Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Fev 20

Com o contágio de COVID-19 já tendo atingido a Europa − da Rússia a Espanha (de leste a oeste) e da Finlândia a Espanha (de norte a sul) − tendo até ao início desta quinta-feira (uma da madrugada) infetado 542 pessoas.

 

Screenshot_2020-02-27 Coronavirus COVID-19 (2019-n

Casos Globais de coronavírus Covid-19

Johns Hopkins CSSE

(Europa)

27.02.2020 −  01:03:23

 

Segundo dados de John Hopkins CSSE com o país mais atingido a ser sem dúvida a Itália, para além do nº recorde de infetados (453) detendo de longe o maior nº de vítimas mortais (12) – só superada para além da China, pelo Irão (19 mortes) e com a Coreia do Sul (12 mortes) a acompanhá-la.

 

Países

Infetados

Vítimas Mortais

Recuperados

Nome

%

%

1

Itália

453

12

2,65

3

0,66

2

Alemanha

27

-

-

15

55,56

3

França

18

2

11,11

11

61,11

4

Espanha

13

-

-

2

15,38

5

UK

13

-

-

8

61,54

6

Croácia

3

-

-

-

-

7

Rússia

2

-

-

2

100,00

8

Finlândia

2

-

-

1

50,00

9

Suécia

2

-

-

-

-

10

Áustria

2

-

-

-

-

11

Noruega

1

-

-

-

-

12

Bélgica

1

-

-

1

100,00

13

Geórgia

1

-

-

-

-

14

Macedônia N

1

-

-

-

-

15

Suíça

1

-

-

-

-

16

Roménia

1

-

-

-

-

17

Grécia

1

-

-

-

-

17

Total

542

14

2,58

43

7,93

 

E com os casos a aparentemente começarem a acentuar-se (e a concentrar-se) em torno do eixo vertical ítalo-franco-germânico direcionando-se mais para a Europa Ocidental (vejam as bolinhas vermelhas e grandinhas), sendo preocupante em Itália (para além dos 12 mortos) a fraquíssima taxa de recuperação, em França a elevada taxa de mortalidade e na Alemanha (para além do nº de infetados, mas com muitos deles recuperados) a grande proximidade da Itália e as diversas comunidades aí existentes. Para já com Portugal (em Johns Hopkins CSSE) a não ser mencionado.

 

(imagem: www.arcgis.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:18

Questionário para todos aqueles que desejam,

continuar a trabalhar para Donald Trump:

 

1476cbCOMIC-federal-employment.jpg

 

Da autoria de “TOM THE DANCING BUG(festejando o 30º aniversário de publicações do cómico) e no qual o atual presidente dos EUA coloca algumas questões, a pretendentes querendo trabalhar para ele (e seu governo/administração).

 

Divulgado em Boing Boing e da autoria de Ruben Bolling – um cartoonista norte-americano de New Jersey (na casa dos 50), em que (nas suas obras e temas desenvolvidos) “His pieces demonstrate concern about the power of large corporations and satirize the way government has been corrupted by money” (wikipedia.org) – e entregue para Portugal pela Amazon.

 

E em vez de brutalizar o Presidente a pedido de muitos adultos, utilizando-o com outras intenções através de desenhos cómicos – “divertidos, deliciosos e estranhos(Peter Sagal/amazon.com) – sobretudo pedagógicos – “For everyone else, it's a MUST-READ!" (Mark Hamill/amazon.com) e para crianças dos 7 aos 77 anos (como impresso na antiga revista Tintin).

 

(imagem: Tom the Dancing Bug/boingboing.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:18

26
Fev 20

E a partir de 25 com a Terra a ter (oficial e temporariamente) 2 luas

Uma Lua Gigante (a LUA de d = 3.475Km)

E uma outra Lua Extra Anã (2020 CD3 de d = 1m/6m).

 

bg-w1.jpg

 

MPEC 2020-D104

2020 CD3: Temporarily Captured Object

(Minor Planet Center)

 

Observado pela primeira vez (oficialmente e posteriormente registado) no passado dia 15 de fevereiro – pelos astrónomos norte-americanos Theodore Pruyne e Kacper Wierzchos, utilizando o Telescópio do Observatório de Mount Lemmon (Tucson/Arizona) – e com a sua órbita acabando por ser definida a 25 (num código de 0 a 9, indicando a incerteza da sua órbita e possibilidade de impacto com a Terra, sendo designado como 4), a descoberta de mais um NEO (Near Earth Object/Objeto Próximo da Terra) − um asteroide muito particular − denominado 2020 CD3: um pequeno objeto movimentando-se nas proximidades da Terra, por vezes aproximando-se − podendo colidir − ou afastando-se da mesma, na sua aproximação ao nosso planeta (seja esse o caso) podendo ser capturado pelo mesmo, acompanhando-o temporariamente para de seguida (e tal como acontecerá com a Lua) partir e nos deixar para trás. Ou seja, a partir de agora e oficialmente com a “TERRA” a ter a “LUA” e (não tendo impactado e não se prevendo tal) mais uma “Lua Pequenininha” (com 1 a 6 metros de diâmetro).

 

file-20200226-24694-oergqg.jpg

 

Earth’s (been orbited for the past three years or so)

Got a new ‘moon’

(theconversation.com)

 

Não sendo uma visita inesperada por parte destas pequeníssimas luas ao nosso planeta Terra, com algumas a irem e virem como sucederá dentro de poucos anos a à lua 2020 CD3: como já sucedeu (por exemplo) com 2006 RH, passando por cá (em 2006/2007), afastando-se (em 2008 para o outro lado do Sol) e talvez regressando (segundo os astrónomos e nada acontecendo entretanto na sua viagem) em 2028. E já agora do objeto 1991 VG (pertencendo ao grupo dos chamados “quase satélites”) dando umas voltas à Terra (talvez mesmo só 1), desaparecendo e no futuro talvez voltando. Sem notícias de impacto e devendo-nos preocupar mais com outros tipos de asteroides – como os NEA/Near Earth Asteroids e os PHA/Potencially Hazardous Asteroids: com os PHA a serem os mais perigosos, com 100 metros ou mais de diâmetro e passando a 0,5DL ou menos de distância da Terra. Sabendo-se que muitos asteroides passam por cá e (não entrando na atmosfera/não explodindo/não impactando) nem sequer sabemos disso (sobrevivendo-se ao evento, só depois).

 

[d: diâmetro]

 

(imagens: minorplanetcenter.net – theconversation.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:22

[Com (todos incluindo o DNC, a baterem em) Sanders, mas ainda sem (e já com todos incluindo o DNC, a aplaudirem) Bloomberg. E com os restantes (6) compondo o cenário.]

 

Com a SUPER TERÇA-FEIRA cada vez mais próxima,

(3 de março 2020/1.600 delegados em disputa, 1/3 do total)

 

Colocando em disputa (em 15 votações, sendo caucus ou primária) 1.344 DE (sujeitos a votação) e 256 DNE (não sujeitos a votação os SUPERDELEGADOS) num “Total de 1.600 Delegados” − ou seja 1/3 do total de delegados à Convenção DEM – realiza-se este próximo sábado (29 de fevereiro) a Primária da Carolina do Sul: distribuindo um total de 63 delegados (54DE+9DNE).

 

3o6n3t.jpg

Bilionário TRUMP Vs. Bilionário BLOOMBERG

O Confronto desejado pelas Elites do Sistema

− Republicanas ou Democratas –

(cada um deles fazendo parte

das duas faces da mesma moeda, o DÓLAR)

 

No presente com o candidato BERNIE SANDERS a liderar a contagem, ainda sem a participação do bilionário (e paraquedista) Michael Blooomberg, mas com tudo podendo mudar a 3 de março com a entrada de Bloomberg em cena e a mais que possível (ao fim do dia) desistência de algum dos outros 6 candidatos: entre eles e certamente (confirmando-se os maus resultados obtidos até hoje) Gabbard e Steyer e podendo ainda ser acompanhados por um dos candidatos do trio Biden/Warren/Klobuchar (o mais provável sendo o último).

 

Convenção

Democrática

Iowa

New Hampshire

Nevada

Carolina

Do

Sul

Sondagem

a nível

Nacional

P

C

DE

DNE

S (%)

DE

DNE

(%)

Sanders

45

29  por distribuir

22,0

54 em votação

9 por distribuir

28,0

Buttigieg

26

8,0

12,0

Biden

15

31,5

17,0

Warren

8

8,0

8,0

Klobuchar

7

4,0

3,0

Steyer

0

11,0

3,0

Gabbard

0

4,5

2,0

Bloomberg

-

-

19,0

(P: Posição C: Candidato DE: Delegados Eleitos DNE: Delegados Não Eleitos S: Sondagem)

Sondagem: média RCP de 24.02.2020

Sondagem Nacional: RCP/The Hill/HarrisX de 25.02.2020

 

Bernie-Sanders-2020.png

Bernie Sanders

Não aprendendo a lição de 2016 e pela 2ª vez arriscando

a ser atropelado de novo pela estratégia do DNC

(pró-sistema, pró-Clinton e notoriamente anti-Sanders)

 

Hoje (quarta-feira,26) e tendo em vista a Convenção DEM com 155 delegados já disputados (3,3%), entre sábado e terça-feira com mais 1600 delegados em disputa (33,7%) para a partir da próxima SUPER TERÇA-FEIRA ficarem ainda outros 2995 delegados por disputar (63,0%).

 

Na próxima terça-feira 3 de março e com 1/3 dos delegados já atribuídos ficando-se a saber de vez quais os verdadeiros candidatos à nomeação DEM que prosseguirão as suas candidaturas: naturalmente com SANDERS (o alvo DEM a abater) e BLOOMBERG (a última esperança DEM) continuando presentes, alguns do quarteto (oficial/alternativo) formado por BUTTIGIEG/BIDEN/WARREN/KLOBUCHAR  (não reconhecendo a derrota ou querendo ainda negociar a sua desistência, prosseguindo na corrida) e provavelmente com Steyer e Gabbard a desistirem – no fim do dia, talvez restando uns 4 a 6.

 

E pelo assistido no último debate DEM realizado ontem 25 de fevereiro na TV (o último antes da, para alguns, decisiva SUPER TERÇA-FEIRA) – num triste e confuso espetáculo (por vezes parecendo não ter moderador) com os candidatos tal e qual como adolescentes pondo constantemente o dedo no ar para lhes darem atenção e ainda com a plateia (estranhamente?) parecendo ter sido paga para apoiar o multimilionário presente (Bloomberg) − com todos (os 8)  a atacarem-se uns aos outros e com 7 deles (aqui como predadores e aliados) escolhendo 1 deles (o socialista por vezes comunista Sanders) como presa comum – esperando-se novos e talvez mesmo surpreendentes episódios para esta NOVA SAGA DEM agora nas Presidenciais 2020:

 

Star-Wars-Han-Solo-Better-Pilot-Darth-Vader.jpg

EUA

Pelo guião DNC seguindo-se um duelo Sanders Vs. Bloomberg

Lado Mau da Força contra Lado Bom da Força

(nesta Guerra de Estrelas sendo respetivamente Darth Vader e Han Solo)

 

Para “A Guerra das Estrelas” em curso no DNC, com SANDERS representando DARTH VADER (o Lado Sombrio da Força) e com BLOOMBERG representando HAN SOLO (o Lado Bom da Força) a poder muito bem vir a ser a derradeira esperança da vitória das FORÇA DO BEM.

 

Uma tristeza para uma nação que se diz a “Maior Potência Global e Terra de Excecionais”, proporcionando-nos desde há 4 anos um “espetáculo com consequências” − Negativas e para todo o Mundo − e simplesmente (mesmo para um leigo, sentindo o que se passa à sua volta) confrangedor e deplorável: infelizmente com participação efetiva tanto do campo DEM como do campo REP e suscitando-nos desde logo a questão (nos EUA como no Resto do Mundo)mas onde está a visão da América, projetada e lançada na nossa adolescência”?

 

[DNC: Comitê Nacional Democrata]

 

(imagens: imgflip.com – davegranlund.com − movieweb.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:04

25
Fev 20

[Dados: Johns Hopkins CSSE/gisanddata.maps.arcgis.com – 25.02.2020 às 12:53:02]

 

Screenshot_2020-02-25 Coronavirus COVID-19 (2019-n

Mapa da distribuição Global do coronavírus COVID-19

 

Como se pode ver pela [tabela 1] com a China a continuar a ser o epicentro deste surto epidémico, com quase 97% dos casos e [99%] das mortes; com a Europa para já com as primeiras mortes registadas, resultando uma taxa de mortalidade de [0,3%]. Com a Organização Mundial de Saúde a não considerar (pelo menos para já) este surto como uma Pandemia, esperando que os primeiros sinais de recuo do vírus na China (continental) continuem e que outros polos que parecem querer surgir (outros na Ásia, como no Oriente e na Europa) estabilizem.

 

Casos

Total

Na China

Na Europa

%

%

%

Confirmados

80.289

100,0

77.660

96,7

319

0,4

Mortes

2.704

3,4

2.663

98,5

8

0,3

Recuperados

27.840

34,7

27.591

99,1

40

0,1

Tabela 1

 

Observando a [tabela 2] e comparando o impacto do vírus Covid-19 na China (no Epicentro) e na Europa (lá longe), sendo fácil de constatar a incidência brutal do vírus no seu epicentro − ou não vivessem na China perto de 1,5 biliões de almas, a caminho dos 20% da população Mundial, sendo de um total de mais de 80.000 infetados quase 78.000 chineses – com taxa de mortalidade nos 3,4 e taxa de recuperação 10X superior: algo que nos deve preocupar no mínimo um bocadinho, pois se os infetados para já sendo poucos (se comparados com os da China) e a taxa de mortalidade estando dentro dos limites (2%/3%), já a taxa de recuperação na Europa sendo bem menor que a da China − não se percebendo bem porquê (tendo a Europa e os EUA como exemplo) sendo apenas 1/3 da chinesa. Para já e para lá da China, com as maiores preocupações a dirigirem-se (até pelo número de vítimas mortais até agora registadas) para o IRÃO (16 mortos), Coreia do Sul (10) e Itália (7), esta última aqui tão perto: nas últimas notícias (17:30 desta terça-feira) e referidas a Itália, registando-se já entre 280 infetados 10 mortos.

 

Taxas

Na China

Na Europa

Nº de Infetados

77.660

319

Mortes

3,4%

2,5%

Recuperados

35,5%

12,5%

Tabela 2

 

No que concerne ao coronavírus e às suas versões mais virulentas e impactantes (por mortais) – SARS, MERS e COVID-19 na versão de 2002/03 com uma epidemia de SARS (síndrome respiratório severo e agudo) a afetar 8.008 indivíduos provocando 774 vítimas mortais (num período de 9 meses e espalhando-se por 18 países) atingindo uma taxa de mortalidade aproximada de 9,6% (sobretudo na China continental e em Hong Kong) e na Europa em 34 casos provocando apenas 1 vítima mortal (nem 3%); já na versão de 2012 e referindo-nos à epidemia de MERS (síndrome respiratório do médio-oriente) − inicialmente referenciada à Arábia Saudita (como seu epicentro) − com diversos surtos a terem já afetado a população (como o de 2015 da Coreia do Sul e o de 2018 na Arábia Saudita, entre outros), com as taxas de mortalidade variando (tal como as registadas entre 2012/15) no epicentro e nos países próximos, entre os 44% na Arábia Saudita (452 mortos em 1029) e os 20% da Coreia do Sul (38 em 184) − num total nesse período (de tempo) de 1360 infetados, 527 morrendo ou seja 39%; finalmente na atual versão de 2019/20 do novo coronavírus, com a epidemia de COVID-19 apesar de parecer mais contagiosa (do que as outras anteriores) e estendendo-se já a quase três dezenas de países (de todos os continentes), pela evolução da mesma e pelo número de pessoas afetadas para já fixando-se por uma taxa de mortalidade (aceitável para o vírus que é ou poderia ser) em torno dos 2%/3%. Faltando ver agora como o novo vírus (COVID-19) evolui, saltada a fronteira da China e chegando ao resto do Mundo: e então aí se verá a competência da China face à competência da Europa − para lidar com estes casos.

 

[E às 16:03:06 de hoje, com os dados já alterados: 80.350 casos (100,0%), 2.705 vítimas mortais (3,4%) e 27.878 recuperados (34,7%).]

 

(imagem: gisanddata.maps.arcgis.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:56

NASA tracks cone-shaped UFO before it disappears into deep space

(fev. 22/ufosightingshotspot.blogspot.com)

 

snapshot1.jpg

1a

Aparecendo a uma altitude inferior ao da ISS

 

Num registo de vídeo de 21 de fevereiro obtido a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) orbitando a Terra a cerca de 400Km de distância, a imagem de um objeto voador não identificado (pelo menos para nós, público em geral) habitualmente designado como OVNI (ou UFO) aparecendo, movimentando-se e (de seguida) desaparecendo perante as câmaras (da ISS).

 

snapshot2.jpg

1b

Aparecendo a uma altitude inferior ao da ISS

 

Naturalmente podendo ser um objeto de origem terrestre e não tanto naturalmente como extraterrestre (apenas tendo fé e acreditando em entidades superiores), no primeiro caso com a imagem capturada pelas câmaras da ISS podendo muito bem ser um satélite ou uma sonda construída pelo Homem e no segundo caso apresentando (no mínimo) três alternativas:

 

snapshot4.jpg

2a

Acompanhando a ISS na sua órbita em torno da Terra

 

Como antropocentristas que somos − “conceção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do entendimento dos humanos, isto é, o universo deve ser avaliado de acordo com a sua relação com o ser humano, sendo que as demais espécies, bem como tudo mais, existem para servi-los (wikipedia.org)

 

snapshot5.jpg

2b

Acompanhando a ISS na sua órbita em torno da Terra

 

Podendo tratar-se de terrestres (ascendentes ou descendentes), de uma mera ilusão de ótica (inserida pelos nossos órgãos dos sentidos) ou não restando mais opções, de Extraterrestres do Espaço (aparentemente) mas nada tendo a ver connosco. E existindo estes ALIENS (FROM SPACE) pelos vistos e sem provas em contrário, nada querendo connosco.

 

snapshot6.jpg

3a

E finalmente desaparecendo no Espaço

 

Mas não existindo explicação (para o Povo) para mais esta transmissão da NASA (ISS Live Feed) com as câmaras instaladas na ISS (ISS HD Earth Viewing Experiment HDEV on UStream) a mostrarem-nos (durante mais de vinte minutos) a movimentação diante de si de “um objeto metálico em forma de cone”,

 

snapshot7.jpg

3b

E finalmente desaparecendo no Espaço

 

Suscitando de imediato e como seria natural (e lógico) o levantar de muitas dúvidas, não só sobre o que seria (aquele objeto), mas igualmente sobre qual a sua origem (obra do Homem ou não): e numa versão “softcore (os adeptos das Teorias da Conspiração têm tudo mais elaborado, melhor) sugerindo-se logo ser um UFO (terrestre ou extraterrestre), ou um satélite ou uma sonda (terrestre) lançada pela ISS.

 

(imagens: ISS Live Feed/Skywatch International/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:02

[De artigo de Rachael Rettner (em Live Science) de 24 de fevereiro.]

 

It's still too soon to call coronavirus outbreak a pandemic

 

kutdEP2SQuCkkYsjwYhSCe-650-80.jpg

Workers wearing protective gear spray anti-septic solution at a subway station

in Seoul, South Korea, on Feb. 21, 2020,

as a measure to contain the new coronavirus.

 

"Does this virus have pandemic potential? Absolutely, it has.

Are we there yet? From our assessment, not yet."

(Tedros Adhanom Ghebreyesus/Diretor-Geral da OMS/Feb. 24)

 

As the number of coronavirus cases reported outside of mainland China continues to climb, the World Health Organization (WHO) said it's still too soon to declare the outbreak a pandemic.

The decision of whether to call the outbreak a pandemic is based on several factors, including "the geographical spread of the virus, the severity of disease it causes and the impact it has on the whole of society," Ghebreyesus said. Right now, "we are not witnessing the uncontained global spread of this virus, and we are not witnessing large-scale severe disease or death," he said.

In recent days, there has been a surge in COVID-19 cases in South Korea, Italy and Iran. Ghebreyesus called these increases "deeply concerning."

“This is a time for all countries, communities, families and individuals

to focus on preparing."

(Tedros Adhanom Ghebreyesus/Diretor-Geral da OMS/Feb. 24)

Ghebreyesus also shared new findings from WHO's team in China. The team found that the outbreak in China peaked between Jan. 23 and Feb. 2, and that it has been declining since then. Those with mild cases of COVID-19 appear to recover in about two weeks, while people with severe or critical disease recover within three to six weeks. The death rate is between 2% and 4% in Wuhan (the city where the outbreak began), and 0.7% outside of Wuhan, the team found.

 

(texto/legenda: excerto do artigo de Rachael Rettner/24.02.2020/livescience.com

– imagem: Chung Sung-Jun/Getty Images/livescience.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:36

[Só faltando mesmo oxigénio e água (em quantidade) e marcianos (pelo menos alguns para entreter).]

 

Num contexto podendo ser considerado muito próximo do da Terra (com as suas placas tectónicas), em 235 dia marcianos (ou SOL) registando-se 174 sismos (0,74/SOL) − e assim (com a sonda InSight) dando-nos uma pequena ideia de como seria um dia passado no Planeta Vermelho.

 

8613_InSight-Nature-papers-web.jpg

InSight em Marte

(ilustração)

Por baixo da sonda observando-se

as diversas camadas da subsuperfície marciana

e por cima visionando-se

os redemoinhos de poeiras (à esquerda) e nuvens no céu do planeta

 

Com os responsáveis da missão da sonda (da NASA) Insight desde 26 de novembro de 2018 sobre a superfície de Marte, tendo chegado à conclusão depois do registo de tremores (sismos), da observação dos efeitos do vento (redemoinhos ou Dust Devils) e da deteção de pulsos magnéticos (utilizando um magnetómetro) que “Marte estava Vivo”: pelo menos geologicamente (Mundo Mineral) mas para já nada se descortinando a nível biológico (Mundo Animal).

 

Revelação baseada nas informações sísmicas obtidas (pelo sismógrafo instalado na sonda InSight) – com epicentros a 50Km de profundidade e intensidade máxima atingida M4,0 transformando-o (Marte) segundo os cientistas (da missão) num Mundo a Nível Geológico Ativo − "We've finally, for the first time, established that Mars is a seismically active planet" (Bruce Banerdt/NASA/JPL) sendo ainda complementadas por outras medições, como vento, pressão atmosférica e temperatura.

 

Até porque ainda nesta metade do século XXI o Homem – “promessa de norte-americano(público c/ NASA e privado c/ SPACEX) − pretende pisar (depois da Lua, há quase meio século) a superfície de MARTE.

 

(imagem: IPGP/Nicolas Sarter/mars.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:19

24
Fev 20

Desenrolando-se desta segunda-feira a domingo (24 fevereiro/1 março) a 14ª prova de Ranking Mundial (RM) − de um total de 16 antecedendo o Mundial (18 abril/4 maio) – integrando o Circuito Mundial de Snooker (época 2019/20),

 

juddtrump.jpg

“With great chances to become

the next Super Man of the Snooker Kingdom,

here's JUDD TRUMP”

Atual Campeão do Mundo, Líder do Ranking Mundial,

Líder do Ranking Mundial da Época (2019/20) e

jogador tendo ganho mais provas de RM (esta mesma época, 4)

 

Com o Top 16 do Ranking Mundial desta época (numa tabela concretizada a partir das 13 provas, entretanto já disputadas) a lutar pela conquista do troféu atualmente nas mãos do inglês Ronnie O’Sullivan: detentor do troféu afastado desta prova (e da possibilidade de revalidar o troféu) − de 16º passando a 18º no ranking da época − ao ser ultrapassado pelo chinês Zhou Yuelong (passando a 17º do ranking da época) e pelo inglês Michael Holt (passando a 16º) − respetivamente finalista vencido e vencedor do SHOOT-OUT. E assim abrindo as portas como 16º do Ranking Mundial da Época a Michael Holt.

 

Com a 1ª ronda do CORAL PLAYERS CHAMPIONSHIP a desenrolar-se durante três dias (24, 25 e 26) apresentando o quadro seguinte (de encontros) – em jogos disputados à melhor de 11 frames:

 

D

J

N

RE

(RM)

J

N

RE

(RM)

24

Ding Junhui

CHI

(10º)

Stephen Maguire

ESC

12º

(15º)

24

Mark Selby

ING

(4º)

Mark J Williams

GAL

13º

(3º)

25

Judd Trump

ING

(1º)

Michael

Holt

ING

16º

(26º)

25

John Higgins

ESC

(5º)

Graeme

Dott

ESC

(21º)

25

Neil Robertson

AUS

(2º)

Joe

Perry

ING

14º

(17º)

25

Yan Bingtao

CHI

(19º)

Kyren

Wilson

ING

11º

(8º)

26

Mark Allen

IRLN

(6º)

Thepchaiya Un-Nooh

TAI

10º

(20º)

26

Shaun Murphy

ING

(9º)

David B Gilbert

ING

15º

(11º)

(D: Dia J: Jogador N: Nacionalidade RE: Ranking Época RM: Ranking Mundial)

 

Uma prova de RM atribuindo ao vencedor 125.000£ e ao finalista vencido 50.000£ (convertidos em pontos para o RM)  e tendo de momento como principais interessados − com todos os jogadores pretendendo antes do início do Mundial integrar o TOP 16 do RM, de modo a assim evitarem as (cansativas e por vezes aleatórias) rondas de qualificação – até por estarem de um lado ou do outro da fronteira (acima ou abaixo do 16º lugar), Maguire, Perry, Bingtao, Un-Nooh, Dott e até Holt.

 

E dos 16 jogadores presentes com 5 já tendo ganho a prova (na sua 10ª edição) 1 vez, sendo eles Murphy/2011, Junhui/2013, Perry/2015, Allen/2016 e Trump/2017; e com 7 deles a já terem ganho provas de RM esta época, sendo eles Trump (4), Murphy (2), Robertson (2), Selby (2), Bingtao (1), Junhui (1) e Holt (1).

 

Coral Players Championship com transmissão no canal Eurosport. Depois só a 11 de março com o início do OPEN de GIBRALTAR (11/15 março).

 

(legenda/inglês e imagem: snookermylove.blogspot.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:59

Analisando as informações fornecidos pela JOHNS HOPKINS CSSE sobre os dados globais do surto epidémico do novo coronavírus COVID-19 − registados a 24 de fevereiro de 2020 – ficando-se desde logo a saber (pela tabela seguinte):

 

960x0.jpg

 

Casos

Total

China

Resto do Mundo

Europa

%

%

%

Confirmados

79524

77150

97,01

2374

2,99

278

0,35

Mortes

2627

2593

98,71

34

1,29

5

0,19

Recuperados

25180

24943

99,06

237

0,94

35

0,14

Covid-19

24.02.2020 − 02:13:11

Johns Hopkins CSSE

(gisanddata.maps.arcgis.com)

 

Para além do nº de vítimas mortais já ter ultrapassado os dois milhares e meio de pessoas (esmagadoramente da China continental) – num surto-epidémico prestes a entrar no 3º mês (jan./fev./mar.) – com a taxa de mortalidade do COVID-19 a ultrapassar os 3% (3,3) e com a taxa de recuperação a andar acima de 30% (31,7).

 

E se na China − bem ou mal aplicadas pelas autoridades as medidas tomadas contra a evolução do vírus COVID-19 − a situação parece aparentemente querer começar a melhorar com um decrescimento no número de contágios/vítimas mortais, esperando-se para ver o que acontecerá no Resto do Mundo e particularmente na EUROPA (onde se situa Portugal) nos dias que se seguem:

 

No Resto do Mundo com o IRÃO a registar já 12 vítimas mortais (Coreia do Sul, 8) e na Europa com a ITÁLIA a registar 5 vítimas mortais (França, 1) – em Portugal e para já apenas com um caso confirmado (e hospitalizado/em tratamento).

 

(imagem: Getty/forbes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:41

Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO