mais sobre mim

Terça-feira, 28 DE Abril DE 2015

Nepal – No Tecto do Mundo

Um violentíssimo terramoto de magnitude de 7.8
Registando-se para já a ultrapassagem dos 4.000 mortos
(e com a contagem sempre a subir)

 

O Nepal é um país pertencente ao continente asiático, localizado na conhecida região montanhosa dos Himalaias (tendo no Monte Everest o ponto mais alto da Terra). Encontra-se entalado entre dois dos mais populosos países do mundo, a China a norte e a Índia a sul. A sua população andará por volta dos 25/30 milhões estando a sua capital instalada em Katmandu.

 

image016.gif

 

O problema deste país encontra-se na sua geologia. A confluência nessa região da Ásia de duas placas tectónicas em constante movimento, originam fenómenos por vezes extremamente violentos e de consequências devastadoras provocados pelo encontro das mesmas e pela sobreposição de uma (que se eleva) sobre a outra (que se afunda). Tremores de guerra de grande amplitude têm nesta região episódios periódicos.

 

O epicentro do último terramoto registado na região e que já terá provocado mais de 4.000 mortos, foi assinalado a cerca de 15km da superfície e dado a confluência das placas e as características montanhosas do solo (pouco flexível) as consequências foram brutais, com a amplitude do sismo a ficar muito perto da magnitude 8. Terrenos deslocaram-se, outros afundaram-se e ainda outros se ergueram.

 

150427103509-13-nepal-quake-0427-exlarge-169.jpg

 

Naturalmente que as coordenadas da região se terão modificado um pouco. Se por um lado a cadeia montanhosa dos Himalaias não terá tido globalmente modificações de parâmetros de assinalar (latitude, longitude, altitude), o mesmo não se poderá dizer para outras zonas onde poderão ter ocorrido deslocações na ordem dos três metros e até mesmo na capital que poderá ter-se elevado de meio metro.

 

“Three days after the terrible earthquake shook Nepal — killing more than 4,200 people, toppling centuries-old monuments and engulfing Mount Everest’s base camp in an avalanche — the scope of the devastation was becoming clearer.”
(washingtonpost.com)

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:19
Sábado, 12 DE Abril DE 2014

Doutor Cavaco e a Coisa Insignificante

Uma demonstração da preocupação científica do 1.º Representante de Portugal e 1.º Responsável pela Manutenção da Qualidade de Vida dos Cidadãos que jurou defender – e pelos quais foi nomeado – em função dos alertas da comunidade científica especializada.

 

Lisboa – Terramoto de 1755

 

Especialistas alertam para próximo grande sismo em Lisboa

 

Académicos e engenheiros garantem que, num país onde está escrito que vai ocorrer outro sismo, ninguém pode sentir-se a salvo. Sobretudo os portugueses que vivem na Grande Lisboa, Vale do Tejo, Costa Alentejana e no Algarve. O Laboratório Nacional de Engenharia Civil prevê que o próximo terramoto possa matar entre 17 a 27 mil pessoas. E é esta certeza científica que está na origem da revolta de um grupo de especialistas que se queixou até ao Presidente da República. Mas sem resultado. (RTP – 11.04.2014)

 

A única explicação

 

Teoria aplicada:

“Se ele não liga é porque não têm medo; e se ele não tem medo é porque isso não existe”.

 

Prática experimental:

“Três vezes nove vinte e sete/sete e dois nove/noves fora nada”.

 

(imagem/Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:34
Segunda-feira, 16 DE Dezembro DE 2013

Sismologia – Hoje e Ontem

Sismo ao largo de Larache – Marrocos:

 

Registou-se hoje ao largo da costa atlântica marroquina, um sismo com as seguintes características:

Epicentro: 83km WNW de Larache – Marrocos

Profundidade: 35.9 km

Magnitude: 4.8

Data/Hora: 2013-12-16/07:06:20 UTC



Relembrando o Terramoto de 1755 em Lisboa – Portugal:

 

“Large earthquakes throughout the Mediterranean region have also been known to produce significant and damaging tsunamis. One of the more prominent historical earthquakes within the region is the Lisbon earthquake of November 1, 1755, whose magnitude has been estimated from non-instrumental data to be about 8.0. The 1755 Lisbon earthquake is thought to have occurred within or near the Azores-Gibraltar transform fault, which defines the boundary between the African and Eurasian plates off the west coast of Morocco and Portugal. The earthquake is notable for both a large death toll of approximately 60,000 people and for generating a tsunami that swept up the Portuguese coast inundating coastal villages and Lisbon. An earthquake of approximately M8.0 near Sicily in 1693 generated a large tsunami wave that destroyed numerous towns along Sicily's east coast. The M7.2 December 28, 1908 Messina earthquake is the deadliest documented European earthquake. The combination of severe ground shaking and a local tsunami caused an estimated 60,000 to 120,000 fatalities”.

 

(earthquake.usgs.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:49
Quinta-feira, 24 DE Março DE 2011

Testamento Permanente

“Galileu afirmou que a Terra girava à volta do Sol e por pouco não o atiraram para a fogueira. Outros deitam fogo à sua terra de nascença e desrespeitam a “lei da culpa” por eles próprios decretada. E assim de culpados propõem-se a vítimas, podendo ainda ser recuperados”

 

 

José Sócrates e Teixeira dos Santos

 

I

 

Antigo

 

 

Em Novembro de 1755, Lisboa sofreu um dos sismos mais violentos da história

 

O sismo de 1755, também conhecido por Terramoto de 1755 ou Terramoto de Lisboa, ocorreu no dia 1 de Novembro de 1755, resultando na destruição quase completa da cidade de Lisboa, e atingindo ainda grande parte do litoral do Algarve. O sismo foi seguido de um tsunami - que se crê tenha atingido a altura de 20 metros - e de múltiplos incêndios, tendo feito certamente mais de 10 mil mortos (há quem aponte muitos mais. Foi um dos sismos mais mortíferos da História, marcando o que alguns historiadores chamam a pré-história da Europa Moderna. Os geólogos modernos estimam que o sismo de 1755 atingiu a magnitude 9 na escala de Richter.

 

(Wikipédia)

 

II

 

Novo

 

 

Surfando desde já na sua onda, Sócrates pediu a demissão – UAU, loucura total!

 

Tal como aconteceu no Japão, um “Tremor de Terra” atingiu agora Portugal, com todas as consequências negativas que daí podem advir.

A dúvida na resolução deste problema, que agora se coloca a todos nós, deve-se não só à sua existência, mas também ao que o próximo instante da nossa vida nos reserva.

Nessa perspectiva e entre algumas hipóteses possíveis, podemos estar na eminência de sermos atingidos por um “Tsunami”, de proporções indefinidas. 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:10

pesquisar

 

Novembro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

blogs SAPO


Universidade de Aveiro