mais sobre mim

subscrever feeds

Quarta-feira, 14 DE Fevereiro DE 2018

Sismos nos Açores, no Continente (português), na Europa e no Mundo

A 13 de Fevereiro

 

“A nível Sismológico e nestes dias de Carnaval e de Festa, com o panorama Global a acompanhar e a manter-se Tranquilo e Propício (ainda-por-cima usando-se Máscara).”

 

carnaval-de-loule-2018-1.jpg

Carnaval de Loulé

(uma explicação adicional para o sismo de M1.7 registado hoje a SW Faro)

 

Por falarmos em sismos ‒ depois dos cerca de 150 sismos de ontem (com os dois maiores de M3.3) e dos cerca de 50 de hoje (o de maior intensidade de M2.2) registados nos Açores (sobretudo São Miguel) ‒ e aproveitando esta preciosa e curiosa oportunidade (ou não estivéssemos no Carnaval tempo da entronização das nossas máscaras), eis que ocupando indevidamente o Espaço/Tempo dedicado exclusivamente a esta época festiva (numa tática muito antiga baseada no “tudo a monte e fé em Deus”), nos aparecem nos ecrãs das nossas televisões os eruditos dos tempos mortos (académicos sem trabalho mas com emprego), quando já não há nada para dizer senão sentir-se efetivo e aparecer (pelos mesmos e previamente posta de lado a cultura e posta de lado a memória ‒ arquivando-as a um caso se possível inacessível/a leigos).

 

mw-860.jpg

Arquipélago dos Açores

(com a ilha de São Miguel a ser a mais atingida)

 

Mas pondo de lado as preocupações incessantemente repetidas e posteriormente ignoradas sobre o fenómeno sísmico (podendo provocar destruição e morte) ou (mais especificamente) sobre possíveis danos pelo mesmo causado nas habitações (não se respeitando as diretivas para construções antissísmicas) ‒ já que como todos sabemos o que de importante se deve falar antes, nunca se fala nessa altura porque ninguém quer ouvir e no entanto falando-se muito tempo depois, quando muitos querem falar mas já ninguém quer escutar (“casa roubada trancas à porta” não resultando) ‒ esquecendo-nos momentaneamente do Homem e virando-nos para o Evento: com os pequenos sismos ocorridos nestas últimas horas (a caminho de uns 200) no arquipélago dos Açores e fazendo-se sentir (sobretudo) na ilha de São Miguel, a serem um fenómeno normal de ocorrer nestas zonas próximas ou atravessadas por falhas tectónicas, com a terra a tremer todos os dias (como seria natural) com sismos de pequena intensidade (irrelevantes e não sentidos) apenas se diferenciando de outros períodos de tempo devido à sua grande quantidade (num tão curto intervalo de horas) ‒ mas ainda dando para assustar. Sabendo-se (de antemão) como os Açores mas também grandes faixas de Portugal Continental estão expostas a estes fenómenos sísmicos (sobretudo toda a costa litoral, do Tejo ao Guadiana) por vezes podendo ser bem mais intensos e mesmo muito perigosos: bastando para tal recordar o Terramoto (seguido de Tsunami) de 1755.

 

quakemap-1858430.jpg

França

(onde se registou o sismo mais intenso dos dias 12/13 na Europa)

 

Em Portugal Continental e neste último dia de Carnaval (terça-feira, 13) com o epicentro do sismo mais intenso a registar-se (pelas 17:44) nas proximidades da região onde decorria o desfile de Carnaval de Loulé (a SW Faro) com intensidade M1.7 (e a 16Km de profundidade): o que pode ter sido um bom indicador para o Carnaval de Loulé deste ano (em número de assistência e balbúrdia, sempre bom para o espetáculo e para nos divertirmos) com a trepidação a ser ocasionada por movimentações de terrenos (em profundidade) mas certamente também pelo peso da multidão em festa (aos saltos e em movimento, aqui à superfície).

 

Alargando a nossa vista à região Euro-Mediterrânica com o sismo mais intenso e mais próximo de nós a ocorrer ontem (12 Fevereiro) e a verificar-se em França, com um sismo de M4.7 (e com epicentro a 2Km de profundidade) a ser registado de madrugada (pelas 03:08:30 UTC) a 76Km W da cidade de Poitiers. Sem danos materiais conhecidos (ou vítimas) e até com testemunhos (este localizado a 1Km N do epicentro): “Very loud ; thought roof was caving in - car alarm & lights flashing . Sounded like a sonic boom”. Hoje (13 de Fevereiro) com os sismos a deslocarem-se mais para o lado da Grécia e para o lado da Turquia (87%): com sismos (pouco relevantes) até M3.5 (de intensidade). Já no que diz respeito aos sismos mas registados a nível mundial com a sua intensidade a aumentar (bem além de M3.0) assinalando-se 5 sismos de magnitude igual ou superior a M5.0 (só nesta terça-feira até por volta das 18:00): 5.8, 5.7, 5.6, 5.6 e 5.0 (sobretudo na região das Ilhas Marianas).

 

E a 14 de Fevereiro

 

enterro_Entrudo.jpg

O Enterro do Entrudo

(organizada pela ACRODA em Olhos d’ Água)

 

No dia seguinte aos festejos-finais do Carnaval deste ano de 2018 (entre eles com o grande Carnaval de Loulé e com um dos mais tradicionais do Algarve o ocorrido em Paderne já na sua 30ª edição) e até ao momento (16:00) sem notícias de algum sismo minimamente significativo ocorrido no Algarve/Portugal Continental, o mesmo acontecendo na ilha da Madeira (os últimos de M2.1 e M1.5 aterem ocorrido ontem a S e a SW da Ribeira Brava) e no arquipélago dos Açores (com o nítido abrandamento da crise sísmica). E com o registo mais próximo e (algo) significativo a ocorrer neste dia 14 a verificar-se na região dos Pirenéus (fronteira Espanha/França) com dois sismos de intensidade M3.5 e M2.7 (a respetivamente 11Km e 6Km de profundidade). Finalmente no Resto do Mundo com o sismo mais intenso a ser sentido na região das ilhas Aru (na Indonésia) com M5.5 (hoje). No fundo e eventualmente, mantendo-se (dentro de determinados parâmetros) tudo normal e tranquilo, neste período do Enterro do Entrudo.

 

(imagens: eco.pt/ipma.pt/volcanodiscovery.com/cm-albufeira.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:28
Terça-feira, 13 DE Fevereiro DE 2018

Um (ainda atual) Retrato de Portugal

De um trabalhador manual (como Catarina Eufémia a Camponesa), como poderia ser de um trabalhador intelectual (como Aquilino Ribeiro o Escritor).

 

Retrato

 

625889.jpg

 

Catarina Eufémia. O coração que “batia comunismo” vai-se apagando aos poucos.

(ionline.sapo.pt)

 

“Chamava-se Catarina/ O Alentejo a viu nascer/

Serranas viram-na em vida/ Baleizão a viu morrer”.

 

Pela voz de Zeca Afonso, a história de Catarina Eufémia foi ficando guardada nas memórias do comunismo alentejano. A camponesa que deu a vida pela revolução dos trabalhadores, se fosse viva, faria hoje 90 anos.

Uma geração sem Catarina Eufémia

 

Para muitos portugueses, nomeadamente os mais jovens, o nome de Catarina Eufémia não passa hoje de uma rua ou de um largo. “A Catarina tem uma importância enorme, basta ver a quantidade de ruas, praças, pracetas, largos que há em Portugal – especialmente no Alentejo e na zona industrial de Lisboa [para onde vieram grandes comunidades do Alentejo rural nos anos 60] – para ver a importância que teve”, diz o autor (Pedro Prostes da Fonseca autor do livro O Assassínio de Catarina Eufémia). No entanto, entre as pessoas, a história está a perder-se. “Eu fiz o lançamento do livro em Baleizão, na sociedade filarmónica”, conta Prostes da Fonseca. “Disseram-me, ‘atenção que Baleizão não vai ligar nenhuma’, mas eu quis ver com os meus olhos a força que a Catarina teria ainda, neste momento, em Baleizão. Foi uma coisa terrível porque estavam sete ou oito pessoas a assistir à apresentação do livro – uma delas era a filha de Catarina – e cá fora estava imensa gente a beber cerveja e a fazer barulho.”

 

“Ela continua com a sua estátua no largo central de Baleizão, continua lá a foice e o martelo no local onde supostamente foi abatida”, agora, “a malta mais nova – a sensação com que fiquei – é que não, não tem qualquer interesse.”

 

Quando questionado sobre a importância desta parte da história, Prostes da Fonseca não tem dúvida de que“faz sempre sentido recuperar a memória histórica”. “É uma pena a história da Catarina ter desaparecido aos poucos, várias pessoas a cantaram, a escreveram – como Sophia de Mello Breyner [no poema “Catarina Eufémia”] –, ela foi muito importante culturalmente. No fundo, é a nossa história. O Estado Novo não tem assim tantas histórias de pessoas que resistiram para Portugal se poder dar ao luxo de passar quase uma esponja por cima desta figura”, critica.

 

(excertos do texto: Catarina Eufémia. O coração que “batia comunismo” vai-se apagando aos poucos/13.02.2018/ionline.sapo.pt ‒ imagem: ionline.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:31
Terça-feira, 13 DE Fevereiro DE 2018

Snooker ‒ 2005 Premier League Snooker ‒ Paul Hunter

Num interregno de uma semana na projeção e na aplicação do Circuito Mundial de Snooker (época 2017/18), um momento para recordarmos uma das promessas do Snooker Mundial, o inglês Paul Hunter (que dá o nome à prova contando para o Ranking Mundial o Paul Hunter Classic): nascido a 14 de Outubro de 1978, de 1995 a 2005 vencendo 6 provas do circuito (3 contando para o RM) e poucos dias antes de fazer 28 anos (em 2006 com o seu compatriota e adversário Ronnie O’Sullivan com 31 anos), falecendo e interrompendo uma carreira promissora, vítima de doença prolongada (diagnosticada em 2005). E ficando conhecido com a alcunha de, Beckham of Baizee.

 

PH6.jpgPH4.jpg

Ronnie O’Sullivan e Paul Hunter em 2005

(com 29/26 anos respetivamente)

 

Descobrindo por mero acaso ao navegar (ou derivar) pela Web, um registo (em Rocket Ronnie) do encontro realizado a 10 de Fevereiro de 2005 para a 2005 Premier League Snooker, entre dois jogadores (por coincidência) sendo ambos ingleses: Paul Hunter (aí com 26 anos) e Ronnie O’Sullivan (aí com 29 anos) ‒ e com este último (The Rocket) já tendo sido por 2X Campeão do Mundo (2001/2004). Nesse encontro com Ronnie O’Sullivan a bater Paul Hunter por 4-2 (na fase de grupos) ‒ 0-1, 1-1, 2-1, 3-1, 3-2 e 4-2 ‒ para na final bater o galês Mark Williams (aí com 29 anos e já tendo sido por 2X Campeão do Mundo em 2000 e 2003) por uns esclarecedores 6-0.

 

PH5.jpgPH2.jpg

Durante a fase de grupos da 2005 Premiere League Snooker

(no ano que antecederia o seu abandono da competição)

 

Paul Hunter o vencedor do Grande Prémio de Fürth realizado no ano de 2004 (na Alemanha), ao bater na final o galês Matthew Stevens por 4-2 (ainda no ativo e com 40 anos) naquela que seria (mais tarde em 2007) denominado como Paul Hunter Classic (em sua homenagem). No seu confronto direto com o já lendário e ainda vivo The Rocket (o Penta-Campeão do Mundo Ronnie O’Sullivan) ‒ no qual se integra este encontro realizado em 2005 ‒ nos 13 encontros realizados com Ronnie a ganhar 7 e Paul 6. E com a sua mais saborosa vitória sobre The Rocket a registar-se no ano de 2004 no Masters, com Paul Hunter a vencer na final da prova e na negra por 10-9 (depois de ter estado a perder por 1-6).

 

[Video: Ronnie O'Sullivan vs Paul Hunter 2005 Premier League Snooker Spring Group Stage ‒ Publicado em 23.10.2015 por Rocket Ronnie em youtube.com]

 

(imagens: Rocket Ronnie/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:22
Terça-feira, 13 DE Fevereiro DE 2018

Anéis (de Saturno), Enceladus e Pandora

Recordações de Cassini

(15 de Outubro de 1997/15 de Setembro de 2017)

 

Numa imagem com mais de oito anos registada pela descontinuada sonda automática CASSINI (entrando nas camadas superiores de nuvens rodeando o Gigante Gasoso SATURNO/2º maior planeta do Sistema Solar a 15 de Setembro de 2017 e devido às poderosas forças em presença/como as forças geomagnéticas explodindo e desintegrando-se passados poucos segundos) ‒ 1 de Novembro de 2009 ‒ poderemos verificar não só a presença dos anéis de Saturno como de duas das suas luas (mais de 60) Enceladus (a 6ª maior lua de diâmetro> 500Km) e Pandora (diâmetro> 80Km): com todo este cenário a ser iluminado pelos raios solares (retro iluminado) e com a face noturna de Pandora a ser por sua vez iluminada pelos reflexos (dos raios solares) oriundos de Saturno.

 

PIA17144.jpg

Uma Canção de Gelo e de Luz

(Orbitador Cassini ‒PIA 17144)

 

Segundo os especialistas da NASA tendo acompanhando a missão CASSINI (a Saturno) com os anéis a serem bem visíveis devido à sua composição (cristais gelados iluminadas pelo Sol) ‒ assim como os jatos visíveis expulsos para o exterior (para o Espaço) e sendo oriundos do Polo Sul de Enceladus (numa extensão de cerca de 500Km) ‒ e com a pequena lua Pandora a estar localizada (na imagem) do outro lado de Enceladus. Numa imagem capturada pela sonda automática quando a mesma se encontrava a mais de 240.000Km de Enceladus e a mais de 566.000Km de Pandora. Hoje com o planeta Saturno a deixar de estar acompanhado pela sua sonda (CASSINI) ‒ deixando para trás e ao abandono esta região do Sistema Solar ‒ e sendo agora substituído por JÚPITER observado por uma nova sonda automática (JUNO).

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:34
Segunda-feira, 12 DE Fevereiro DE 2018

A Terra Tremeu nos Açores

Há treze anos que não havia tanta atividade sísmica nos Açores

(rtp.pt em 12/02/2018)

 

“Foram registados centenas de abalos desde a meia-noite. O Centro de Vigilância Vulcânica registou mais de trezentos sismos desde o início da madrugada. Nem todos foram sentidos porque as magnitudes foram relativamente baixas de 1.9 a 3.6 na escala de Richter. A zona que mais treme foi Vila Franca do Campo na Ilha de São Miguel onde muitos habitantes passaram a noite em claro.” (rtp.pt)

 

Porto_e_Marina_de_Vila_Franca_do_Campo,_ilha_de_S

Porto e Marina de Vila Franca do Campo

(wikipedia.org)

 

Hoje dia 12 de Fevereiro de 2018 e desde o princípio da madrugada (com o 1º sismo de M2.0 a ser registado pelas 02:51/locais ‒ mais 1 hora em Portugal Continental ‒ em Congro/São Miguel), o arquipélago dos Açores (sobretudo São Miguel) tem vindo a ser abalado por pequenos e sucessivos sismos (pelas 17:00/locais a caminho dos 150), atingindo o seu pico máximo de atividade entre as 03:39/04:05 (locais) com 4 sismos de magnitude igual ou maior a M3.0 (M3.0/M3.3/M3.2/M3.1); e com o sismo de maior intensidade a ser sentido pelas 07:17 (locais) igualmente em Congro/São Miguel com M3.4 (e o último a assinalar também no mesmo local, a ser registado pelas 15:56/locais com M2.0). Com a profundidade associada ao epicentro dos sismos (quando indicada) a andar no caso Maciço das Furnas entre os 2/11Km e no caso de Congro/São Miguel (a esmagadora maioria) entre os 2/7Km (menos profundo/mais sentido). Algo que já se deveria prever face à agitação sísmica na região desde o início do mês de Fevereiro (c/epicentro entre outros em redor da Graciosa, Faial, e Terceira M2.0/3.0).

 

img_757x498$2017_10_05_20_46_03_674103.jpg

Maciço rodeando a Lagoa do Fogo

(gettyimages.com)

 

Felizmente e dada a pouca intensidade dos sismos (em torno de M3.0 ou inferior) não se tendo registado vítimas nem danos materiais (conhecidos), mas dado a sua sucessão num tão curto espaço de tempo colocando os açorianos em estado alerta (em dúvida e preocupados) para uma possível continuação deste novo período sísmico (segundo os especialistas podendo ser curto/dias ou até longo/meses): apesar dos numerosos (e pouco intensos) sismos já registados em menos de 24 horas (talvez uns 130), com a tendência (mantendo-se a crise sísmica açoriana) a apontar para possíveis sismos de magnitudes reduzidas, dada a conhecida e lenta deslocação das placas em presença (tectónicas), libertando pouca energia e como consequência originando sismos (geralmente) pouco relevantes. Com os habitantes das freguesias de Porto Formoso, Rabo de Peixe, Água do Alto e Furnas a serem (dos que mais sentiram os sismos e mais se assustaram) os primeiros a sentirem (M2.7 a M3.2), seguindo-se os de Vila Franca do Campo e Ribeira Grande (M2.9 a M3.2).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:22
Segunda-feira, 12 DE Fevereiro DE 2018

Snooker ‒ Coral Shoot-Out ‒ Final

Final Coral Shoot-Out

(11/02/2018)

Watford/Inglaterra

(1 único frame)

 

Michael Georgiou/CHIP (59ºRM) ‒ 67 Graeme Dott/ESC (23ºRM) ‒ 56

 

DVzcA9iWAAArDL1.jpg large.jpg

Michael Georgiou

(59ºRM/CHIP)

 

Tendo-se concluído ontem a 19ª prova do Circuito Mundial de Snooker época 2017/18 (14ª prova a contar para o Ranking Mundial/RM) o vencedor da Final do CORAL SHOOT-OUT o cipriota MICHAEL GEORGIOU não só se tornou o 15º Vencedor da Época (19 Provas/15 Vencedores) como também venceu a sua 1ª Prova de Ranking desde que se tornou profissional (antes nunca tendo atingido os Quartos-de-Final/QF).

 

Uma prova que não contou com a presença do Top 5 do RM (Mark Selby/ING, Ronnie O’Sullivan/ING, Judd Trump/ING, Ding Junhui/CHI e John Higgins/ESC) e em que o detentor do troféu (o escocês Anthony McGill/16ºRM) foi eliminado logo na 1ª ronda (por um dos semifinalistas desta edição o inglês Mark Davis/41ºRM).

 

Ainda com uma prova a decorrer ‒ a Liga dos Campeões (concluído o Grupo 6 com a prova interrompida até 26 de Março para a disputa do Grupo 7 e do Grupo Final) ‒ com os jogadores a poderem usufruir nestes dias de um descanso de cerca de uma semana (7 dias sem jogos) antes do regresso do Mundial (com mais uma prova contando para o RM):

 

Entre 19/25 de Fevereiro decorrendo em Preston (Inglaterra) o Grande Prémio Mundial (Laqdbrokes WGP) com o detentor do troféu a ser o inglês Barry Hawkins (8ºRM) e o prémio para o Vencedor de 100.000£.

 

E disputadas 19 provas (14 contando para o RM e 5 não) com o inglês Ronnie O’Sullivan (2ºRM) e o galês Mark Williams (7ºRM) a serem os únicos a terem ganho 3 provas, seguidos do australiano Neil Robertson (13ºRM) com 2 vitórias.

 

[Com os 32 jogadores apurados para o Grande Prémio Mundial/Ladbrokes a serem os de melhor RM, entre o Riga Masters de 2017 e o Coral Shoot-Out de 2018 ainda agora concluído. E registando-se ainda o regresso do inglês e ex-Campeão do Mundo Stuart Bingham a uma fase final de uma prova, depois de ter estado temporariamente suspenso.]

 

(imagem: World Snooker)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:39
Domingo, 11 DE Fevereiro DE 2018

O Canhão da Nazaré

O paralelismo entre o cavaleiro português D. Fuas Roupinho

E o surfista havaiano Garrett McNamara

(separados por oito séculos)

 

fuas-roupinho.jpg

Painel da Ermida da Memória

A Lenda de Nossa Senhora da Nazaré envolvendo D. Fuas Roupinho

(editado em wikipedia.org)

 

1ª Bala por D. Fuas Roupinho

 

Tendo conhecido pela 1ª vez a vila piscatória da Nazaré há muitos anos atrás (alguns poderiam afirmar meio século) ‒ quando era jovem e aproveitava com prazer as visitas familiares (geralmente de um dia) feitas ao fim-de-semana a um determinado local com (algum) substrato e como tal História (sobretudo cultural, incluindo gastronómica e assim evocando a nossa memória e a dos nossos antepassados) ‒ recordo-me ainda que para além do traje das mulheres (dos pescadores) utilizados aquando na praia esperavam o regresso dos seus maridos da sua faina diária as Sete Saias das Mulheres ‒ um dos locais que fomos logo visitar mal chegamos à vila foi o Farol da Nazaré: instalado numa falésia ligada a uma das mais conhecidas Lendas de Portugal (num facto eventualmente ocorrido em 14 de Setembro de 1182), quando D. Fuas Roupinho (um nobre-guerreiro português companheiro do Rei D. Afonso I) perdido (envolvido como os seus companheiros num denso nevoeiro) e prestes a cair (montado no seu cavalo) da falésia ao mar, foi salvo no último instante por intervenção de Nossa Senhora de cair no precipício e morrer (aí mandando posteriormente construir a Ermida da Memória, sobre uma pequena gruta então aí existente e onde encontrara a imagem que o salvara). Onde no século XVI D. Fernando mandou construir o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré e num local (extremo do Bico do Milagre) onde ainda se pode ver (segundo a tradição) a marca da ferradura de um dos cascos do cavalo de D. Fuas. E olhando-se para baixo lá estando o precipício, o oceano e o agora conhecido Canhão.

 

Nazare!!! garrett McNamara.jpg

Ondas formadas no Canhão da Nazaré vistas a partir do Farol

Fotografia de Garrett McNamara

(publicado em 17.09.2015 por Maurício Barra)

 

2ª Bala por Garrett McNamara

 

No dia 1 de Novembro de 2011 (829 anos após D. Fuas Roupinho ter colocado a vila da Nazaré no mapa) com o havaiano Garrett McNamara a surfar (na Praia do Norte) uma onda com 78 pés (aproximadamente 23,8 metros), recolocando a Nazaré mas agora nas bocas do mundo e transformando definitivamente esta (inicialmente) vila piscatória portuguesa, numa nova vila agora transformada em destino turístico: com as ondas da vila da Nazaré e proporcionadas pelo seu Canhão (na sua manifestação associado à topografia submarina da costa local) a originarem o despoletar de vagas podendo atingir em torno de 30 metros (de altura), introduzindo a pequena vila portuguesa na órbita desportiva e turística do Surf e do Circuito Mundial de Ondas Gigantes. Ainda no ano passado (e pelo 2º ano consecutivo) com a Praia do Norte na Nazaré a receber mais uma etapa da Big Wave Tour o Nazaré Challenge, rivalizando com os EUA (Mavericks) e o Havai. E de acordo com estudos entretanto realizados sobre um possível impacto turístico e económico da modalidade do Surf na região (responsáveis regionais e dirigentes do surf mundial) com o retorno (financeiro e para a Nazaré) a poder ultrapassar os 7 milhões (e com tendência para aumentar). E nesta divulgação de uma terra por onde se terá passado por um motivo qualquer (um qualquer de nós), podendo-se em muitos aspetos equiparar (hábito de réplica) a promoção à mesma feita por D. Fuas Roupinho (e o seu cavalo), como a levada a cabo mesmo que por um estrangeiro mais de oito séculos depois ‒ de nome Garrett McNamara (aqui com uma prancha de Surf).

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:53
Sábado, 10 DE Fevereiro DE 2018

E Nevou de Novo e Intensamente em Marrocos

“Um território com uma certa ligação, do qual por destino e sem vontade própria, me desliguei.

Algo que incompreensivelmente se faz vezes demais, no nosso tão curto percurso por cá.”

 

Neve em Marrocos

 

Snow.png

Autoestrada Marraquexe/Agadir

 

Depois de há cerca de quinze dias o Reino de Marrocos ter sido submetido a uma das maiores quedas de neve desde há cerca de 50 anos (atingindo mesmo regiões a sul fazendo fronteira com o deserto),

 

‒ Interrompendo a circulação de transportes em várias estradas marroquinas e isolando muitas localidades sobretudo as rurais

 

O país voltou a ser submetido a uma nova onda de frio (intenso para as condições habituais) e a ficar coberto por uma nova camada de neve: cortando de norte a sul estradas de todo o seu território (uns 5.000Km) e levando ao encerramento (temporário) de quase 900 escolas.

 

ifrane10.jpg

Ifrane

 

Afetando regiões de Marrocos desde Tanger/Tetouan (cidades a norte, junto ao Mediterrânico) até atingir noutro extremo Tinghir/Zagora (cidades a sul, fazendo fronteira com o deserto) ‒ sobretudo zonas rurais e a altitudes elevadas.

 

Uma tempestade assolando de novo todo o Reino de Marrocos, com uma segunda onda de frio (intenso) e de queda de neve a submeter todo o seu território a partir do passado dia 5/6 de Fevereiro a condições atmosféricas extremas,

 

Provocando numa região do norte de África não muito habituada a estas condições climatéricas (num reino considerado como quente, seco e desértico e agora estando frio, com neve e formação de gelo),

 

Screenshot-2018-2-10 Facebook.jpg

Ouarzazate

 

Grandes perturbações no funcionamento básico e normal da sua sociedade extremamente dependente das vias e meios de transporte de modo a evitar o seu isolamento e dessa forma sobreviver (nestas condições para muitas pessoas consideradas extremas, dado não estarem preparados/apetrechados para tal):

 

Com valores na ordem de 170/280cm de queda de neve na região de Ifrane (6/7 Fevereiro), de 170/190cm na de Khenifra e de 80cm na de Beni-Mellal e levando o governo marroquino (logo a 8 de Fevereiro) a tomar medidas excecionais de auxílio às populações isoladas (rurais/montanhas), algumas mesmo sem condições para resistirem por muito mais tempo a esta vaga de frio,

 

‒ Afetando mais de 20 províncias e mais de meio milhão de pessoas em regiões do Reino de Marrocos onde não se vis Neve desde há uns 50 anos (1968).

 

Alguém em Marrocos

 

Military-Hospital-Set-Up-in-Anfgou-to-Assist-Cold-

Anfgou

 

[Num território por onde já viajei por diversas vezes (à boleia, de carro e de comboio) e onde já pernoitei em diversos tipos de lugares (desde o parque de campismo ao hotel) ‒ infelizmente onde não retornei já lá vão muitos anos ‒ e onde sobretudo na viagem concretizada por altura da Páscoa rapei muito frio no camping de Martil (localidade junto à praia com o mar Mediterrânico em frente) localizada perto de Tetouan. Chegados a Algeciras e atravessado o mar (separando a África da Europa) entrando-se num Novo Mundo (na altura, há muitos anos) ‒ como se entrássemos efetivamente nas fantásticas Mil e Uma Noites ‒ fazendo-nos lembrar o Mundo Antigo, a sua Memória e a sua Cultura (no meu país entretanto perdida) dos nossos (queridos) Antepassados: com Saudade mas aí (por essa altura) ainda com Presença. Hoje algo que não sei, pois nunca mais lá voltei.]

 

(imagens: moroccoworldnews.com e ورزازات أونلاين/facebook.com/watchers.news)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:45
Sexta-feira, 09 DE Fevereiro DE 2018

O Tesla Roadster Vermelho de Elon Musk

[E o caso de possivelmente poder estar envolvido no encobrimento de um assassinato.]

 

Carnaval

 

O Carnaval decorre este ano no dia 13 de Fevereiro (como sempre a uma terça-feira) sendo inicialmente uma festa pagã (posteriormente também festejada pelos católicos) que decorre (47 dias) antes do domingo de Páscoa. Nos EUA e talvez para comemorar o período festivo um Milionário (não sendo aqui Donald Trump) aproveitou para lançar um Automóvel (seu) em direção ao planeta Marte e pilotado por um Manequim.

 

“No Carnaval ninguém leva a mal”

 

E0.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Orbitando o planeta Terra

 

Fake News

 

Num Mundo submergido por uma Nova Ordem Social (tornada efetiva desde que o Milionário se candidatou ao poder) baseando significativamente o seu funcionamento na utilização de uma mera Manipulação Informativa Generalizada (MIG 2018) ‒ as agora denominadas FAKE NEWS ‒ é fácil de concluir que face à ininterrupta torrente de notícias (duvidosas senão mesmo objetivamente falsas) atravessando e ao mesmo tempo queimando (deliberadamente) os nossos já tão sobrecarregados neurónios (obrigados a aceitar tudo e se necessário/e ao mesmo tempo o seu contrário), as alternativas recorrendo sistematicamente às Teorias da Conspiração comecem agora a disparar: não nos contando a Verdade (provavelmente por não ser importante ou Real) podendo-se sugerir (Imaginar) e a partir daí construir e edificar (integrando a Imaginação na Realidade) uma Nova e mais aceitável Verdade (e um Novo Sistema Social). E no meio desta extrema confusão (colocando a nossa memória e cultura em causa) inerente à aplicação deste modelo de Espetáculo Extremamente Intrusivo e Comunicativo (EEIC) ‒ e pondo de lado este enorme problema podendo transformar o sujeito num perigoso subproduto do objeto (como já se vê no presente com a expulsão do Homem/sujeito da produção sendo substituído por Máquinas/objetos) ‒ colocando-se desde logo a questão de o que é Verdade e Realidade e de qual o motivo pelo qual deveríamos credibilizar mais uma das opções relativamente a tantas outras (coexistindo no mesmo conjunto e dando-lhe a sua forma e conteúdo). Estando-se agora a viver a época do CARNAVAL e tendo-se em consideração o escrito anteriormente, sendo mais fácil de aceitar as mais diversas teorias (mesmo que conspirativas) sabendo-se que no final (e retiradas as Máscaras) ninguém levará mesmo a mal (nem se sabendo quem são).

 

“Promovendo-se mais um pouco as empresas Tesla e Space X do milionário Elon Musk”

 

E4.jpg

O Tesla Roadster de Elon Musk

Com Starman ao volante

Dirigindo-se para Marte

 

Elon Musk

 

Num artigo de Paul Seaburn publicado hoje (9 Fevereiro) no Site Mysterious Universe (mysteriousuniverse.org) The ‘Dial Musk for Murder’ SpaceX Falcon Heavy Conspiracy ‒ e com o mesmo sendo colocado perante boatos e rumores envolvendo uma personalidade como ELON MUSK (um milionário com rendimentos na ordem dos 20 biliões de dólares, dono da Tesla e da Space X), expondo desde logo e publicamente uma das teorias já em circulação ainda-por-cima das mais extremas e como tal Conspirativas:

 

“But nothing beats the conspiracy theory floated on reddit and other Internet sites suggesting that the entire launch may have been a coverup for a murder!”

(Paul Seaburn)

 

Explicando: tudo não passaria de uma encomenda feita previamente (certamente que à Tesla, à Space X e contando com a conivência e participação da NASA) tendo como objetivo o encobrimento de um assassinato de uma determinada pessoa (aproveitando toda a última tecnologia posta ao dispor do milionário Elon Musk), montado num cenário exterior e espetacular (o Espaço) onde o detalhe ‒ como veremos mais à frente o Protagonista (e associado a um mero objeto) ‒ passaria completamente despercebido. Concretizada com o lançamento para o Espaço a bordo de uma nave da Space-X e conduzindo um Automóvel da Tesla (em direção ao planeta Marte, onde deveria chegar cerca de meio ano depois) de um pretenso Manequim (enfiado no seu fato espacial), que na realidade seria um corpo de uma pessoa assassinada e que desse modo ninguém jamais conseguiria confirmar (e muito menos identificar).

 

E com outros alternativamente a colocarem o Cadáver (da responsabilidade de Elon Musk) na pequena bagageira do Roadster ‒ mas sem ninguém (por um sistema qualquer de associação) o conseguir identificar. Para já apenas com suposições (não se confirmando por estarem vivas) ou então com a via final: nas suposições incorporando desde Jeff Bezos (um seu rival no Dinheiro e no Espaço) a Amber Heard (a sua namorada ex-Johnny Depp) e no final concluindo-nos ao próprio; e chegados a este ponto (das teorias da conspiração) com o cadáver a não o ser por ainda estar vivo, sendo o próprio Elon Musk a conduzi-lo (ao seu automóvel da Tesla) até ao longínquo planeta Marte (e na Terra ficando um seu clone).

 

Sabendo-se de antemão que o material constituinte do Roadster (o automóvel) e do seu respetivo condutor (o presumível Manequim), dentro de um ano estará destruído (parcial ou totalmente) deixando de ser (efetiva e decisivamente) elemento de prova (no caso de se enviar uma sonda para se tirarem as dúvidas). Como diria Paul Seaburn num episódio bem indicado para uma nova série tipo CSI Mars.

 

(dados: Paul Seaburn ‒ imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:37
Quinta-feira, 08 DE Fevereiro DE 2018

Em Marte de Carro Elétrico Conduzido por um Manequim

Com Roadster e Starman a poderem ser o primeiro automóvel e manequim,

A tocarem o planeta Marte.

(e tudo graças a um milionário de nome Elon Musk)

 

Antecipando-se à sua promessa de colocar na próxima década um ser Humano no planeta Marte, o milionário e presidente da SPACE X ‒ ELON MUSK ‒ conhecendo por experiência própria qual o melhore companheiro do HOMEM, decidiu enviar previamente para o Planeta Vermelho uma verdadeira bomba: o seu carro elétrico (também vermelho) TESLA Roadster.

 

EM4.jpg

 

Com o Tesla Roadster de Elon Musk depois de ser colocado em órbita a ser direcionado para o planeta Marte, onde deverá chegar (segundo cálculos dos responsáveis pela missão) dentro de aproximadamente 6 meses:

 

Um veículo fabricado na Terra por Humanos (Made on Earth by Humans), conduzido por um Homem das Estrelas (um manequim devidamente equipado chamado Starman), transmitindo música de David Bowie (Life on Mars) e para seu conforto (do boneco/piloto) tendo inscrito no seu painel Não entre em Pânico (Don´t Panic!).

 

EM1.jpg

 

Apesar de ‒ a ser cumprida a missão com 100% de sucesso (ou seja chegando tudo inteiro/a Marte e sem percalços no caminho) ‒ o Roadster como o Starman já terem os seus dias contados (terrestres ou marcianos): dado mal ter entrado em órbita e depois de algumas voltas (ao planeta), entrar na sua atmosfera /extremamente ténue) despenhando-se de seguida (no solo marciano).

 

EM3.jpg

 

No entanto e segundo cálculos entretanto efetuados à trajetória prevista para o TESLA Roadster e para o seu piloto STARMAN (o automóvel e o condutor), chegando-se à conclusão de que o veículo de Elon Musk não atingirá propriamente Marte mas passará um pouco ao lado:

 

Uma boa notícia para o duo Roadster/Starman (não se suicidando em Marte) e que pelos vistos os lançará (mais Além) em direção à Cintura de Asteroides.

 

(imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:13

pesquisar

 

Fevereiro 2018

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
20
22
25
26
27
28

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro