mais sobre mim

subscrever feeds

Sábado, 31 DE Janeiro DE 2015

A Cereja no Topo do Bolo

Apelando constantemente à inutilidade da Cultura e ao fim da Memória é fácil subjugar alguém. Deste modo e sem alternativa possível, mais uma vez uma ideologia local (minoritária) corre o risco de ser esmagada pela ideologia global (maioritária): e isto é Democracia.

 

syriza-2.jpg

Bandeira do Syrisa

 

Ainda o SYRISA não tinha consumado em definitivo a sua vitória esmagadora (a dois lugares da maioria absoluta) nas Eleições para o Parlamento da Grécia e já começava em força a campanha vinda do exterior tentando desacreditar o partido e confundir a população que acabara de exercer livremente (e sem ilegalidades) o seu direito cívico.

 

Segundo investigações levadas a cabo pela cadeia televisiva CNN (a versão norte-americana da RT, mas ao contrário da forte expansão desta, em completa e irreversível decadência de audiências e influência global) e utilizando sem vergonha ou o mínimo de deontologia profissional o miserável instrumento da fonte anónima, eis que o SYRISA é atirado às feras através da publicação de uma simples e inocente notícia, não confirmada, não identificada e que até poderia ser da autoria da própria CNN: estariam já instalados na Grécia mais de duas centenas de terroristas do ISIS.

 

É claro que aqui não interessa aprofundar muito este assunto (tempo é dinheiro) esclarecendo-o de vez (mas afinal o que é a verdade), até porque se a descoberta e publicação da notícia a partir de Domingo (o dia das eleições) era no mínimo estranha – no fundo só nos informando que os terroristas já lá estavam muito antes do acto eleitoral (com um Governo controlado pela Nova Democracia) – por outro lado o que deveria interessar à CNN e a qualquer outro jornalista imparcial e idóneo, seria descobrir o financiador dos mesmos e de todos os actos criminosos por eles perpetuados.

 

O problema é que sempre que olhamos um pouco para o lado em zonas cada vez mais violentas e conflituosas em expansão um pouco por todo o mundo, sempre reparamos (por acaso ou mera coincidência, mas sempre para prestar auxílio) na presença norte-americana. E todos nós sabemos que quem controla os órgãos de comunicação social controla meio mundo e que com um trabalho paciente, persistente e mentalmente intrusivo exercido sobre todos nós é sempre possível construir um cenário ilusório e impô-lo sem qualquer tipo de problemas como real (em último caso aplicando a lei de uma forma prepotente e se necessário acompanhada pelo poder hierárquico e castigador das armas).

 

E como nada fica perfeito sem que se coloque a cereja no topo do bolo (já que o SYRISA ganhou, que a festa continue), a parada psicótica entretanto aumentou, com a mesma fonte anónima a garantir agora (e como anteriormente previra, mas ainda não divulgara) que neste contexto político estavam cridas todas as condições para a Grécia poder evoluir, de possível alvo de um atentado a um local de passagem dos terroristas.

 

isis-islamic-state-says-will-raise-flag-of-allah-i

Terrorista do Estado Islâmico

 

Ou seja – desvendando a subsequente mensagem subliminar: com a presença do SYRISA no poder, os terroristas não só teriam um novo local de descanso nas suas viagens entre o ocidente e o oriente, como também começariam a utilizar este país como base de apoio logístico, de recrutamento e até de financiamento. Alto lá e pára o baile: mas a Grécia está na bancarrota ou está ao nível dos EUA?

 

Todos nós sabemos que estamos entregues aos bichos, não sendo só quando morremos. Mas apesar de todo este sofrimento por que temos passado ainda existe uma ligeira esperança na bondade do nosso semelhante e se já não acreditamos nos ascendentes que nos mentiram e tramaram (através dos nossos pais,) talvez por aparentemente partilharmos um caminho comum até que a morte nos leve e só aí nos separe (a todos e sem excepção) acreditamos mais uma vez e cedemos aos seus descendentes.

 

Num mundo dito global em que a esmagadora dos seus mais de 7 triliões de habitantes são tratados como simples peças de um jogo – por Russos, Chineses, Árabes, Norte-Americanos e outros poderosos ligados às diferentes máfias democráticas ou ditatoriais adeptas da corrupção – tudo o que agora acontece é já parte integrante de um Todo Poderoso Irrevogável, levando-nos dolorosa mas realisticamente a pensar que qualquer tipo de protesto ou discordância acabará na nossa simples e ignorada destruição.

 

E talvez com o apoio de todas as suas vítimas e depois de as deixarem algum tempo a filosofar, na Grécia e para gáudio de todo o tipo de abutres, os Predadores ganharão. Pelo menos é o que eu depreendo das pistas premonitoras da nossa Fonte Anónima: só é pena não saber quem é, pois até a minha prima está na Grécia e sabe um pouco de tudo. Quanto pagam?

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:20
Sábado, 31 DE Janeiro DE 2015

40°C Negativos

A região da Sibéria tem uma área superior a metade da Rússia: e se a planície ocidental antes rica em terras de pastagem empobrece cada vez mais, em contrapartida o planalto central é bastante rico em minérios e gás natural.

 

B8fvm5hCMAITcmu.jpg

 

No início deste mês de Janeiro uma grande tempestade atingiu a cidade siberiana de Dudinka, deixando mais de 20.000 pessoas sem água nem electricidade.

 

Debaixo de temperaturas baixíssimas que chegaram a atingir os -40°C e sem poderem recorrer a qualquer tipo de aquecimento, os seus cidadãos chegaram a viver momentos de verdadeiro desespero.

 

À sua volta tudo estava congelado, os acessos encontravam-se impraticáveis e quanto a resposta das autoridades era o mesmo que nada.

 

E como é feio apontar já que as autoridades não gostam disso, só hoje e devido a inúmeras tentativas de censurar o acontecimento, é que as primeiras imagens deste sofrimento chegaram ao outro lado do mundo.

 

B8fvm6VCYAAeKNI.jpg

 

Mas como sempre o fez e devido à experiência e preserverância de uma luta de muitos milénios, o povo lá arranjou forças para resistir, tentando encontrar no seu desespero mais uma ponta de esperança.

 

Mas com a sua localização mesmo ao lado do Oceano Árctico, em zonas onde as temperaturas mínimas se aproximam muitas vezes dos -60°C, o significado imediato a tirar destes últimos acontecimentos apenas anuncia que apesar da esperança ser a última a morrer, no caso de Dudinka é a própria população que já acredita que a Natureza venceu.

 

E sozinhos, sem nenhum tipo de apoio e com os elementos contra nós é muito difícil resistir.

 

(dados e imagens – The Watchers)

tags:
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:56
Sábado, 31 DE Janeiro DE 2015

Portugal é Demais

Nós é que não queremos ver!

 

13855821622607.jpg

Actual Bastonária da Ordem dos Advogados

 

Consideradas as declarações seguintes como verídicas (RR – Em Nome da Lei) e públicas, ao Ministério Público só resta uma solução: processar imediatamente quem as fez, neste caso a Bastonária da Ordem dos Advogados. Ora vejam lá, se não concordam comigo:

 

“Se o próprio Ministério Público participa nessas fugas parece-me que será difícil encontrar os culpados.”

 

“É a própria investigação criminal que entrega e tem relações perigosas e promíscuas com a comunicação social.”

 

“Este caso evidenciou que ainda antes de haver advogados no processo já se violava o segredo de justiça.”

 

“Aquilo que viu publicado numa determinada comunicação social correspondia 'ipsis verbis' àquilo que viu no processo”.

 

O problema é que o próprio Ministério Público também terá que provar para toda a opinião pública (por muito que a odeiem) que tudo o que nós observamos é mentira e não (como a muitos de nós parece) uma fotografia integral e ilegal daquilo que seria o segredo de justiça. Por eles e como dever obrigatório guardado.

 

Processam, não processam? Eu acho que no fim vamos todos assobiar.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:52
Sexta-feira, 30 DE Janeiro DE 2015

Eleições em Israel

No dia 17 de Março deste ano o estado de Israel vai realizar as eleições para a escolha do seu novo Parlamento, do qual dependerá a formação do seu novo Governo.

 

mapa-israel.gif

 

Neste momento as sondagens indicam que os Trabalhistas israelitas vão à frente (centro-esquerda), apesar de no seu conjunto as forças de Direita terem no seu conjunto maior percentagem (52-41).

 

Partido Sector Lugares
Lavor/Livni  Centro-Esquerda  25
Likud  Direita  23
Jewish Home  Direita  15
United List  Árabe  12
Yes Atid  Centro-Esquerda  10
Kulanu  Direita  8
Shas  Ultra-Ortodoxos  7
UTJ  Ultra-Ortodoxos  7
Meretz  Centro-Esquerda  6
 Israel Beiteinu  Direita  6
 Ha'am Itanu  Ultra-Ortodoxos  1
 Total Lugares  ---  120

(maioria: 61 lugares)

 

No entanto e como sempre acontece em Israel os pequenos partidos poderão ter um importante papel a desempenhar nestas eleições, neles se incluindo os partidos ultra-ortodoxos (15) e a coligação árabe (12).

 

Neste momento tudo ainda pode acontecer, com a decisão final a ser tomada pelos eleitores no próximo mês de Março e com os resultados a dependerem daquilo do que até lá se poderá passar: em Israel e fora de Israel.

 

Sector Lugares
Direita 52
Centro-Esquerda 41
Ultra-Ortodoxos 15
Árabes 12

 

Estes valores representam os valores médios aproximados de três sondagens realizadas em Israel entre os dias 26 e 27 de Janeiro.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:48
Sexta-feira, 30 DE Janeiro DE 2015

Direito de Reserva

"Todas as audiências com o Presidente da República são reservadas."

 

14065741212852.jpg

A Guerra Civil ainda agora começou
(mas já se contam as armas pesadas)

 

Mas o que é isso? Também tenho direito?
Melhor: também quero!

 

"Quem fala com um Presidente da República tem que ter a certeza de que aquilo que lhe conta não será dito por ele a mais ninguém."

 

Afinal de contas um político não passa de um padre, limitando-se a ouvir os lamentos dos pecadores. A prova?

 

"O Presidente da República não tem esclarecimentos adicionais a prestar. Desde logo porque não tem nenhuma competência executiva, não toma nenhuma decisão em relação ao sistema financeiro ou a qualquer outra área. Os senhores ainda não perceberam bem o que é a vida de um Presidente da República. Já deu mais de 2.500 audiências. Essa [com Salgado] é apenas uma."

 

E assim se confirma a afirmação, Presidente = Padre (neste caso talvez Bispo):
- Não pode divulgar a confissão;
- Não pode decidir o nosso destino, enviando-nos para o Paraíso/Purgatório/Inferno;
- Como Padre sente-se um incompreendido, ele que já esteve em 2.500 confissões.

 

“É mentira, é mentira.”

 

E se ter vocação para Bispo (ou até Cardeal) é muito semelhante a ter-se vocação para Presidente, porque não propor um representante do Papa para ocupar esse cargo?

 

Como assim (e noutras coordenadas) em tempos ainda não muito remotos um dos nossos grandes Iluminados, ex-discípulo do Comunismo e actual discípulo do Capitalismo, propunha Mao Tsé-Tung a Presidente e Zhou Enlai a Primeiro-Ministro.

 

Além do mais (e não se esqueçam por ser importante) não teríamos que assistir vezes sem conta a alguém a gritar mentira (superando as três vezes de Judas), renegando o seu passado e o seu presente, por ter medo do seu futuro.

 

Mas será que as piadas têm graça, quando são contadas pelos políticos?

 

(texto a negrito e itálico: Presidente – imagem: i)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:36
Quinta-feira, 29 DE Janeiro DE 2015

No Mínimo Eram 6

Afinal de contas os participantes VIP (entretanto identificados) presentes nos encontros religiosos promovidos pelo Espírito Santo eram seis:

 

pentecostes82.jpg

A Presença Omnipotente do Espírito Santo

 

 

Sacerdotes Encontros Datas
Cavaco Silva 2 31.03; 06.05
Passos Coelho 2 07.04; 14.05
Paulo Portas 1 20.05
Luís Albuquerque 2 08.04; 14.05
Carlos Moedas 1 02.05
Durão Barroso 2 22.04; (Maio)

 (datas aqui referidas ocorridos em 2014)

 

 

A informação foi prestada pelo próprio Espírito Santo, dado que os seus discípulos participantes nestes encontros Eclesiásticos, já não se recordavam da sua realização.

 

No entanto persiste uma dúvida: pelos textos das escrituras eles deveriam ser mais.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:57
Quinta-feira, 29 DE Janeiro DE 2015

O Cometa Lovejoy (C/2014 Q2)

Prestes a atingir o seu periélio (a poucas horas deste evento astronómico) o cometa C/2014 Q2 continua a afastar-se do nosso planeta:

 

comet-lovejoys-path.png

Posição do cometa a 18 de Janeiro

 

Velocidade 37 km/s
Distância ao Sol 193.039.826 km (em lenta aproximação)
Distância à Terra 108.886.104 km (em rápido afastamento)

 (29 de Janeiro – 16:05 hora de Portugal)

 

images.jpg

Imagem do cometa a 27 de Janeiro

 

O cometa voltará a este canto do Sistema Solar daqui a 8.000 anos. Como se sabe a 7 de Janeiro deste ano o cometa atingiu o seu ponto mais próximo da Terra, a uma distância de mais de 70.000.000Km (mais de 180x a distância Terra/Lua).

 

(emissão relativa ao evento a ter início hoje por volta das 22:30 portuguesas – periélio do cometa C/2014 Q2 – live.slooh.com)

 

(imagens – livecometdata.com e flickr.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:55
Quinta-feira, 29 DE Janeiro DE 2015

Natural & Artificial

Marte desloca-se na sua órbita em torno do Sol (que dura aproximadamente dois anos) a uma velocidade de 24Km/s. Tem um diâmetro perto dos 6.800Km, uma força da gravidade quase 1/3 da registada Terra e dois satélites a acompanhá-lo: Deimos e Fobos. A duração do seu dia é muito semelhante ao dia terrestre, registando à sua superfície temperaturas que podem variar entre 140°C negativos e 35°C positivos (com a temperatura média andando pelos 60°C negativos). E se não fossem estas grandes amplitudes térmicas registadas ou as fortes radiações que penetram a sua débil atmosfera, certamente que para qualquer terrestre o seu ar seria impeditivo para a sua sobrevivência: presença avassaladora de dióxido de carbono (95%) e o resto gases tóxicos com pouco mais de 0,2% de presença de oxigénio.

 

PIA17918.jpg

Marte – MRO – Ascraeus Mons

19.04.2014

 

Um fenómeno poderá ter origem natural, artificial, ser uma mistura de ambas ou nada ter a ver mesmo com elas: ser apenas algo mais (real) e um produto do tempo (simulado) – talvez para nos entretermos (com sinais) e desvendarmos mistérios (e tecnologias).

 

Utilizando uma infinidade de pontos, definindo com eles um infinidade de planos e transformando-os numa infinidade de espaços, poderemos numa das etapas deste processo evolutivo, talvez por acaso talvez por necessidade, criar uma imagem – e a partir daí elaborar um novo objecto, demonstrando com a sua presença a influência do sujeito. O Universo existe devido a uma conjugação complexa entre caos e organização, resultando essa mistura de parâmetros aparentemente contrários mas que se completam, no aparecimento de geometria e na origem da vida: e se a vida é um episódio da evolução conjunta entre caos e organização, tudo o que desafia o aspecto natural deste mundo, só pode ter tido origem numa das mais espectaculares criações deste duo: para nós o Homem, para um qualquer alienígena um Semelhante. E se a geometria é um indício, também o pode ser de vida.

 

Para um leigo que se põe a olhar para imagens da superfície de Marte, a primeira sensação que se tem (ao olhar para muitas das suas paisagens calcinadas) é que algo de avassalador e catastrófico se terá passado num passado distante da história desse planeta.

 

Nesta imagem obtida pela sonda norte-americana MRO (colocada em órbita de Marte), é bem visível na superfície deste nosso planeta vizinho, os contornos de uma misteriosa figura a que alguns astrónomos chamam “o Coração”. Logicamente que a sua origem será natural, artificial ou uma mistura de ambas. Mas o mais aceitável é que diversas interacções com o planeta se tenham registado durante a História de Marte e que tenham sido a Matéria e a Energia os dois factores primordiais (sempre interligados, interdependentes e complementares) que aí intervieram: interagindo deram origem à vida e em conjunto prosseguiram o seu trajecto comum. Deste modo porque não aceitar como uma acção conjunta, o aparecimento deste “coração”? Se o Homem (ou qualquer outro tipo de referência paralela, como o Homem Alienígena) representa uma parte desse produto final, qual a razão porque sempre que somos colocados perante situações como esta, recusarmos sempre como uma explicação possível a intervenção de qualquer entidade ou ser vivo? Se calhar será porque, não sendo nós, mais ninguém será. Defeito de fabrico.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:08
Quarta-feira, 28 DE Janeiro DE 2015

A Suíça está Louca (ou será estratégia?)

Quando um leigo em economia vê um estado como a Suíça recusar a equiparação da sua moeda com a moeda Europeia (como se de uma praga se tratasse), só podemos ficar a pensar em tudo o que estará por trás deste esquema. Nunca se esqueçam da especificidade Suíça, dos Estados Unidos e da sua política na Europa (em que o seu adversário é a Rússia).

 

aHR0cCUzQSUyRiUyRnJ5bmVremxvdGEyNC5wbCUyRndwLWNvbn

Dragui olhou para o lado e encontrou a solução:
Colocar as impressoras a fazer horas extras!

 

Swiss De-Pegging Reveals Worthless Western Currencies

 

Jeff Nielson, 21 January 2015
Bullion Bulls Canada
(bullionbullscanada.com)

 

A major economic event has occurred. The government of Switzerland ended its “peg” to the euro with its own currency, the Swiss franc. This resulted in the franc catapulting higher in its exchange rate versus the euro (as well as other currencies). We know this is a major economic event, because the Corporate media has expended a considerable amount of time/energy “covering” and “explaining” this event.

 

However, as all regular readers know; the Corporate media doesn’t engage in its coverage and explanations to provide information to the general public. It does so to provide misinformation, i.e. propaganda. We see this dishonesty evidenced by the efforts of the Corporate media to portray this move as a surprise.

 

The Swiss National Bank stunned markets on Thursday, when it scrapped its three-year-old peg of 1.20 Swiss francs per euro.

 

The obvious question which arises in the minds of those viewing this lie is this: since the Swiss government had no choice but to end the peg; how can doing something it had to do be considered a surprise? This question becomes “obvious” as soon as readers are given an explanation of how a government “pegs” a currency, and why a government pegs a currency – something which the propaganda machine refuses to do.

 

“Pegging” a currency is a simple, brute-force act of market manipulation. Indeed, the manipulation is directly implied in the term itself. In a world of (supposedly) “floating markets”; one government endeavours to literally “fix” its currency to another, at a constant rate of exchange. As regular readers have been told on many previous occasions; no form of market manipulation can be maintained permanently, since any ongoing manipulation creates greater and greater economic imbalances – and thus ever-increasing “pressure” in markets to correct this imbalance.

 

Therefore the day that Switzerland’s government began this act of currency manipulation, it already knew that this could only be a temporary band-aid. Thus we immediately see that the efforts of the Corporate media to depict this as a surprise are obvious lies. But it brings us to the second question (which the Corporate media also refuses to answer/explain); why did Switzerland’s government originally feel compelled to engage in this unsustainable policy of market-manipulation?

 

Typically, when one government seeks to “peg” (fix) its currency versus another currency, it is a stronger currency being pegged to a weaker currency, as we saw with China’s peg to the U.S. dollar. The motive for stronger currencies being pegged to weaker ones is relatively simple.

 

When a currency rises in value; this is almost always good for the people of that jurisdiction, but usually bad for the government. Why is this? Simple. As holders of that currency; the people naturally benefit, because as the currency rises in value, so does their purchasing-power – they get more “bang” for every “buck”.

 

Conversely, as (inevitably) the biggest Debtor of that currency; governments don’t like to see their currency rise in value because it increases the “size” of their debts (in real dollars). The second reason why governments like to debase their currencies (rather than allow them to rise in value), is the silly “import/export game” in which nearly all governments now engage.

 

(continua)

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:13
Terça-feira, 27 DE Janeiro DE 2015

E no Fim ficou a Corporação

Trilogia Evolucionária do Poder
Estado→ Privado→ Corporação
(ou de como sobrepor a segurança de alguns à liberdade de todos)

 

Se recuarmos quase um século na nossa História atingimos o ano de 1917 e o início da Revolução Russa: nesse ano o seu regime monárquico seria forçado a renunciar ao poder, com o czar Nicolau II e toda a sua família a serem posteriormente executados. Entre muitos outros factores em jogo neste complexo cenário, o início da deposição do regime (nesse preciso momento da história da Rússia) tinha como causa principal e imediata a revolta popular de São Petersburgo, assumida pela sua população como resposta solidária contra a violência imposta nas ruas pelo seu czar e os mais de 1.500 mortos e muitos mais feridos provocados: aí a bolha rebentou.

 

24E45D0F00000578-2919540-image-m-63_1421825283860.24E45BEC00000578-2919540-Carlos_Slim_Helu_s_net_wo24E45C1100000578-2919540-Amancio_Ortega_s_net_wort

Três bilionários – Bill Gates, Carlos Slim e Amancio Ortega

 

Por essa altura já o Estado assumia um papel fundamental no desenvolvimento económico das sociedades modernas, chamando a si as rédeas do poder e legislando sempre que possível de modo a salvaguardar a sua soberania e o bem-estar geral dos seus cidadãos. A única diferença que iria distinguir a organização das duas sociedades que iriam servir de referência para o resto do mundo (dividindo-o em duas fortes esferas de influência a soviética e a norte-americana) e dar origem à infindável e quase familiar Guerra-Fria, residia no facto de no caso da União Soviética estarmos (já) perante um caso típico de monopólio (de uma única entidade neste caso o Estado (e que impedia o acesso de outros ao poder), enquanto que no caso dos Estados Unidos (talvez provocado pela profusão de estados com interesses diferenciados e por vezes contraditórios) os centros de poder eram múltiplos – apesar de (e como hoje se pode facilmente constatar) também caminharem para o mesmo destino dos chamados capitalistas de estado: o mesmo exercício mas aqui aplicado em nome do capitalismo privado.

 

Mas o que mais me aflige e que cada vez mais se apresenta como uma certeza, é a evolução que a nossa sociedade parece estar a tomar, relativamente à estrutura futura de poder. Depois de nos termos entretido durante anos e anos a analisar a estrutura da Pirâmide Social tentando compreender melhor a nossa organização, como ela ali chegou e como é que dali se poderia evoluir (em vez de tentarmos definitivamente sair desses enredos de lobotomia mental), parece que face à nossa indiferença factual e à aceitação tácita da nossa insignificância, o trajecto já está definido e como tal, a transformação será inevitável:
- Primeiro veio o Estado;
- Depois veio o Privado;
- E no fim restará a Corporação.

 

24E4626500000578-2919540-image-a-37_1421824218010.

Actualmente 80 bilionários possuem o mesmo que 3,5 triliões de pessoas

 

Uma consequência esperada e natural de todo este processo (já confirmada em etapas anteriores), será mais uma vez o reforço da Segurança e a secundarização da Liberdade – e a prevalência da exigência de qualidade face à ultrapassada obsessão moral pela quantidade. E a partir daí é só tirar conclusões.

 

(imagens – georgianewsday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:20

pesquisar

 

Janeiro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro