mais sobre mim

subscrever feeds

Sábado, 13 DE Maio DE 2017

TV Com Futebol, Fátima e pouco Fado

“Hoje o dia estava meio-mortiço como se todos se estivessem a preparar para umas longas horas frente à TV.”

 

guia-tv.jpg

TV

 

Regressando por momentos ao tempo do Antigo Regime (tomando como referência o 25 de Abril de 1974 para data do início do Novo Regime) mas teletransportados para o Presente para o ano 43 DA (Depois de Abril), vemo-nos mais uma vez confrontados (como nosso destino) com a base dos nossos desígnios (pelo menos assim parecendo, lembrando que as aparências iludem): com Fado (só para completar os 3 F), Futebol e Fátima.

 

E se no Portal do Fado apenas se referem 3 pequenos eventos (um em Aveiro, outro em Lisboa e um terceiro em Espanha/Gijón), já no que toca ao Futebol temos o jogo do título (para o Benfica, o maior clube de Portugal) e no caso de Fátima a presença do Papa (referindo-se aqui ao da Igreja de Roma): no dia 13 de Maio de 2017 com mais de 60.000 no interior do estádio da Luz e cerca de 1.000.000 no santuário de Fátima.

 

[Com o Fado marcado para as 19:30/21:30, com o Futebol já iniciado e com Fátima já sem a presença do Papa.]

 

(imagem: tudonumclick.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:18
Quarta-feira, 15 DE Fevereiro DE 2017

E agora Futebol

[SLB e FCP]

 

2441491_w1.jpg

O grego Mitroglou festejando o golo

(2ªparte – 48’)

Fazendo o 1-0

 

Com as duas únicas equipas portuguesas ainda em prova nas competições europeias de futebol – S. L. Benfica e F. C. Porto – iniciou-se ontem a 1ªeliminatória da Liga dos Campeões realizada (UEFA Champions League) após a fase de grupos: realizando-se as partidas PSG-Barcelona e SLB-Borussia Dortmund. E com o FCP a jogar no próximo dia 22 (4ªfeira) quando receber no estádio do Dragão os italianos da Juventus. No início da temporada e no que diz respeito às competições europeias, com 6 equipas portuguesas presentes (e com 4 entretanto eliminadas – SCP, Braga, Arouca e Rio Ave).

 

Aproveitando a ocasião para acrescentar que estes dois mesmos clubes se encontram igualmente apurados para a 1ªeliminatória após a fase de grupos, mas agora da Liga Europeia para os mais novos (UEFA Youth League): com o SLB a viajar até à Holanda para defrontar o PSV e com o FCP a receber no Dragão os romenos do Viitorul (numa eliminatória a uma só mão dando vantagem a quem joga em casa). Com o outro participante português também qualificado para esta competição europeia, a ter sido eliminado logo na fase de grupos – o SCP.

 

2441485_w1.jpg

A defesa do penalty pelo brasileiro Ederson

(2ªparte 58’)

Mantendo o 1-0

 

Concluídos os dois primeiros jogos dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões e mencionando desde logo a inesperada goleada do PSG ao Barcelona (4-0), destacando-se como não poderia deixar de ser a vitória mesmo que sofrida do SLB sobre a poderosa equipa do Borussia de Dortmund (1-0) – vice-campeã no país Campeão do Mundo. Com a 2ªmão a disputar-se daqui a três semanas (8 de Março) na Alemanha e com a eliminatória ainda em aberto – um golo do SLB obriga logo o Dortmund a marcar 3). E com o FCP a estrear-se já na próxima semana (terça-feira, 22) e a decidir tudo (assim se espera) a 14 de Março (na 2ªmão em Turin).

 

No final do dia 14 de Março esperando-se que as duas equipas portuguesas (SLB e FCP) ainda na Liga dos Campeões (e não consideradas as favoritas à passagem) ultrapassem os seus adversários (Dortmund e Juventus) e atinjam os quartos-de-final. O mesmo se desejando para os mais novos na Liga Europeia (para os mais jovens) – com os seus jogos marcados para 21 de Fevereiro. E desta forma justificando-se mais uma vez a afirmação de que não é por mero acaso que Portugal é atualmente o Campeão da Europa de Futebol, num título que ninguém jamais lhe tirará – pelo menos até ao dia da final do EURO 2020 a disputar no estádio de Wembley (Inglaterra).

 

(imagens: uefa.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:14
Domingo, 25 DE Dezembro DE 2016

Futebol 16/17-PT

Se tudo continuar na mesma S. L. Benfica e F. C. Porto irão disputar o título de Campeão Nacional de Futebol Profissional de 2016/17. E o Portimonense subirá à primeira (o que já deveria ter acontecido o ano passado mas com cenas estranhas a acontecer que até atiraram o Farense para a 3ª divisão).

 

eder-para-gq-portugal-setembro-2016.gif

O Pai Natal

A Preto-e-Branco

Do Extraordinário

Futebol Português

 

Decorridas mais de 44% das jornadas da Primeira Liga de Futebol Profissional de 2016/2017 o Tricampeão Nacional S. L. Benfica lidera a tabela classificativa ao fim da 14ª jornada com 4 pontos de avanço sobre o ex-Tricampeão Nacional F. C. Porto. Quanto ao outro aparente candidato ao título Campeão Nacional nos distantes anos de 1999/2000 e de 2001/2002 (entalando o Boavista Campeão Nacional em 2000/2001) – o Sporting C. P. – encontra-se de momento no 4º lugar da tabela classificativa a 8 pontos do líder, igualado no 4º lugar pelo V. Guimarães e ultrapassado pelo Braga agora em 3º lugar (e a 6 pontos do líder).

 

Com o S. L. Benfica e o F. C. Porto a apresentarem-se respetivamente como o melhor ataque (32) e a melhor defesa (7) da prova até ao momento, não deixando o 2º lugar por mãos alheias: sendo o S. L. Benfica a 2ª melhor defesa (8) e o F, C. Porto o 2º melhor ataque (28). No S. L. Benfica destacando-se um trio de jogadores como o responsável pela marcação de 16 dos seus golos (50%) e no F. C. Porto com o maior contributo a vir de dois dos seus jogadores (50%) – curiosamente na mesma percentagem e com os jogadores a serem na tabela de goleadores André Silva/FCP (10 golos), Pizzi/SLB (6 golos), Jimenez/SLB (5 golos), Mitroglou/SLB (5 golos) e Diogo Jota/FCP (4 golos).

 

Podendo-se ainda introduzir como dados relevantes as boa provas desenvolvidas pelo Braga (3º) e pelo V. Guimarães (4º com o SCP) e a desilusão provocada pela posição do Sporting C. P. (apenas 4º se comparado com SLB e FCP). Ficando-se de momento o V. Guimarães com o líder dos melhores marcadores: Marega com 10 golos (mas com André Silva já a par). E com a outra revelação ao fim da 14ª jornada e no final de 2016 a ser até pela posição ocupada após a Passagem do Ano (e sabendo-se ainda ter vindo na época anterior da 2ª Liga) a equipa do Chaves (7º logo atrás do Rio Ave).

 

Quanto ao Sporting C. P. possuindo o 5º melhor ataque (25 golos) e a 3ª melhor defesa (13 golos como o Braga, o Chaves e o Marítimo) e apesar da presença do jogador holandês Bas Dost na lista de melhores marcadores já com 9 golos marcados (3º), encontra-se já a 8 pontos da liderança quando o seu principal objetivo era (provavelmente o único que lhe restará se secundarizar a Taça da Liga) o de ganhar a 1ª Liga de Futebol. E em seis jogos europeus (da Liga dos Campeões) nem se quer se apurando para a Liga Europa.

 

  (imagem: gqportugal.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:43
Domingo, 24 DE Julho DE 2016

Campeão da Europa

“Com a vitória no EURO 2016 Portugal conquistou definitivamente o seu lugar na história no futebol mundial. Recordando com este Evento o glorioso passado dos seus antecessores.”

 

1911965_w2.jpg

Eusébio

 

Em 2 de Maio de 1962 no Estádio Olímpico de Amesterdão o S. L. Benfica conquistava a sua 2ª Taça dos Clubes Campeões Europeus com uma vitória por 5-3 sobre o Real Madrid: Eusébio aos 64’ (de penalty) e 69’ desempatava a partida (3-3) e dava o título aos portugueses.

 

Um feito só igualado 32 anos depois pelo F. C. Porto ao bater na final disputada em Gelsenkirchen a equipa francesa do Mónaco por 3-0 – com a primeira Taça dos Campeões a ser conquistada em 1987 na final disputada em Viena, com os portistas a vencer a equipa alemã do Bayern de Munique por 2-1, com o célebre golo com o calcanhar do argelino Madger.

 

Equipas que juntamente com o Sporting C. P. se podem orgulhar de já terem ganho competições de clubes organizadas pela UEFA (com o Sporting a ter conquistado a Taça das Taças em 1964 ao bater o MTK de Budapeste em Antuérpia por 1-0), agora que a seleção de Portugal se estreou com a sua presença numa final e logo com uma vitória em França sobre a poderosa equipa local por 1-0 – sagrando-se Campeão da Europa 2016/2020.

 

Mas nunca esquecendo o Mundial de 1966 disputado em Inglaterra (por coincidência o único título conquistado pelos ingleses), onde pela primeira vez a seleção de Portugal se mostrou ao mundo conquistando um espetacular 3ºlugar. Só sendo afastado da final devido a uma arbitragem polémica na sua meia-final contra a Inglaterra (derrota por 2-1) e com Eusébio a mostrar-se mais uma vez e a ganhar o título de melhor marcador.

 

(imagem: uefa.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:19
Sábado, 16 DE Julho DE 2016

Portugal – Campeão da Europa de Futebol há 139 horas!

E assim se manterá durante mais quatro anos!

 

PARIS

10 Julho 2016

PORTUGAL – 1 FRANÇA – 0

(Éder 109’)

 

607136815_MH_6874_594210721E22924C0D1A71320B7F6A17

O Golo de ÉDER que deu o título a PORTUGAL

Campeão Europeu de Futebol 2016/2020

 

“Agora que analiso retrospetivamente o pensamento do treinador FERNANDO SANTOS

Tenho que concluir que com esta equipa técnica PORTUGAL só poderia ser mesmo

CAMPEÃO da EUROPA”

 

Cento e trinta e nove horas após a conclusão do EURO 2016 (competição realizada em França entre 10 de Junho e 10 de Julho e contando com a participação das melhores seleções do Continente Europeu) conquistada na final de Paris por PORTUGAL (vitória por 1-0 sobre a França conseguida na 2ªparte do prolongamento com um golo do avançado ÉDER), podemos finalmente respirar fundo e usufruir pela primeira vez de um período de 4 anos como Campeão Europeu.

 

Uma verdadeira equipa de futebol que subalternizando o valor individual de cada um dos seus jogadores, a nível estritamente individual e sem nenhuma exceção conhecida, abdicou do seu protagonismo deixando-se diluir no coletivo – tendo como resultado final (e Extraordinário) uma eficácia total (100%). Concluindo o seu trajeto de novo Campeão Europeu (2016/2020) com um total de sete jogos (3 vitórias e 4 empates), sem uma única derrota e com uma diferença de golos de 9-5.

 

607758647_JF_0497_1CA9673F6DDCE3D4B7B707706BDAEBD5607136151_MH_8312_7CCFAA58FA35790B5DE57B8FD55FC190

 

1ªJornada: Portugal – 1 Islândia – 1 (1ºGolo de Portugal e de NANI aos 31’)

2ªJornada: Portugal – 0 Áustria – 0 (Penalty falhado de RONALDO aos 79’)

 

Contando nas suas fileiras com 4 elementos integrando a seleção com os 11 melhores jogadores que participaram no Europeu (em cada uma das posições) – PATRÍCIO, PEPE, RAPHAEL e RONALDO – um outro elemento considerado a revelação jovem da competição – SANCHES – e outros 2 elementos entre os 7 melhores marcadores deste Europeu – RONALDO e NANI (cada um deles com 3 golos e apenas suplantados pelo melhor marcador o francês Griezmann com 7 golos).

 

Coletivamente (o fator que levou a seleção de PORTUGAL à conquista do título, a cada passo cumprido contagiando ainda mais toda a equipa e confirmando a posteriori a crença do seu treinador) contando com o 3º melhor ataque a par da Bélgica com 9 golos (só ultrapassado pela França/13 e pelo País de Gales/10), sendo a 6ªequipa com melhor precisão de passe (86%) e o 8º na posse de bola (52%). Além de apresentar uma das melhores defesas do Europeu e de ser a larga distância a equipa que mais faltas fizeram, mas também a que como resposta mais levou (93/94): mais próximas só a equipa da Itália (81/70) e a equipa da França (73/70).

 

607758875_JF_1039_0C6F7E4A77DE9A74E2F982341E38BFCD607466793_CM_2287_7C295A860EB3A5E44FFD6110C6740224

 

3ªJornada: Hungria – 3 Portugal – 3 (Cabeçada de RONALDO garantindo o empate final)

Oitavos-de-final: Croácia -0 Portugal – 1 (Golo de QUARESMA aos 117’ do prolongamento)

 

Uma seleção composta por 23 jogadores e que nos seus 7 jogos realizados utilizou mais de 90% dos convocados (com as exceções a serem os dois guarda-redes suplentes ou não tivesse PATRÍCIO sido eleito o melhor guarda-redes do Europeu), com todos os seus jogadores em grande destaque na sua participação no coletivo montado pelo seu treinador FERNANDO SANTOS e que por associação e destino nos fez desde cedo recordar a Grécia e a sua vitória na final do EURO 2004 (vencendo Portugal na final disputada em Lisboa). Lamentando no entanto a grande ausência de RAFA.

 

Mas pelos vistos já estava escrito que 50 anos após a proeza de PORTUGAL no Mundial de 1966 disputado na Inglaterra (3ºlugar na competição e melhor marcador do Mundial – EUSÉBIO) o nosso país se sagraria pela 1ªvez CAMPEÃO DA EUROPA DE FUTEBOL, com isso homenageando todos os grandes jogadores do passado e todo o povo português. Ou não fosse o FUTEBOL um grande exemplo de como somos mesmo bons, não evitando no entanto que para se ver reconhecido, só mesmo com muito esforço e de preferência na terra dos outros – ou não fossem estes e outros trabalhadores emigrantes.

 

607129979_AL_4792_C34D97E92CB4810D34573B26B171B892607137771_MH_7541_CBEFF8F394F93422A16B477B200C25B3

Quartos-de-Final: Polónia – 1 Portugal – 1 (PATRÍCIO defende o 4º e decisivo penalty)

Meia-Final: Portugal – 2 País de Gales – 0 (Golo inaugural de RONALDO aos 50’)

 

1831603_w3.jpg

FERNANDO SANTOS – O Engenheiro do EURO 2016

[Já agora qual é a sua Santa?]

 

E para terminar mais quatro detalhes interessantes:

 

Os cinco jogadores mais utilizados neste Europeu (nas sete partidas) foram PATRÍCIO, NANI, RONALDO, MÁRIO e QUARESMA (PEPE só não o foi por estar ausente num dos jogos por lesão) – num total de 13 jogadores totalistas (entre todas as seleções);

 

O jogador menos utilizado por Portugal neste Europeu (colocando de lado os guarda-redes) foi RAFA, o 5ºjogador a contar do fim a pôr os pés sobre o relvado (uns minutinhos);

 

Finalmente com dois jogadores portugueses a serem os autores de 3 dos melhores 10 golos deste Europeu – RONALDO (c/2) e ÉDER (c/1):

 

E claro está FERNANDO SANTOS (só para não se esquecerem rapidamente do verdadeiro responsável – para além dos jogadores e restante equipa técnica – pela vitória neste EUROPEU).

 

(imagens: uefa.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:20
Quarta-feira, 06 DE Julho DE 2016

Euro 2016 – Meia-Final

Estádio de Lyon

06/07/2016 – 20:00

Meias-finais

Portugal – País de Gales

 

1060551.jpg

Fernando Santos e os Sete Degraus

(1ªJ – 2ªJ – 3ªJ – OF – QF – MF – F)

 

Numa imagem muito bem conseguida pelo jornal diário Público (no dia de ontem), vemos o treinador de Portugal Fernando Santos demonstrando-nos duma forma pratica e eficaz o trajeto necessário a cumprir pela nossa seleção, até se atingir o último e glorioso patamar da competição: a final do EURO 2016 e porque não o título de Campeão Europeu.

 

Para tal a seleção de Portugal terá apenas de confirmar o seu passado futebolístico recente e o seu atual ranking da UEFA (anterior ao início do EURO 2016) – 5º com 53082 pontos – face a uma seleção do País de Gales com uma história futebolisticamente crescente mas ainda recente e 51º do ranking da UEFA com 3500 pontos.

 

Pelo que é obrigação de todos os jogadores e técnicos da seleção de Portugal deixar tudo em campo e como reflexo da qualidade do nosso conjunto comparativamente com a dos seus adversários, vencer ao fim do tempo que for necessário por mais problemático que este jogo se apresente. Caso contrário será de toda a justiça a presença do País de Gales na final.

 

(imagem: publico.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:12
Sexta-feira, 01 DE Julho DE 2016

Nas Meias-Finais do Euro 2016

EURO 2016 – Meias-Finais

Lyon – Quarta-Feira, 6 de Julho de 2016 – 20:00

Portugal – País de Gales

 

renato-sanches-marca-para-portugal-contra-polonia-

Golo de Renato Sanches contra a Polónia

(durante a 1ªparte)

 

Após a realização de 5 dos 6 jogos necessários para atingir a final do EURO 2016 (a realizar em Paris no próximo dia 10 de Julho), a seleção de Portugal prepara-se agora para o 6º, penúltimo e decisivo jogo, para a concretização do sonho de Fernando Santos: estar na final e ganhar o Europeu. Com uma diferença de golos entre marcados e sofridos (todos por Patrício) de 5-4.

 

Sem nenhuma vitória ou derrota no tempo regulamentar (90 minutos) de cada uma das cinco partidas até agora disputados (cinco empates – 1-1, 0-0, 3-3, 0-0/com Portugal a ser apurado no prolongamento vencendo por 1-0 e 1-1/com Portugal a ser apurado nos penaltis por 5-3) e com os seus seis golos a serem marcados por Ronaldo (2), Nani (2), Quaresma (1) e Renato (1).

 

Numa realidade futebolística em que uma seleção ultimamente enquadrada entre as 10 melhores do mundo e que já no último torneio europeu tinha atingido as meias-finais (perdendo nos penaltis com a Espanha que viria a ser campeã goleando na final a Itália), não tem jogado bem sendo no entanto eficaz: fazendo-nos logo recordar o campeão de 2004 (a Grécia) ou mesmo a grande Itália (defensiva e organizada) de há alguns anos atrás.

 

portugal-bate-polonia.jpg

Defesa decisiva de Patrício contra a Polónia

(no desempate por penalties)

 

Um Europeu de Futebol onde de momento a média de golos por jogo anda nos 2,0golos/partida – com Portugal tendo de média 1,2golos/partida – e no qual a nossa seleção tem como principais atributos/parâmetros (alguns deles inacreditáveis segundo as versões oficiais e comparativas):

 

Ser a 5ªequipa com mais passes completos;

Ser a 1ªequipa no número total de remates;

Ser a 3ªequipa exe quo com mais golos marcados;

Ter 2 jogadores com 2 golos em 4ºlugar exe quo na lista dos melhores marcadores (Ronaldo e Nani);

Ter 2 jogadores entre os 6 mais rematadores da prova (Ronaldo e Nani);

Ter 2 jogadores entre os 10 com mais passes efetuados (Pepe e William).

 

(estes valores poderão vir a ser alterados dado já ter terminado o segundo jogo das meias-finais País de Gales – 3 Bélgica – 1)

 

Numa fase da prova em que se vai entrar nas meias-finais, na qual Portugal já tem a sua presença garantida, num confronto tendo como adversário o País de Gales. E em que os jogadores portugueses em destaque terão sido (até ao 5ºjogo) Pepe, Renato e Nani. Mas nunca esquecendo os dois golos de Ronaldo (decisivos no jogo contra a Hungria), o golo de Quaresma (que eliminou a Croácia) e as grandes defesas de Patrício (como a do penalty defendido que eliminou a Polónia). E já agora (pondo de lado os outros dois guarda-redes) para quando Éder (o outro avançado) mas sobretudo Rafa (o outro avançado)?

 

(imagens: esporte.uol.com.br/paraibaurgente.com.br)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:52
Terça-feira, 28 DE Junho DE 2016

Euro 2016 – Quartos-de-Final

A caminho dum

PORTUGAL-ALEMANHA

(contando com o apoio indireto dos deuses gregos de 2004)

 

Com os próximos jogos – seleção da Polónia nos QF e País de Gales ou Bélgica se passar às MF – se verá se as opções de FS foram ou não as mais corretas. Para se equiparar à campanha do EURO 2012 com Paulo Bento no comando da seleção, Fernando Santos terá no mínimo que chegar às meias-finais; para a superar, a final de Paris deverá ser o nosso destino – o mais certo contra a Alemanha.

 

62337.jpg

Marselha – Estádio do Velódromo

(onde decorrerá o jogo dos QF POL-POR)

 

Já nos quartos-de-final do Europeu e ainda invicto, Portugal prepara-se agora para disputar com a Polónia um lugar nas meias-finais do torneio – utilizando de início serviços mínimos (três empates por 1-1, 0-0 e 3-3) e mesmo assim eliminando a Croácia (de seguida, à tangente e apenas por 1-0). Com o seguinte calendário a desenvolver-se entre a próxima quinta-feira, 30 e a final de Domingo, 10:

 

JOGO DIA Local Equipa Equipa
QF - - - -

A

(20:00 - RTP1)

30.06

(Quinta-feira)
Marselha Polónia Portugal

B

(20:00 - RTP1)

01.07

(Sexta-feira)
Lille País de Gales Bélgica

C

(20:00 - RTP1)

02.07

(Sábado)
Bordéus Alemanha Itália

D

(20:00 - RTP1)

03.07

(Domingo)

Paris França Islândia
MF - - - -

E

(20:00 - RTP1)

06.07

(Quarta-feira)
Lyon A B

F

(20:00 - RTP1)

07.07

(Quinta-feira)
Marselha C D
F - - - -

G

(20:00 - RTP1)

10.07

(Domingo)

Paris E F

 

Sendo neste momento e concluído os oitavos-de-final:

 

Uma das 5 equipas em prova ainda sem derrotas (a sexta seria Suíça já eliminada);

A 7ª equipa mais concretizadora ainda em prova a par da Itália (já com a Espanha e Croácia eliminadas);

A 3ª equipa em número de remates à baliza (só ultrapassada por Bélgica e Alemanha);

A 4ª equipa em número de passes e em número de cantos (ataque);

A 2ª equipa com mais faltas cometidas (só ultrapassada pela Itália) e a 3ª com mais faltas sofridas (só superada por Itália e Polónia) – 3 cartões amarelos;

Contando na lista dos 14 melhores marcadores com Ronaldo e Nani com dois golos cada (o outro golo de Portugal é de Quaresma);

E ainda com Ronaldo como o 3º jogador mais rematador (só ultrapassado por Bale e De Bruyne) e com Pepe a ser o 15º jogador com mais passes tentados.

 

maxresdefault.jpg

Ricardo Quaresma – POR-CRO

(festejando o seu golo que qualificava Portugal para os QF)

 

Para rematar e como conclusão sendo evidente que a escolha do treinador Fernando Santos de ficar em 3º lugar do seu grupo foi de todas a mais correta e a de maior alcance, sendo apenas concretizada já para lá da hora (quando a Islândia marcou o golo da vitória e ultrapassou Portugal) e atirando a seleção de Portugal para o lado mais acessível do quadro eliminatório (evitando Itália, Alemanha e França) – e assim contando, como as únicas equipas a interporem-se entre Portugal e a final do dia 10 em Paris, a Polónia (QF) e a Bélgica ou País de Gales (MF).

 

Assim no próximo dia 30 de Junho se verá se a 1ªparte da profecia do (ainda) Deus Grego Fernando Santos se concretizará (eliminando a Polónia), abrindo as portas para a concretização da 2ªparte dessa sua profecia (eliminando o País de gales ou a Bélgica) e assim comparecendo na final em Paris no próximo dia 10 e regressando finalmente a Portugal no dia seguinte a 11 – como Campeão ou Vice-Campeão Europeu.

 

[Mas se tudo correr mal o regresso será logo a 1 – e não apenas a 11! Nesse caso estaremos perante um simples problema de visão dupla, na projeção pelos vistos distorcida da profecia de FS]

 

(dados e imagens: uefa.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:43
Quarta-feira, 15 DE Junho DE 2016

EURO 2016

Não culpo o adversário, várias vezes os jogadores esperam ganhar um jogo e isso acaba por não acontecer. Se queriam vencer a Islândia tinham que jogar melhor. É tão simples quanto isso”. (Lars Lagerback/treinador da Islândia – como resposta às críticas de CR invocando “a imagem do autocarro islandês parado à frente da sua baliza/sapo.pt)

 

Na ressaca do dia seguinte

Portugal – 1 Islândia – 1

Estádio Geoffroy Guichard – Saint-Etienne

(14.06.16)

 

ICELAND-afp-2-xlarge_trans++gsaO8O78rhmZrDxTlQBjdD

Golo da Islândia – B. Bjarnason

Sem dúvida e pelo valor das equipas em presença o momento mágico da partida

 

Neste primeiro jogo da seleção de PORTUGAL (5ª no ranking da UEFA) no EURO 2016 – contra a seleção da ISLÃNDIA (35ª no ranking da UEFA) – o adversário a defrontar teria como maior referência e termo de comparação a sua homóloga da Noruega (22ª no ranking da UEFA).

 

E como Portugal derrotou a seleção da Noruega há cerca de quinze dias atrás em pleno Estádio do Dragão por uns esclarecedores 3-0, seria de esperar que no seu jogo de esteia neste Europeu como cabeça de série e favorito no seu grupo, PORTUGAL se estreasse a ganhar.

 

Mas como sempre e em caso de dúvida (pelos vistos um fenómeno muito persistente e comum entre os últimos treinadores da seleção nacional), no momento decisivo escolhem-se sempre os mais velhos e aqueles com maior currículo – acabando sempre e com poucas exceções por sair furado e dar asneira.

 

Pelo que para o jogo de apresentação contra a seleção da Islândia (e tomando em consideração que a Islândia na fase de grupos ultrapassou a Turquia/3ª/atirando-a para o playoff e a Holanda/4ª/eliminando-a) e como medida preventiva os escolhidos deveriam ter sido os mesmos. E com os golos marcados à Noruega (logo 3) a serem de Quaresma, Raphael e Éder.

 

Sacrificando-se mais de metade da equipa inicial (Anthony Lopes, Cédric Soares, José Fonte, William Carvalho, Ricardo Quaresma e Éder) só para lá pôr os mais consagrados (Rui Patrício, Pepe, Vieirinha, Danilo, Nani e Cristiano Ronaldo): que por diversos motivos e razões acabaram por dar cabo de tudo (estragando a nossa festa e a de todos os emigrantes).

 

Hungria 2-0 3
Portugal 1-1 1
Islândia 1-1 1
Áustria 0-2 0

(golo de Portugal: Nani)

 

Esperemos que Fernando Santos tenha finalmente aprendido a lição (dois pontos já se foram e o terceiro lugar nada garante) e que no próximo jogo contra a HUNGRIA (33ª no ranking da UEFA) decisivo por ser contra o líder do grupo – no primeiro jogo a HUNGRIA venceu a ÁUSTRIA (16ª no ranking da UEFA) por 2-0 – não só vença como acima de tudo convença.

 

E como prova do que o que eu digo se apoia em factos e é mesmo verdade, é que se por um lado Ricardo Quaresma não o pode confirmar desde o início por estar lesionado (Éder coitado só teve 5 minutos), já no caso de Nani e mesmo não fazendo uma exibição por-aí-além, cumpriu a função pelo menos marcando (o que já não fez a estrela Cristiano Ronaldo).

 

No próximo jogo veremos – sábado, 18 de Funho – o que será contra a AÚSTRIA: em Paris no Parque dos Príncipes pelas 20:00 e com milhares de portugueses a apoiar. Com uma vitória a ser suficiente para o apuramento imediato (nem que seja como um dos melhores 4, entre um total de 6 terceiros). Nada a que já não estejamos há muito habituados.

 

Portugal – Áustria

18.06.2016 – 20:00

Parque dos Príncipes – Paris

Portugal – Constituição da equipa inicial:

 

Patrício

Cédric, Fonte, Pepe, Raphael Guerreiro

Danilo, Adrien, André Gomes e João Mário

Nani e Ronaldo

 

Já agora e para finalizar apresentando a minha proposta de equipa inicial para o próximo jogo da seleção de Portugal contra a seleção da Áustria – mudando apenas três jogadores iniciais do jogo contra a Islândia (Vieirinha, Ricardo Carvalho e João Moutinho) e substituindo-os pelos outros três da vitória contra a Bélgica (José Fonte, Cédric e Adrien Silva). Por acaso uma equipa atualmente 9ª no ranking da UEFA e derrotada no passado dia 29 de Maio no Estádio Municipal de Leiria por 2-1 (com golos de Cristiano Ronaldo e Nani).

 

(imagem: telegraph.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:30
Domingo, 10 DE Janeiro DE 2016

O Leão que quer ser Rei

SCP – 3 SCB – 2
(ao intervalo 0-2)

 

Mesmo não sendo um fanático do Futebol (longe disso) mas estando sempre atento a todo o tipo de movimentos e de manifestações sociais (especialmente as de massas) que por cá vão ocorrendo – tão importantes de compreender no futebol como na Política – tenho que reconhecer pelos factos e pelas evidências (de que o S.C.P. - 3 S.C.B. - 2 é o último exemplo) que algo de diferente está a surgir agora para os lados do Sporting C.P.

 

adeptosestoril1.jpg

Em 2015/2016 com o Leão à espreita

 

Vinte e um dias depois do Sporting C.P. ter perdido com o U. Madeira (fora por 1-0) e depois de duas vitórias consecutivas e convincentes (casa com o F.C. Porto por 2-0 e fora com o V. Setúbal por 0-6), num dia de grande temporal, na presença duma multidão de 42.000 adeptos e perdendo ao intervalo por 0-2, a sua equipe conseguiu virar por completo o resultado colocando todo o estádio em delírio.

 

Se não for passageiro então é porque é obra de Deus (na verdade da sua personificação na Terra na figura de Jesus).

 

(imagem: abola.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:18

pesquisar

 

Maio 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
16
18
20
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro