Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Dez 19

“Depois de 6 provas de RM realizadas – com vitórias de Judd Trump/ING (3X), Shaun Murphy/ING (1X), Mark Selby/ING (1X) e Yan Bingtao/CHI (1X) (concluídas 4 rondas do UK) apenas com um desses jogadores a poder repetir a proeza: Bingtao. E dos anteriores vencedores de edições do UK Championship podendo ainda repetir a vitória Higgins (3X), Junhui (2X), Stevens (1X) e Maguire (1X).”

 

46469344786c4c5a81cc9159e2f68578.jpeg

Ding Junhui Vs. Liang Wenbo

(QF1)

 

2019 UK Championship

Eliminações mais relevantes (8) ocorridas nas 4 primeiras rondas

(c/ 120 encontros disputados e faltando 7)

J

N

RM

R

E/N

F

Shaun

Murphy

ING

Eden Sharav/ISR

4-6

Mark

Williams

GAL

Michael White/GAL

2-6

Kyren

Wilson

ING

Marco

Fu/HK

5-6

Barry

Hawkins

ING

10º

Alan McManus/ESC

4-6

Judd

Trump

ING

Nigel

Bond/ING

3-6

Ronnie

O’Sullivan

ING

Ding

Junhui/CHI

4-6

Neil

Robertson

AUS

Yan

Bingtao/CHI

1-6

Mark

Selby

ING

Matthew Stevens/GAL

5-6

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial R: Ronda E: Eliminado por F: Frames)

 

Iniciado a 26 de novembro e já com 4 rondas realizadas (e 8 jogadores sobreviventes), disputa-se amanhã (quinta-feira, 6 de dezembro) os Quartos-Final (QF) do 2019 UK Championship, 7ª prova do circuito contando para o Ranking Mundial (RM). Com o atual detentor (do 2018 UK Championship) e maior número de vezes vencedor do troféu (por 7X) a ser o inglês Ronnie O’Sullivan e com esta prova a atribuir ao vencedor um prémio de 200.000£ (convertidos integralmente em pontos para o RM). E com a lista dos jogadores apurados para os QF a ser a seguinte (por ordem crescente de RM): John Higgins (ESC/00ºRM), Mark Allen (IRLN/00ºRM), Yan Bingtao (CHI/00ºRM) e Liang Wenbo (CHI/00ºRM). Estabelecendo o seguinte quadro de encontros (4) para os QF:

 

allen2-300x300.jpg75ae77dab64104233.jpg

Mark Allen Vs. Nigel Bond

(QF4)

 

2019 UK Championship

QF

(à melhor de 11 frames)

Fase

H

J

N

RM

J

N

RM

QF1

14:00

Ding

Junhui

CHI

14º

Liang

Wenbo

CHI

36º

QF2

14:00

John

Higgins

ESC

Yan

Bingtao

CHI

19º

QF3

20:00

Stephen

Maguire

ESC

15º

Matthew

Stevens

ING

34º

 

QF4

20:00

Mark

Allen

IRLN

Nigel

Bond

ING

79º

(H: Hora QF: Quartos-Final)

 

E com um Tetra Campeão Mundo ainda presente − o escocês John Higgins (3X vencedor do UK) – disputando-se esta sexta-feira a partir das 14:00 (horas no UK) e à melhor de 11 frames os QF da prova, aí se apurando os 4 jogadores que irão disputar as Meias-Finais (MF): QF1 x QF2 e QF3 x QF4. Dos 4 encontros dos QF destacando-se o confronto entre duas gerações, tendo como protagonistas John Higgins/ESC (44 anos de idade) e Yan Bingtao/CHI (19 anos de idade), respetivamente pela Velha e pela Nova Geração. Para entre os jogadores ainda presentes (8) e de uma forma surpreendente, o de pior RM a ser o inglês Nigel Bond (de momento e dadas as 4 eliminatórias ultrapassadas no UK, sendo 79º) – tendo como melhor posição ter sido 5ºRM (1996/97), tendo ganho ainda 1 prova de RM (1990 British Open) e outras 5 não de RM.

 

(imagens: sohu.com − prosnookerblog.com e maximumsnooker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:48

05
Dez 19

Thunberg arrives in Portugal ‘energized’ for climate fight

“I think people are underestimating the force of angry kids”

(mercurynews.com)

 

sjm-Thunberg-Climate.jpg

Greta Thunberg chegando a Lisboa vinda de Nova Iorque

(a bordo do catamaran “descarbonizado” La Vagabonde em 03.12.2019)

 

Depois da sua “viagem descarbonizada” realizada no passado mês de Agosto a bordo do iate Malizia II tendo como destino a cidade norte-americana de Nova Iorque – para aí participar na cimeira da ONU sobre as Alterações Climáticas e sobre as ações a tomar para combate-las protegendo o ecossistema terrestre (incluindo nele o Homem) – eis que a jovem ativista climática (sueca, de 16 anos de idade) atualmente na ribalta e ícone temporário (consentido pelas elites) da Luta pela Salvação do Planeta libertando-o definitivamente das mãos do Homem” − Greta Thunberg tal como Vladimir Putin (este à distância, não de uma forma presencial e perante especialistas, mas de políticos) diagnosticada com síndrome de Asperger, umas vezes sendo considerada uma iluminada (os a favor, mas podendo virar), outras vezes como uma doente (os contra, mas podendo virar) e ainda outras como a “miúda zangada (os indecisos, mas podendo ser decisivos, como em [título publico.pt]) – terminada a cimeira (realizada nos EUA) e passados uns dias de espera (e de descanso das lutas já travadas, preparando-se para as seguintes) à procura de boleia agora para a “viagem descarbonizada” de regresso a casa (à Europa), chegou ontem a Lisboa (3 de Dezembro de 2019) a bordo de uma embarcação mais modesta (não de um milionário como na vigem de ida) o catamaran La Vagabonde:

 

climate-activist-greta-thunberg-lands-in-lisbon-ah

Greta Thunberg entrando pelo Tejo com a ponte como pano de fundo

(preparando-se para a viagem a caminho de Madrid)

 

E tal como a retrata o Daily Mail (dailymail.co.uk) na chegada da ativista climática a Nova Iorque (na ida) designando-a como a “Guerreira-Ecológica”, com a mesma na prossecução da sua Saga (Aventura Pessoal) e concretização dos seus objetivos a dirigir-se agora para Madrid tendo como destino a COP 25 (conferência da  ONU sobre Alterações Climáticas) − passando uns dias por cá (dois) e arrancando daqui para Espanha, mas curiosamente sem contar com  a presença do “Presidente Sempre Presente” (ou o “Sempre-Em-Pé”) – ausente com uma desculpa “toda esfarrapada” − entretido a elogiar e medalhar mais uns quantos  futebolistas (em tom elogioso e depois de no passado os Navegadores, no presente aqueles espalhando o nome de Portugal por todos os cantos do Mundo). E tal como pela mesma prometido comparecendo na Cimeira Climática de Madrid decorrendo de 2 (passada segunda-feira) a 13 deste mês (afastada a ideia inicial do Chile, em extrema convulsão política, com manifestações populares, mortos e feridos), depois de atravessar o oceano Atlântico a bordo de um catamaran, preparando-se certamente que por terra atingir a capital espanhola: como apologista da “descarbonização” talvez viajando de burro, de bicicleta ou de veículo elétrico − até para contrabalançar as “viagens poluentes” de outros participantes VIP, presentes na cimeira (de Madrid).

 

naom_5de23204ee517.jpg

Em Madrid para a Cimeira Climática COP25

(c/ milhares de especialistas e políticos a viajarem nos seus jatos privados)

 

Enredando-se (Greta) numa teia de temas mediáticos propostos (hipocritamente e sem vergonha) pelos mesmos que têm ajudado a levar o nosso planeta para situação em que hoje se encontra − podendo sucumbir brevemente às consequências trágicas do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas e tendo o Homem (segundo os “descarbonizados”) como principal protagonista da Catástrofe eminente – e acabando por fazer parte de um menu disponibilizado por “quem na realidade manda (e que não vemos, identificamos, querendo ou não querendo) incluindo para além do COP 25, o Impeachment, a NATO, os candidatos presidenciais e já agora o Irão e a Coreia do Norte (para os toxicodependentes que somos nós).

 

(imagens: Pedro Rocha/Associated Press/mercurynews.com − Greta Thunberg/Instagram/gretathunberg/blastingnews.com – Reuters/noticiasaominuto.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:53

04
Dez 19

[O “Preso Político Britânico”, por delegação temporária Norte-Americana (enquanto estes últimos, lhe fazem cuidadosamente “a cama”). Estranhamente esquecido (certamente por repentino, por processo de Lobotomia) pelos seus anteriores colegas e jornalistas − num misto de hipocrisia e de covardia − antes publicando-o, elogiando-o e até o premiando como símbolo (a seguir por todos, incluindo por eles) da Liberdade (incluindo a de Imprensa), no presente e simplesmente “não existindo” (nem como notícia de canto).]

 

WikiLeaks founder Julian Assange appears confused at extradition hearing

(independent.ie/21.11.2019)

 

N-ASSANGE 14.jpg

Julian Assange fundador de Wikileaks

(num cartaz afixado nas proximidades do tribunal de Westminster em Londres)

 

Com o apoio tácito da Corporação de Jornalistas na verdade não o sendo como profissionais engajados da Comunicação Social e dos Média que são − representando outro tipo de Corporações (associadas às anteriores), por acaso suas financiadoras – e como tal não necessitando de dizer a verdade (sempre perigosa) mas uma versão da mesma (não colidindo com a adotada, garantindo a segurança e mantendo o pagamento) sobre determinados acontecimentos por qualquer motivo tornados mais relevantes,

 

O relembrar no interior deste ambiente de passividade e de indiferença face às constantes violações dos Direitos Universais em todo o canto do Mundo onde qualquer Ser Vivo exista (Homem e restante fauna e flora, resistindo, persistindo e evoluindo) − onde tudo é banalizado e nivelado (equiparado) seja objeto ou seja sujeito (e progressiva e inevitavelmente com o objeto a superiorizar-se ao sujeito, tomando o seu lugar, substituindo uma máquina por outra, pretensa e exclusivamente considerando-se BIO)

 

Julian Assange (jornalista australiano, fundador do Wikileaks) e John Pilger (jornalista australiano, radicado no Reino Unido) em conversa na prisão de Belmarsh (situada em Londres) onde o primeiro se encontra detido:

Julian Assange:

"I think I'm going out of my mind."

John Pilgwe:

"No you're not. Look how you frighten them, how powerful you are."

 

Que neste Mundo os Crimes continuam a ser praticados impunemente, chegando-se mesmo ao cúmulo (ao extremismo da coação) de face à falta de provas evidentes (impossíveis de obter, pois só sendo apanhados a cometer o delito, em flagrante), serem aqueles por todos nós reconhecidos como Predadores (apontados, mas por covardia não identificados) a julgarem e a condenarem quem os denuncia, apenas por informarem as restantes vítimas (os colaterais, nós, a esmagadora maioria dos 7,5 biliões de almas) daquilo que estes criminosos faziam (fazem e continuarão infelizmente a fazer) em nosso nome:

 

Assassinando-nos das mais variadas formas (violenta mais suave, lenta mais demorada) − com Guerras, mas não o sendo sempre necessário − como o faz com JULIAN ASSANGE.

 

For 22 hours a day, Julian is confined in "healthcare". It's not really a prison hospital, but a place where he can be isolated, medicated and spied on. They spy on him every 30 minutes: eyes through the door. They would call this "suicide watch".

He is still denied a laptop and software with which to prepare his case against extradition. He still cannot call his American lawyer, or his family in Australia.

(John Pilger sobre Julian Assange, na prisão de Belmarsh/rt.com)

 

Questionando-nos onde estará o grande paquiderme representante de classe (dos Jornalistas, parecendo estar com a sua tromba, enfiada no cu) ainda não tendo entendido (talvez por causa das orelhas, tapando-lhes os olhos) que é o seu Rei, que com eles vai alienado e descoberto − por nu.

 

(imagem: Henty Nicholls/reuters.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:13

03
Dez 19

[Diel Vertical Migration (DVM)]

 

NASA

French Space Laser Measures

Massive Migration of Ocean Animals

(nasa.gov/27.11.2019)

 

calipso1.jpg

Utilizando o satélite Calipso para observar, medir e registar a maior migração do planeta Terra − envolvendo pequenas criaturas marinhas − subindo à superfície depois do pôr-do-Sol (para se alimentarem) e regressando a casa (às profundezas oceânicas) antes do nascer-do-Sol

 

Tendo conhecimento de vários tipos de migrações em todas as direções e sentidos − em curso diariamente no nosso planeta sendo um dos sinais de Vida, a existência de Movimento – a comprovação experimental e científica utilizando tecnologia humana – um laser espacial destinado a medir a circulação dos animais nos oceanos (migrações) – de que estas movimentações típicas dos seres vivos − como nómadas que são – não se verificam apenas em terra (migrações terrestres/ex. do Homem) e no ar (migrações aéreas/ex. das aves) como também no mar (nos oceanos) e como um dia ocorrerá obrigatoriamente (connosco como raça inteligente, organizada e dominante) e como uma questão de sobrevivência (e de Evolução) no Espaço:

 

Every night, under the cover of darkness, countless small sea creatures – from squid to krill – swim from the ocean depths to near the surface to feed. This vast animal migration – the largest on the planet and a critical part of Earth’s climate system – has been observed globally for the first time thanks to an unexpected use of a space-based laser. (nasa.gov/27.11.2019)

 

Utilizando o satélite CALIPSO (Cloud-Aerosol Lidar and Infrared Pathfinder Satellite Observations) nome do último barco do lendário especialista oceanográfico Jacques-Yves Cousteau lançado no ano de 2006 (28 de abril) numa operação conjunta do CNES (França) e da NASA (EUA) da base da força aérea norte-americana localizada em Vandenberg (estado da Califórnia) quase 587Kg de massa, circulando a cerca de 700Km de distância da Terra e com um período de 98,5 minutos (dados Wikipédia) – com os equipamentos (sensores) a bordo deste satélite artificial e observando a atmosfera e superfície terrestre continuamente, 24 em 24 horas a registarem nesse mesmo período (ou seja, diariamente) “migrações maciças de animais marinhos” − pequenas criaturas marinhas do Krill até às lulas.

 

squid1.jpg

Com estes pequenos animais marinhos (Krill e lulas) fazendo parte de uma determinada hierarquia da cadeia alimentar (havendo uns acima e outros abaixo), subindo à superfície para se alimentarem (de fitoplâncton) para depois descerem e alimentarem (outros)

 

The study looks at a phenomenon known as Diel Vertical Migration (DVM), in which small sea creatures swim up from the deep ocean at night to feed on phytoplankton near the surface, then return to the depths just before sunrise. Scientists recognize this natural daily movement around the world as the largest migration of animals on Earth in terms of total number. (nasa.gov/27.11.2019)

 

E tal como na fotossíntese com as plantas utilizando a energia solar, dando origem a processos físico-químicos e através da utilização de dióxido de carbono e da água obtendo em troca “alimentos” − em forma de glicoseno caso dos animais habitando a grande extensão (e profundidade) dos nossos oceanos e como todos nós sabemos cobrindo mais de 70% da superfície terrestre entre zonas mais superficiais e com maior profundidade (podendo ultrapassar os 11Km), com os mesmos a migrarem “Verticalmente” deslocando-se das profundezas oceânicas quase que até à sua superfície e cumpridas as suas necessidades (temporárias, periódicas, diárias) entre elas Alimentares − retornando ao fundo oceânico (ao seu domicílio habitual).

 

(imagens: Timothy Marvel e Chandler Countryman/nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:48

02
Dez 19

“São Malaquias foi considerado um santo,

visionário e responsável por muitos milagres.

Entre suas profecias, foi-lhe atribuída uma lista dos papas

desde a sua época até o fim do mundo.”

(pt.aleteia.org)

 

end-of-world.jpg

Fim do Mundo

 

Com a Terra que habitamos (pelo menos neste Ciclo Evolutivo, entre Saltos Civilizacionais) e segundo os especialistas (de alguma forma ou de outra, religiosos, afirmando-se crentes ou ateus) continuando na rota do seu FIM-DO-MUNDO − já por muitos (leigos como eruditos) e por várias vezes previsto, mas nunca concretizado – e no entanto com o mesmo (dia do Juízo Final) passados mais de 2000 anos (DC) e de centenas de anunciações da Segunda Chegada de Cristo à Terra ainda  não ter chegado (finais de 2019) – entre as mais conhecidas e divulgadas estando a de Nostradamus (França, 1503/1566, alquimista, vidente e profeta), entre as mais recentes e com impacto a de Charles Manson (EUA-1934/2017 − assassino mundialmente conhecido pelos crimes praticados pelo seu grupo, a partir do rancho de Spahn na Califórnia e prevendo um Apocalipse resultante da luta final Brancos Vs. Pretos) – ouvindo hoje falar de um Santo − SÃO MALAQUIAS − e tendo a terra onde atualmente vivo outro Santo − o BEATO VICENTE – pus-me a pensar no caminho percorrido por ambos nas suas respetivas vidas e pensamentos e da sua relação comum com o Fim-do-Mundo, o Dia do Juízo Final (o Dia do Arrebatamento, a Segunda Chegada de Cristo).

 

E vivendo num quotidiano de (mera) sobrevivência (monótono, repetitivo, miserável) integrado num cenário proporcionando-nos regularmente um trio infernal e omnipresente de “doença, guerra e morte” − matando-nos um pouco todos os dias – perguntando-nos como seria se a nossa morte fosse mesmo instantânea, confirmando-se para tal pelo menos uma das previsões – de preferência mais catastróficas e Apocalípticas, definitivas − proporcionando-nos ao mesmo tempo a nossa Morte e o usufruto (e logo no mesmo dia e perante o enviado à nossa imagem/Jesus do nosso Salvador/Deus) da nossa Ressurreição: e claro está para melhor nos prepararmos e ajudarmos os outros (todos ansiando senão pela prática/experimental/no corpo, pela certificação/oficial/virtual, o estatuto de Santo), a data de tal Evento de Extinção ou de Passagem e certamente referenciado (algo de normal como os Ciclos Solares, separando dois períodos de tempo, definidos mas pertencendo a um todo) a um Salto entre Ciclos. Vivendo numa grande urbe como o nosso Sistema Solar, com os nossos ascendentes (no Futuro) e com os nossos descendentes (no Passado) podendo ter nascido nesta casa e entretanto, partido (por movimento e necessidade evolutiva) para outra: podendo ser a nossa origem terrestre, interplanetária (por ex. ex-marcianos, ex-venusianos, etc.), extrassolar ou mesmo intergaláctica, como filhos (para já e como carbonizados, construídos em torno de C) que somos (únicos para uns, certamente que não para outros e ainda com outros afirmando não passarmos de uma entre muitas projeções) do Universo.

 

St-Malachy.jpg

São Malaquias

 

Colocando de lado a hipótese de uma entidade alienígena − Natural ou Artificial, seja isso o que for − fisionomicamente ou não como nós (podendo ser um monstro ou mesmo estando presente sendo indefinível, mas detetável − por posse de Alma ou Eletromagnetismo) mas de um nível superior, um dia poder interceder por nós (tendo fé nestes nos considerarem, não como exemplares, mas como seus iguais), bastando para se tirar alguma conclusão da eficácia de tal procedimento e da sua necessidade de aplicação, olhar para este cenário irreal por doentio e brutal erguido em torno “de armas e de morte” e construído  como um “ícone” (atualmente representado pelo Dólar) pela espécie aí (na Terra) dominante o Homem − dita inteligente e civilizada mas vistos os factos da história, não convidando a nada, senão a umas visitas (turísticas e  externas) ao Zoo. Aí e como solução e através de uma simples mistura (ex. alienas, política, religião), talvez se descobrindo a resposta e daí a solução (final): para descanso da nossa consciência, para mal dos nossos pecados, para uma possível reencarnação, dado só acreditarmos no que vemos − a Morte material − e não nos que nos faz funcionar (a Alma, o Eletromagnetismo), sendo humildemente e apenas mais uma entre tantas máquinas (composta por diferentes elementos, não limitados fisicamente e não só à Tabela Periódica) − diferentes, autónomas, dizendo-se (as únicas) BIO.

 

Retornando ao Fim do Mundo e às suas profecias (todas que se saibam e conheçam tendo origem no Homem, salvo este poder ter sido “impregnado” ou como dizem “iluminado”) e deixando para trás e de vez a questão fútil e desinteressante de estes (os nossos Salvadores) poderem ser Deuses ou Alienígenas, considerando todos à nossa imagem, como entidades eternas e superiores e optando inequivocamente pelos “seus  Deuses” − para tal limitando-se na análise, a olhar para o seu Espelho – aproveitando para falar de Santos, uns como simples missionários divulgando e tentando semear a sua religião − à custa de muitos sacrifícios e da sua própria vida (muitas vezes sendo martirizados) − e passando muitos vezes imerecidamente (para  eles e para as suas comunidades) como incógnitos desta nossa história − caso do Beato Vicente (numa missão maia mundana, modesta, humilde, terrestre) nascido em 1590 no Castelo de Albufeira, ordenado padre (aos 27 anos), partindo para o Mundo (Espanha, México e Filipinas) na concretização do seu objetivo (de Fé) e morrendo no Japão (1632) – outros (numa missão ultrapassando os limites do nosso planeta, física e mentalmente) e deixando a Terra (já sem soluções aparentes) virtualmente para trás (não se sabendo bem o que é a realidade) assumindo um papel eventualmente superior, para lá das suas visões terrestres (dirigidas ao sofredor) por vezes saltando os seus limites (pré-estabelecidos) talvez só por habituais (dirigindo-se ao Criador): contando-nos toda a história antes da mesma concluída e publicada − em forma de previsão e já existindo o Homem apontando para o momento da chegada do Dia do Arrebatamento, neste caso e à falta de melhor apontando-se para o caso de São Malaquias.

 

hqdefault.jpg

A morte de Donald Trump

 

Na Profecia de São Malaquias (abade e arcebispo irlandês, 1094/1148) igualmente conhecida como a Profecia dos Papas – nas suas previsões apontando para uma futura opressão da Inglaterra sobre os norte-irlandeses – e à falta de novas notícias para um próximo Evento relevante podendo alterar alguns dos procedimentos e comportamentos tornados com os tempos habituais à sobrevivência humana − há uns tempos e para motivar a população (tal como nas simulações com bombeiros, envolvendo hipotéticos incêndios e sismos) colocando-se mesmo à escolha em território norte-americano e em pré-campanha eleitoral, qual a preferência (dos cidadãos) postos perante um acontecimento podendo atingir o nível da extinção, tendo em alternativa serem atingidos por “um asteroide” ou pelo “candidato Donald Trump” referindo-se o mesmo a um Evento catastrófico, ao nível da Extinção e anunciando o Fim do Mundo, marcando a segunda chegada de Cristo, assinalando a ressurreição e o Dia do Juízo Final − o Dia do Arrebatamento – podendo (correndo bem, correndo mal) terminar no Fim de Tudo e de Todos, seja no Céu, no Purgatório, como no Inferno. E segundo São Malaquias e a sua Profecia − Profecia dos Papas – não estando o dia propriamente marcado para a ocorrência (e confirmação) do seu Fim do Mundo, mas com o mesmo (São Malaquias, na suas Profecia) a apresentar-nos um período temporal onde o mesmo ocorreria: com o ultimo dos 112 papas depois do Papa Celestino II − o primeiro da lista reinando como Papa entre 1143/1144 – a ser o último Papa da Igreja Católico-Romana, assistindo à morte da mesma e à destruição de Roma. Ora sendo esse Papa (o 266º) Jorge Mario Bergoglio (argentino, 83 anos de idade) mais conhecido como Papa Francisco e sendo-o desde 2013 − depois da inédita demissão do seu antecessor o alemão Joseph Aloisius Ratzinger (Bento XVI) um facto nunca tendo ocorrido antes, surgindo apenas outro papa, por morte do anteriorpelo que, sabendo-se a sua idade − 83 anos – estando muito próximo o APOCALIPSE (dependendo de quantos anos o Papa Francisco durar). Matemática e religiosamente durante a próxima década (entre 2020 e 2030).

 

(imagens: the-formula.org – soulask.com – gsomp3.in)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:29

30
Nov 19

Concluída a 1ª ronda do UK CHAMPIONSHIP 7ª prova da época contando para o Ranking Mundial (RM) − atribuindo ao vencedor um prémio de 200.000£ (convertidos em pontos para o RM) e com o detentor do troféu a ser o inglês Ronnie O’Sullivan (7x vencedor da prova) – sendo 64 os jogadores sobreviventes a esta eliminatória inicial: com todo o Top 32 do RM ainda presente à exceção dos (5 jogadores) ingleses Shaun Murphy/9ºRM, David Gilbert/11ºRM, Tom Ford/25ºRM e Matthew Selt/28ºRM e do chinês Zhou Yuelong/30ºRM (todos eles eliminados na 1ª ronda). E com o jogador de pior RM ainda presente a ser o israelita Eden Sharav (106ºRM).

 

hqdefault.jpg

Ronnie O’Sullivan

Detentor do 2018 UK Championship

(derrotando na final Mark Allen por 10-6)

 

Entre os jogadores presentes com algum tipo de “afinidade com Portugal e/ou com a língua portuguesa” (parâmetro), tendo estado presentes nesta 1ª ronda (da prova) dois casos de jogadores profissionais (fazendo parte do circuito e da lista de RM) de acordo com o parâmetro citado anteriormente, o suíço Alexander Ursenbacher/86ºRM (filho de mãe madeirense) e o brasileiro Igor Figueiredo/107ºRM ambos (infeliz mas previsivelmente) eliminados por dois jogadores chineses respetivamente Zhao Xintong/40ºRM e Yan Bingtao/21ºRM. No restante permanecendo ainda os favoritos os ingleses Judd Trump (Campeão do Mundo e LÍder do RM) e Ronnie O´Sullivan (The Rocket).

 

Recordando o ano de 2014 e a realização do primeiro e único OPEN de LISBOA (11 a 14 de dezembro) de Snooker − vai fazer cinco anos − com a vitória na final do escocês STEPHEN MAGUIRE (sobre o inglês Matthew Selt). E na lista de inscritos aparecendo entre outros (para além de mais de uma dezena de portugueses, sobressaindo entre eles João Grilo ultrapassando duas rondas preliminares e sendo eliminado na 1ª ronda pelo inglês Michael Holt) − sendo uma verdadeira multidão só apontando seis − Shaun Murphy, Stuart Bingham, John Higgins, Barry Hawkins, Mark Williams e Judd Trump.

 

Com os encontros da 2ª ronda a decorrente este sábado e domingo (30 de novembro e 1 de dezembro) ainda à melhor de 11 frames e com o vencedor (além de passar à 3ª ronda) a arrecadar desde logo 12.000£. E a partir desta 2ª ronda já com o acompanhamento – a transmissão − do canal Eurosport, podendo-se destacar entre todos (os 32 encontros) aqueles envolvendo o Top 8 (do RM):

 

2ºR

D/H (ING)

J

N

J

N

1ºRM

1/14:00

Judd

Trump

ING

Mei

Xiwen

CHI

2ºRM

1/20:00

Mark

Williams

GAL

Michael

White

GAL

3ºRM

30/14:00

Ronnie

O’Sullivan

ING

Tian

Pengfei

CHI

4ºRM

30/20:00

Neil

Robertson

AUS

Robbie

Williams

ING

5ºRM

1/20:00

John

Higgins

ESC

Lu

Ning

CHI

6ºRM

30/20:00

Mark

Selby

ING

Liam

Highfield

ING

7ºRM

30/20:00

Mark

Allen

IRLN

Jak

Jones

GAL

8ºRM

30/14:00

Kyren

Wilson

ING

Marco

Fu

HK

(R: Ronda D: Data H: Hora ING: Inglaterra J: Jogador N: Nacionalidade)

 

Até ao final deste ano (31 de dezembro) e após a conclusão do UK Championship (final a 8 de dezembro) desenrolando-se ainda a 8ª prova da época 2019/20 contando para o RM – o OPEN da ESCÓCIA (de 9 a 15 de dezembro e com o detentor do troféu a ser o norte-irlandês Mark Allen/7ºRM) – e as Qualificações para o Masters Europeu e para o Masters da Alemanha (de 17 a 22 de dezembro) duas provas de RM. E regressando o SNOOKER em janeiro com a continuação da (uma prova por convite não contando para o RM) Liga dos Campeões (grupos 5 e 6).

 

(imagem: SnookerMatch Frame by Frame/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:02

29
Nov 19

Amazon fires are causing glaciers in the Andes

to melt even faster

(Matthew Harris/theconversation.com/28.11.2019)

 

file-20191128-178089-1dwq01a.jpg

 

Tal como o menciona Matthew Harris (em The Conversation) focando todas as notícias centradas no tema dos Incêndios Florestais na Amazónia sendo nos últimos tempos amplamente divulgas um pouco por todo o Mundo com uns a afirmarem o aumento de número de incêndios e áreas devastadas (os eruditos, em princípio os mais certos) e com outros afirmando precisamente o contrário (os leigos-iluminados da sociedade Bolsonaro & Associados) – com o número de Fogos Florestais na Floresta da Amazónia a registarem no ano passado (de 2018) um aumento “bem significativo” de 70%, tendo como consequência (imediata) para além dal intervenção (Artificial e Antinatural) do Homem nesta região − “intervencionando-a, limpando-a e readaptando-a” (para a agricultura, criação e mineração) − o lançamento de espessas camadas de fumo para a atmosfera (bem visíveis da ISS) escurecendo-o o céu e afetando o normal funcionamento (até pela elevada poluição, por libertação excessiva de carbono) de diversas comunidades, assim como e com consequências podendo ser igualmente graves (ou mais) mas sentidas mais longe e num espaço tempo mais alargado, o “derretimento dos glaciares dos Andes”.

 

O que seria uma grande tragédia atingindo todo o sul do continente americano − até pela presença fundamental de água nestas regiões, para abastecerem as populações (de diversas nacionalidades) aí residentes – sabendo-se desde já que por ano esta parte da América (o sul) emite cerca de 800.000.000Kg de carbono (carbono-negro) para a atmosfera. Acrescentando (e concluindo) Matthew Harris:

 

This truly astounding amount is almost double the black carbon produced by all combined energy use in Europe over 12 months. Not only does this absurd amount of smoke cause health issues and contribute to global warming but, as a growing number of scientific studies are showing, it also more directly contributes to the melting of glaciers.” 

       

andes-map.jpgCAM919.gif

 

E se por acaso e como o artigo informa o efeito causado pela presença do carbono-negro (resultante dos incêndios florestais e formando as espessas camadas de nuvens) ainda não está incluído nos estudos sobre os temas (tão atuais e impactantes) do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas, então o perigo poderá ser ainda muito maior do que o até ao presente previsto com todo o litoral-ocidental da América do Sul a sofrer na pele os efeitos do aquecimento global (subida das temperaturas do ar, derivado dos incêndios), com o degelo dos glaciares a acelerar-se incorporando “água e carbono-negro”, para finalmente a água escassear, faltar, tornando os terrenos áridos (sem flora, sem fauna, sem população humana). Como o dá a entender Matthew (The Conversation):

 

The tropical belt of South America is predicted to become more dry and arid as the climate changes. A drier climate means more dust, and more fires. It also means more droughts, which make towns more reliant on glaciers for water.

 

Cordilheira dos Andes englobando seis países – Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, a “América Andina” − mais um fazendo-lhe fronteira e companhia − a Argentinatal como a [Wikipédia] informa berço e palco de grandes Civilizações Antigas (como a dos Incas) mas por outro lado cenário conjuntamente com todos os países da América Latina (quase toda a América do Sul e Central) de intervenções externas desestabilizadoras (começando logo com a invasão espanhola dizimando as civilizações aí existentes) − destruindo, matando e tratando comunidades inteiras (e interligadas) como subespécies unicamente destinadas ao sacrifício (no palco global capitalista) em favor das matérias-primas, sua exploração e obtenção máxima de lucro para as suas elites – com sucessivos golpes militares, governos ditatoriais, corrupção e mudanças pretensamente legais de poder (desrespeitando de uma maneira ou de outra as constituições e leis dos países “intervencionados” em nome de interesses superiores, terminando sempre nos norte-americanos)

 

z_p11-Brazi.jpg

 

Tendo como exemplos uma das mais antigas (no entanto recente), sangrentas e icónicas intervenções da CIA e dos norte-americanas na América do Sul, o Golpe de Estado Militar do Chile (Setembro de 1973, antecedendo o 25 de abril) liderado pelo ditador fascista Augusto Pinochet, derrubando e executando o presidente eleito Salvador Allende e prosseguindo com uma perseguição sanguinária aos seus apoiantes (como a todos os suspeitos de simpatia e demais do costume) e ainda para os com os dotados de menos memória (ou desejo dela, seletiva), os recentes acontecimentos ocorridos na Bolívia com os golpistas apesar de minoritários mas contando com a colaboração dos militares (e mais uma vez apoiados pela CIA) a colocarem em fuga ameaçando de morte o Presidente do seu país (o índio Evo Morales) e apoderando-se (sob a revolta popular imediata e já com vítimas mortais) ilegalmente do poder

 

No presente voltando de novo a estar na sua quase totalidade (dos países sul-americanos)  na ribalta, agora não apenas pelo brutal estrangulamento (direto, violento e imediato) socioeconómico do seu povo e pelo apoderamento das matérias-primas do seu país escravizando-o o povo na sua exploração, mas tal e qual como faria qualquer fanático-terrorista (Efeito Bolsonaro) deitando fogo a um bem comum (de todos ) e devendo ser dado a usufruto da totalidade, pegando num fósforo e deitando fogo à floresta prometendo a partir daí o Novo Mundo: numa Segunda Fundação aplicando a teoria da Terra Queimada. Criando à sua imagem o seu Mundo e pouco se importando com a situação os outros: mas o que dirão (para além dos brasileiros) todos os outros, entre eles os últimos Guardiões da Cordilheira dos Andes.

 

(imagens: 3523studio/shutterstock/theconversation.com − adventurealternative.com − economista.com − dailynews.lk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:53

27
Nov 19

[Tendo Explodido no Mar da China.]

 

Como se fosse necessário certificar-nos de qual o território detentor da patente das FAKE NEWS

 

Oriundas de uma ou da outra face, da mesma moeda de referência global que é o DÓLAR

 

5dd9a0eb85f54008a72f8f42.jpg

Explosão Nuclear nos Mares da China?

(na realidade não o sendo, mas sucedendo podendo ser similar)

 

 Particularmente tendo como base um raciocínio bipolar

 

Num mundo a Preto & Branco, como se não existissem (na palete de cores do Universo) outras cores

 

Por sinal (coincidência ou acaso) tal e qual como hoje acontece na maior potência a nível do nosso planeta (Terra) os EUA

 

– Em que Democratas & Republicanos (as duas faces do Dólar) se combatem num duelo “sem dó nem piedade” (se possível, eliminando desde logo a oposição, com efeito mortal) sendo os gladiadores a serem lançados para a “Arena da Morte” os próprios norte-americanos

 

Podendo-se facilmente confirmar essa mesma origem assim como a sua respetiva opção estratégico-política (utilização de Fake News não para noticiar algo apenas por manipulado sendo falso, mas para nos preparar no mínimo mentalmente para um cenário futuro possivelmente semelhante)

 

5dd9a7fe85f54009d2281ff6.jpg

Localização da Explosão Nuclear?

(uma realidade para o “Hal Turner Radio Show’s” mas de facto virtual)

 

Olhando-se simplesmente para o interior dessa nação do norte do continente americano, ideológico-religiosamente tentando destruir

 

− Como se fosse o seu “Inimigo Público Nº1” ou não fosse ele o representante (afirmado por Hillary) dos “Deploráveis”

 

O seu presidente (legalmente eleito) e para tal invocando (os Democratas) para completar esta nova “Tripla Diabólica” (tal como as sanções podendo ser revistas, exceto em relação ao 1º nome a seguir indicado)

 

− Na Época de Inquisição (com as mesmas táticas de manipulação e intrusão de hoje) sendo imediatamente lançada para a fogueira

 

Para além de TRUMP (presidente dos EUA), PUTIN (Rússia) e JINPING (China).

 

5d52b0d0dda4c87e088b4655.JPG

Testemunhas da Explosão Nuclear?

(n/ no local nem na forma tratando-se da explosão de um paiol ocorrido na Rússia)

People watch flame and smoke rising from the site of blasts at an ammunition depot near the town of Achinsk in Krasnoyarsk region, Russia August 5, 2019

 

Uma notícia inventada e dirigida

 

E elaborada com um determinado objetivo, este sim sendo real –

 

Para “passar” (e convencer o público) como se algo de facto tivesse ocorrido (nem sequer distorcendo algo por inexistente, mas fabricando a ocorrência), criando em determinada situação em princípio em pausa, hibernação ou equilibrada, um ponto de instabilidade e de incerteza, sempre possível de ser infiltrado e se necessário (e unilateralmente) apagado e reiniciado (no ponto de interesse para alguém):

 

Caso de mais esta ocorrência (felizmente apenas de falsificação/manipulação noticiosa) fabricada nos EUA, tendo como palco o Mar da China e envolvendo como não poderia deixar de ser (para além da Rússia com a cansativa campanha da “Colisão Trump/Putin”)

 

Até por ser na verdade o novo Líder do Império aí a chegar

 

5d52bcc1fc7e937a4e8b4648 C.jpg

Parecendo um cogumelo nuclear, mas não o sendo

(de uma explosão num paiol transformando-se numa explosão nuclear)

 

A CHINA, inicialmente passando como real (até pelas fontes políticas e científicas consideradas credíveis) para no final se constatar como irreal, nunca se tendo passado apenas “sido inventada”: sem um mínimo esclarecimento, nem pedido de desculpa

 

Próprio de quem não nos respeita, nem merece respeito.

 

E com a sequência deste facto fabricado e posteriormente (sem castigo) divulgado (para depois, como mentira e entre tantas, ser apenas esquecida) a ser fácil de ser contado (sabendo-se que o complexo, é mais fácil do que o imaginado)

 

− Tal como os factos da Vida querendo-se e por simples, sendo compreendidos e interiorizados:

 

Tal como encontraríamos num manual de implantação, criação e difusão de “Notícias Falsas”

 

− FAKE NEWS –

 

Tudo se iniciando num programa de rádio de extrema-direita o “Hal Turner Radio Show” (c/ Hal Turner além de ser acusado de racista sendo-o igualmente de trabalhar, atacando minorias/desprotegidas,  para o FBI) dirigindo o seu interesse noticioso para o bem distante (e bem em foco até pelo confronto económico em curso EUA Vs. China) Mar da China

 

− Socorrendo-se para o “fortalecimento” da notícia dando-lhe credibilidade, da replicação por todos os média nacionais e internacionais e até da participação (colaboração na montagem do cenário) de entidades oficiais (e seus instrumentos) para reforçarem o peso da notícia (“military sources/oceanographic instruments”) –

 

Informando-nos em primeira-mão e como exclusivo seu da ocorrência de uma “explosão submarina relevante”

 

− Nuclear e de 10Kt a 20Kt –

 

Nos contestados mares tocando a costa da China, segundo dados recolhidos na zona revelando níveis de radioatividade elevada e só podendo ser atribuídos (na região e pela tecnologia utilizada) a ensaios levados a cabo pelos militares chineses.

 

avangard-missile_large.jpg

No extremista, racista e antissemítico, “Hal Turner Radio Show”

(c/ os protagonistas-vilões a serem, chineses ou russos)

 

Para Hal Turner e restantes promotores de mais esta notícia (que até poderia ser verdadeira, apesar de ser falsa)

 

− E atirando ainda mais gasolina para a “aparente fogueira asiática”, tentando evitar a subida de um Novo Império e o fim de um outro, não reconhecendo a mudança do Eixo Económico-Financeiro Global de Ocidente para Oriente

 

Tratando-se de uma mensagem clara da China para os EUA, mostrando com a detonação de uma bomba nuclear o seu poder e quem na realidade manda naquela região da Terra − ou seja mais um sinal um chamamento, para mais uma intervenção decisiva (entenda-se, Militar) dos EUA.

 

Mas infelizmente para os protetores do ainda vigente e decadente Antigo Império, nenhuns dos dados se confirmando, sejam pela não existência de nenhum registo sísmico (associado/local) sejam pelas leituras de radioatividade no local apontado para a explosão (nuclear) com as leituras em níveis normais; e como sempre

 

E sendo uma das grandes virtualidades positiva das NOTÍCIAS FALSAS/FAKE NEWS

 

Com as notícias mesmo sendo falsas e apesar de todos os desmentidos (posteriores), a consolidarem-se ainda mais, não pela certeza das mesmas (postas em causa) mas pela persistente dúvida (ou não as tivessem antes, sido aceites pelas autoridades). Ou não fosse mais fácil passar o tempo com mentiras (apesar de significar apenas sobreviver) − daí a opção atual dos EUA (sejam REP ou sejam DEM) pelas Fake News.

 

[“Máquina da Verdade”: valor lógico do título, FALSO. Para os Ocidentais − e por momentos (como promotores da cultura e memória passiva de aceitação político-religiosa, “tendo fé em tudo”) – certificado, sendo Verdadeiro.]

 

(imagens: Global Look Press, Hal Turner Radio Show’s webpage, REUTERS/Dmitry Dub − RT/rt.com, aljazeera.com e halturnerradioshow.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:34

26
Nov 19

“Aproveitando o clima político instalado (mental e ideologicamente caótico, contraditório para a sua imagem) desde que Donald Trump foi eleito (com Hillary Clinton não aceitando os resultados) – fez no passado dia 8 de novembro 36 meses, com os média norte-americanos esmagadoramente pró-Democratas a não largarem o “osso” ou seja, a “encomenda” e por covardia e olhando para Julian Assange, deixando de ser jornalistaspara se atacar um (único) Homem (Donald Trump) insistindo-se numa meia verdade, pouco ou nada se importando estar-se a atacar não um mas através deles (incluindo os definidos como “deploráveis” pelos vistos em número crescente), todos os (outros) Homens.”

 

sydney-storm-nov-25-2019.jpg

Austrália

Depois dos (aliado às altas temperaturas e pouca humidade no solo) grandes Incêndios Florestais seguindo-se (com ventos fortes e elevada precipitação) as Grandes Inundações, recriando-nos um cenário (apocalíptico) apesar da falta dos mortos-vivos (ou o não seremos nós já hoje e aí o cenário estaria completo, pelo menos com um à esquerda) fazendo-nos lembrar (por associação) a série "The Walking Dead."

 

Num momento em que a terra treme perto de nós, na Albânia – em que fortes inundações atingem vários territórios como é o caso da Austrália, simultaneamente com grandes Incêndios Florestais – em que tempestades históricas e sem precedentes atingem os EUA (a ocidente) o sudoeste do estado do Oregão e o noroeste do estado da Califórnia – e até em que o mau tempo atravessa a Europa (tendo pelo menos e até agora provocado seis vítimas mortais), afetando até por outras causas (adicionais) a meteorologia em Portugal – com a passagem ao largo da nossa costa (mas contribuindo para o mau tempo registado por cá) da tempestade tropical SEBASTIEN

 

Very strong M6.4 earthquake hits Albania, collapsed buildings reported, numerous aftershocks. At least 18 killed, more than 600 injured.

(Teo Blašković/watchers.news/26.11)

 

Tudo se parece inclinar (e a apontar) para as previsões catastróficas dos apologistas (senão mesmo fanáticos) do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas, com muitas regiões do nosso planeta (TERRA) a tornarem-se progressivamente inabitáveis (cada vez mais, com poucas possibilidade de recuo) pelo menos no que nos respeito − aos Seres Humanos – estando os restantes (Animais & Flora, conjuntamente com o Homem integrando o Ecossistema Terrestre) (bem ou mal, dependendo do interpretador/tradutor) encaminhados.

 

Apontando todos os males afetando o nosso planeta e podendo levar a drásticas alterações climáticas, à destruição maciça de animais e plantas e mesmo ao nosso próprio desaparecimento como “espécie dominante e criadora de uma Civilização” (pelo menos da “face da Terra”) − um Evento ao Nível da Extinção – mas esquecendo-se para além de mencionar as “consequências”, de indicar quais as verdadeiras “causas” dessas “transformações” (pela denominação atribuída, até devendo ser esmagadoramente natural) inegáveis por facilmente visíveis, sentidas:

 

Severe, fast-moving thunderstorm hits Sydney, leaving widespread damage and 76 000 homes without power, Australia.

(Julie Celestial/watchers.news/26.11)

 

Certamente e até pelo seu respetivo peso no “Prato da Balança” − tendo de um lado a Terra e do outro apenas uma das partes – com a possibilidade do Homem alterar significativamente a globalidade do Ecossistema Terrestre, o estado do planeta (não nosso, mas por nós habitado) e até do seu Sistema (o Solar onde a Terra se incluiu) a ser certamente minúscula se, por exemplo, comparada com o poder Geológico da Terra (devastador, alterando ao longo da sua História todos os seus os cenários, emergindo uns, imergindo outros e obrigando todos os seres vivos, desejando sobreviver ao nomadismo) – afirmando o contrário sendo-se no mínimo ridículo (ignorante ou hipócrita), para além de falso e de nosso inimigo, por nos apontar a todos (os 7,5 biliões) como os únicos responsáveis.

 

144236.png

Tempestade tropical Sebastien

Agora c/ as tempestades tropicais originadas no oceano Atlântico a noroeste do continente africano (lá estando Cabo Verde) − habitualmente dirigindo-se para a costa leste do continente americano e podendo transformar-se em Furacão – a demonstrarem atualmente algumas derivações (de percurso) deslocando-se por vezes p/ norte, atravessando a região dos Açores e dirigindo-se ainda mais p/ menores latitudes (atingindo os UK)

 

E para além do mais propondo-nos a descarbonização, num Mundo tendo como base precisamente o Carbono: e em que descarbonizar o Mundo significa acabar com ele.

 

Historic, unprecedented storm for southwest Oregon and northwest California.

(Teo Blaškovi/ watchers.news/25.11)

 

Só se Descarbonização (proposta pelos Calcinados) significar eliminação selecionada (dos menos capazes) − por exemplo dos 7,5 biliões (cada vez parecendo mais formigas) ficarmos apenas com 0,5 milhões (livres como Elefantes), até se limitando a emissão de metano (depois de eliminados, bois e vacas) por nós produzido, enviado pela atmosfera, poluindo-a e pelos vistos matando-nos (sempre pala boca inspirando ou ingerindo, um saindo pelo mesmo sítio outro pelo "cu"):

 

At least six dead as severe weather wreaks havoc across parts of Europe.

(Julie Celestial/watchers.news/25.11)

 

E não se saindo de casa (da Terra) por excesso de ocupação, com a planeada expulsão (genocídio) a ser a solução.

 

Pelo que responsabilizar-se única e maioritariamente o Homem pela “Alterações Visíveis e Sentidas” no nosso planeta − mais um sinal da nossa doença, pretensamente das nossas “manias de grandeza”, tendo o Homem como centro ou Divindade – não passa de “conversa de treta” e de mais uma (mesmo que parcial, aqui extremada) falsidade:

 

Tropical Storm "Sebastien" racing toward Azores, Ireland and UK.

(Teo Blašković/watchers.news/24.11)

 

Escolhendo mais uma vez (e logicamente, segundo as regras do lucro) e como “necessário culpado” a minoria não produtora (o Sujeito) sobre a mais-valia pretendida (do Objeto) − como o “Suspeito do Costume” – sujeito esse sendo a causa de todas as doenças e males, factores esses a serem obrigatoriamente estripados (e com eles todos residindo, até pela facilidade de resolução/fazendo-os desaparecer, no excesso populacional).

 

(notícias: watchers.news − imagens: watchers.news)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:01

Antecedendo a 7ª prova de Ranking Mundial (RM) integrando o Circuito Mundial de Snooker (o UK CHAMPIONSHIP de 26.11 a 08/12) decorreu a 23 e 24 de novembro a 3ª prova de RM mas no sector feminino: o EDEN WOMEN’S MASTERS tendo como vencedora da prova (e detentora do troféu conquistado em 2018) a inglesa REANNE EVANS atual Campeão do Mundo e Líder do RM (feminino).

 

Eden Women's Masters

Final

Reanne Evans 4 Ng On Yee 2

 

OnYeeReanne.jpg

REANNE EVANS e NG ON YEE

(ING/1ªRM e HK/2ªRM)

 

Nos últimos 15 anos com os títulos de Campeã do Mundo de Snooker (Feminino) a serem divididos entre a inglesa REANNE EVANS (12X) − a maior jogadora de todos os tempos, “The Rocket” no feminino − e a natural de Hong Kong (a grande adversária da inglesa) NG ON YEE (3X nos últimos 5 anos).

 

Das quatro provas do circuito entretanto realizadas − 3 contando p/ o RM, 1 por convite n/ contando p/RM – com a inglesa Reanne Evans a triunfar em 3 (estando ausente na restante) deixando o outro triunfo para a tailandesa Nutcharut Wongharuthai/3ªRM. E das finalistas vencidas (nas 4 provas já realizadas) sendo de destacar a inglesa Maria Catalano/6ªRM (1X na final) e sobretudo a natural de Hong Kong NG ON YEE (3X na final) atual Vice-Campeã do Mundo e Vice-Líder do RM.

 

UK Championship: 7ª prova do circuito (época 2019/20) contando para o Ranking Mundial e tendo 128 jogadores inscritos, pretendendo atingir a final tendo de superar 6 rondas (eliminatórias) − 1ªR/2ªR/3ªR/4ªR/QF/MF. E c/ transmissão Eurosport a partir da 2ªR (Sábado, 30 de novembro). Prémio (vencedor): 200.000£.

 

Amanhã terça-feira 26 de novembro dando-se início ao UK CHAMPIONSHIP (7ª prova de RM da época, com outras 5 provas não de RM realizadas) contando entre outros com o detentor do troféu o inglês Ronnie O’Sullivan e do seu compatriota e atual Campeão do Mundo Judd Trump − num total de 128 jogadores tendo de ultrapassar 6 rondas (sempre vitoriosas) até atingirem a Final. Prova com transmissão EUROSPORT, mas só a partir de sábado dia 30 aí se iniciando a 2ª ronda (com os 64 sobreviventes da 1ª ronda).

 

(imagem: worldsnooker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:37

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO