Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Mar 11

 

“Agora ninguém me liga, agora ninguém me quer”

 

Porque é que o povo só acredita em gente iluminada, apesar de todas as barbaridades que dizem?

Será que somos simples máquinas, prontas a reproduzir o que nos dizem ser importante – para a nossa sobrevivência – sem sequer nos preocuparmos, se isso é verdade ou mentira?

Mas o que é verdade e o que é mentira?

É que nunca ouvem os que põe em causa a versão dos iluminados!

O destruidor de esperanças é alguém que mora ao nosso lado – nunca algo encontrado, mas identificado (ou será ao contrário?)!

Será que já não amamos o nosso próximo e apenas esperamos a sua herança?

O pobre não conhece o rico – são duas faces opostas, da mesma moeda – mas se um o reclama como indemnização do seu trabalho comunitário e inócuo, o outro só o exige por ser um investimento: do prejuízo, terá sempre que surgir o lucro!

Pensem que o vosso cérebro foi feito para pensar.

E que apenas no começo desse caminho de formação de uma mentalidade de sobrevivência e usufruto de uma vida em grupo, se imita o quotidiano, para se aprender a sua filosofia, com a finalidade de integrar e nunca em situação alguma, para se concluir: a imitação é apenas uma etapa, nunca um percurso!

A conclusão é a morte e o Universo Vivo não depende dela.

Por isso choro lágrimas sem parar por um mundo sem sentidos, que se recusa a reconhecer a importância de cada um de nós, sentirmos todos os outros!

O tempo não existe! Foi fabricado para nos matar!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:30

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
18

21
22

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO