Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Ago 12

Usa o teu pénis para escrever e não penses nas consequências daquilo que atiraste cá para fora – foram apenas ideias irresistíveis lançadas para o ar, muitas vezes protegidas e dentro de um invólucro de segurança e outras vezes portadoras de uma doença fatal chamada vida, consequência do amor entre o abrigo de um óvulo e o seu perdido espermatozoide.

 

Make Art Not War

 

Podemos torcer e retorcer o nosso corpo disforme oferecido em sacrifício supremo a uma sociedade que não criamos nem nunca sequer iremos ver o desabrochar dos seus frutos e no entanto ninguém nos poderá jamais retirar o prazer nómada da palavra – falada ou escrita – mesmo que seja o sedentarismo que nos pague a comida e a nossa sobrevivência. Calados, nunca mais!

 

(imagem – sexualityinart.worldpress.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:34

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO