Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Mai 20

Amanhã indo-se encerrar oficialmente,

um dos mais grandiosos períodos da Humanidade.

 

nhq202005250006.jpg

Preparando o lançamento de 27.05.2020

Foguetão FALCON 9 transportando na nave DRAGON,

2 astronautas da NASA para a ISS

(sob a responsabilidade da SPACE X,

do multimilionário privado Elon Musk)

 

Depois do AVC sofrido com o fim do PROGRAMA APOLLO (1972) e da entrada em estado de COMA com o fim dos VAIVÉM ESPACIAL (2011), a passagem oficial da CERTIDÃO DE ÓBITO para a agência espacial NASA (2020). Talvez mesmo a nossa.

 

Entregando o trabalho de vidas e o sonho de biliões não nas mãos de muitos (os SUJEITOS) mas de um multimilionário (por detentor de OBJETOS). E neste dia 27 de maio do ano 2020 deixando-se de ser criança e virando-se adulto.

 

la-logo.png

NASA, SpaceX to Launch

First Astronauts to Space Station

from U.S. Since 2011

(nasa.gov)

 

Matando-se de uma só vez Júlio Verne, Yuri Gagarin e o Programa Apollo e até a conquista da Lua e partindo-se definitivamente para a comercialização, militarização e depois do já feito na Terra, para a descaraterização do Espaço:

 

Passados 59 anos iniciados com o primeiro Homem no Espaço “Gagarin”, depois da indiscritível aventura na Lua “Apollo 11” e com tantas gerações olhando os Céus tentando-se identificar/situar, chegando ao fim a Aventura.

 

foo-02.jpg

Behnken and Hurley

were among the first astronauts to begin working and training on

SpaceX’s next-generation human space vehicle

and were selected for their extensive test pilot and flight experience,

including several missions on the space shuttle.

(nasa.gov)

 

Destruída a agência governamental-espacial NASA e deslocados para os privados a esmagadora maioria dos financiamentos (SPACE X), asfixiando-se a memória e a cultura de um povo entregando-a apenas a alguns: sobrepondo-se o Objeto ao Sujeito.

 

E depois do que já fizemos à Terra, seguindo-se agora a (já referida) comercialização e a militarização do Espaço: do coletivo ao individual violando-se a Terra e o Espaço à volta, assistindo-se infeliz e irreversivelmente, a todos os sintomas da Extinção da nossa Espécie.

 

dragon.jpg

DRAGON

Nave Espacial

(acelerando até uma velocidade máxima

de 7,6Km/s)

 

“Nestes tempos de problemas em terra

(com o vírus SARS-CoV-2 e a doença COVID-19),

esperando-se que tal não aconteça, igualmente no ar

(um objetivo com riscos, sendo uma missão pioneira e privada).”

 

(imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:46

Perto do fim do quinto mês (maio) deste nunca esperado ano de 2020, os dez países do Mundo com o maior número de vítimas mortais (num total de 350.269) e de mais de 2,4 milhões de infetados.

 

CV1.jpg

Covid-19

 

Nessa lista integrando-se 6 países da Europa, 3 países da América e ainda 1 da Ásia. Desses 9 sendo do Hemisfério Norte e 1  do Hemisfério Sul (o Brasil). E com os maiores destaques (negativos) indo sem dúvida para os EUA e para o Brasil.

 

(dados: worldometers.info)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:43

25
Mai 20

“The Trump administration reportedly considered

conducting the first nuclear test explosion in 28 years

in response to China and Russia.”

(Sophia Ankel/23.05.2020/businessinsider.com)

 

5ec8f1b6aee6a8306e7c6e73.jpg

IVY MIKE

O primeiro teste norte-americano de uma Bomba de Hidrogénio

(1 de novembro de 1952)

 

Após quatro anos de um violento e sistemático confinamento político-social (aqui não se contando mortos) ─ cercando Donald Trump e a sua Administração ─ seguido de mais dois meses de um ainda mais violento e catastrófico confinamento sanitário-económico (aqui já se contando mortos) ─ cercando Donald Trump e a população norte-americana ─ uma consequência esperada de tão longo período de isolamento, agora que este tempo parece perto do fim, mas por outro lado nunca mais parece chegar: como se as praias repentinamente se abrissem, não se respeitando minimamente o semáforo vermelho lá colocado.

 

E assim depois de tantos acordos descontinuados e “atirados às urtigas” pela administração atualmente no poder (Republicana de Donald Trump, como num Universo nada alternativo podendo ter sido, Democrata de Hillary Clinton) ─ como o do abandono da luta contra as “Alterações Climáticas”, do acordo “nuclear com o Irão”, do acordo dos “Céu Abertos” e agora do regresso aos “testes nucleares” ─ o regresso à normalidade por tantos julgada completamente impossível, provando apenas como “normalidade e anormalidade” se confundem e na nossa mente (obedecendo aos mesmos mecanismos psíquico-físicos, ainda e sempre prevalecentes) se completam.

 

Passadas quase 24 anos sobre o acordo firmado para o fim dos testes nucleares ─ 24 de setembro de 1996, subscrito na ONU pelos EUA, pela Grã-Bretanha, pela França, pela Rússia e pela China ─ e enquanto se assistia a uma tentativa de não proliferação dos mesmos até pela chegada de outros países ao “Clube Nuclear” (como a Índia, o Paquistão, a Coreia do Norte e Israel), eis que tentando demonstrar a sua presença ainda bem efetiva no mundo e a sua imagem de sistema (e de marca) querendo manter a sua supremacia global, os EUA ainda perseguido pelos seus inúmeros “fantasmas internos” (problemas por resolver) colocados à vista de todos com o surto Pandémico Covid-19 (como a total falência do seu inexistente Serviço Nacional de Saúde e a inexistência de qualquer tipo de apoio socioeconómico em tempos de crise) ensaiam mais uma “entrada ao serviço” agora com armas pensando-se ultrapassadas (piores em efeitos que o vírus SARS-CoV-2, não só como este matando seres vivos, como também destruindo infraestruturas fundamentais à nossa sobrevivência e da nossa civilização). E ainda-por-cima pela diversificação dos efeitos extremamente negativos e muitas das vezes incontroláveis (por inesperados ou desprezados) sentidos e observados ao longo do tempo e do espaço, com a utilização de um instrumento tão primitivo como este.

 

maxresdefault.jpg

O regresso dos testes nucleares

Em debate entre a Administração Civil e o Complexo Militar

(maio de 2020)

 

“Com a Administração da Casa Branca sob a tutela de Donald Trump

e com  o apoio do poderoso e liderante Complexo Industrial-Militar,

como muitos dos presos saídos da cadeia e para se mostrar,

começando desde logo a ameaçar.”

 

Desconfinado e querendo (à falta de imaginação) recuperar referências ─ até para arranjar culpados, para os seus erros cometidos ─ servindo-se do nuclear para tentar recolocar a Rússia e a China no seu respetivo lugar: voltando-se assim á normalidade de um mundo sempre dividido entre o Ocidente e o Oriente (referindo-nos ao Hemisfério Norte, mais rico e desenvolvido, ao contrário do Hemisfério Sul, mais pobre e explorado), sendo um deles os representantes do Eixo do Bem (com sede em Washington e aparentemente em queda) e o outro os representantes do Eixo do Mal (com sede em Pequim e aparentemente em ascensão): numa temporada terminando no início de novembro (deste ano de 2020),  data em que face às duas faces da mesma moeda, ela cairá para um ou para o outro lado, no fundo para um mesmo lado, por baseado na mesma moeda ─ o Dólar. Faltando apenas saber o que valerá mais no futuro, se os detentores das impressoras e do respetivo papel empregue (os EUA) ─ neste caso apoiado pela sua Máquina Militar capaz de destruir um maior nº de vezes o Planeta ─ ou se os detentores dos metais preciosos como o ouro (a Rússia e a China) ─ mais limitados e capazes de destruir um menor nº de vezes a Terra.

 

Já que se sendo livre e expondo-se (mas continuando a aceitar-se como única verdade o que se diz), podendo-se com os raios do Sol e com a água do mar, matar “o bicho”. Por mim esperando que por sua própria iniciativa (do vírus) ─ dado o Homem se ter vindo a mostrar totalmente incapaz de se assumir aderindo à teoria da evolução ─ no mínimo “o bicho” adormeça. Regressando e tornando-se crónico (tal como o vírus da gripe) podendo ser (mais) um “sinal”.

 

(sobre notícias/imagens: Business Insider/businessinsider.com

e US Nuclear News/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:38

Ao 72º dia da Pandemia Covid-19 (iniciada a 14 de março) e sempre próximos da linha ideal (=1) ─ momento em que tendendo o número de óbitos diários para zero, se manteve de um dia para o seguinte, esse mesmo número. Apontando ainda o dia em que o vírus terá atingido a sua atividade máxima de contaminação (1,64) ─ 23 de março ─ atingido o seu Pico Máximo (1,18)  ─ 3 de abril ─ e o nível atual (1,01) ─ 24 de maio.

 

cv1.jpg

SARS-CoV-2 e COVID-19

Variação de 14.03.2020 a 24.05.2020

 

Mantendo-se o Norte com maior nº de VM (738/56%), seguido de Lisboa e Vale do Tejo (316/24%), o Centro (231/18%), o Algarve (15/1%) e os Açores (15/1%) e finalmente a Madeira (Vítimas Mortais/VM = 0/0%). E com 87% das VM  a integrarem o grupo etário de 70 anos ou mais. E depois da correção anunciada (no dia anterior pela DGS) com o nº de recuperados (17.549 em 30.263) a cifrar-se já nos 58%.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:33

23
Mai 20

[Em princípio e em tempos de Covid-19, sem qualquer perigo físico e/ou mental, de contágio.]

 

Normal = Anormal

 

Screenshot_2020-05-23 OddJak Юрий Толоч

 

Entendendo a normalidade, como algo de inexistente, sendo obtida por uma maioria, podendo dar como resultado-padrão, num tempo e num determinado espaço, sendo repetido, mas nem sempre, resultando na normal-solução, apesar da alta probabilidade, da mesma poder ser a mais correta, para uma maioria indefinida, mas certa e mesmo matematicamente comum,

 

Screenshot_2020-05-23 OddJak Юрий Толоч

 

Um exemplo de como o conceito de normal, sendo uma regra reforçada, se confunde com a sansão social, pelos valores transmitidos e pelo comportamento humano adotado e numa construção centralizada, podendo ser o contrário tornando equivalentes por complementares os aí denominados opostos: por interligação e perfeição ─ outra nossa criação ─ tornando o normal anormal.

 

Screenshot_2020-05-23 OddJak Юрий Толоч

 

Com o “bodybuilder” (modelador de corpo) cazaque Yuri Tolochko, vivendo com a sua companheira Margot há já mais de um ano ─ e afirmando desde aí, ser inseparável da mesma ─ apesar das críticas à mulher obrigando-a a uma plástica, seguido por este bem longo período de confinamento, mantendo a sua forte intenção de concluído o mesmo, se casar por amor com a mesma.

 

Screenshot_2020-05-23 OddJak Юрий Толоч

 

Tratando-a como se deve tratar uma verdadeira mulher (por sinal com página no Instagram) e prometendo quando possível apresentá-la aos seus amigos: como aliás concretizou numa entrevista à estação de televisão RT, apresentando publicamente e em direto o seu novo amor, futura mulher. E mesmo com o confinamento concretizado a dois e esperando autorização oficial, mantendo o casamento marcado com esta “Boneca-Sexual”, Margot.

 

(imagens: Yuri Tolochko ─ yurii_tolochko/Astana ─ Cazaquistão ─ rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:06

“Num momento à entrada do seu 25º ciclo em que o Sol não apresenta mancha solares visíveis e em que os dois planetas mais próximos da estrela (Mercúrio e Vénus) se encontrarão em conjunção (juntando-se no céu e por perto a Lua, formando um triângulo). E quando daqui a quatro dias (27 de maio de 2020) um voo da SPACE X do multimilionário Elon Musk (substituindo num voo histórico os russos) transportará dois astronautas para a ISS (desde o abandono da NASA, a 1ª vez desde há mais de uma década, que o fazem os norte-americanos).”

 

Michael-Jaeger-2020F820200521ut0050sec13x40webgif_

Cometa SWAN

(C/2020 F8)

 

Mais um cometa em aproximação ao Sol na próxima quarta-feira (27 de maio de 2020) atingindo o seu periélio, a cerca de 64.650.000Km e a uma distância de 133.500.000Km da Terra. Relativamente à sua observação e possível espetacularidade do fenómeno, sendo quase certo ser mais uma desilusão (tal como o foi antes, o cometa ATLAS), não só pela sua grande distância de nós (Terra/terrestres), como pelo seu breve aparecimento ao amanhecer e ainda pelo seu pouco brilho emitido. Depois de já ter prometido mais, mas parecendo não querer cumprir a promessa (em vez de brilhar, como que desaparecendo), indo no seu trajeto atravessar a órbita de Mercúrio (o planeta mais próximo do Sol, hoje a pouco mais de 56.000.000Km do Sol) e aí recarregar-se ou então sentenciar definitivamente o seu destino: sobrevivendo à sua passagem perto do Sol seguindo em direção à constelação de Perseu.

 

Deixando-nos sem mais uma hipótese de observarmos mais um espetáculo nos céus (extraterrestre) e limitando-nos mais uma vez aos poucos momentos vividos por cá: não sob a forma de fenómenos Naturais, mas de outros (Artificiais) por nós fabricados. Para além do vírus SARS-CoV-2 (certamente com o Homem, através da Poluição, corresponsável pela sua aparição), com o clima político de crispação a crescer (numa luta dita entre o Eixo do Bem e o Eixo do Mal) ─ veja-se o caso dos EUA persistindo (em vez de no diálogo) na sua estratégia de confrontação, colocando uma nave da sua “Força Espacial” em órbita da Terra (espionagem), deixando o acordo de circulação aérea (querendo que o deixem, mas não deixando os outros) e até prometendo um novo teste nuclear (tudo para provocar o bloco China/Rússia, servindo-se mesmo da Europa) ─ nada prometendo de bom (confirmando-se a “normalidade) e em ato de desespero atirando-nos (pelos vistos uma inevitabilidade) para os braços de outras Entidades: naturalmente e perdida a esperança para o Espaço Exterior, com os alienígenas (que não os mexicanos) a reforçarem a sua presença com avistamentos (recentes) no Brasil (sem explicação, mas até podendo ser tecnologia terrestre) e na Austrália (podendo ser neste caso e apenas, sucata nossa caindo na Terra). Como se vê nem aqui nos safando (fechados os céus, sem “turistas” espaciais), ninguém nos visitando ─ ainda-por-cima com alguns justificando a ausência constante destes, dado não terem tecnologia para tal e logo sendo mais “burros” do que nós. Negando-nos o Criador.

 

(imagem: Michael Jaeger/21 maio 2020/spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:57

Pelas 12.05 TMG deste sábado (23.05), a indicação dos 10 países (Top 10 Mundial) registando mais vítimas mortais (VM), de um total global de 340.500: 6 Europeus, 3 Americanos e 1 Asiático e com o único integrando o Hemisfério Sul, a ser o Brasil. E com o “Grupo TRUMP” (EUA+BRA+GB) a ser responsável por 46% das VM globais, por sinal e no presente os casos mais preocupantes.

 

CV1.jpg

 

Em Portugal atingindo-se hoje as 1.302 VM (+13) ─ 24º lugar na tabela de VM e registando-se 80 casos graves/críticos (em UCI). Com 7.705 recuperados (25,3%) e uma taxa de mortalidade de 4,3%.

 

CV2.jpg

 

Em termos de comparação e para cada Continente com a GB a liderar (em VM) na Europa, os EUA na América (e no Hemisfério Norte), o Irão na Ásia, o Egito em África e a Austrália na Oceânia. O Brasil liderando (em VM) no Hemisfério Sul. E com a taxa de mortalidade global nos 6,4% e a taxa de recuperação global nos 40,8%.

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:15

22
Mai 20

[Podendo-se dispensar o Cérebro, mas nunca se esquecendo do guião ─ nem mesmo dos EPI’S.]

 

Terminado o período de confinamento e ao contrário do que afirmam aqueles que nos “controlam a cabeça”, voltando-se lenta mas progressivamente ao “nosso estado normal do lobotomizado”, enquanto esperamos pela tão prometida chegada da “Segunda Vaga” projetada para uma 2ª temporada da “Pandemia Covid-19”, mais um passatempo tendo como protagonista o ícone viral e chinês SARS-CoV-2, até como normalizador e como tal fazendo o nosso enquadramento ─ arrumando-nos, metendo-nos na respetiva gaveta ─ inserindo-nos desde já no lugar para nós predestinado para este período de desconfinamento:

 

5ec68bff85f54006321a3a25.jpg

As Tribos do SARS-CoV-2

 

Publicado por um colunista da RT (Simon Rite) e desenvolvido pelo mesmo canal de televisão estatal russa  (Russia Today) numa publicação na rede social Instagram.

 

E entre os cinco grupos propostos para fazermos o nosso correto enquadramento como participantes reais e efetivos desta série com alguns traços aparentemente Catastróficos & Apocalíticos, libertos finalmente de casa e podendo já dirigirmo-nos para um qualquer tipo de confessionário disponível, tendo para nos integrarmos e posteriormente sobrevivermos de escolher o mais cedo e o melhor possível ─ até para sabermos, se positivos ou negativos, se imunizados ou não ─ a nossa opção:

 

Opção

Identificação

THE REMAIN-AT-HOMERS

 

(aqueles que gostam de estar confinados/isolados)

THE ANTI-LOCKDOWNERS

 

(aqueles que não gostam de estar confinados/presos)

THE HYPOCRITES

 

(os hipócritas, confinados  ou não,

conforme a ocasião)

THE SNITCHES

 

(os mirones,  ansiando por sair e não o fazendo, denunciando logo os outros)

THE CONSPIRACISTS

 

(os adeptos da conspiração, n/ tendo provas de nada, sabendo tudo sobre o assunto)

 

E tal como o afirma Simon Rite constatando a divisão da nossa sociedade em tribos bem diferentes ─ aqui dando o exemplo de cinco ─ com tal facto sendo surpreendente, ou então talvez não: “Times of crisis bring people together under a common cause – says the propaganda of the blind optimist. What we’ve actually seen during the coronavirus pandemic is society divide into different tribes; here are five of them.” (Simon Rite)

 

(imagem: Simon Rite/rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:02

21
Mai 20

No caso de Portugal registando-se um total de 29.912 infetados (100%), 1.277 vítimas mortais (4,3%) e 93 em estado grave/crítico (UCI) ─ para além de 6.452 recuperados (21,6%).

 

X.jpg

 

Ultrapassados os 5.100.000 de infetados (100%), com mais de 330.000 vítimas mortais (6,5%) registadas e ainda mais de 2.000.000 de recuperados (39,9%), com vários países/continentes a serem ainda grandes fontes de preocupação (num percurso iniciado em janeiro, perto do fim do 5º mês de pandemia): entre outros e pelos últimos crescimentos registados, os  EUA (> 95.000 VM), o Brasil (>19.000 VM), a Grã-Bretanha (>36.000 VM), a Índia (>3.500 VM), o Perú (>3.000 VM), o Canadá (>6.000 VM), o México (>6.000 VM), o Equador (>2.800 VM), a Suécia (>3.800 VM), para além do continente Africano (uma incógnita total, dada a falta de testes, de confirmações, de assistência na saúde minimamente eficaz). E se na generalidade dos países o número de VM é o principal indicativo (com os seus líderes espirituais a estarem no continente Americano, um a norte, o outro a sul), no caso da Suécia inicialmente considerada como um exemplo, ao número crescente de VM devendo-se adicionar uma espécie de estratégia mista (fracassada/mortal) modelo TRUMP/BORIS/BOLSONARO.

 

Com o maior número de vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas a verificarem-se no quarteto formado pelos EUA, pelo Brasil, pela Grã-Bretanha (domicílio dos 3 TRUMP’S) e ainda pelo México (o vizinho norte-americano, a dos “Aliens from the South”).

 

E ainda sendo conveniente observar o que se vai passando na China e na Coreia do Sul (os dois primeiros países, a serem atacados pelo vírus), até para se verificar se com o desconfinamento (aí já em curso) o vírus “regressa de novo”, possibilitando e reforçando a tese (uma das duas alternativas possíveis) de uma 2ª vaga.

 

[VM: Vítimas Mortais (pelas 17:00 TMG de 21.05.2020).]

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:22

20
Mai 20

Com todos os acessos privilegiados cortados ao Turismo, vivendo-se de momento na região uma situação insustentável de impasse: ou não fosse toda a gente aqui residente (desde o pedreiro ao engenheiro) dependente da única indústria ainda ativa, dinâmica e evolutiva ─ a do Turismo.

 

SnapShot-20200520_181056.jpg

 

O resultado da passagem de um organismo microscópico pela superfície do nosso planeta: paralisando todo o Mundo e mesmo com as suas infraestruturas ainda intactas, colocando-o muito perto do abismo socioeconómico. Aqui numa imagem da praia do Túnel localizada na cidade de Albufeira, mesmo com o tempo convidativo apresentando-nos uma praia quase deserta ─ mas ainda com alguns não resistindo ao calor e à tranquilidade das águas mergulhando e aproveitando para com a ajuda do SOL e do MAR matar o “bicho”: com os raios do Sol a matar o intruso e com a água salgada definitivamente a levá-lo (pelo menos ficando-se com o desejo).

 

SnapShot-20200520_172346.jpg

Albufeira ─ Praia do Túnel e Praia dos Pescadores

Webcam do Hotel Sol & Mar

 

Neste dia 20 de junho de 2020 (68º dia de registo Covid-19) questionando-nos ainda e continuando este cenário sem evolução “o que será o futuro de Albufeira e de toda esta região de turismo do Algarve”, sabendo-se como o Sul adotou como único investimento a “monocultura turística” à volta da qual se estabeleceu “uma verdadeira colónia de cogumelos”, totalmente dependente desta indústria mas atualmente sem ninguém presente que dela possa usufruir: totalmente cercada por ar, terra e mar. E enquanto as fronteiras não forem repostas permitindo a entrada daqueles para quem a região foi orientada ─ os Turistas ─ mesmo com o organismo derrotado prevendo-se o pior para os locais: depois do desemprego a fome. Mas apesar de tudo acreditando na Natureza e no Homem ─ e esperando ter servido de lição (a necessidade de diversificação) ─ tendo fé de que ainda usufruiremos todos ─ locais e visitantes ─ do Verão, reerguendo então a região.

 

(imagens: albufeira.com/webcam/solemar)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:16

Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15

18

24
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO