mais sobre mim

subscrever feeds

Segunda-feira, 30 DE Novembro DE 2015

Clima e Terrorismo

A luta pela preservação do planeta nunca existiu. E no entanto até hoje o Homem nunca se superiorizou à Natureza: só de uma forma artificial e temporária. Mas quem precisa de quem?

Screen-Shot-2015-11-24-at-12.50.05-PM-998x639.jpg

Barack Obama

 

Quando Barack Obama apresentou neste fim-de-semana em Paris (durante a Cimeira Mundial sobre o Clima) a Luta travada contra as Alterações Climáticas e o Aquecimento Global como uma grande vitória (futura) na Luta contra o Terrorismo Global, só podia estar mesmo a brincar.

 

Primeiro porque a contribuição dos EUA para o acelerar destas alterações climáticas de consequências extremamente negativas e globais (e que já se verificam) tem sido inequívoca (a par do outro estado altamente poluidor como a China) e determinante (para o resultado final) por parte dos norte-americanos. E pelo que têm feito até hoje – de consistente e credível – bem que poderemos esperar sentados e morrer anestesiados (asfixiados).

 

Segundo porque (e tal como no caso das Alterações Climáticas) a posição dos EUA quanto ao tema da Luta contra o Terrorismo Global é na sua essência e na prática dúplice: na sequência da sua campanha de exploração extrema do território e da progressiva e deliberada desertificação humana de certas regiões do nosso planeta, a zona do Médio Oriente tornou-se pela omnipresença do petróleo e pela sua baixa densidade populacional, um ponto de grande cobiça propício para diferentes tipos (e estatutos) de mercenários. Apoiando na retaguarda os mais diversos grupos terroristas (alguns deles como as suas criações Al-Qaeda e Estado Islâmico), através do fornecimento de armamento sendo transacionado por sua vez por outros poderosos patrocinadores e financiadores do Terrorismo Global, como os Estados do Golfo (Arábia Saudita à cabeça) e agora (por ser mais visível desde o abate provocatório/deliberado do bombardeiro russo) a Turquia (um parceiro da NATO): deixando os terroristas serem armados através de fronteiras porosas como as da Turquia e recebendo este país em troca os benefícios do tráfico ilegal de petróleo oriundo do Estado Islâmico (e mais uma promessa de entrada na CEE). Além do enorme fluxo de refugiados fugindo das diferentes zonas de guerra e agora rumando em direção ao coração da Europa com muitos lobos disfarçados de ovelhas num imenso rebanho perdido.

 

Se o tratamento que os EUA têm programado para a resolução positiva do problema das Alterações Climáticas for semelhante ao tratamento que as autoridades norte-americanas têm dado até agora à questão do Terrorismo Global, então a única coisa que poderemos fazer para nos entretermos e divertir-nos até encontrarmos a solução para estes dois grandes dramas existenciais (já que até agora ninguém fez nada para os resolver) será apostar e ver quem ganha primeiro: o Homem ou a Natureza.

 

(imagem: c-span.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:26
Sexta-feira, 27 DE Novembro DE 2015

Dunas de Marte

Numa das últimas imagens enviadas a partir do Espaço para o planeta Terra, as câmaras de um dos dois veículos da NASA atualmente circulando no nosso vizinho planeta Marte (neste caso a CURIOSITY),

 

“Mostram-nos mais um extenso cenário dunar sobre a superfície do misterioso planeta vermelho.”

 

NLB_501719368EDR_F0511102NCAM00257M_.JPG

Marte – CURIOSITY ROVER – SOL 1174
(NAVCAM LEFT B – 25.11.15 – 10:47:58 UTC)

 

Numa região do planeta Marte onde provavelmente há muitos e muitos milhões de anos a sua superfície estaria coberta por um grande extensão líquida de água (menor que a área terrestre);

 

“Podendo estarmos atualmente a visionar o leito de um antigo e vasto oceano (marciano), onde até poderia existir vida por mais primitiva que fosse (o organismo).”

 

(imagem: NASA)

tags: ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:12
Sexta-feira, 27 DE Novembro DE 2015

Terrorismo de Estado

Claro com Água:
“Sem Estados Terroristas para os financiar, não existiriam Organizações Terroristas deles dependentes.”

 

isis_slaughter.jpg

 

A Rússia sentiu na passada terça-feira na sua própria pele o que representa para qualquer Estado soberano o seu envolvimento na Coligação Global contra o Terrorismo, desde que o mesmo coligado não se sujeite ao comando da maior potência mundial (os EUA) na sua estratégia nacional de supremacia global: numa ação provavelmente preparada e levada a cabo pela Turquia e com guia de marcha e luz verde dada pelos norte-americanos – e a pretexto de uma pretensa violação durante pouco mais de 15 segundos do espaço aéreo turco – um jato bombardeiro russo atuando no interior do espaço aéreo sírio foi atingido por um míssil ar/ar turco acabando por se despenhar (com os seus dois tripulantes a escaparem vivos).

 

Como todo o mundo sabe os EUA continuam a ser os únicos protagonistas ocidentais com peso financeiro e influência militar determinante nesta violenta e cada vez mais desagregada região do globo terrestre: e como qualquer bom comerciante com jeito para o negócio tendo agentes colocados em todos os lados preferenciais do conflito, de modo a sempre tirar dividendos e no fim estar do lado do vencedor (desde que se esqueça a história e se recompense de alguma forma os derrotados – e para isso servem as impressoras da moeda que tudo permite, o dólar). Nesse sentido com os EUA comandando todas as operações no terreno, tendo atrás de si e sempre que tal for necessário o seu outro instrumento militar alternativo (e justificativo por representação secundária – mas no entanto abrangente por englobar outros estados sem expressão mas aliados como é o caso da NATO) e fazendo sem ser questionado (e responsabilizado) tudo aquilo que lhe apetece, desde o sim até ao não.

 

Apoiando o SIM ao TERRORISMO GLOBAL ao dar cobertura ao financiamento e equipamento do Estado Islâmico e de todas as outras organizações terroristas gravitando em seu redor e atuando na Síria e no Iraque (até o próprio movimento rebelde autodenominado Exército de Libertação da Síria e apoiado pelo ocidente na sua luta contra o regime sírio) e contando para a concretização desse desígnio com o grande contributo da poderosa Arábia Saudita, fonte central do terrorismo global como o comprovam duas das suas maiores criações: a AL-QAEDA e o ESTADO ISLÂMICO (EI). Para já não falar nos serviços destes afiliados prestados na Líbia e recentemente no Iémen (com a destruição total destes dois estados). E do atentado em PARIS, da queda do avião russo e do outro atentado em Beirute (só para falar de três entre várias centenas/milhares de atentados, sempre com feridos e sempre com mortos – e sempre com muitos inocentes).

 

Apoiando decisivamente o SIM ao TERRORISMO GLOBAL ao dividi-lo em bons terroristas e maus terroristas: “Terrorismo é o uso de violência, física ou psicológica, através de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada, de modo a incutir medo, pânico e, assim, obter efeitos psicológicos que ultrapassem largamente o círculo das vítimas, incluindo, antes, o resto da população do território. É utilizado por uma grande gama de instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações políticas, grupos separatistas e até por governos no poder.” (wikipedia.org)

 

ISIL-invasion-e1404535165853.jpg

 

Desvalorizando o abate do jato russo pelo jato turco (por toda a história que nos foi tão mal contada, talvez por ser uma ação pré-planeada e certamente deliberada – basta reconstruir todo o friso cronológico associado a este episódio), ignorando o facto de ambos pertencer à Coligação Global contra o Terrorismo (de que Portugal faz parte) e não se preocupando minimamente com as mais que prováveis vítimas provocadas em tão estúpido incidente: e com todo o mundo a ver e a ouvir em todos os órgãos de comunicação globais, os terroristas gritando “Deus é Grande” enquanto iam metralhando os pilotos que caíam de paraquedas (fosse ou não fosse uma reportagem real, mas transmitida e propagandeada como tal). Nesta de terrorista bom terrorista mau, antiterrorista bom antiterrorista mau, se por acaso no decurso de um combate um antiterrorista bom (turco) matar por acidente um antiterrorista mau (russo), tal ato será desculpável à vista dos valores norte-americanos (a Turquia é um membro da NATO); e seguindo este pensamento e toda a lógica por detrás dele, se um terrorista bom (Al-Qaeda, Estado Islâmico e outros associados) matar um terrorista mau (o Estado Sírio, o líder e o seu exército) tal ato também será desculpável se pensarmos bem no futuro (no controlo político da Síria por terroristas moderados). E porque não utilizar o mesmo tipo de raciocínio e de método para não terroristas bons e não terroristas maus, para brancos e para pretos, para novos e para velhos, para homens e mulheres? Ultrapassaríamos Paris!

 

Apoiando finalmente o SIM ao TERRORISMO GLOBAL não só pela sua cumplicidade com a Arábia Saudita e outros estados árabes do Golfo (no financiamento de diversas organizações terroristas tanto no interior de países em guerra/como a Síria quer no mundo exterior/como Paris), como também pela hipocrisia tantas vezes mal representada em cenários sempre truncados, em que se vê sempre com um olho enquanto o outro não vê nada: como no caso do jato russo apanhado de uma forma imprevidente nas proximidades de uma área estratégica e fundamental para os interesses geopolíticos do estado turco (membro da NATO), incapaz de deixar de se aproveitar de todas as possíveis benesses a receber e a usufruir obtidas como contrapartida das suas posições políticas internacionais (pró-americanas) e com isso apoiar o Exército Islâmico e seus associados na compra dos seus produtos petrolíferos (comercializados à margem da lei) em troca de abastecimentos e equipamentos militares para os terroristas, enquanto por outro lado chora as vítimas (e abate aviões da coligação) causadas por esses mercenários (que gritavam “é turco é turco” ao avião que o abateu).

 

Apoiando hipocritamente o NÃO ao TERRORISMO GLOBAL os Estados Unidos da América assumem uma personalidade perigosamente bipolar, tentando conciliar ainda-por-cima de uma forma doentia e reprodutora incessante de cadáveres disformes tudo e o seu contrário, desde que esse método encontrado faça prevalecer por mais uns tempos a sua supremacia global, sobrepondo o financeiro ao económico e o objeto ao sujeito: com máquinas matam o homem e criam um homem mecânico. E depois de estar tudo a arder será a vez da EUROPA: e os mortos-vivos já aí estão!

 

(entretanto e face a um certo silêncio comprometedor observado por parte dos norte-americanas sobre dados técnicos ligados ao incidente com o caça russo, os turcos vieram agora a saber que os EUA tinham conhecimento prévio desta missão por parte da força aérea russa, só se tendo esquecido de o comunicar informando de imediato a Turquia; um azar tremendo que entalou o líder turco e que o levou a dizer que se o soubesse nada teria sido igual – é que o dinheiro e o investimento da Rússia fazem muita falta na Turquia; quanto aos norte-americanos e enquanto os deixarem, nunca mudarão e serão sempre assim)

 

452_1.jpg

 

Os catorze países mais envolvidos em ataques aéreos aos terroristas do Estado Islâmico (instalados no Iraque e na Síria) sob comando dos EUA (com a exceção da Rússia, atuando de uma forma independente mas associando-se aos objetivos da coligação global contra o terrorismo):

 

Estado Envolvido Iraque Síria NATO Estado do Golfo Financiador EI
Arábia Saudita   X   X X
Austrália X X      
Bahrain   X   X X
Bélgica X   X    
Canadá X X X    
Dinamarca X   X    
Estados Árabes Unidos   X   X X
EUA X X X   X
França X X X  

 

Jordânia X X   X  
Holanda X   X    
Grã-Bretanha X   X    
Rússia   X      
Turquia   X X   X

 

A primeira conclusão a tirar é que mais de metade desses países pertence à NATO, uma organização militar surgida depois da II Guerra Mundial com o objetivo de defender o mundo ocidental contra o avanço do comunismo (e do seu Pacto de Varsóvia, o equivalente a leste da NATO) e que atravessando todo o longo período da Guerra Fria até ao fim da URSS e da sua ideologia ainda persiste, mas agora envolvendo outros cenários longínquos muito mais lucrativos e apetitosos e sempre ao serviço dos interesses dos EUA – o nosso vizinho situado do lado da lá do Atlântico.

 

A segunda e mais importante conclusão a tirar destes catorze países constituindo a coligação internacional contra o terrorismo e que nesse sentido mais se envolveram nessa ação e combate conjunto contra o terror (com ajuda em dinheiro e equipamento), é que além da hipocrisia daqueles estados que mesmo sabendo tudo nunca querem ver nada (para efetivamente nada fazerem, como a França que bombardeia e leva em cima com atentados), outros estados a atraiçoam servindo os seus únicos interesses. Como é o caso dos estados do Golfo com a Arábia Saudita à cabeça, mundialmente reconhecidos como os verdadeiros criadores, patrocinadores e financiadores desses poderosos movimentos terroristas como a AL-QAEDA (agora em declínio) e o Estado Islâmico (agora no seu auge). Mas nunca esquecendo o chefe de orquestra (EUA) sem o qual nunca seria possível o concerto (GUERRA).

 

Agora com o Estado Islâmico a ter o seu flanco ocidental protegido (fronteira Síria/Turquia) graças à ajuda da NATO: permitindo assim aos grupos de mercenários e de terroristas atuando na Síria serem abastecidos em armas e munições, em troca do petróleo ilegalmente transportado e comercializado a preços de saldo na Turquia. Talvez um momento de azar do piloto do jato russo (ao passar por ali, num tempo/ponto bastante sensível).

 

(imagens: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:25
Terça-feira, 24 DE Novembro DE 2015

E Lá Se Foram 50 Dias Sem Governo – Alguém Notou?

À custa das suas maiorias (reais e imaginárias), Cavaco Silva e Passos Coelho poderão vir a ser com a imposição unilateral das suas brilhantes e inatacáveis opções políticas (impostas de uma forma prepotente mesmo no interior do seu partido de origem social-democrata), os grandes carrascos do PSD.

 

Pelo menos durante os próximos dois meses serão estes os dois protagonistas da política portuguesa (nunca esquecendo o presidente da Assembleia da Republica): um com contrato a termo incerto, talvez longo e na posse de todas as suas faculdades políticas (o que é bom), o outro com contrato a tempo certo, perto do fim e limitado nas suas faculdades políticas (o que é mau). Assim e da mesma forma que qualquer outra identidade religiosa logicamente o desejaria, esperemos que o Bem/Bom se sobreponha e acabe com o Eixo do Mal.

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

António Costa e Cavaco Silva

 

Então lá para fins de Janeiro nascera um novo clone, à imagem do da esquerda ou então do da direita.

 

Com o candidato da direita a já ter sido inseminado, tendo poucas semanas até se certificar do seu sexo (da sua verdadeira posição ideológica face ao tão problemático quadro atual), mas terminando a sua gestação apenas ao fim dos nove meses (quando sendo o clone perfeito, demitirá logo o Governo): num pré-percurso bastante curto (e que o levará até ao ato eleitoral) mas sujeito a muitas marteladas, extremamente orientadoras e como tal inevitavelmente cerceadoras. Se não ganha à primeira (volta)…

 

Quanto ao candidato da esquerda, eles são muitos e recomendam-se. A sua escolha está em aberto e o cenário propiciasse: Presidente da Assembleia e Governo de esquerda, fase ainda inicial do governo PS (as eleições presidenciais estão aí à porta) e esperança ainda intacta de uma maior estabilidade para todos os cidadãos (sempre que algo muda, logo surge a esperança de que algo vá mesmo mudar – e se ninguém se mexer, então é porque já estamos mortos). É mesmo só quere e entretanto escolher. À primeira ou até à segunda volta.

 

(imagem: SAPO)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:32
Segunda-feira, 23 DE Novembro DE 2015

Adiantado/Atrasado Mental (ou Caos Mental?)

Todos queremos ser gatos (COMER), sabendo no entanto que sem ratos (COMIDA), um dia virá em que não haverá nem gatos nem ratos (o destino irreversível de qualquer caminho único). Mas será esta a realidade? E o que dizem os animais em causa (irracionais)?

 

Qual a Diferença?

 

tom_prim.jpg

 

Opção A

 

CENTENO… já decretou o fim da austeridade em entrevista a um jornal espanhol.
… A frase é semelhante ao oásis de outro adiantado mental, BRAGA DE MACEDO, que em 92 falava do oásis…
…Ou de PINHO que na véspera da crise de 2008 tinha decretado o fim da crise…

 

Opção B

 

Mas graças à política do BCE…
…Um país tão endividado como PORTUGAL…
…Sem governo,
Sem orçamento…
…Com frágil economia…
…Tem juros negativos a curto prazo.
Valha-nos DRAGHI.

 

psych-3.gif

 

Verdadeiramente os ADIANTADOS MENTAIS referidos na OPÇÃO A, já seriam na realidade ATRASADOS MENTAIS na altura em que os mesmos governaram o país (e como confirmando esse atraso mental, ainda hoje não reconhecendo esse facto). A única incongruência nesta constatação (e na sua aceitação) é que se os dois últimos AM já o foram, o primeiro aqui citado ainda nem sequer deu à luz – e é muito má educação dizer logo do pior de quem ainda nem se conhece a obra, apenas porque ainda não a pode assumir e assim concretizar (mais uma encomenda desesperada, como sinal de estertor do significado de mais uma palavra?). Ainda se fosse ALBUQUERQUE!

 

No caso da OPÇÃO B e face à nítida cumplicidade do autor pela ALTERNATIVA ÚNICA (aqui claramente apresentada), os ADIANTADOS MENTAIS ao longo do tempo injustamente retratados como os verdadeiros ATRASADOS MENTAIS responsáveis pelo eclodir e persistência de toda esta triste e já longa história, tornam-se agora e após a dissolução do significado das palavras (numa mistura perigosa de simétricos transformando objetivamente a mensagem da palavra em NADA) em ENTIDADES MENTAIS ÚNICAS capazes de preverem o futuro. E já tendo profetas capazes de nos indicarem os seus nomes (do Salvador e dos seus discípulos).

 

anxiety-cartoon-drawing.jpg

 

Última Hora:
(ainda no caos)

 

O Presidente da Republica Cavaco Silva acaba hoje por pré-indigitar para o cargo de Primeiro-Ministro o líder do PS António Costa. E para limpar a sua imagem (política) após a sua indigitação forçada do novo Governo de Esquerda (liderado pelo PS e apoiado pelos restantes partidos parlamentares de esquerda – BE, PCP e Verdes) resolveu impor condições, que não sendo da sua competência sabe serem inúteis. Apenas para se entreter mais umas horas (vincando a sua posição) a preparar o seu próximo e mais que previsível discurso de ataque aos Socialistas (que será o seu último ato como primeira figura de Portugal e como tal, extremamente importante para a imagem com que se ficará deste Presidente). Na tomada de posse do Novo Governo (a concretizar-se nos próximos dias).

 

(texto itálico/negrito: OPINIÃO/AEP/CM/22.11.15 – imagens: mentalfloss.com/davemikereed.wordpress.com/themandydiaries.wordpress.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:26
Sexta-feira, 20 DE Novembro DE 2015

BACK IN THE USA

"I enjoyed it. I have never been on a boat before. It was very beautiful.
I didn't know if I was going to live or die
But thanks to God we are here."
(Nujeen)

 

Eis o que acontece quando os interesses, económico, militar, financeiro e geopolítico dos Estados Unidos da América (assim como a sua Supremacia Ideológica estritamente baseada no poder do Dólar) são postos em causa: nem as vítimas das suas ações diretas se safam.

 

564cbbb41e00002d00264c9c.jpg

Nujeen – refugiada síria à chegada às praias gregas e atualmente na Alemanha
(em fuga há dois anos e oriunda da região de Allepo)

 

GOP REFUGEE BACKLASH 'IS JUST BEGINNING'

 

Could Cause Government Shutdown
House Votes To Shut Out Syrians
47 Dems Hop On Bandwagon
Obama: 'I Cannot Think Of A More Potent Recruitment Tool' For ISIS
Meet The 'Dangerous' People Who Would Be Blocked
Look At These Photos Before You Say No

 

564a4c0c1600002e0026d7b8.jpeg

Jovem ferida em bombardeamento
(região de Allepo – Junho de 2014)

 

Republican Anti-Islam Rhetoric Grows
Ben Carson Compares Refugees To Rabid Dogs
Trump Calls For Database On U.S. Muslims
Jeb, Cruz Suggest Religious Test: Christians Only!
McCain: All Children Are 'God's Children'
CT Gov. Pledges To Take Refugees: 'America Has Always Had A Big Heart'
Madeleine Albright: Shutting Our Doors Is Exactly What ISIS Wants
Scalia Warns: Mass Internment Of Americans Could Happen Again

 

564a4c141f00002400f3ce76.jpeg

Civis sírios executados e lançados ao rio
(região de Allepo – Janeiro 2013)

 

A Favor ou Contra a luta contra o Terrorismo Global?

 

(ressalve-se que na Síria o terrorismo se faz sentir surgindo de várias fontes tanto internas como externas, desde o ESTADO TERRORISTA SÍRIO até aos terrorismos globais – como a AL-QAEDA e o ESTADO ISLÂMICO, organizações financiados por poderosos países do Golfo e contando com a complacência dos EUA)

 

(texto/itálico e imagens: huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:43
Sexta-feira, 20 DE Novembro DE 2015

Sobretudo Honestidade – Ou Coisas Boas da Bola

"Resultados dos sub-21? Mais importante é ver os jogadores imporem-se nos clubes"
(Rui Jorge)
Técnico elogiou trabalho dos clubes ao nível da formação.

 

thumbs.web.sapo.io.jpg

Rui Jorge

 

Mas também Profissionalismo.

 

Apenas porque trabalha naquilo de que gosta e porque ensina tudo aquilo que sabe. Como deveria ser em tudo (no fundo ele diz que Trabalha não diz que tem um emprego).

 

Ainda-por-cima com sucesso. E com presença nos Jogos Olímpicos (Brasil 2016).

 

E como vêm, nem tudo é mau no Futebol.

 

(título/itálico e imagem: sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:44
Quinta-feira, 19 DE Novembro DE 2015

Afinal não Estava na Síria – Estava Logo ali ao Lado!

“Morreu o mentor dos atentados”
(Expresso)

 

Abdelhamid-Abaaoud-2.jpg

 

Pelos vistos o pretenso responsável pelos atentados levados a cabo em Paris no último fim-de-semana – e que provocaram até ao momento cerca de 130 mortos e várias centenas de feridos, muitos deles em estado grave – não se encontrava lá longe na Síria (em Raqqa, a autoproclamada capital do Estado Islâmica), mas bem lá no centro da capital onde decorreram os atentados (no departamento de Saint-Denis onde se situa o Stade de France).

 

Foi morto ontem num departamento dos subúrbios de Paris quando as forças de segurança invadiram o apartamento onde provavelmente se escondia desde os atentados: ao mesmo tempo que a sua prima se fazia explodir, Abdelhamid Abaaoud um dos terroristas mais procurados no mundo (especialmente após o massacre de 13 de Novembro em Paris) era finalmente abatido.

 

O que aqui se pretende salientar (negativamente) relaciona-se com o tema fundamental ligado à proteção e segurança dos cidadãos e das instituições de um país como a França e aos importantíssimos serviços de informação e espionagem não só franceses como até mundiais (o que até nos leva a desconfiar se os norte-americanos não saberiam de algo mais – afinal de contas eles são grandes amigos da Arábia Saudita, um dos principais financiadores do terrorismo global):

 

Como foi possível afirmar-se que o autor do atentado estava na Síria (até teriam bombardeado o local onde estaria, como resposta imediata ao atentado terrorista), quando o mesmo se encontrava em Paris?

 

(imagem: independent.co.uk )

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:01
Quarta-feira, 18 DE Novembro DE 2015

Terrorismo e Hipocrisia

Quando todas as evidências pareciam apontar de uma forma avassaladora em sentido contrário, a partir do 11 de SETEMBRO de 2001 ainda mais se fortaleceram as relações entre os EUA e a Arábia Saudita. E depois veio a AL-QAEDA e o ESTADO ISLÂMICO.

 

54DEF953-26F8-4C8B-BFF9-41F65464835E_mw1024_s_n.jp

 

"A bomb was smuggled onto the airplane, leading to the deaths of 219 Russians and 5 other crusaders only a month after Russia's thoughtless decision."
(DABIQ – Jornal oficial do grupo terrorista Estado Islâmico)

 

Ao mesmo tempo que os terroristas do Estado Islâmico se vangloriam pela carnificina provocada neste último fim-de-semana na cidade de PARIS, a mesma organização criminosa e mercenária confirma a sua autoria na matança de todos aqueles que se encontravam a bordo do jato RUSSO.

 

“Jihadists had initially planned to down a plane belonging to the U.S.-led coalition conducting an air campaign against Islamic State fighters in Iraq and Syria.
The Russian passenger jet was targeted after Moscow began its own air attack in September against Syrian rebel groups fighting forces loyal to Syrian President Bashar al-Assad.”

 

EFADFC33-639B-4530-8FAF-4CC7D964BE53_cx0_cy26_cw0_

 

Para além do pormenor amplamente divulgado de que um engenho explosivo teria explodido no interior do avião russo, fazendo-o despenhar-se no deserto do Sinai e provocando 224 vítimas mortais (segundo as autoridades russas o engenho explosivo não estaria no setor de carga); para além de se saber agora que o explosivo (que haveria por fazer cair abruptamente o avião e levar ao colapso da sua estrutura) se encontrava no interior de uma lata de refrigerantes; o que mais chama à atenção (acho eu) neste comunicado agora divulgado pelo Estado Islâmico (a ser verídico) é o detalhe produzido ao referirem-se às suas vítimas:

 

Versão Russos Ucranianos Bielorussos Cruzados Total
Da Rússia 219 4 1 0 224
Dos Estados Islâmicos 219 0 0 5 224

 (nacionalidade das vítimas a bordo do jato russo)

 

O que não se compreende é que nenhum comentador faça uma referência a este (não assim tão pequeno) pormenor, além da divulgação da própria citação atribuída aos terroristas (até pela associação das nacionalidades presentes no avião com o conflito Rússia/Ucrânia – e possíveis ligações a outras redes terroristas). Num momento em que todos os responsáveis políticos mundiais parecem querer acabar com estes e outros grupos terroristas de vez, esquecendo hipocritamente a posição dúbia (e por isso mesmo pró-terrorista) de alguns deles e de outros. Mas será que ainda alguém tem dúvidas sobre quem patrocina, financia e promove estes grupos? No caso do voo 9268 da METROJET os Cruzados do Estado Islâmico eram 5!

 

(imagens e textos/itálico: VOICE OF AMERICA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:34
Quarta-feira, 18 DE Novembro DE 2015

Mestre Kirsch

O Cão-Guia Mestre Honorário
(pela Universidade Johns Hopkins)

 

Screen_Shot_2015_11_17_at_8_33.jpg

KIRSCH
Mestre de Ciência na área do Aconselhamento em Saúde Mental

 

KIRSCH assistiu com o seu dono CARLOS MORA a todas as aulas fazendo parte do curso de graduação em MESTRE de CIÊNCIA, pelo que a Universidade norte-americana, atendendo à fidelidade demonstrada (para com o seu dono) e total assiduidade do CÃO-GUIA às aulas, decidiu atribuir-lhe este título honorário.

 

Screen_Shot_2015_11_17_at_8_33.b.jpg

CARLOS MORA e seu cão-guia KIRSCH

 

No momento da entrega do título de Mestre de Ciência ao seu dono Carlos Mora, a Universidade fez questão de fazer o mesmo ao seu fiel companheiro e assistente universitário Kirsch. O cão-guia apresentou-se devidamente vestido para a cerimónia de graduação, ficando a saber que graciosamente não seria cobrado pela sua frequência universitária.

 

(imagens e dados: sott.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:50

pesquisar

 

Novembro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
21
22
25
26
28
29

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro