mais sobre mim

subscrever feeds

Domingo, 30 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker ‒ Final ao Intervalo

No fim do 1º dia da Final do Mundial de Snooker o jogador mais velho (41) leva vantagem sobre o jogador mais novo (33): tal como há 10 anos atrás mas agora com uma vantagem mais curta (em 2007 12 ‒ 5). Num Mundial onde os ingleses (52X Campeões) levam vantagem sobre os escoceses (14X Campeões e onde as conquistas dos originários das Ilhas Britânicas são deveras esmagadoras: em 82 Campeonatos Mundiais só lhes fugindo 3 ‒2 para a Austrália e 1 o Canadá.

 

mark_selby.jpgjohn_higgins.jpg

Mark Selby e John Higgins

 

MARK SELBY (ING/1ºRM) 7 ‒ 10 JOHN HIGGINS (ESC/2ºRM)

(2-6)

 

Com o resultado da 1ª sessão a ficar marcado pelo descontrolo emocional logo após o intervalo da 1ª parte da 1ª sessão (2-2) por parte de Mark Selby, levando-o a perder 4 frames consecutivos e a chegar ao intervalo da mesma em clara desvantagem face a John Higgins (2-6); seguida de uma 2ª parte muito mais equilibrada e onde Mark Selby apesar de ainda ter permitido 6 Frames de avanço ao seu adversário (4-10), conseguiu responder de imediato e reduzir a diferença para somente 3 (vencendo os 3 últimos frames da 1ª sessão e amenizando um pouco os estragos).

 

F

Mark

Selby

P

MT

John

Higgins

P

MT

F

1ª S

 

 

 

 

 

 

 

1

1

76

76

0

34

 

 

2

1

7

 

1

50

 

 

3

2

121

62, 58

1

8

 

 

4

2

0

 

2

141

141

2-2

INT

 

 

 

 

 

 

 

5

2

40

 

3

99

63

 

6

2

1

 

4

126

95

 

7

2

54

 

5

59

58

 

8

2

33

 

6

68

 

0-4

2ª S

 

 

 

 

 

 

 

9

3

86

86

6

0

 

 

10

3

8

 

7

60

 

 

11

3

44

 

8

74

 

 

12

4

69

 

8

22

 

2-2

INT

 

 

 

 

 

 

 

13

4

1

 

9

68

 

 

14

4

0

 

10

76

76

 

15

5

81

81

10

9

 

 

16

6

121

121

10

12

 

 

17

7

96

 

10

17

 

3-2

(F: Frame P: Pontuação MT: Maior Tacada)

 

Estando tudo em aberto para a 2ª e última sessão deste Mundial e desta Final, confirmada como ficou hoje a boa qualidade técnica destes dois jogadores não sendo por acaso que são ou já foram Campeões do Mundo de Snooker. Talvez com o escocês John Higgins a confirmar a surpresa ou então com o inglês Mark Selby a confirmar o seu favoritismo ‒ mas certamente com a última sessão a arrastar-se para a 2ª parte (às 19:00) sabendo-se qual o Campeão já depois do jantar. E já agora com John Higgins a realizar a 3ª maior tacada Centenária deste Mundial com 141.

 

(imagens: normanhood)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:33
Domingo, 30 DE Abril DE 2017

Batedores em Marte

Antes do ataque final à Conquista e colonização de Marte os seres humanos enviam para lá os seus batedores mecânicos para prepararem o início da Invasão Terrestre. Um deles sendo o Agente Curiosity tendo já percorrido quase 16Km a uma velocidade média de cerca de 1 pé por hora.

 

1681MH0002610010603561E02_DXXX.jpg

Marte

Curiosity Rover

(29 Abril 2017)

 

Tendo chegado ao planeta Marte em 6 de Agosto de 2012 depois de ter percorrido cerca de 560 milhões de quilómetros em pouco mais que 8 meses, o veículo motorizado da sonda Curiosity no 5º ano da sua estadia e no 1681ª dia da sua permanência na superfície marciana (dia marciano ou SOL = 24h 40’), continua como no início do seu trabalho neste mundo alienígena a movimentar-se regularmente e a enviar-nos cada vez mais dados e imagens: de um planeta aparentemente morto e calcinado, sem vestígios visíveis de vida (moléculas orgânicas) ou de água (depósitos relevantes), movimentando-se a uma distância do Sol em torno dos 230 milhões de quilómetros e no entanto sendo constantemente flagelado pelos efeitos poderosos dos seus raios (é o que dá não ter uma atmosfera e um campo magnético como o nosso) e para além disso tudo sendo ainda fustigado pelos extremamente nefastos raios cósmicos e estando nitidamente num trajeto decrescente e de decadência de fim de período (preparando-se para um novo salto evolutivo com outra espécie dominante) ou de fim de ciclo (preparando-se para uma nova réplica mantendo a espécie dominante). Ou morremos ou evoluímos ‒ dependendo da capacidade de receção, tradução e aplicação prática dos conhecimentos que através da contínua e repetitiva experimentação nos vão chegando, interiorizando e finalmente libertando (da imposição de limites inexplicáveis e inaceitáveis, num Mundo definido como não tendo princípio nem fim).

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:39
Sábado, 29 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker ‒ A Final

Dez anos depois o escocês John Higgins e o inglês MARK SELBY voltam a defrontar-se na Final de um Campeonato do Mundo ‒ em 2007 com John Higgins a conquistar o seu 2º título Mundial ao bater Mark Selby por 18-13. Agora com o Bicampeão, atual Campeão do Mundo e líder destacadíssimo do Ranking Mundial Mark Selby a defrontar o Tetra Campeão do Mundo e atual Nº 2 do RM JOHN HIGGINS.

 

18194915_1369082389780845_6496413696214400238_n.jp

E de quatro ficaram dois

Mark Selby (2X CM) e John Higgins (4X CM)

 

Mas nunca esquecendo o extraordinário Mundial do chinês Ding Junhui (Nº 4 RM) resistindo quase até à negra na sua Meia-Final face ao atual Campeão Mark Selby, precisamente o mesmo que no ano passado o impedira de ser Campeão batendo-o na Final (por 18-14). Quanto à grande desilusão com o inglês Judd Trump a descer um lugar na tabela (agora o Nº 3 RM) sendo ultrapassado por Jonh Higgins.

 

Meia-Final

 

Mark Selby 17 ‒ 15 Ding Junhui

John Higgins 17 ‒ 8 Barry Hawkins

 

A dois dias de se conhecer o Campeão do Mundo de 2017 ‒ numa Final disputada à melhor de 35 partidas e decorrendo ao longo de 4 sessões (duas por dia uma às 14:00 outra às 19:00 numa sequência 8/9 + 8/10) ‒ recordemos o percurso dos 2 finalistas deste Mundial nos seus 4 encontros (15 dias anteriores) até se encontrarem na Final (2 dias restantes):

 

J

N

CM

RM

1ª R

2ª R

QF

MF

MF/4 S

MARK SELBY

ING

2X

2014

2016

1

 

Fergal O’Brien

(IRL)

10-2

Xiao Guodong (CHI)

13-6

 

Marco

Fu

(CHI)

13-3

 

Ding Junhui

(CHI)

17-15

3-5

6-2

3-5

5-3

17-15

JOHN HIGGINS

ESC

4X

1998

2007

2009

2011

2

 

Martin Gould (ING)

10-6

Mark Allen (ING)

13-9

Kyren Wilson (ING)

13-6

Barry Hawkins

(ING)

17-8

5-3

5-3

6-2

1-0

17-8

(J: Jogador N: Nacionalidade CM: Campeão Mundo R: Ronda QF: Quartos-de-Final MF: Meia-Final S: Sessões)

 

Domingo e segunda-feira com os dois Britânicos a disputarem um máximo de 35 partidas, para no fim do dia 1º de Maio provavelmente antes da meia-noite se ficar a saber quem será o novo Campeão do Mundo: se o grande favorito Mark Selby vencendo entrando no grupo restrito de jogadores tendo sido 3 vezes ou mais Campeão do Mundo (de 9 passando a 10 jogadores) ou se John Higgins ganhando o Mundial colecionando o seu 4º Troféu e igualando o melhor jogador ainda no ativo e Penta Campeão do Mundo o inglês Ronnie O’Sullivan.

 

RM

J

N

£/P

 

P

J

N

MT

1

Mark

Selby

ING

1038425

 

1

Ronnie O’Sullivan

ING

146

2

John

Higgins

ESC

563000

 

2

Mark

Selby

ING

143-139

132

3

Judd

Trump

ING

538000

 

3

Ding

Junhui

CHI

139-136

132-132

4

Ding

Junhui

CHI

510950

 

4

Stuart Bingham

ING

137

5

Barry

Hawkins

ING

395250

 

5

Stephen Maguire

ESC

135

6

Marco

Fu

HK

393625

 

6

John

Higgins

ESC

135-129

7

Neil

Robertson

AUS

358125

 

7

Bary Hawkins

ING

132

8

Shaun

Murphy

ING

357350

 

8

Xiao Guodong

CHI

131

9

Stuart

Bingham

ING

313762

 

9

Liang

Wenbo

CHI

130

10

Mark

Allen

NIRL

307650

 

10

Mark

Allen

NIRL

129

Os 10 melhores do RM e os 10 com maiores tacadas centenárias neste Mundial

(£/p: Libras/Pontos P: Posição MT: Maior Tacada)

 

E recordando ainda o inglês Barry Hawkins (10-3/Tom Ford/ING; 13-6/Graeme Dott/ESC; 13-9/Stephen Maguire/ESC; 8-17/John Higgins/ESC) finalista do Mundial de 2013 (depois de derrotar Mark Selby na 2ª ronda por 13-10) e na altura apenas derrotado por Ronnie O’Sullivan na Final por 18-12 (o ano em que Ronnie foi pela última vez Campeão e com esta, já lá indo 4 edições) ‒ não passando desta vez da Meia-Final (ao 3º escocês ficou pelo caminho) mas não deixando de ser um dos 4 melhores do Mundial (atualmente 5ºRM).

 

Campeonato do Mundo de Snooker 2016/17

Final ‒ 31 Abril e 1 Maio

Teatro do Cadinho

Sheffield ‒ Inglaterra

(4 sessões)

 

MARK SELBY ‒ JOHN HIGGINS

 

Na tabela dos 10 melhores do Ranking Mundial e da maior tacada Centenária, com Marl Selby a ser desde já o Líder destacada e inalcançável do RM (logo seguido por Higgins e por Trump) e no que diz espeito às Centenárias com a maior tacada a ser a de Ronnie O’Sullivan com 146 pontos (logo seguido por Selby/143 e Junhui/139). E assim amanhã se verá a tendência da Final com a realização dos 17primeiros frames (8+9): SELBY ou HIGGINS?

 

(imagem: bbc.co.uk/snooker)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:20
Quinta-feira, 27 DE Abril DE 2017

A Colonização da Europa

Na sua Cruzada para derrotar os Infiéis Ocidentais, os Asiáticos aplicando toda a sua Sabedoria Oriental em vez de nos Conquistarem com armas, Conquistaram-nos com Produtos e outras Bugigangas ‒ tal como o Europeu fez (o Evoluído) quando descobriu as Américas (os Atrasados).

 

Para quem ainda tem dúvidas sobre qual o papel e a posição da China na Economia Global atual e simultânea e indiretamente de que parte do Mundo são originais esses e outros grandes Investidores Financeiros ‒ com a China naturalmente no comando e com um contingente adicional Asiático integrando essas poderosas fileiras ‒ basta olhar para o Gráfico de Investimentos Diretos concretizados pela China desde o início do século XXI na Europa (mais propriamente na EU) para ficar devidamente esclarecido:

 

http _com.ft.imagepublish.prod.s3.amazonaws.com_ba

Investimento Direto da China na EU de 2000 a 2016

(de um total de mais de 100 biliões €)

 

Com os investidores chineses a gastarem no ano passado 4X mais na Europa do que os seus colegas europeus na China (aproximadamente 35 biliões para 8 biliões de dólares) ‒ a que não é estranho o acesso vedado a investidores estrangeiros a certas áreas apetecíveis da sociedade chinesa ‒ confirma-se que os EUA não foram o único alvo dessa estratégia de dominação económica e financeira (a China investiu na América em 2016 o dobro de 2015 ou seja 200 biliões): mas no caso da Europa e dado a longa crise económica que a tem afetado, tornando-a não só um parceiro mas também um dependente (pelo desequilíbrio tóxico da balança) ‒ com ingleses (23%) e alemães (19%) à cabeça e até Portugal de mão bem esticada (6%).

 

E assim, enquanto de um lado do Mundo os EUA vão exercendo a sua Supremacia Global alicerçada sobre o peso do Dólar (e das suas insaciáveis rotativas) e do seu elaborado (por estratégico e eficaz ao longo do tempo) e avançado (a nível científico e tecnológico) Complexo Militar ‒ com a Europa como sempre estática, observando o que se passa e tentando manter a toda a força esta nova Aristocracia (ignorando não só o que se passa fora, como o que se passa dentro das muralhas do seu Castelo) e o seu visceral Status quo (ou seja deixando andar) ‒ do outro lado desse mesmo Mundo a China numa associação com a outra grande potência Militar e Económica Mundial (a Rússia) e numa relação comercial cada vez mais estreita com os outros seus grandes parceiros asiáticos (tendo cada vez menos dúvidas na escolha entre “produtos” norte-americanos e chineses, sejam económicos ou financeiros ‒ ou não tivesse a China a sua versão do Banco Mundial o AIIB), mesmo não investindo fortemente na área Militar continua a estender inexoravelmente a sua influência (e orientação) por todos os 5 continentes, não só expandindo as suas fronteiras (comerciais e mais próximas) como continuando a infiltrar-se em todas as infraestruturas mais longínquas (externas) de modo a serem potencialmente neutras quando os políticos chineses lá chegarem (como grandes acionistas).

 

2-TN-US-vs-CHINA.jpg

EUA vs. CHINA

(com a Rússia sempre presente)

 

Como o afirma o Financial Times com o crescimento destes Investimentos Diretos começando a deixar a EU cada vez mais preocupada e a pensar um pouco mais sobre esta corrente interminável de dinheiro oriundo da Ásia, entrando de uma forma bastante intrusiva e por vezes estrategicamente descontrolada (causada pela necessidade urgente de dinheiro para Investimentos Internos devido à crise Económica que a Europa atravessa) no coração de um dos maiores Mercados Mundiais.

 

Com o tempo a passar e a posição da China na Europa a ser cada vez mais poderosa, influente e bem visível ‒ “a quem tem dinheiro toda a gente abre a porta nem perguntando de onde vem” ‒ transportando atrás de si não só toda a sua força de ser já hoje muito provavelmente a maior potência Económica Mundial (maior mercado, maior produtor, maior exportador, dos maiores detentores de dólares e de ouro), como de a ela irem também atrelados outros interesses paralelos, com os mesmos objetivos e muito dinheiro (de mero investimento mas com imediato retorno) e com toda esta operação (levada a cabo em conjunto pelo Bloco Asiático) a ser concretizada com a finalidade de cumprir mais uma etapa na sua introdução oficial e certificada no Mercado (cada vez mais) Livre (para eles) Europeu (através da lavagem de dinheiro mas de uma forma legal).

 

Um Presente de que já deveríamos estar à espera, quando no Passado escolhemos estes políticos, para definirem o nosso Futuro: indivíduos sem Ideias, apenas com ambições e vendendo-nos apenas por uns trocos, como objetos numa Loja Chinesa. E o problema não está naqueles que designamos como sendo os Invasores, quando estes ainda não sabendo que o eram, foram convidados a Invadirem por candidatos voluntários a se tornarem potenciais invadidos (em troca de vantagens para certos/alguns e desvantagens para incertos/todos).

 

(imagem: Rhodium/Merics/ft.com e tdcvideo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:57
Quarta-feira, 26 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker ‒ Meias-Finais

SELBY ‒ JUNHUI

HIGGINS ‒ HAWKINS

 

Ao 12º dia do Mundial são já conhecidos os 4 pretendentes à conquista do troféu ‒ concluídos os encontros dos QF com os seguintes resultados (e com todos os apurados a terem já garantido um prémio de 75.000£):

 

mark-selby-takes-control-of-snooker-world-champion

Mark Selby e Ding Junhui

(Final do Mundial de 2016)

 

Quartos -de-Final

(melhor de 25)

 

J

N

RM

F

J

N

RM

John Higgins

ESC

4

13 - 6

Kyren Wilson

ING

13

Mark Selby

ING

1

13 - 3

Marco

Fu

HK

5

Ding Junhui

CHI

3

13 - 10

Ronnie O’Sullivan

ING

14

Barry Hawkins

ING

7

13 - 9

Stephen Maguire

ESC

24

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frame)

 

Nos 4 encontros com o inglês Mark Selby e o escocês John Higgins a não darem a mínima hipótese aos seus respetivos adversários (especialmente o inglês, deixando o seu adversário sentado na cadeira e aplicando-lhe um 143), com o chinês Ding Junhui a superiorizar-se merecidamente ao Penta Campeão do Mundo e com o outro inglês Barry Hawkins a desembaraçar-se com alguma dificuldade do outro jogador escocês (até hoje, o único sobrevivente vindo das Qualificações). Elegendo o melhor jogador dos Quartos-de-Final sem dúvida Mark Selby.

 

Meias-Finais

(melhor de 33)

 

J

N

S

J

N

Mark Selby

ING

27-28-29

Ding Junhui

CHI

John Higgins

ESC

27-28-29

Barry Hawkins

ING

(J: Jogador N: Nacionalidade S: Sessão)

 

Iniciando-se esta quinta-feira (27) as Meias-Finais deste Campeonato do Mundo de 2017 (duas sessões) com o jogador chinês Ding Junhui (1ªsessão - 13:00) a ter pela frente o atual Campeão do Mundo e Líder incontestado do Ranking Mundial ‒ o mesmo que o impediu o ano passado de ser Campeão Mundial ou seja Mark Selby: a grande meia-final que o ano passado foi final. E na outra meia-final com o escocês e 4X Campeão do Mundo John Higgins a defrontar (2ª sessão - 19:00) o sempre difícil e perigoso inglês Barry Hawkins (apenas o 5ª no RM provisório). E respeitando-se desde já a Final.

 

Barry-Hawkins-plays-a-sho-001.jpg

Barry Hawkins e John Higgins

(1ª Ronda do Mundial de 2010)

 

Final

(melhor de 35)

 

J

S

J

Mark Selby/Ding Junhui

30 Abril-01 Maio

John Higgins/Barry Hawkins

(J: Jogador S: Sessão)

 

Numa análise rápida do trabalho realizado por cada um dos 4 jogadores nas 3 rondas anteriores, com a hipótese neste momento mais forte do par a estar presente na Final deste Mundial, a ser sem dúvida a de nos podermos confrontar com um duelo entre dois Campeões do Mundo: o escocês John Higgins e o inglês Mark Selby. Mas certamente com Junhui e Hawkins a não estarem lá muito de acordo. Ou não fosse Selby o Nº1 RM, Junhui o Nº3 RM, Higgins o Nº4 RM e Hawkins o Nº5 RM ‒ só faltando mesmo Trumo Nº2 RM (ranking mundial provisório).

 

Campeão do Mundo 2016/17

 

J

Mark Selby/Ding Junhui/John Higgins/Barry Hawkins

(J: Jogador)

 

Lá bem ao fundo com o inglês Judd Trump a ver o seu lugar de 2ºRM a ser ameaçado por 3 jogadores ‒ e já posto de lado (logo na 1ª ronda) não podendo fazer nada (particularmente e dadas as meias-finais por John Higgins); enquanto numa demonstração de técnica e de rebeldia mas que no fundo de nada lhe valeram (sendo eliminado), com o inglês Ronnie O’Sullivan a fazer uma tacada de 146 pontos o record do Campeonato (quando se o quisesse poderia ter feito 147).

 

(imagens: lifeofsatvirbrar.wordpress.com e Craig Brough/Action Images/ theguardian.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:31
Terça-feira, 25 DE Abril DE 2017

A Terra em Rota de Colisão

11.000 Anos antes do nascimento de Jesus a Terra terá sido atingida por um cometa originando na Terra a Idade do Gelo que terá durado cerca de 1.000 anos. O que significa que poderemos estar perto de dar entrada num novo período de glaciação (a um período de glaciação de cerca de 100.000 anos segue-se um período de aquecimento de cerca de 10.000 anos), ainda-por-cima num ciclo de baixa atividade solar costumando coincidir com estes períodos. Uma entrada que poderá ser adiada com mais umas emissões de CO₂ ou então antecipada com mais um encontro imprevisto com um outro viajante.

 

Um grupo de cientistas da Universidade de Edimburgo (capital da Escócia) afirma ter finalmente datado um dos momentos mais recentes e dramáticos da História da Terra, num acontecimento ocorrido há cerca de 13.000 anos: um Evento à escala global provocado pelo impacto de fragmentos de um cometa por volta de 11.000 BC (com o nosso planeta) e que teve como consequência o início de uma pequena Idade do Gelo que terá durado cerca de 1.000 anos, além de ter provocado milhares de vítimas (entre os humanos) e devastado muitas outras espécies (animais e vegetais, em maior ou menor grau).

 

The-Vulture-Stone.jpg

Turquia ‒ Gȍbekli Tepe ‒  Vulture Stone

 

Segundo este grupo de investigadores e engenheiros da cidade escocesa de Edimburgo e através da simples análise de símbolos esculpidos em pilares de pedra descobertos na zona mais alta da cadeia montanhosa dos Montes Tauro ‒ mais precisamente em Gȍbekli Tepe (sul da Turquia), um dos locais mais importantes (e considerado um Santuário) da arqueologia mundial ‒ com os mesmos após a descodificação da informação e a sua rigorosa interpretação (no espaço e no tempo) a apontarem para o veredicto aí registado (escrito nas pedras) de que a Terra teria sido no passado atingida fortemente por fragmentos de um cometa.

 

Com este Santuário Arqueológico a funcionar aqui como um verdadeiro Arquivo Histórico da Terra e com os astrónomos desse tempo utilizando os pontos mais altos de Gȍbekli Tepe ‒ como hoje em dia se faz em todos os observatórios astronómicos (inicialmente com o instrumento ótico utilizado a serem os nossos olhos) ‒ a registarem tudo o que viam, sentiam e ouviam e provavelmente tornando-se nos últimos testemunhos vivos desse tempo tão distante e no entanto tão próximo (a Terra terá cerca de 4500 milhões de anos e o Homem de 1 a 4 milhões).

 

Gobekli-Tepe.jpg

Local Pré-Histórico de Gȍbekli Tepe

 

“It appears Göbekli Tepe was, among other things, an observatory for monitoring the night sky. One of its pillars seems to have served as a memorial to this devastating event – probably the worst day in history since the end of the ice age.”

(Martin Sweatman/Escola de Engenharia/Universidade Edimburgo).

 

Através das inscrições gravadas simbolicamente na pedra e retratando através da forma de animais o que os observadores de então viam nos céus, posicionando as estrelas no espaço (desse passado) e a partir daí datando o momento do Evento: 10.950 BC. Num episódio certamente relevante registado há 13.000 anos e que levou os seus narradores ao seu registo obrigatório na Memória da Humanidade, nas imagens (simbólicas) transmitindo-nos um cenário repentino de arrefecimento climático, de condições duras de sobrevivência, da extinção de muitas espécies e até, dado o impacto em muitas zonas catastrófico de muitos fragmentos desse cometa, matando muitos milhares como o parece confirmar o homem aparecendo sem cabeça (nos símbolos esculpidos no pilar ‒ a Vulture Stone).

 

“History tells us that large comets or asteroids periodically collide with Earth, and the results can be devastating. There is evidence that a large object collided with Earth about 65 million years ago and contributed to the extinction of the dinosaurs. Around 50,000 years ago, an iron meteorite smashed to ground in what is now Arizona. It left a crater about a mile across, and sprayed rock across the landscape. More recently, pieces of space debris fell to ground in Chelyabinsk, Russia. An associated shock wave shattered windows, but no other large-scale damage was done.”

(Carolyn Collins Petersen/thoughtco.com)

 

comets.jpg

Fragmentos de um cometa terão atingido a Terra há 13.000 anos

 

“Symbolism on the pillars indicates that the long-term changes in Earth’s rotational axis was recorded at this time using an early form of writing, and that Gȍbekli Tepe was an observatory for meteors and comets; also supports a theory that Earth is likely to experience periods when comet strikes are more likely, owing to Earth’s orbit intersecting orbiting rings of comet fragments in space.”

(ed.ac.uk)

 

Um acontecimento já com 13.000 anos ‒ e por muitos cientistas teorizado ao longo destas últimas décadas de muito estudo, investigação e constatação (hoje até se acompanhando um cometa na sua órbita em torno do Sol) ‒ pelas consequências do seu mais que provável impacto (direto ou indireto/com a Terra a atravessar uma área do Espaço carregada de detritos deixados para trás pela cauda do cometa) afetando consideravelmente todo o ecossistema terrestre e originando num período em que a Terra registava um aumento de temperaturas um arrefecimento repentino e intenso dando origem a uma Nova Era Glacial. E entre muitas das hipóteses com um grande cometa ao entrar no Sistema Solar a desintegrar-se, acabando alguns dos seus fragmentos aquando da sua passagem (ou da passagem da Terra por eles) por colidir e assim, num cenário já vivido anteriormente, oferecendo-nos seu o último episódio de glaciação mas agora num tempo mais curto: a Idade do Gelo ocorrida na última parte do Pleistoceno e que terá terminado há cerca de 12.000 anos ‒ por curiosidade coincidindo com a cronologia do cometa sugerido na Vulture Stone de Gȍbekli Tepe (pelos mesmos investigadores da Universidade de Edimburgo considerado um registo deliberado, histórico e extremamente credível ‒ um verdadeiro testemunho ‒ do que viveram na altura os nossos antepassados).

 

(imagens: ancient-origins.net e techtimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:20
Terça-feira, 25 DE Abril DE 2017

Extraterrestres

Mais uma imagem recolhida pelas câmaras da Curiosity (fig. 1) onde se sugere estarmos perante um pequeno objeto voador sobrevoando a superfície do planeta Marte e lançando sobre a mesma um raio de luz. E assim, a partir de um traço vertical e brilhante parecendo deslocado do cenário (fig. 2), encontrando-se explicação científica e imediata seja natural ou artificial: podendo ser o simples reflexo de uma interação energética entre a superfície marciana e os raios cósmicos que constantemente a atingem (um Evento Natural) ou então a intervenção de um artefacto comandado por algo ou alguém inteligente e aí se movimentando (um Evento Artificial).

 

NRB_546198605EDR_S0621386NCAM00572M_.JPG

Ampliação de uma imagem recolhida por uma das câmaras do Rover Curiosity

1675º Dia de estadia na superfície do planeta Marte

(23.04.17 06:15:35 UTC)

 

Vivendo atualmente num Mundo Virtual construído à volta de um Objeto constantemente Apresentado, Promovido e Consumido (passivamente e sem levantar qualquer tipo de questão), é natural que o Sujeito face à descontinuidade desses mesmos produtos e nunca os tendo devidamente alcançado (agravado pelo perigo do Sujeito se desgastar rapidamente e se tornar excedentário) ‒ pelas consequências sociais e profissionais num Evento só possível em momentos da mais pura loucura ‒ num ato de desespero e de desintegração recuse a continuidade e se vire para o Outro Lado: abandonando a sua Área de Conforto, expondo-se aos Efeitos Exteriores e deixando-se levar pela corrente estranha (mas percecionada e sentida) que o arrasta.

 

NRB_546198605EDR_S0621386NCAM00572M_B.JPG

2

Marte

SOL 1675

Curiosity Rover ‒ Navcam/Right B

 

No desespero de uma vida monótona por repetitiva e sem necessidade de concretização de objetivos individuais ou coletivos (a negação de uma das caraterísticas de qualquer organismo vivo e que assim se deseje manter), asfixiado por uma multidão irracional caminhando diariamente e sem pensar em direção a uma estrutura apenas interessada em o alienar (neutralizando os nossos sentidos e tornando-nos toxicodependentes) e de uma forma prepotente e incessante triturado por todas as convicções e convenções só por ter um comportamento desviante (só permitido num determinado Espaço/o da Máscara e num Tempo cronometrado/o do Carnava), observando os outros Perdidos e não seguindo critérios (sempre rígidos e irreais) optando por alguns dos (seus ou de outros) trilhos ‒ como Nómadas e não sedentários.

 

[a partir de imagem/opinião: ufosightingshotspot.blogspot.pt/23.04.17]

 

(imagem: nasa.gov)

tags: , ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:53
Terça-feira, 25 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker (QF)

No Teatro do Cadinho

3 Campeões do Mundo têm agora pela frente 5 pretendentes

 

2ª Ronda/conclusão (24.04)

 

Barry Hawkins 13 ‒ 6 Graeme Dott

Neil Robertson 11 ‒ 13 Marco Fu

 

mselby.jpg

Mark Selby

O Último Campeão

(Campeão do Mundo 2015/16)

 

Terminada a 2ª Ronda do Mundial estão já definidos os encontros dos Quartos-de-Final (ao derrotado nesta eliminatória sendo atribuído um prémio de 37.500£ e ao apurado para as Meias-Finais sendo desde logo garantido um prémio de 75.000£ ‒ quantia traduzida em pontos para o Ranking Mundial):

 

Quartos-de-Final

(à melhor de 25 frames)

 

P

J

N

CM

RM

J

N

CM

RM

D

 1

Kyren Wilson

 ING

 -

 13

John

Higgins

 ESC

 4x

 4

25 25 26

 2

Ronnie O’Sullivan

 ING

 5x

 14

Ding

Junhui

 CHI

 -

 3

25 25 26

 3

Mark

Selby

 ING

 2x

 1

Marco

Fu

 HK

 -

 5

25 26 26

 4

Barry Hawkins

 ING

 -

 7

Stephen

Maguire

 ESC

 -

 24

25 26 26

(P: Partida J: Jogador N: Nacionalidade CM: Campeão Mundo RM: Ranking Mundial D: Dia)

 

Com os 2 jogos de maior cartaz a envolverem 2 jogadores ingleses (O’Sullivan e Selby) já Campeões do Mundo), enfrentando 2 jogadores chineses (Junhui e Fu) tendo sido um deles já finalista (do Mundial do ano passado). E com Hawkins a ter pela frente Stephen Maguire o único sobrevivente vindo das Qualificações (no outro encontro com o Tetra Campeão Higgins face ao jovem Kyren Wilson).

 

Dingjunhui.jpg

Ding Junhui

Um pretendente a Campeão

(Vice-Campeão do Mundo 2015/16)

 

À entrada para os Quartos-de-Final com a tabela provisória do RM (10 primeiros + 3 ainda em prova neste Mundial) a ser a seguinte ‒ e ainda com a hipótese do prémio subir mais 37.500£ (se o jogador atingir as Meias-Finais), mais 122.500£ (se o jogador atingir a Final) ou no máximo 337.500£ (se for o vencedor da Final):

 

Ranking Mundial

 

P

J

N

£/P

1

Mark Selby

ING

960.925

2

Judd Trump

ING

538.000

3

Ding Junhui

CHI

473.450

4

John Higgins

ESC

440.500

5

Marco Fu

HK

393625

6

Neil Robertson

AUS

358.125

7

Barry Hawkins

ING

357.750

8

Shaun Murphy

ING

357.350

9

Stuart Bingham

ING

313.762

10

Mark Allen

NIRL

307.650

13

Kyren Wilson

ING

301.925

14

Ronnie O’Sullivan

ING

298.750

24

StephenMaguire

ESC

178.275

(P: Posição J: Jogador N: Nacionalidade £/P: Libras/Pontos)

 

Desde já com o inglês e ainda Campeão do Mundo Mark Selby a ter a certeza de terminar a época 2016/17 como líder do RM, enquanto lá para trás e ainda com muitas Libras/Pontos em disputa, com vários jogadores a lutarem por um dos lugares ainda vagos nesse pódio (o 2º e o 3º): pelo menos com 4 deles e dada a prematura eliminação de Judd Trump, com fortes possibilidades de o conseguirem.

 

(imagens: snooker.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:39
Domingo, 23 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker (9º dia)

Dos 12 iniciais ainda restam 5 Campeões do Mundo

 

DSC_1200211.jpg

Stephen Hendry e John Parrott

(com Ken Doherty mais à direita)

 

Num momento de transição entre a 2ª Ronda e os Quartos-de-Final do Mundial e para se fazer justiça a todos os Campeões do Mundo ainda no ativo (ou tendo regressado momentaneamente) que tenham participado em torneios de qualificação (como foi o caso de Stephen Hendry e John Parrott participando no World Senior Championships ‒ que apurou Peter Lines para a Fase de Qualificação do Mundial) eis o ponto de situação atual desses 12 jogadores e Campeões do Mundo:

 

J

 

X

I

A

S

Stephen Hendry

7

48

90-92-93-94-95-96-99

Eliminado WSC

R. O’Sullivan

5

41

01-04-08-12-13

Apurado QF

John Higgins

4

41

98-07-09-11

Apurado QF

Mark Selby

2

33

14-16

Em Prova ‒ 2ºR

Mark Williams

2

42

00-03

Eliminado 3º RQ

Stuart Bingham

1

40

15

Eliminado 2ª RF

Neil Robertson

1

35

10

Em Prova ‒ 2ºR

Graeme Dott

1

39

06

Em Prova ‒ 2ºR

Shaun Murphy

1

34

05

Eliminado 2ª RF

Peter Ebdon

1

46

02

Eliminado 1ª RF

Ken Doherty

1

47

97

Eliminado 2ª RQ

John Parrott

1

52

91

Eliminado WSC

(J: Jogador X: Nº de campeonatos I: Idade A: Anos campeão S: Situação atual)

 

Dos 12 Campeões do Mundo candidatos a uma nova participação no Mundial de Snooker de 2017, restando apenas 10 após a realização da WSC (eliminados S. Hendry e J. Parrott), reduzindo-se a 8 após as Qualificações (eliminados M. Williams e K. Doherty) e terminada a 1ª Ronda/iniciada a 2ª Ronda da fase final ainda sobrevivendo 5 (eliminados S. Bingham, S. Murphy e P. Ebdon). Por curiosidade no caso do WSC com o vencedor e apurado para as Qualificações a ser Peter Lines (deixando Hendry e Parrott pelo caminho).

 

A 3 encontros da conclusão da 2ª Ronda do Mundial

 

MRL_snooker_open_lisboa14-3493.JPG

Stephen Maguire

Vencedor do Open de Lisboa de 2014

(Pavilhão Municipal do Casal Vistoso ‒ Areeiro ‒ Lisboa)

 

Stephen Maguire13 Rory McLeod ‒ 3

 

Com o 5º apurado para os QF a ser o escocês Steven Maguire no final desta 2ª Ronda provavelmente o único sobrevivente dos 16 jogadores vindos da fase de qualificação: na sua 5ª vitória consecutiva esmagando a grande surpresa da 1ª ronda Rory McLeod o carrasco de Judd Trump (o ano passado um jogador vindo das qualificações chegou à final do Mundial ‒ Ding Junhui).

 

Mark Selby 10 ‒ 6 Xiao Guodong

Neil Robertson 8 ‒ 8 Marco Fu

Barry Hawkins 10 ‒ 6 Graeme Dott

 

Concluindo-se amanhã esta 2ª Ronda com 3 encontros envolvendo 3 Campeões do Mundo, 2 jogadores oriundos da fase de qualificação (1 deles sendo um dos 3 Campeões do Mundo) e o natural de Hong Kong Marco Fu. Pelos resultados obtidos ao fim do dia de hoje com grandes probabilidades de 1 Campeão do Mundo ser apurado (Selby), 1 ser eliminado (Dott) e o outro ter que fazer pela vida (Robertson).

 

(imagens: carldaviesphotography.co.uk e cm-lisboa.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:17
Domingo, 23 DE Abril DE 2017

Campeonato do Mundo de Snooker (2ªR/3ºdia)

Teatro do Cadinho

Sheffield ‒ Inglaterra

15 Abril/1 Maio

 

Players_on_Stage[1].jpg

Ronnie O´Sullivan, John Higgins, Marco Fu e Ding Junhui

(entre Ken Doherty/Stephen Hendry à esq. e James Wattana/Supoj Saenla à dir.)

Euro-Asia Callenge ‒ Hong Kong ‒ 2007

(que a Europa ganhou à Ásia por 5-3)

 

Resultados registados este sábado na sequência dos encontros da 2ª Ronda do Mundial:

 

Ronnie O’Sullivan 13 ‒ 7 Shaun Murphy

Ding Junhui 13 ‒ 12 Liang Wenbo

John Higgins 13 ‒ 9 Mark Allen

 

Stephen Maguire 6 ‒ 2 Rory McLeod

Mark Selby 6 ‒ 2 Xiao Guodong

 

Destacando-se a passagem aos quartos-de-final do trio ING/CHI/ESC e as boas prestações de Stephen Maguire e de Mark Selby na 1ª sessão da 2ª ronda ‒ com 2 Campeões do Mundo já na 3ª ronda (Ronnie O´Sullivan e John Higgins) e outros 3 ainda a lutarem por um lugar (Selby, Robertson e Dott).

 

Domingo com mais 4 encontros da 2ª Ronda do Mundial entrando em cena mais 4 jogadores:

 

Stephen Maguire 6 ‒ 2 Rory McLeod

 

Mark Selby 6 ‒ 2 Xiao Guodong

Neil Robertson ‒ Marco Fu

Barry Hawkins ‒ Graeme Dott

 

Neste 8º dia do Mundial ficando-se a conhecer outro apurado para os quartos-de-final (o 5º de 8) e continuando-se a disputar os 3 restantes encontros para se completar a 2ª ronda (dia 24).

 

E com o quadro dos Quartos-de-Final deste Mundial de 2017 a começar a definir-se:

 

E

 

J

N

S

J

N

1

Ronnie O´Sullivan

ING

25-25-26

Ding

Junhui

CHI

2

Kyren

Wilson

ING

25-25-26

John

Higgins

ESC

3

Selby/

Guodong

ING/CHI

25-26-26

Robertson/

Fu

AUS/CHI

4

Hawkins/

Dott

ING/ESC

25-26-26

Maguire/

McLeod

ESC/ING

 

Quanto às tacadas de mais de 100 pontos (Centuries) com o inglês Stuart Bingham mantendo a tacada máxima com 137 (obtida na 2ªR) logo seguido pelo chinês Ding Junhui com 136 (obtida na 1ªR).

 

(imagem: snookerscene.blogspot.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:10

pesquisar

 

Abril 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
24
28

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro