mais sobre mim

subscrever feeds

Terça-feira, 19 DE Maio DE 2015

Motociclistas de Morte

WACO/TEXAS – 9 Mortos e mais de 190 Detidos
(no último fim-de-semana)

 

6b1f9cf80522c0d353623cc33eb46d7862806a82.jpg

 

As armas voltaram mais uma vez a falar. Nos Estados Unidos da América dois grupos rivais de motociclistas entraram em confronto directo na cidade texana de WACO. O resultado do confronto saldou-se em nove mortos e cerca de 190 motociclistas detidos. O confronto ter-se-á iniciado num parque de estacionamento de um restaurante desta zona da cidade, acabando por se estender em redor e no seu interior.

 

Este incidente registado no Texas e envolvendo mais uma vez a presença mortífera de armas, é mais uma das consequências das políticas extremamente liberais praticadas nos EUA quando se fala da sua posse: aqui as corporações que controlam e lucram com a comercialização de armas conseguem sobrepor-se ao interesse do país e à segurança dos seus cidadãos. Tudo em nome da prevenção.

 

0.jpg

 

A única diferença que aqui pode ser referenciada relativamente aos casos ultimamente relatados e tendo como origem os EUA e actos de violência envolvendo armas, é que ao contrário de ser (como tem sido habitual) um conflito branco/preto (o polícia branco ataca o cidadão preto), neste caso estamos perante um conflito branco/branco (motociclistas contra motociclistas).

 

E como podemos concluir através de todos estes cenários que nos chegam oriundos dos EUA (tiroteios no interior das escolas, caça indiscriminada ao negro, luta entre grupos criminosos rivais, etc), a ideia forte norte-americana de que tudo se resolve recorrendo ao uso de armas, não se aplica apenas aos seus inimigos externos como também e talvez servindo de exemplo aos seus próprios cidadãos. Infelizmente existindo sempre danos colaterais.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:19
Terça-feira, 28 DE Abril DE 2015

Nepal – No Tecto do Mundo

Um violentíssimo terramoto de magnitude de 7.8
Registando-se para já a ultrapassagem dos 4.000 mortos
(e com a contagem sempre a subir)

 

O Nepal é um país pertencente ao continente asiático, localizado na conhecida região montanhosa dos Himalaias (tendo no Monte Everest o ponto mais alto da Terra). Encontra-se entalado entre dois dos mais populosos países do mundo, a China a norte e a Índia a sul. A sua população andará por volta dos 25/30 milhões estando a sua capital instalada em Katmandu.

 

image016.gif

 

O problema deste país encontra-se na sua geologia. A confluência nessa região da Ásia de duas placas tectónicas em constante movimento, originam fenómenos por vezes extremamente violentos e de consequências devastadoras provocados pelo encontro das mesmas e pela sobreposição de uma (que se eleva) sobre a outra (que se afunda). Tremores de guerra de grande amplitude têm nesta região episódios periódicos.

 

O epicentro do último terramoto registado na região e que já terá provocado mais de 4.000 mortos, foi assinalado a cerca de 15km da superfície e dado a confluência das placas e as características montanhosas do solo (pouco flexível) as consequências foram brutais, com a amplitude do sismo a ficar muito perto da magnitude 8. Terrenos deslocaram-se, outros afundaram-se e ainda outros se ergueram.

 

150427103509-13-nepal-quake-0427-exlarge-169.jpg

 

Naturalmente que as coordenadas da região se terão modificado um pouco. Se por um lado a cadeia montanhosa dos Himalaias não terá tido globalmente modificações de parâmetros de assinalar (latitude, longitude, altitude), o mesmo não se poderá dizer para outras zonas onde poderão ter ocorrido deslocações na ordem dos três metros e até mesmo na capital que poderá ter-se elevado de meio metro.

 

“Three days after the terrible earthquake shook Nepal — killing more than 4,200 people, toppling centuries-old monuments and engulfing Mount Everest’s base camp in an avalanche — the scope of the devastation was becoming clearer.”
(washingtonpost.com)

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:19
Sábado, 28 DE Março DE 2015

A Teoria do Bode

Neste mundo já estamos mortos mesmo antes de o sabermos!

 

Mais 150 pessoas morreram ao utilizarem um dos mais banais e seguros meios de transporte actualmente ao serviço dos cidadãos de todo o mundo (para percorrerem distâncias de centenas de quilómetros), ainda por cima num século em que os objectivos da Humanidade se deslocam cada vez mais rapidamente para a Conquista do Espaço (percorrendo distâncias de milhões de quilómetros).

 

germanwings-plane-crash-alps.jpg

 

E como sempre tudo se justifica (para não se ir à raiz do problema).

 

Andreas Lubitz split up with girlfriend one day before tragedy
(mirror.co.uk)

 

Killer co-pilot was passionate and obsessed with the Alps
(dailymail.com)

 

Andreas Lubitz wanted to make everyone remember him
(theguardian.com)

 

Andreas Lubitz sought treatment for vision problems before Germanwings crash
(nytimes.com)

 

The co-pilot of the Germanwings Airbus was a convert to Islam
(speisa.com)

 

His favourite pizza order was ham broccoli paprika and onion
(telegraph.co.uk)

 

E como sempre tudo se esquece (para justificadamente não se afectar a raiz).

 

enviado-por-gisele-bassani3.jpg

 

Mas será que ninguém se incomoda (pelo menos os que frequentemente utilizam os aviões como meio de transporte preferencial) com os sucessivos acidentes aéreos recentemente ocorridos no mundo, como o sucedido na Malásia (esfumou-se) e o último na Ucrânia (abateu-se)? Será que continuaremos a aceitar não respostas com sendo válidas, desde que proferidas por responsáveis? Mas responsáveis de quê e trabalhando para quem? Moralmente e em nome do povo (e até por solidariedade para com todos os familiares e amigos das 150 vítimas) deveríamos ser os primeiros a exigir o nome de todos os responsáveis participando (activa ou passivamente) neste hediondo crime e assassinato colectivo, em vez de como uns perfeitos acéfalos nos contentarmos com a nova fotografia do Diabo agora proposta e revelada!

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:01
Quinta-feira, 15 DE Janeiro DE 2015

Dois Pesos Duas Medidas

“É esta divisão deliberada, incompreensível e criminosa que fomenta o terrorismo.”

 

Porque será que a Europa Política se indigna e valoriza tanto a morte de menos de 20 pessoas (incluindo os próprios terroristas) e não faz o mesmo (e com isso desvalorizando o acontecimento) quando se fala de mais de 2.000 pessoas mortas (com a esmagadora maioria sendo população civil, maioritariamente mulheres e crianças)? Faz-nos recordar toda a hipocrisia envolvendo o último surto do vírus hemorrágico Ébola e de como o mundo só se importou com o mesmo, quando ele se tentou aproximar de nossa casa.

 

Imagens da cidade nigeriana de Doro Baga

 

slide_395828_4856400_free.jpg

Antes e depois do ataque do grupo extremista Boko Haram

 

slide_395828_4856402_free.jpg

Observe-se a destruição das casas e da vegetação envolvente

 

Num ataque ocorrido no início deste ano a uma base militar nigeriana localizada na cidade de Baga (registado em 3 de Janeiro), além da destruição da mesma e da morte de dezenas de militares aí colocados, estima-se que tenham morrido mais de 2.000 pessoas (com a esmagadora maioria sendo civis) e sido destruídas quase o dobro de infra-estruturas (especialmente habitações). As imagens anteriores mostram os efeitos dessa terrível destruição ocorrida na cidade vizinha de Doro Baga (imagens registadas a 2 e 7 de Janeiro), podendo-se verificar até que ponto a cidade foi completamente arrasada (com casas completamente destruídas e o desaparecimento da vegetação envolvente).

 

“O que ficará na nossa memória sobre o atentado terrorista ocorrido em Paris será mais uma vez um objecto de coleccionador (a edição pós atentado de Charlie Hebdo), já que os sujeitos (ou mortos) se foram e outros mais virão a caminho. E a seguir poderemos ser nós.”

 

(dados e imagem: huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:57
Sexta-feira, 29 DE Agosto DE 2014

Prémio Nobel da Paz

No dia 12 de Dezembro de 2012 foi atribuída à União Europeia o prémio Nobel da Paz. A razão? Preservar a Paz na Europa!

 

Execution Headclamp of the Black Death

 

O problema é que passado pouco mais de um ano o continente europeu viu-se perante a Guerra Civil na Ucrânia.

 

Então qual tem sido o papel desempenhado pela União Europeia na resolução deste preocupante problema, até para assim poder confirmar posteriormente a justeza do prémio anteriormente atribuído?

 

De facto pior que nulo mais correctamente de sinal negativo: subalternizando-se completamente ao poder económico e esmagador do dólar a Europa política e financeira perante a falta de liderança da Alemanha, deixou-se levar pelos interesses dos Estados Unidos da América e pela única estrutura que ainda lhes interessa e como consequência domina a NATO.

 

Assim e mais uma vez as armas impuseram a sua poderosa e mortal voz na Europa – a última acontecera com o decorrer do processo de desagregação da Jugoslávia, contando também com a preciosa colaboração da Alemanha – contando agora nesta longa-metragem com a presença no elenco principal de países como a Ucrânia (a vítima), a Rússia, os EUA e os seus aliados (os predadores).

 

Outro local do mapa global onde um recente conflito já provocou mais de 2.000 mortos. Além dos milhares de feridos e indivíduos social e psicologicamente afectados, infra-estruturas destruídas e sem capacidade de fornecimento de qualquer tipo de serviços básicos, para além da tragédia das centenas de milhares de deslocados e refugiados, os Novos Sem Terra da Europa.

 

Felizmente que a Chanceler alemã Angela Merkel parece querer retomar o seu papel de Poliedro Perfeito – após constatar o papel intervencionista (e indiferente aos desastres ambientais e humanos causadas) dos norte-americanos no conflito – tentando de uma forma progressiva e inteligente voltar novamente ao diálogo e às trocas comerciais com a maior potência europeia (a Rússia): a Alemanha sabe que um Poliedro só é Perfeito se todas as suas faces também o forem (ou pelo menos parecerem). Não sei é se os norte-americanos aceitam.

 

Quanto a nós os portugueses estamos condenados a uma regressão provavelmente sem retorno, desde que a Chanceler alemã abandonou o idealismo europeu do Poliedro Imperfeito – em que países pobres como Portugal (uma das imperfeições) ainda tinham uma palavra a dizer. Agora – como o afirmou Paulo Portas – somos apenas um Protectorado. Se calhar até é bom: obedecemos sem questionar e em troca dão-nos de comer!

 

(imagem – dota-trade.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:27
Quinta-feira, 24 DE Julho DE 2014

Bestialidade Vista do Espaço

“O que será necessário para classificar um genocídio deliberado sobre uma população completamente desprotegida e desprezada – tal e qual como aconteceu com o povo judeu no tempo da II Guerra Mundial – como Crime de Guerra”?

 

Faixa de Gaza – 23.07.2014

 

Esta imagem obtida a partir da estação espacial ISS pelo astronauta alemão Alexander Gerst, dá-nos uma pequena e luminosa amostra dos céus nocturnos cobrindo a Faixa de Gaza (e territórios israelitas envolventes), aquando de mais um violento e mortal ataque das forças armadas do estado de Israel: "My saddest photo yet. From the International Space Station we can actually see explosions and rockets flying over Gaza and Israel".

 

Desde o início desta última operação israelita no interior da Faixa de Gaza já se registaram mais de 700 mortos, alguns milhares de feridos e muitos outros milhares de refugiados: com o bombardeamento indiscriminado de cidades e civis até mesmo uma escola servindo de abrigo a refugiados palestinianos e sob a protecção da UN foi atacada. Será que a UN também se serve dos desgraçados e desprezados palestinianos exclusivamente como escudos humanos de salvaguarda e de protecção?

 

(imagem – Alexander Gerst)

tags: , ,
publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:16
Segunda-feira, 14 DE Julho DE 2014

GAZA

Segundo a ONU 77% dos Mortos registados neste ataque israelita à Faixa de Gaza (ultrapassados já os 150 e rapidamente a caminho dos 200) são simplesmente Inocentes Civis! O azar é viverem próximo das casas dos dirigentes palestinos.

 

Morte de Inocentes em Gaza

 

Enquanto isso o que é que a ONU faz para evitar mais este assassínio colectivo, sem ser falar para a comunicação social e pedir um cessar-fogo? É que com o conflito a alastrar na região da Síria/Iraque Israel tornar-se-á cada vez mais violento.

 

(imagem – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:39
Quarta-feira, 14 DE Maio DE 2014

Metadata

Os metadados ou metainformação são dados obtidos a partir da análise automática de outros dados: vê-se logo que os dados obtidos com este processo mais miraculoso do que científico, só podem ser propositada e estrategicamente redundantes em desinformação.

 

Metadata

Ninguém te está a ouvir ao telefone apenas a analisar o teu telefonema

 

We kill people based on metadata.

But that’s not what we do with this metadata

(Michael Hayden)

 

Se por um dos lados a evolução científica e tecnológica permitiu aparentemente facilitar-nos o nosso quotidiano diário – nas comunicações, nas transacções, nos extractos, nos impostos, na saúde, etc – por outro lado a sua integração e generalização por todas as redes de informações mundiais proporcionou aos fanáticos ideológicos e extremistas da segurança, a identificação através da análise de pequenos detalhes em princípio não significativos e não correlacionados de potenciais provocadores e terroristas: tudo baseado simplesmente na recolha duma infinidade de impulsos electrónicos que conjugados em torno dum foco de referência podem no final através dum mero impulso electrónico identificar e localizar o alvo a abater. Desde que não seja um enorme Boeing 777, a rota do comércio mundial de armas ou os movimentos dos grupos de mercenários privados.

 

Michael Hayden

Director da CIA

 

People get hung up that there’s a targeted list of people.

It’s really like we’re targeting a cell phone.

We’re not going after people – we’re going after their phones, in the hopes that the person on the other end of that missile is the bad guy”.

(David Cole)

 

O problema aqui não reside verdadeiramente na estratégia adoptada para destruir o Inimigo Escondido – já que o sucesso da intervenção está sempre previamente assegurado (seja ela um êxito ou um fracasso) sendo apenas exigida a confirmação da existência de mortos – mas na confusão perigosa e generalizada que esta recolha de metadata poderá causar, confundindo amigos com inimigos e metendo-os todos no mesmo saco, apenas porque o impulso electrónico dominante aponta para o mesmo lado: e se a metadata é tão importante para se saber quem se há-de matar, também poderá fazer o mesmo a quem é inocente, pois uma máquina jamais poderá substituir um humano nem terá a noção deste, dos limites do que está a fazer e dos valores a preservar. Ainda por cima quando a arma utilizada pelos fanáticos da metadata se resume a um veículo telecomandado de última geração mas na sua essência extremamente primitivo – os drones – dirigido a partir dum esconderijo para cobardes por um indivíduo que no fundo nem sabe bem o que está a fazer, nem ao certo quem irá matar. O próximo pode ser um terrorista, o meu vizinho ou eu: e para tal basta estar ao telefone ou então trazê-lo no bolso.

 

(imagem/títulos/texto/inglês – RT)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:29
Terça-feira, 08 DE Abril DE 2014

Os Novos Ignorantes – Nas Mãos dos Especialistas

“Dos Mortos não reza a História”!

 

O que é que acontece a um conjunto de pessoas que constituem e partilham uma sociedade com interesses e objectivos comuns, quando decidem colocar nas mãos de um especialista – neste caso um gestor/economista/contabilista ou seja e utilizando um dicionário informal de português um simples, adaptado e moderno Escriturário – um sector essencial e básico desse grupo interactivo de pessoas?

 

 

Por exemplo no sector da saúde:

 

Sector da Saúde – Situação

Portugal, 08.04.2014

Ministro da Saúde: Licenciado em Gestão

Objectivo prioritário: redução de custos/equilíbrio das contas

 

Notícia RR

 

Faltam profissionais nas viaturas médicas de emergência

 

“O número de profissionais com esta preparação é muito pequeno para as necessidades”, admite o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo. No domingo, a falta de um profissional impediu o socorro a duas pessoas, que acabaram por morrer.

 

Um dos profissionais da VMER adoeceu e não foi possível substituí-lo, pelo que foram chamados os bombeiros, de modo a garantir o transporte ao hospital. Os feridos acabaram por morrer.

 
“O número de profissionais com esta preparação é muito pequeno para as necessidades. Se tivéssemos mais profissionais com esta formação específica teríamos uma disponibilidade maior”.

 

 

Como curiosidade e coincidência registe-se que esta tendência tem vindo a crescer duma forma exponencial a nível mundial, o que não deixa de confirmar a eficiência e o brilhantismo desta opção económica imposta pelos mercados às sociedades. E lá estamos nós a falar da sobreposição duma minoria minoritária que controla a economia mundial (o objecto), sobre uma maioria esmagadora representada pela sociedade que ela deveria obrigatoriamente servir – e não servir-se dela (o sujeito). Mas como assim lá vamos aceitando o que dizem e como bons cidadãos (sem registo criminal) adaptando-nos constantemente à situação: de requalificados, passamos a excedentários e finalmente a desaparecidos. Uma forma de extermínio humanitário (e pelos vistos necessário).

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:18
Terça-feira, 12 DE Novembro DE 2013

Filipinas – alterações climáticas provocadas

Será a Natureza a responsável por estas cada vez mais frequentes tragédias humanas, as quais já se estendem por todo o globo terrestre não escolhendo países ricos ou pobres? Ou não será o Homem o único causador e propiciador destes trágicos fenómenos naturais, unicamente preocupado com o sucesso e lucro extremo particular e descartando-se dos cada vez mais desvalorizados humanos, vistos agora como um produto substituível e de desgaste rápido?

 

 

Ainda há pouco tempo sujeitos a um forte tremor de terra que terá provocado mais de 350.000 desalojados na região e a chuvas intensas que terão dado origem a grandes inundações e deslizamentos de terra, os Filipinos vêm-se agora com a chegada dos habituais tufões anuais carregados de ventos fortíssimos e de grande precipitação.

 

 

Depois do tufão Haiyan ter provocado na sua passagem pelas Filipinas um tremendo rasto de destruição e de devastação causando mais de 10.000 mortos e 1.000.000 de desalojados – incluindo uma grande percentagem de crianças – eis que nova tempestade se aproxima desta região já tão sofrida e castigada, enquanto ainda decorrem esforços tremendos de salvamento e de limpeza por toda a região afectada.

 

 

Segue-se agora a tempestade Zoraida, que já se encontra em aproximação a este martirizado país asiático – lembrando que o tufão Haiyan com ventos superiores a 300km/h é já considerado o maior até hoje registado a nível mundial, superando de longe outras grandes tempestades e afectando uma enorme área de território (superior por exemplo 3x o território alemão).

 

(imagens – huffingtonport.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:43

pesquisar

 

Junho 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
20
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

Posts mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro