mais sobre mim

subscrever feeds

Segunda-feira, 16 DE Outubro DE 2017

E se os Democratas voltassem a ser Democratas?

Não seria a melhor Solução?

 

A verdadeira realidade é que no dia 8 de Novembro de 2016 o Sistema entregou a cautela premiada ao Patrão (o MILIONÁRIO), naquele momento pondo em causa a necessidade da existência do Administrador (o POLÍTICO). Pelo que pensei que ainda pudesse (o Milionário) ser assassinado (pelo Político). Já Kennedy tentou assumir o poder e foi morto pelo Complexo.

 

O Coveiro dos Democratas

 

453CB1A500000578-4970742-image-m-30_1507745872709.

Democrats Are Becoming All They Claim to Hate

The Democratic Party's strategic incoherence is a risky gamble

(Noah Rothman / Apr. 4, 2017 / commentarymagazine.com)

 

À medida que se aproximava o fim do 2º mandato do 34º Presidente dos EUA o Democrata BARACK OBAMA (em 20 de Janeiro de 2017) ‒ tendo sempre como seu Vice-Presidente ao longo desses 8 anos o seu colega de partido JOE BIDEN ‒ certamente que o eleitor norte-americano especialmente com mais afinidades aos Democratas e ainda a sectores Independentes, acreditou até ao último instante (momento em que foram oficializadas todas as candidaturas) que o seu representante às próximas eleições Presidenciais seria provavelmente alguém apontado pelo Presidente ainda ocupando a Casa Branca: através de práticas anteriores (de muitos Presidentes e de ambos os lados do espectro político sugerindo o seu Vice para seu sucessor) e até pela aparente concordância em muitos pontos de vista (o que declaradamente não aconteceu com Hillary Clinton, como Secretaria de Estado abandonando o Presidente ‒ com discordâncias ‒ ao fim do seu 1º mandato e posteriormente autoapresentando-se como a melhor candidata para suceder a Obama: e assim retirando-lhe a prorrogativa de nomear o seu sucessor) sendo verdadeiramente surpreendente (senão hipócrita por interessada) a não opção por JOE BIDEN ou por outro candidato Democrata que não a já desgastada (pelo marido/tentativa de Impeachment e por práticas próprias anteriores e negativas/como em Bengasi) HILLARY CLINTON. Demitindo-se mais uma vez das suas capacidades e responsabilidades de como ainda Presidente (consciente e pensando no Futuro do seu Povo) poder influenciar positivamente a campanha e o bom rumo da mesma ‒ e dada a sua grande popularidade traindo ainda mais as expetativas dos seus apoiantes, não podendo votar de novo nele, podendo votar em alguém da sua confiança, mas desde que indicado ‒ nunca mencionando Joe Biden (ou outro qualquer Democrata), mantendo-se em prolongando silêncio (deixando à vontade Hillary Clinton e como que ignorando Bernie Sanders) para no momento oportuno talvez proporcionando uma troca (e a pedido da senhora) apontar HILARY CLINTON como sua sucessora.

 

Obama e o seu Legado

 

trump-obama.jpg

Brick by brick, the demolition job has begun: since taking office less than a year ago, Donald Trump has launched an all-out assault on the legacy of Barack Obama.

(Channels Television / October 15, 2017 / AFP)

 

E com toda a trapalhada política envolvendo a sua inevitável Nomeação ‒ num Sistema de votação bem pior do que o aplicado pelos Republicanos, na sua essência tentando manter os do Costume evitando Intrusões (ou seja Democracia a mais abrindo a porta à expressão/votação dos Independentes) ‒ com o Partido Democrata atropelando as Primárias (pouco se falando de outros possíveis candidatos), desrespeitando os eleitores (a sua opinião expressa pelo voto face à presença conjunta dos Super Poderosos Delegados não eleitos mas escolhidos) e desprezando o outro candidato (não lhe dando a mesma cobertura mediática para não falar financeira com apoios privados de cerca de 1 bilião de dólares para o seu/do Partido candidato) para no fim de todo este enredo talvez nunca antes Imaginado (quem pensaria num duelo HILLARY/TRUMP com o milionário a ganhar) apanhar uma Estrondosa Derrota apesar da maioria de votos: no dia 8 de Novembro de 2016 (data da Eleição Presidencial) e apesar da maioria dos norte-americanos terem votado contra a política Republicana (sem alternativa aos Democratas senão opor-se às suas decisões) ‒ 48% para os Democratas e 46% para os Republicanos numa diferença de quase 3 milhões de votos ‒ ser inesperadamente derrotada no número de delegados eleitos para o Colégio Eleitoral (já o mesmo tendo sucedido em 2000 na derrota de AL GORE) elegendo 227 contra os 394 de DONALD TRUMP (a 20 de Janeiro de 2017 sendo empossado como o 35º Presidente dos EUA, já lá indo quase 9 meses e com a criança prestes a nascer ‒ e com o seu destino a poder ser a Coreia/do Norte e a futura Geração Nuclear/numa extensão Global).

 

E finalmente A Bomba como alternativa ao Tweet

 

01chappatte-master768.jpg

Trump’s Weapons of Mass Destruction

A President Trump considers the options for attacking his foes.

(Patrick Chappatte / JULY 1, 2016 / nytimes.com)

 

Neste contexto Global (incluindo toda a Terra) e tendo como referência o país que se autointitula como o Império Terrestre mais poderoso do Mundo (tanto a nível Militar, como Cientifico-Tecnológico e Económico-Financeiro) ‒ sendo esse facto bem explícito no poderio da moeda/Dólar e do sector industrial/Militar ‒ mesmo não sendo bem assim dada a omnipresença (atual e crescente) dos chineses, não se compreendendo como uma sociedade tão ativa e resiliente como a norte-americana (até pela necessidade de sobreviver à violência crescente do seu quotidiano ‒ agora dupla ‒ no passado maioritariamente externa agora igualmente interna) se deixou arrastar para o interior da luta (não sua) POLÍTICOS/MILIONÁRIOS (tendo-se Trump declarado ainda em campanha como o candidato Antissistema ‒ só se percebendo agora/para alguns o que ele queria dizer e claramente pondo em causa toda a Estrutura) ‒ “Cada um Deles querendo dispensar o Outro” ‒ assumindo para si os Derrotados e com isso abrindo a porta para estes e para a Obliterando dos Vencedores (pondo-se ao lado dos patrões/milionários ou de quem os lhes paga/políticos). Com a sociedade norte-americana a encontrar-se de momento completamente dividida (tendo de um lado os Vencedores e do outro os Derrotados), à falta de outros instrumentos (de expressão) servindo-se cada vez mais de atos de extrema violência (maioritariamente contra os vencedores e continuadamente promovidos pelos órgãos de informação aderentes) ‒ é só ver os atentados e a quem teriam sido dirigidos ‒ e com os culpados a não serem só os Republicanos (e claro o ET Donald Trump) mas sobretudo (até pelo seu dito respeito pela Paz, Diálogo e Tolerância) os DEMOCRATAS: não retirando as conclusões devidas ao Evento ocorrido há já quase 1 ano (11 meses), não refletindo o inevitável fim de linha para os até responsáveis pela estratégia Democrata (com derrotas em todas as frentes, Presidência, Senado e Câmara) e finalmente não querendo interiorizar o fim do reinado CLINTON e a necessidade de (para além de se libertar dessa Família e de alguns dos seus sinistros Padrinhos) criar um novo rumo, suportado por um novo desígnio e talvez por um novo clã. Relembrando Que A Verdade Anda Por Aí e que de momento (que se saiba) os Republicanos controlam tudo ‒ e dessa forma estando criadas todas as condições (necessárias e suficientes) para a qualquer momento e certamente antes do fim do mandato (do 1º podendo suceder-se o 2º) ‒ ainda-por-cima agora com o Presidente e os Militares estão tão próximos ‒ se iniciar uma Nova Guerra (tal como o sucedido com Presidentes anteriores dando a supremacia interna ao Poder Militar).

 

Bastando dar-lhe a pasta e entregar-lhe o botão (Nuclear) para então e finalmente se dar a Implosão (deste já tão velho hotel).

 

(imagens: dailymail.co.uk - channelstv.com - Patrick Chappatte/nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:40
Segunda-feira, 16 DE Outubro DE 2017

Snooker ‒ Qualificação Masters Xangai e Início Open Inglaterra

Com o jogador com melhor aproveitamento na época de 2017/18 a ainda ser o belga LUCA BRECEL (12ºRM) ‒ nas 9 provas disputadas sendo 6 delas a contar para o RM ‒ nestas últimas provas (as 6 mais importantes por contarem para o Ranking) tendo 1/3 de bons resultados: sendo o único jogador a ter até agora (em provas contando para o RM) atingido uma Final (na 2ª prova/China Championship vencendo-a) e ainda uma Meia-Final (na 5ª prova/World Open perdendo-a).

 

Qualificação Masters Xangai

11/13 OUT

(9ª Prova contando para o RM)

 

10b29e96-838d-11e6-8fff-f52227c06034_1280x720.jpg

Ding Junhui

Vencedor do Masters de Xangai 2016

 

Decorrida entre 11 e 13 de Outubro a prova de Qualificação para o MASTERS de XANGAI (uma única ronda de modo a obter-se os 64 jogadores que entre 13 e 18 de Novembro estarão na sua fase final) é de ressalvar nesta eliminatória inicial o afastamento do inglês Shaun Murphy (5ºRM), do australiano Neil Robertson (8ºRM), do inglês Kyren Wison (14ºRM) e do escocês Anthony McGill (16ºRM) ‒ só referindo jogadores integrando o Top 20 do Ranking Mundial. Comparecendo assim em Xangai um total de 71 jogadores com 57 já apurados (para a 1ª Ronda da Prova) e outros 14 tentando alcançar os 7 últimos lugares (ainda) disponíveis (devido a jogos em atraso e jogadores convidados para a fase final). Uma prova cujo detentor do troféu é o chinês Ding Junhui (atual 2ºRM e Vice-Campeão Mundial) vencendo na final de 2016 o inglês Mark Selby (atual 1ºRM e Campeão Mundial) por 10-6.

 

Atual Campeão do Mundo e Líder do Ranking Mundial: MARK SELBY (ING)

 

Favoritos? (À partida) DING JUNHUI (como detentor do Troféu), MARK SELBY (como finalista vencido) e ainda para completar os dedos de 1 só mão (normalmente sendo 5) ainda 3 Mosqueteiros ‒ aqui sendo (pelo trabalho até agora desenvolvido desde o início da época assim como pelo seu currículo anterior): (1) Stuart Bingham (ING) e (2) Stephen Maguire (ESC) como semifinalistas do Masters (de 2016) e (3) Cao Yupeng /Zhou Yuelong (ambos chineses) como jogador surpresa ou rookie.

 

 

Open Inglaterra

16/23 OUT

(7ª Prova contando para o RM)

 

d8cb8a515758196e7b6324.jpg

Liang Wenbo

Vencedor do Open de Inglaterra 2016

 

Hoje dia 16 de Outubro (segunda-feira) iniciando-se a 7ª prova contando para o Ranking Mundial (RM) com a realização do OPEN de INGLATERRA de 16 a 23 deste mês (decorrendo até Domingo, dia da final e da atribuição das 70.000 £ para o jogador vencedor). Desde logo contando com a ausência entre os jogadores Top 20 do galês Mark Williams (17), do galês Ryan Day (18) e do escocês Stephen Maguire (19) ‒ num total de 131 jogadores (125 já apurados e 3 de 6 por apurar, vindos da ronda de Qualificação e dando os 128 apurados para o quadro final da prova) presentes em Inglaterra no Barnsley Metrodome. Iniciando-se hoje com 3 jogos da Qualificação e outros 31 (dos 64) da 1ª ronda e estendendo-se por mais 3 rondas antes de se atingir os Quartos-de-Final, as Meias-Finais e a Final. E com o detentor do troféu a ser o chinês Liang Wenbo (15ºRM) vencendo o inglês Judd Trump na final por 9-6.

 

Atual Vice-Campeão do Mundo e Vice-Líder do Ranking Mundial: DING JUNHUI (CHI)

 

Favoritos? (À partida) LIANG WENBO (como detentor do troféu), JUDD TRUMP (como finalista vencido) e ainda para completar os dedos de 1 só mão (normalmente sendo 5) ainda 3 Mosqueteiros ‒ aqui sendo (pelo trabalho até agora desenvolvido desde o início da época assim como pelo seu currículo anterior): (1) Stuart Bingham (ING), (2) Barry Hawkins (ING) como semifinalistas do Open (de 2016) e (3) Luca Brecel (BEL)/Lu Haotian (CHI) como jogador surpresa ou rookie.

 

(imagens: scmp.com/chinadaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:29

pesquisar

 

Outubro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
19
22
24
28
29
30
31

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro