morte não é solução, apenas uma das vias para a extinção”

 

Apenas queriam melhorar as suas condições de vida, mas alguém deu prioridade à defesa das suas minas – amigos, amigos, negócios à parte! Lembram-se? Aqui, também se pensa assim.

 

Polícia da África do Sul mata 34 cidadãos negros e fere outros78, dezoito anos passados sobre o fim do apartheid

 

O que significa matar e como é que se detém esse direito?

 

Este episódio serve para lembrar aos portugueses que aqueles que nos mantiveram durante cinquenta anos debaixo da sua bota hierárquica – violando o nosso corpo e mutilando a nossa alma – nunca nos abandonarão por sua própria iniciativa.

 

Mulheres e homens em manifestação dita violenta obrigam polícias a disparar

 

Para isso criaram por seleção artificial os seus futuros herdeiros, nascidos antes de Abril, saneados depois de Abril para uma cura de desintoxicação e finalmente mobilizados em força e em festa – para a democracia – aquando da chuva torrencial de dinheiros comunitários.

 

Treino de fogo real com alvos também reais?

 

É claro que entretanto serviram os capachos societários – grupo de mercenários sempre dispostos a fazer tudo por dinheiro – aqueles seres que toda a gente sabia odiar, mas de que toda a gente tinha medo porque eram eles os moralistas e aqueles que arranjavam emprego!

 

Não é abatendo as pessoas que se passa por cima delas

 

Portugueses:

Não se esqueçam mais uma vez de votar em consciência naqueles ricos e bem-vestidos escolhidos em concursos secretos e privados – com regras estabelecidas pelos mesmos – que afirmam apenas querer defender-nos e proteger-nos, das nossas próprias e ingénuas ideias.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:39

pesquisar

 

Agosto 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
22
26

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro