mais sobre mim

subscrever feeds

Segunda-feira, 08 DE Maio DE 2017

Peixe-Tatuado

Um ser marinho capturado na localidade filipina de Lopez Jaena, nas proximidades do Misamis Occidental Aquamarine Park (a cerca de 40Km), provavelmente num golpe publicitário de modo a atrair mais turistas.

 

“A fish with strange yet intricate tattoo designs in its body was found by the fishermen in Mindanao.”

(philnews.ph)

 

18221854_10155111408221977_2576728988659276380_n.j

Filipinos

 

Numa prova de que todas as nossas ações podem vir a ser descobertas pela simples demonstração ativa de uma qualquer espécie animal vivendo connosco no interior do nosso ecossistema, eis como um simples peixe vindo do interior da grande extensão oceânica que cobre a maior parte da superfície terrestre (utilizando uma produção nossa mas estranhamente impressa no seu próprio corpo) nos fala das condições do mundo e da nossa futura extinção: certamente com a poluição oceânica a revindicar as suas primeiras vítimas.

 

It may be that the design on the body of the fish had come from the design of the plastics and garbage being thrown in the ocean.

(philnews.ph)

 

18268638_10155111408216977_8320210595551534718_n.j

Filipinos

 

Um peixe apanhado por um pescador filipino (Mindanao) e em tudo normal para o seu captor, mas apresentando uma tatuagem estranha (por deslocada) bem impressa na sua pele. Tornando-se viral na internet e suscetível das mais variadas interpretações: desde o mesmo pertencer a um grupo de gangsters vivendo no oceano, a ser um sinal de que algo de relevante virá aí (um Evento) ou a ser apenas mais uma vítima dos plásticos atirados ao mar (e da tinta neles impressa).

 

20110315_634357784070474129.jpg

Chineses

 

No entanto e como acontece em muitos dos setores associados à produção e comercialização mundial ‒ com os chineses já lá vão mais de seis anos ligados à promoção do peixe-tatuado e à sua difusão ‒ com a moda de tatuar peixes (com um laser) a já ter estrado em alta (na China) com o peixe-papagaio.

 

(imagens: facebook.com/GMA News e Marga Zambrana/EFE/globo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:01
Quinta-feira, 27 DE Abril DE 2017

A Colonização da Europa

Na sua Cruzada para derrotar os Infiéis Ocidentais, os Asiáticos aplicando toda a sua Sabedoria Oriental em vez de nos Conquistarem com armas, Conquistaram-nos com Produtos e outras Bugigangas ‒ tal como o Europeu fez (o Evoluído) quando descobriu as Américas (os Atrasados).

 

Para quem ainda tem dúvidas sobre qual o papel e a posição da China na Economia Global atual e simultânea e indiretamente de que parte do Mundo são originais esses e outros grandes Investidores Financeiros ‒ com a China naturalmente no comando e com um contingente adicional Asiático integrando essas poderosas fileiras ‒ basta olhar para o Gráfico de Investimentos Diretos concretizados pela China desde o início do século XXI na Europa (mais propriamente na EU) para ficar devidamente esclarecido:

 

http _com.ft.imagepublish.prod.s3.amazonaws.com_ba

Investimento Direto da China na EU de 2000 a 2016

(de um total de mais de 100 biliões €)

 

Com os investidores chineses a gastarem no ano passado 4X mais na Europa do que os seus colegas europeus na China (aproximadamente 35 biliões para 8 biliões de dólares) ‒ a que não é estranho o acesso vedado a investidores estrangeiros a certas áreas apetecíveis da sociedade chinesa ‒ confirma-se que os EUA não foram o único alvo dessa estratégia de dominação económica e financeira (a China investiu na América em 2016 o dobro de 2015 ou seja 200 biliões): mas no caso da Europa e dado a longa crise económica que a tem afetado, tornando-a não só um parceiro mas também um dependente (pelo desequilíbrio tóxico da balança) ‒ com ingleses (23%) e alemães (19%) à cabeça e até Portugal de mão bem esticada (6%).

 

E assim, enquanto de um lado do Mundo os EUA vão exercendo a sua Supremacia Global alicerçada sobre o peso do Dólar (e das suas insaciáveis rotativas) e do seu elaborado (por estratégico e eficaz ao longo do tempo) e avançado (a nível científico e tecnológico) Complexo Militar ‒ com a Europa como sempre estática, observando o que se passa e tentando manter a toda a força esta nova Aristocracia (ignorando não só o que se passa fora, como o que se passa dentro das muralhas do seu Castelo) e o seu visceral Status quo (ou seja deixando andar) ‒ do outro lado desse mesmo Mundo a China numa associação com a outra grande potência Militar e Económica Mundial (a Rússia) e numa relação comercial cada vez mais estreita com os outros seus grandes parceiros asiáticos (tendo cada vez menos dúvidas na escolha entre “produtos” norte-americanos e chineses, sejam económicos ou financeiros ‒ ou não tivesse a China a sua versão do Banco Mundial o AIIB), mesmo não investindo fortemente na área Militar continua a estender inexoravelmente a sua influência (e orientação) por todos os 5 continentes, não só expandindo as suas fronteiras (comerciais e mais próximas) como continuando a infiltrar-se em todas as infraestruturas mais longínquas (externas) de modo a serem potencialmente neutras quando os políticos chineses lá chegarem (como grandes acionistas).

 

2-TN-US-vs-CHINA.jpg

EUA vs. CHINA

(com a Rússia sempre presente)

 

Como o afirma o Financial Times com o crescimento destes Investimentos Diretos começando a deixar a EU cada vez mais preocupada e a pensar um pouco mais sobre esta corrente interminável de dinheiro oriundo da Ásia, entrando de uma forma bastante intrusiva e por vezes estrategicamente descontrolada (causada pela necessidade urgente de dinheiro para Investimentos Internos devido à crise Económica que a Europa atravessa) no coração de um dos maiores Mercados Mundiais.

 

Com o tempo a passar e a posição da China na Europa a ser cada vez mais poderosa, influente e bem visível ‒ “a quem tem dinheiro toda a gente abre a porta nem perguntando de onde vem” ‒ transportando atrás de si não só toda a sua força de ser já hoje muito provavelmente a maior potência Económica Mundial (maior mercado, maior produtor, maior exportador, dos maiores detentores de dólares e de ouro), como de a ela irem também atrelados outros interesses paralelos, com os mesmos objetivos e muito dinheiro (de mero investimento mas com imediato retorno) e com toda esta operação (levada a cabo em conjunto pelo Bloco Asiático) a ser concretizada com a finalidade de cumprir mais uma etapa na sua introdução oficial e certificada no Mercado (cada vez mais) Livre (para eles) Europeu (através da lavagem de dinheiro mas de uma forma legal).

 

Um Presente de que já deveríamos estar à espera, quando no Passado escolhemos estes políticos, para definirem o nosso Futuro: indivíduos sem Ideias, apenas com ambições e vendendo-nos apenas por uns trocos, como objetos numa Loja Chinesa. E o problema não está naqueles que designamos como sendo os Invasores, quando estes ainda não sabendo que o eram, foram convidados a Invadirem por candidatos voluntários a se tornarem potenciais invadidos (em troca de vantagens para certos/alguns e desvantagens para incertos/todos).

 

(imagem: Rhodium/Merics/ft.com e tdcvideo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:57
Sábado, 15 DE Abril DE 2017

À Bomba

Na sua contínua prospeção das verdadeiras intenções e capacidades da Confederação Russa em reagir eficazmente aos Jogos de Guerra levados a cabo pelos Norte-Americanos, os seus especialistas militares acompanhados pelos seus colegas e peritos em geoestratégia e manutenção da supremacia global, prosseguem de momento e tranquilamente e sem qualquer tipo de hesitação ou de percalço, no seu trajeto já há muito traçado e apenas durante uns anos adormecido pela opção de Barack Obama de não ter tropas no terreno: optando pelos drones, desafiando Hillary Clinton e levando-a ao abandono (no 2ºmandato de BO).

 

39B591EA00000578-0-image-a-7_1477416679588.jpg

Míssil nuclear russo Satan 2

 

No seu subconsciente com a certeza absoluta e só ao alcance de seres Excecionais de que, apesar de todo o seu arsenal bélico e poderio militar e de toda a propaganda inundando ininterruptamente o mundo ocidental (elevando-os a um nível de Excelência e a uma subserviência total dos seus discípulos e restante hierarquia inferior), a Confederação Russa mesmo com as suas armas e com a sua poderosa e equivalente capacidade de resposta (nos dois casos catastrófica e podendo ser comparada a um Evento ao nível da Extinção), jamais se atreveria a tomar a iniciativa e a escrever com a sua própria mão a data da sua morte. Mesmo com os russos a terem no seu arsenal a mais poderosa bomba não nuclear ‒ a FOAB mais poderosa que a MOAB ‒ e também de serem possuidores de uma das mais poderosas armas nucleares capaz de fazer desaparecer do mapa numa questão de segundos o Reino Unido, Portugal ou então o estado do Texas: o míssil Satan 2.

 

explosion foab 02.jpg

FOAB testado pelos russos há já quase 10 anos

 

Agora e para variar (como se estivéssemos num Casino e para não se criar habituação, selecionando clientes para não prejudicar o negócio) introduzindo Variedades e até predestinação, deixando de lado os russos (antes indiretamente atacados por Trump na Síria enquanto recebia o Presidente da China) e virando-se logo para os chineses (ameaçando poder ser a Coreia do Norte o seu próximo alvo a atacar) enquanto recebidos em Moscovo. E numa sequência de cartas como se um jogo se tratasse, indicando o alvo 1 (tendo como pretexto a base do regime sírio) como um aviso para o 2 (para todos os opositores mesmo com ligações comuns) e de seguida o alvo 2 (naturalmente por ser a peça intermédia de toda esta operação) como um aviso para o 3 (pensando bem, talvez numa estratégia de dominó) ‒ podendo-se tornar num alvo mais, a juntar à Operação Trump em curso (tendo a DPRK como alvo, Kim Jong-un como centro e a China a olhar ao lado).

 

North-Korea-appears-to-be-ignoring-warnings-from-t

O líder norte-coreana Kim Jong-un e a sua coleção de mísseis

 

No caso dos chineses e dada a sua grande paciência (e tendo negociado antes e com grande sabedoria com os seus aliados russos) agora e pacificamente dispondo de outros instrumentos, podendo intervir interferindo mas com um nível brutal e verdadeiramente demolidor: eles que já começam a controlar o comércio e a economia mundial, conjuntamente com os russos detentores de reservas em petróleo, gaz e até ouro, detentores do seu próprio Banco Mundial (AIB) como resposta ao dos norte-americanos e nos seus bolsos tendo dólares norte-americanos suficientes para rebentar com a economia dos EUA e com a sua dívida astronómica já ultrapassando os 18 biliões numa dívida mundial de mais de 69 biliões (como seus principais credores e aí se juntando os russos e certamente muitos mais).

 

480x_345548.jpg

Uma tentação e um gesto tornado comum

 

Assim se a manicura de Donald Trump cumprir efetivamente a missão que lhe foi confiada e simultaneamente se alguém der ao Comandante Supremo o pretexto decisivo para mexer o Dedo da sua mão (por exemplo apresentando-lhe uma fatia de bolo de chocolate), nas próximas horas ou no mais tardar nos próximos dias a Coreia do Norte sentirá na pele o 3º ataque do novo líder dos EUA: amanhã e se o Evento se confirmar com os militares norte-americanos a terem a porta aberta para darem uma resposta imediata ao ditador norte-coreano ‒ iniciando-se a contagem a 16 (dois dias depois da sinalização do pretexto como na Síria e coincidindo neste caso com a visita do Secretário de Estado Norte-Americano à Ásia) e terminando a mesma a 26 (fim da visita do mesmo).

 

(imagens: bidexmedia.blogspot.pt/businessinsider.sg/express.co.uk/joosee.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:12
Domingo, 02 DE Abril DE 2017

Open da China 2017

Final

Mark Selby (ING) – 10 Mark Williams (GAL) – 8

 

Após beneficiar sem intenção de um lance de jogo fortuito, Mark Williams conforta amigavelmente e na brincadeira o seu colega Mark Selby, que obviamente sorri – ainda os dois jogadores discutiam já perto da conclusão da partida, qual deles seria o novo detentor do troféu.

 

2054810-43091687-2560-1440.jpg

MARK SELBY

(à esquerda)

Vencedor do Open da China 2017

Líder do Ranking Mundial

Atual Campeão do Mundo

 

A menos de quinze dias da disputa do Campeonato de Mundo de Snooker, o inglês Mark Selby atual Campeão do Mundo e líder destacado do Ranking Mundial, acaba este domingo de ganhar o Open da China ao bater na final o galês Mark Williams por 10-8 (Sessão 1: 1-0, 2-0, 2-1, 3-1, 3-2, 4-2, 4-3, 5-3, 5-4 – Sessão 2: 5-5, 6-5, 6-6, 6-7, 7-7, 7-8, 8-8, 9-8, 10-8). Reforçando ainda mais a liderança no RM (agora só Judd Trump o poderá destronar) e atirando o seu adversário de hoje para as qualificações para o Mundial (apesar da sua excelente participação neste Open chegando apenas a 17ºRM – quando apenas têm acesso direto os 16 primeiros). E assim, após a conclusão da penúltima prova deste ano contando para o RM, com o inglês Jud Trump ainda com uma réstia de esperança de se tornar o novo líder do RM (ganhando o Campeonato do Mundo e esperando que Mark Selby seja eliminado na 1ª/2ªronda) e com o galês Ryan Day a respirar finalmente de alívio por se manter nos 16 melhores do RM (e assim atirando o seu compatriota para 3 rondas de qualificação).

 

RM

J

N

£

V

PF

PMF

1

Mark Selby

ING

943

4

5

6

2

Judd Trump

ING

598

2

5

7

3

Stuart Bingham

ING

588

1

1

5

4

Ding Junhui

CHI

465

1

2

3

5

Shaun Murphy

ING

457

1

1

4

6

John Higgins

ESC

423

0

1

1

7

Barry Hawkinds

ING

380

1

2

3

8

Marco

Fu

HK

376

1

2

4

9

Neil Robertson

AUS

363

1

1

3

10

Alister Carter

ING

322

1

2

3

11

Mark

Allen

NIRL

302

0

0

0

12

Ronnie O’Sullivan

ING

291

0

2

2

13

Liang Wenbo

CHI

289

1

1

2

14

Kyren Wilson

ING

264

0

1

3

15

Anthony McGill

ESC

230

2

2

2

16

Ryan

Day

GAL

209

0

1

2

Ranking Mundial – provisório

(£: Libras em milhares V: Vitória PF: Presença Final PMF: Presença Meia-Final)

 

Seguindo-se agora e até ao fim da época de 2016/17 as qualificações para o Campeonato do Mundo (a decorrer deste 4ªfeira/5 até à próxima 4ªfeira/12) e a partir de 15 de Abril a fase final do campeonato com a disputa da final e a proclamação do novo Campeão do Mundo de Snooker no dia 1º de Maio. Com as qualificações a envolverem um total de 128 jogadores que se sujeitarão a 3 eliminatórias e de onde sairão apenas 16 jogadores – e com esses 16 a juntarem-se aos 16 melhores da tabela do RM e a formarem o grupo de 32 jogadores que irão disputar o título mundial (num total de 144 pretendentes). E já agora com a curiosidade de que se Mark Williams tivesse ganho o Open da China teria pela frente logo na 2ªronda do Campeonato do Mundo (se passasse a primeira) o inglês Mark Selby – mas como tal não sucedeu enfrentando logo na 1ªronda de qualificação o chinês Zhao Xintong 83ºRM. Na tabela do RM estando indicados os 16 jogadores com entrada direta no Mundial, a disputar no Crucible Theatre em Sheffield (Inglaterra).

 

[Para aqueles que queiram fazer contas, os prémios monetários/pontos do RM por cada ronda no Campeonato do Mundo de 2017 (no caso de vitória) é: 1ªRQ/8.000, 2ªRQ/12.000, 3ªRQ/16.000, 1ªR/25.000, 2ªR/37.500, QF/75.000, MF/160.000 e F/375.000 (tudo em £).]

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:41
Sábado, 01 DE Abril DE 2017

Open da China – Final

Final

Open da China

Universidade de Pequim – 02 ABR 2017

(07:00 de Lisboa – Eurosport)

 

MARK WILLIAMS – MARK SELBY

 

Para quem ainda pretender adivinhar o vencedor do Open da China agora que só restam 2 jogadores em prova, nos embates anteriores entre ambos Mark Williams leva uma ligeiríssima vantagem sobre Mark Selby de 52% para 48% em jogos ganhos e de 51% para 49% em frames ganhos. E com MW como profissional há 25 anos (42 anos de idade e quase 5 milhões de libras ganhas) e MS há 18 anos (33 anos de idade e já com 4 milhões de libras ganhas).

 

hqdefault.jpg

Mark Selby e Mark Williams

(Dafabet Masters – Jan 2017 – 1ªronda – Vitória de Mark Selby por 6-5)

 

Com a vitória do galês Mark Williams e do inglês Mark Selby nas suas respetivas meias-finais, estão encontrados os dois finalistas do OPEN da CHINA: numa final certamente bem disputada entre dois bicampeões do Mundo (MW em 2000/2003 e MS em 2014/2016) e com ambos tendo já vencido o Open da China (MW 3X em 2002/2006/2010 e MS 1X em 2015). Ainda-por-cima para além do objetivo de ganhar esta prova (85.000£ para o vencedor e 35.000£ para o vencido) tendo para os dois jogadores importância extra e preciosa: caso Mark Williams ganhe passando a integrar os 16 melhores do RM e apurando-se diretamente para o Mundial a iniciar-se a 15 deste mês (não tendo de se sujeitar às 3 rondas de qualificação); caso Mark Selby ganhe reforçando ainda mais a sua posição de liderança do RM e deixando apenas a Judd Trump a hipótese de o destronar na última prova da época – precisamente o Mundial se Judd Trump o vencesse e se Mark Selby fosse logo eliminado na 1ª/2ºronda.

 

J

N

RM

RQ

1ªR

2ªR

OF

QF

MF

(A/MF)

Mark Selby

ING

1

5-3

5-0

5-1

5-4

5-1

6-4

(Kyren Wilson)

Mark Williams

GAL

17

5-3

5-1

5-2

5-4

5-1

6-1

(Hossein Vafaiev)

 

Com o currículo dos dois finalistas do Open da China 2017 relativo à época de 2016/17 (se comparado) a ser bem distinto e claramente favorável ao inglês (analisando as presenças em Finais e Meias-Finais contando para o RM – num total de 22 de 24 provas já concluídas):

 

J

N

RM

V

PF

PMF

Mark Selby

ING

1

3

5

6

Mark Williams

GAL

17

0

1

2

 

A duas provas da conclusão da época e para além de Mark Selby com vitórias em mais do que uma prova (3), só tendo vencido 2 vezes o inglês Judd Trump e o escocês Anthony McGill. Com Judd Trump a atingir mais vezes as Meias-Finais (7 contra 6 de Mark Selby) e a estar empatado com Mark Selby nas presenças em Finais (5). A estes três podendo-se juntar ainda o chinês Ding Junhui (1 vitória contando para o RM e 1 vitória não contando) e o escocês John Higgins (3 vitórias não contando para o RM). E amanhã em duas sessões a decorrerem às 7:00 e 12:30 de Lisboa na Universidade de Pequim, um inglês e um galês numa partida à melhor de 19 frames (ganha o primeiro a atingir 10) tentarão levar de vencido o troféu e com eles os 85.000£ em disputa.

 

(imagens: Snooker 4All/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:37
Sexta-feira, 31 DE Março DE 2017

Open da China 2017 (M-F)

E Quase Tudo o Vento Levou…

 

Poderíamos dizer como apresentação dos quartos-de-final do OPEN da CHINA concluídos hoje (ao início da tarde na Universidade de Pequim), que os 4 principais favoritos à passagem às meias-finais desta competição contando para o RM (e na véspera da disputa do Campeonato do Mundo de 2017) como que foram varridos do mapa – com o único sobrevivente a ser o atual líder do RM e Campeão do Mundo Mark Selby.

 

Quartos-de-Final

(à melhor de 9)

J/N

F

J/N

Judd Trump (ING)

3-5

Hossein Vafaei (IRA)

Shaun Murphy (ING)

1-5

Mark Williams (GAL)

Kyren Wilson (ING)

5-1

Ding Junhui (CHI)

Stephen Maguire (ESC)

1-5

Mark Selby (ING)

(J: Jogador N: Nacionalidade F: Frame)

 

Sem dúvida com o jovem iraniano Hossein Vafaei vindo bem lá do fundo da tabela do RM a eliminar surpreendentemente (o mínimo que se pode dizer) o atual Vice-Líder do RM e um dos principais favoritos à candidatura a Campeão Mundial de 2017 o inglês Judd Trump; e por outro lado com o galês Mark Williams e logo depois de uma reviravolta espetacular frente ao escocês John Higgins (a perder 1-4 foi ganhar por 5-4), eliminar outro dos favoritos mantendo a sua candidatura a um dos 16 melhores do RM (entrada imediata no Mundial 2017).

 

1597.png2729.png1335.png3395.png

Selby, Wilson, Williams e Vafaei

 

Na primeira meia-final com o 4X finalista e 3X vencedor do Open da China o galês Mark Williams (2002/2006/2010 nas vitórias e 2000 na derrota) – e Campeão do Mundo em 2000 e 2003 – a defrontar a grande surpresa desta edição o jovem iraniano Hossein Vafaei (22 anos) apresentando no seu currículo duas participações em QF de provas a contar para o RM e claro está a sua presença nas meias-finais desta edição do Open da China.

 

Meias-Finais

(à melhor de 11)

H

J

N

RM

J

N

RM

07:00

Hossein Vafaei

IRA

64

Mark Williams

GAL

22

 

RA

5-4 Dechawate

5-2

Joe Perry

5-4 Woollaston

5-3 McLeod

5-3

Trump

 

 -

 

 -

5-3 Xintong

5-1

Z. Anda

5-2

Holt

5-4 Higgins

5-1 Murphy

 

 -

 

 -

12:30

Kyren Wilson

ING

14

Mark Selby

ING

1

 

RA

5-2 Georguiou

5-3 Guodong

5-2

S. Lam

5-2 Bingham

5-1

JunhuI

 

 -

 

 -

5-3 Stefanow

5-0 Burden

5-1 O’Donnell

5-4 Higginson

5-1 Maguirte

 

 -

 

 -

(RA: Ronda Anterior H: Hora RM: Ranking Mundial)

 

Na segunda meia-final que poderia muito bem ser a final com o líder do RM, atual Campeão do Mundo e 3X finalista do Open da China (vencendo em 2015 e perdendo na final em 2011 e 2013) Mark Selby, a defrontar o também inglês Kyren Wilson: outro jovem prometedor (25 anos), mas dada a sua origem com uma pedalada muito superior ao do seu colega iraniano. A demonstrá-lo a sua vitória no Masters de Shangai (15/16), a sua participação este ano na final do Open da Índia e a sua sétima participação numa meia-final – a do Open da China de 2017.

 

(imagens: worlsnooker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:49
Quinta-feira, 30 DE Março DE 2017

Snooker – Open da China 2017 (8)

Com um prémio de presença nas Meias-Finais de 21000£, um prémio de presença na Final de 35000£ e finalmente um prémio para o Vencedor de 85000£, o que se pode concluir para além do aspeto financeiro é que já nada se alterará até à disputa do Mundial no que diz respeito aos 3 primeiros do RM e que ainda existe uma réstia de esperança de Williams e de Maguire de entrarem nos 16 melhores – se vencerem o Open.

 

2017Mar28104025_632218496.jpg

Os 4 Favoritos

Ding Junhui

(em rota de colisão com Mark Selby)

 

Oitavos-de-Final

P

J

F

J

.

P

J

F

J

1

Trump

5-3

Pengfei

.

5

Bingham

2-5

Wilson

2

McLeod

3-5

Vafaei

.

6

Joyce

3-5

Junhui

3

Murphy

5-1

White

.

7

Wells

1-5

Maguire

4

Williams

5-4

Higgins

.

8

Higginson

4-5

Selby

(P: Partida J: Jogador F: Frame)

 

Com os quartos-de-final do Open da China já no horizonte seis europeus e dois asiáticos têm marcado para amanhã quatro encontros que decidirão quais os 4 melhores jogadores a disputarem as meias-finais: para quatro deles na sua luta particular pela primazia no Snooker Mundial (Selby, Trump, Junhui e Murphy) e para os outros quatro com todos eles a tentarem ganhar a sua primeira prova na temporada de 2016/17 (Wilson, Williams, Maguire e Vafaei) – no caso de ser Williams ou Maguire dando entrada direta nos quadros do Mundial de Snooker.

 

maxresdefault.jpg

Os 4 Favoritos

Judd Trump

(em rota de colisão com Shaun Murphy)

 

Quartos-de-Final

H

J

N

RM

F

J

N

RM

07:00

Judd Trump

ING

2

-

Hossein Vafaei

IRA

76

07:00

Shaun Murphy

ING

5

-

Mark Williams

GAL

22

12:30

Kyren Wilson

ING

14

-

Ding Junhui

CHI

4

12:30

Stephen Maguire

ESC

24

-

Mark Selby

ING

1

(H: Hora N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial)

 

Na 3ªronda disputada esta quinta-feira com Shaun Murphy e Stephen Maguire a apurarem-se com relativa facilidade, ao contrário de Mark Selby e de Mark Williams tendo ambos de recorrer à negra para assim seguirem em frente. E com a deceção a ser Stuart Bingham (eliminado) e o favorito Judd Trump (talvez um mero palpite). Com o jogo de maior cartaz destes quartos-de-final a ser o que oporá o jogador da casa Ding Junhui ao inglês Kyren Wilson (o tal que eliminou Bingham por 5-2).

 

477318226.jpg

O Intruso

Hossein Vafaei

(tendo pela frente nada mais nada menos que Judd Trump)

 

Entretanto na sua partida com o chinês Tian Pengfei (que venceu por 5-3) o inglês Judd Trump além de garantir para já 12500£ por atingir os quartos-de-final da prova, junta desde já ao seu pecúlio (se entretanto ninguém mais fizer o mesmo) 2000£ por atingir o máximo de pontos numa só entrada e outros 30000 por ser precisamente o máximo (a 3ªvez que o jogador o faz na sua carreira): 147 pontos. Ou seja num total acumulado de 44500£ (num total possível só para Trump e se o mesmo vencer de 117000£ – quase 135000 Euros).

 

[Transmissão no EUROSPORT]

 

(imagens: livesnooker.com/youtube.com/google.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:12
Quarta-feira, 29 DE Março DE 2017

Snooker – Open da China 2017 (16)

Ainda com todos os seis cabeças-de-série (e simultaneamente os seis líderes da tabela do RM) vivos e em competição: com Judd Trump à cabeça (vencedor no ano passado do Open da China), logo seguido de Mark Selby (atual Campeão do Mundo e líder do RM) e com outros à espreita (talvez como Bingham ou Junhui).

 

Mark_Joyce_Snooker_UK_2012.jpg

Mark Joyce

(Inglaterra/33 anos)

Melhor participação (última) – QF Masters da Alemanha 2015/16

51ºRM

 

Com uma diferença de fusos horários entre Lisboa e Pequim de 7 horas (mais tarde na capital chinesa) decorre hoje a partir das 07:00 de Lisboa a 2ªronda do OPEN da CHINA (a 2ªsessão inicia-se às 12:30 (de lisboa). Pelo que durante a tarde desta quarta-feira se ficará a saber quais os dezasseis jogadores que durante mais 3 eliminatórias lutarão por atingir a final da prova para aí discutirem entre si a conquista do troféu ainda na posse de JUDD TRUMP (vencedor em 2016 batendo na final Ricky Walden – ainda em prova).

 

hqdefault.jpg

Hossein Vafaei

(Irão/22 anos)

Melhor participação (última) – QF Open Irlanda Norte 2016/17

76ºRM

 

Na contabilidade para o RM com os participantes na 3ªeliminatória a ganharem entre 6500£ (eliminados) e 8000£ (apurados) – um fator importante já que as £ ganhas correspondem a pontos para o RM. Desse modo e no decorrer do Open da China, além de se ir podendo apostar no mais provável vencedor desta prova, também se decidindo alguns duelos particulares entre grupos de jogadores: sendo o mais importante o travado por Gould, Walden, Williams, Holt e Maguire tentando integrar (último folego) os 16 melhores do RM.

 

Resultados dos jogos da 2ªronda (16):

 

P

 

J

F

J

F

P

J

F

J

F

1

Judd

Trump

5

Eden Sharav

0

9

Stuart Bingham

5

Noppon Saengkham

2

2

Tian

Pengfei

5

Martin Gould

3

10

Kyren Wilson

5

Sanderson Lam

2

3

Mike

Dunn

3

Rory McLeod

5

11

Mark

Joyce

5

Ronnie O'Sullivan

4

4

Ben Woollaston

4

Hossein Vafaei

5

12

Zhou Yuelong

0

Ding

Junhui

5

5

Shaun Murphy

5

Gary Wilson

1

13

Daniel Wells

5

Matthew Stevens

2

6

Allister Carter

3

Michael White

5

14

Li

Hang

3

Stephen Maguire

5

7

Michael Holt

2

Mark Williams

5

15

Andrew Higginson

5

Ricky Walden

4

8

Mark

Davis

2

John Higgins

5

16

Martin O´Donnell

1

Mark

Selby

5

(P: Partida J: Jogador F: Frame)

 

Concluída a 2ªronda da prova:

Com a grande surpresa a vir da eliminação do inglês e penta-Campeão do Mundo Ronnie O’Sullivan (confirmando mais uma vez que algo não bate certo) às mãos do nº 51 do ranking mundial o seu compatriota Mark Joyce;

Com a confirmação da existência de duelos particulares a vir especialmente de um trio de jogadores, lutando ainda por um lugar nos 16 melhores do RM – Mark Williams, Stephen Maguire e Michael White;

E ainda com Judd Trump (5-0), Shaun Murphy (5-1), Ding Junhui (5-0) e Mark Selby (5-1) a despacharem com relativa facilidade os seus respetivos adversários, ficando-se a decisão de apuramento apenas na negra para Hossein Vafaei, Mark Joyce e Andrew Higginson.

 

Jogos relativos à 3ªronda (8):

 

P

 

J

N

RM

J

N

RM

1

Judd

Trump

ING

2

Tian

Pengfei

CHI

56

2

 

Rory

McLeod

ING

57

Hossein

Vafaei

IRA

76

3

Shaun

Murphy

ING

5

Michael White

GAL

28

4

 

Mark

Williams

GAL

22

John

Higgins

ESC

6

5

 

Stuart

Bingham

ING

3

Kyren

Wilson

ING

14

6

 

Mark

Joyce

ING

51

Ding

Junhui

CHI

4

7

 

Daniel

Wells

GAL

63

Stephen

Maguire

ESC

24

8

 

Andrew

Higginson

ING

53

Mark

Selby

ING

1

(N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial)

 

Amanhã ficando-se a conhecer os apurados para os quartos-de-final do Open da China, em oito jogos a decorrer em duas sessões e onde a partida de maior cartaz envolverá os ingleses Stuart Bingham e Kyren Wilson – o primeiro tendo já sido Campeão do Mundo no ano de 2015 (intrometendo-se entre as duas vitórias do também inglês Mark Selby – 2014 e 2016). De momento com 13 europeus ainda em prova (8/ING+3/GAL+2/ESC) e apenas 3 asiáticos (2/CHI+1/IRA).

 

(imagens: maximumsnooker.com e virtantiq.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:35
Terça-feira, 28 DE Março DE 2017

Snooker – Open da China 2017 (32)

A caminho do Campeonato do Mundo de Snooker de 2017 a disputar em Sheffield (ING) de 15 de Abril a 1 de Maio, jogou-se hoje a 1ªronda da penúltima prova do Circuito Mundial de Snooker o OPEN da CHINA. Com as maiores surpresas a serem a eliminação de Anthony McGill (ESC), Liang Wenbo (CHI), Joe Perry (ING), Robert Milkins (ING) e Mark King (ING).

 

1ºronda do Open da China

C7717VYX0AInQCq.jpg

Eden Sharav

(94ºRM/ESC)

Na 2ªronda em confronto com Judd Trump

 

Entre os 32 jogadores apurados para a 2ªronda com 14 deles integrando os 24 melhores do RM (logo à cabeça com os 6 melhores do RM liderados pelo inglês Mark Selby) e dos restantes 18 com o menos pontuado no RM a ser o escocês Eden Sharav (96º). Com a 2ªronda a decorrer amanhã (quarta-feira,29) a apresentar alguns confrontos interessantes:

 

J

N

RM

J

N

RM

Shaun

Murphy

ING

5

Gary

Wilson

ING

44

Allister

Carter

ING

10

Michael

White

GAL

28

Michael

Holt

ING

23

Mark

Williams

GAL

22

Mark

Davis

ING

36

John

Higgins

ESC

6

Mark

Joyce

ING

51

Ronnie

O'Sullivan

ING

13

Zhou

Yuelong

CHI

37

Ding

Junhui

CHI

4

 

Com os jogadores eliminados nesta 2ªronda a receberem 6500£ e com os 16 apurados a receberem respetivamente 8000£ ou 12500£, caso sejam eliminados na 2ªronda ou passem aos quartos-de-final. Uma questão importante para alguns dos jogadores ainda presentes nesta prova, tentando ainda integrar a lista dos 16 melhores do RM (com entrada direta no Mundial). Sendo eles Martin Gould (ING), Ricky Walden (ING), Mark Williams (GAL), Michael Holt (ING) e Stephen Maguire (ESC) – e para tal tendo no mínimo de atingir a final do Open da China.

 

Com o maior contingente de jogadores presentes em Pequim e continuando ainda em prova (num total de 32) a serem oriundos das Ilhas Britânicas (19/ING+4/GAL+3/ESC=26) e com os restantes oriundos da Ásia (4/CHI+1/TAI+1/IRA=6): ou seja com os jogadores ainda em prova e disputando o Open da China na universidade da capital do país Pequim, a falarem esmagadoramente língua inglesa: 81%. Veremos quantos sobram no final de quarta-feira.

 

[O Open da China é transmitido na EUROSPORT]

 

(imagem: worldsnooker.com)

tags: ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:09
Segunda-feira, 27 DE Março DE 2017

Snooker – Open da China 2017

Open da China 2016

Final

Judd Trump (ING) – 10 Ricky Walden (ING) – 4

 

 

135247551_14596714735441n.jpg

Judd trump e Ricky Walden

Final do Open da China 2016

 

Iniciando-se hoje a penúltima prova do Circuito Mundial de Snooker relativo à época 2016/17 – o OPEN da CHINA – com a presença de 72 jogadores (56 já apurados para a 1ªronda, 8 vindos ainda da fase de qualificação e outros 8 por convite), disputar-se-ão esta segunda-feira (27) e terça-feira (28) além de quatro jogos entre os oito jogadores vindos da fase de qualificação e de outros quatro jogos entre os oito jogadores convidados (de onde sairão os 8 que juntando-se aos 56 darão 64), os 32 jogos relativos à 1ªronda do Open.

 

Com os três líderes do RM já definidos faltando apenas saber qual será o Vice-Líder (Trump ou Bingham já que o Líder será sempre Selby), os interesses poderão virar-se agora para mais uma tentativa do penta-campeão do Mundo Ronnie O’Sullivan de integrar o Top Ten do RM (isto se pelo menos conseguir atingir as meias-finais) e dada a ausência de Ryan Day do Open da China para a última tentativa de um grupo de 5 jogadores de o ultrapassarem na tabela e de se apurarem desde logo para o próximo Mundial (desde que atinjam a final).

 

P

J

N

£

P

J

N

£

P

J

N

£

1

Selby

ING

943

9

Robertson

AUS

366

17

Perry

ING

192

2

Trump

ING

593

10

Carter

ING

319

18

Gilbert

ING

192

3

Bingham

ING

587

11

Allen

NIRL

302

19

King

ING

190

4

Junhui

CHI

474

12

Wenbo

CHI

288

20

Gould

ING

188

5

Murphy

ING

457

13

O’Sullivan

ING

284

21

Walden

ING

187

6

Higgins

ESC

427

14

Wilson

ING

246

22

Williams

WAL

172

7

Hawkinds

ING

392

15

McGill

ESC

232

23

Holt

ING

169

8

Fu

HK

382

16

Day

GAL

215

24

Maguire

ESC

136

RM antes da disputa do Open da China

(£ em milhares)

 

Logo de início com alguns encontros interessantes e relativos ainda à última ronda de qualificação (realizada em finais de Janeiro) com Judd Trump, Liang Wenbo, Ding Junhui e Mark Selby a tentarem qualificar-se para a 1ªronda da prova todos contra adversários aparentemente acessíveis (e vencendo acedendo a uma ronda onde estarão os 64 melhores). E já incluídos na 1ºronda e com os jogos já definidos, alguns embates a seguir pelos jogadores e pelos RM envolvidos (dos 32).

 

Do grupo restrito de 15 jogadores que venceram no mínimo uma prova do Circuito Mundial de Snooker, contando ou não para o RM, destacando-se as ausências de Hawkinds, Fu, Robertson e Hamilton (todos com uma vitória). E entre os 11 restantes jogadores presentes no Open da China, com os que mais venceram a serem Selby (3), Trump e McGill (2) – ainda se podendo acrescentar Junhui (2 = 1 prova contando para o RM a outra não) e Higgins (3 = provas não contando para o RM. Mas com tudo em aberto quanto ao principal favorito: Judd Trump?

 

Michael

White

WAL

28

Yu De

Lu

CHI

47

Zhang

Anda

CHI

75

Mark

Williams

GAL

22

Stuart

Bingham

ING

3

Scott

Donaldson

ESC

67

Kyren

Wilson

ING

14

Xiao

Guodong

CHI

46

Alan

McManus

ESC

26

Mattew

Stevens

GAL

43

Stephen Maguire

ESC

24

Fergal

O’Brien

IRL

45

6 Encontros relativos à 1ªronda do Open da China

(em 32 jogos a disputar)

 

Open da China que decorrerá entre segunda-feira/27 Março e domingo/2 de Abril, com os prémios a variarem entre 4000£ (eliminados na 1ªronda) e 85000£ (vencedor) e com os mesmos (associados à tabela do RM) podendo ainda modificar algo no que diz respeito aos jogadores apurados diretamente para o Campeonato do Mundo de Snooker – a decorrer entre 15 Março e 1 de Maio (só os 16 primeiros do RM têm entrada direta no Mundial tendo os outros de se sujeitar a uma pré-qualificação de 5 a 12 de Abril).

 

(imagem: xinhuanet.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:15

pesquisar

 

Junho 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
20
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

blogs SAPO


Universidade de Aveiro