mais sobre mim

subscrever feeds

Domingo, 15 DE Março DE 2015

Dog Attack Alien Attack

Um AVISO muito sério a todos aqueles que de uma forma prepotente nos expulsaram da nossa zona PRIVADA de conforto (nem sequer nos fornecendo um bilhete e uma mala de cartão) e pouco tempo depois (como se nada tivessem a ver com essa inenarrável MEDIDA DE AUTOR, aí nos definindo um novo e peculiar tempo de exílio) descaradamente e sem um pingo de vergonha, nos convidaram a voltar para nossa casa em troca de um montinho de dinheiro. E a DIGNIDADE perdida?

 

2672805b.jpg

 

Na Republica Popular de China um indivíduo que residia num bloco de apartamentos de uma determinada cidade (ao deslocar-se para o exterior do seu prédio, em direcção ao local onde se encontrava estacionado o seu automóvel), apercebeu-se que um cão andaria a movimentar-se nas proximidades da sua viatura. Imediatamente se deslocou até junto do animal e apanhando-o desprevenido correu com ele dali ao pontapé. O cão obviamente que fugiu e o dono do automóvel foi então à sua vida. Momentos depois o cão voltou de novo ao local do crime, mas agora acompanhado por mais dois amigos (também cães): e enquanto um vigiava, os outros tratavam do carro (à dentada).

 

2672805a.jpg

 

PEOPLE:

 

Be aware ALIENS are already around and among us in different shapes.
Not only disguised as HUMANS but now acting in group and using BODY BEASTS.
How can an IRRATIONAL dog understand a situation, call another dog to join him in is action and finally tell them the main objective?
Somewhere and somebody it’s USING them – their strong body and certainly their little BRAIN.
Even in a great country like CHINA where dogs must fear the most for theirs lives (because they are good FOOD), they are showing the all world they are already here and they are just looking for US.
Now if a human act in an opposite direction of the irrational animal mission and objective, MAN must be prepare for immediately response.
Like dog’s reaction in this LIGHTNING EVENT reveal – everyday, everyplace and everyway, you have a similar encounter of THE ZERO KIND.
You must think that your human reaction ALWAYS will have a quick response, for the now POSSESSED beasts.
The best way to reach to the SOLUTION is first talking smoothly with the animal, trying to tell them the true about is strange behaviour (feeding them quietly meanwhile making friendship) and them with a direct HIT definitely suppress their INTERIOR Alien.
Like some humans do to all the other humans with alien’s TENDENCY.
Be AWARE!

 

(imagens – nydailynews.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:28
Sábado, 07 DE Março DE 2015

Miami Dog Park

Para se ter uma boa semana de trabalho (ou até de lazer e de preguiça) a primeira condição a respeitar é que a mesma tenha sido antecedida por um excelente fim-de-semana. E os animais são uma excelente receita para isso (um petisco) e pela sua naturalidade um pretexto inigualável (e que devemos degustar). Eles apreciam-no muito e por respeito para com os amigos devemos retribuir-lhes o gesto. E um bom fim-de-semana.

 

8iVy7t6.jpg

Ajudantes e hóspedes

 

Estes indivíduos de quatro patas têm agora em MIAMI um parque que lhes é exclusivamente destinado: desde actividades lúdicas e educativas, passando pelos cuidados com a sua saúde e higiene e até desfrutando da possibilidade de aí poderem pernoitar, estes adoráveis bichinhos têm agora nas pessoas de ANDRES e NATALIE e dos seus dedicados ajudantes BAILEY, SHADOW, SOKEE e FIJI (três cães e uma catatua), uma equipa de verdadeiros profissionais e amigos sempre prontos e disponíveis para os acompanharem nas suas horas de maior necessidade.

 

index.jpg

Bailey, Shadow, Sokee e Fiji

 

Sob a batuta de dois apaixonados por animais especialmente atraídos por estes amigos de quatro patas, esta paixão conjunta acabou por se concretizar num projecto bastante interessante e de sucesso (tanto para os cães como para os seus donos) além de se tornar para ANDRES e NATALIE numa excelente opção de vida pessoal e profissional. Exercício, confiança, respeito, amor e amizade (entre os donos e os seus cães), são os lemas deste notável grupo de pessoas e de animais trabalhando em conjunto e objectivamente contribuindo para o bem de todos (de toda a comunidade).

 

22 dogCLO 0718 ADDA.JPG

Natalie e Andres

 

“Dogs have no need nor do they care for luxurious pet hotels. Dogs have needs that must be met and the bottom line is dogs just want to be dogs.” (thebarkhaus.com)

 

(imagens – BARKHAUS MIAMI/MIAMI HERALD)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:44
Terça-feira, 25 DE Fevereiro DE 2014

Kung-Fu Panda

Perante as autoridades ausentes os dois animais expressaram o seu ponto de vista sobre a organização da sociedade, solicitando a aplicação duma pena agravada para quem indignamente ultrapassasse o modelo, por Deus adoptado. Tinham como testemunha fundamental um vegetal verde de clorofila, escandalizado com a falta de respostas apresentadas pelo sistema e que desde sempre acompanhara fielmente na sua retaguarda e como seu Anjo da Guarda exclusivo, estas potenciais vedetas do Universo Panda.

 

Cães de origem chinesa

 

Estavam agora os dois animais num momento de impasse comunicacional, olhando fixamente para o espaço vazio situado na sua frente – e sem saberem muito bem como reagir à falta de interesse daqueles para quem a sua mensagem era dirigida – quando repararam que ninguém estava presente, que nada à sua volta se mexia e que nem a sua dona andava por ali. Ficaram estarrecidos e paralisados perante a perspectiva cada vez mais realista de se transformarem verdadeiramente em Pandas, paralisando progressivamente no tempo e sem verem a comida passar.

 

(imagem – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:42
Quarta-feira, 22 DE Janeiro DE 2014

O Lobo Olli Rehn

“Se o Lobo compreende-se os cordeiros, morreria de fome”

(Henri Michaux)

 

Comissário Europeu Olli Rehn

 

Talvez desconhecendo que nem todos fazem parte – pelo menos voluntariamente – do Rebanho regional que ele ajudou a criar, um dos mais proeminentes chefes das Alcateias Europeias veio agora informar, “que o nosso Rebanho local só pediu ajuda, quando já estava encostado à parede”.

 

Aproveitou a ocasião para acrescentar que avisara o pastor dos perigos dos predadores, ao que este não ligara não renovando os seus cães: não destruindo a matilha o pastor adiou o inadiável e já chegou tarde demais. Esqueceu-se no entanto de invocar o seu estatuto de Canis Lupus e de ser parte interessada na caçada.

 

Falando directamente para a totalidade do Rebanho deu-lhes ainda a conhecer que o processo não teria sido tão doloroso, se o pastor actuasse mais cedo, dando ouvido aos três porquinhos – assim o Lobo teria investido, destruindo as falsas paredes. Só que mais uma vez teve um lapso de memória, esquecendo-se que um dos três porquinhos se transformara em Pastor Alemão.

 

Lobo em pele de cordeiro

 

Baseando a sua teoria na fraqueza do Rebanho, a estratégia do Lobo assentava no reequilíbrio do mesmo: controlando o Rebanho perdido a partir do poder das Alcateias, controlaria os pastores locais, substituindo-os por um obediente e passivo Pastor Alemão. Quanto ao Rebanho seria requalificado, com alguns deles lançados para abate e exportados para consumo.

 

Confrontado com as alegações críticas e sentidas dos pastores anteriores – que diga-se de passagem sempre fizeram o que os Lobos anteriormente lhes tinham pedido (constrói e constrói que a casa não cai) – a resposta do Lobo foi violenta e imediata: se não tivesse sido esta intervenção decisiva, seriam muito maiores as vítimas das Alcateias – doentes, mutiladas e mortas.

 

Recorde-se finalmente e para memória futura – já que ela está tão fraca, tão mal vive o Rebanho – que os Lobos apesar de viverem isolados, escolhem juntar-se (em Alcateias) para caçarem. Uma das suas principais características é correr sempre em linha, nunca deixando mais do que um rasto: particularidade que confunde os seus adversários e vítimas, pela negação de alternativas e pela certeza do trajecto. Para além de reconhecerem a hierarquia no seu grupo e de serem extremamente disciplinados, o que faz dele um Grande Caçador.

 

Pobre do Rebanho, pobres dos cães, pobres até dos pastores – e é o fim da nossa terra.

Tudo enquanto os Lobos (internos e externos) uivam.

 

(texto: baseado em notícia Económico – imagem: SAPO)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:07
Domingo, 13 DE Fevereiro DE 2011

Campo

Mocho jovem ao fim do dia, num verão quente no centro de Espanha

 

Por vezes vou ao campo e ouço-os falar.

Hoje a Dalila chamou-me à atenção, para os seus contínuos palrares.

Era de noite, a neblina espalhava-se pelo campo – ao longe ouviam-se os latidos dos cães – e lá estavam eles presentes, no silêncio penetrante da noite.

Os bichos são a nossa companhia e a alma da nossa vida!

O cão saltava na vedação, via-me de olhos vidrados e o seu nervoso miudinho, fazia-me perder a paciência.

Abria-lhe a porta, deixava-o correr e de vassoura na mão, protegia a minha integridade.

O pai esperava-o impaciente e logo ao primeiro contacto, fugia como uma flecha: ninguém aguenta a chegada de alguém de algures, de boca aberta para o mundo e ainda por cima pronto a morder!

Na noite as estrelas brilham no céu e o nosso tempo de contemplação parece tão pequeno.

É tremendo o espaço de todo o firmamento que contemplamos e tão pouco o espaço, para o partilharmos: por isso morremos, um pouco de cada vez, de uma só vez!

tags: ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:39

pesquisar

 

Novembro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

blogs SAPO


Universidade de Aveiro