Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

24
Mar 11

I

The Far Side of The Moon – And Wall The Way Around

 

The lunar farside as never seen before!

 

Because the moon is tidally locked (meaning the same side always faces Earth), it was not until 1959 that the farside was first imaged by the Soviet Luna 3 spacecraft (hence the Russian names for prominent farside features, such as Mare Moscoviense). And what a surprise -­ unlike the widespread maria on the nearside, basaltic volcanism was restricted to a relatively few, smaller regions on the farside, and the battered highlands crust dominated. A different world from what we saw from Earth.

Of course, the cause of the farside/nearside asymmetry is an interesting scientific question. Past studies have shown that the crust on the farside is thicker, likely making it more difficult for magmas to erupt on the surface, limiting the amount of farside mare basalts. Why is the farside crust thicker? That is still up for debate, and in fact several presentations at this week's Lunar and Planetary Science Conference attempt to answer this question.

 

II

The first views ever of the far side of the Moon

 

 

First view ever of the far side of the Moon

 

Russia's Luna 3 spacecraft returned the first views ever of the far side of the Moon. The first image was taken at 03:30 UT on 7 October at a distance of 63,500 km after Luna 3 had passed the Moon and looked back at the sunlit far side. The last image was taken 40 minutes later from 66,700 km. A total of 29 photographs were taken, covering 70% of the far side. The photographs were very noisy and of low resolution, but many features could be recognized. This is the first image returned by Luna 3, taken by the wide-angle lens, it showed the far side of the Moon was very different from the near side, most noticeably in its lack of lunar maria (the dark areas). The right three-quarters of the disk are the far side. The dark spot at upper right is Mare Moscoviense, the dark area at lower left is Mare Smythii. The small dark circle at lower right with the white dot in the center is the crater Tsiolkovskiy and its central peak. The Moon is 3475 km in diameter and north is up in this image.

 

NASA

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:45

“Galileu afirmou que a Terra girava à volta do Sol e por pouco não o atiraram para a fogueira. Outros deitam fogo à sua terra de nascença e desrespeitam a “lei da culpa” por eles próprios decretada. E assim de culpados propõem-se a vítimas, podendo ainda ser recuperados”

 

 

José Sócrates e Teixeira dos Santos

 

I

 

Antigo

 

 

Em Novembro de 1755, Lisboa sofreu um dos sismos mais violentos da história

 

O sismo de 1755, também conhecido por Terramoto de 1755 ou Terramoto de Lisboa, ocorreu no dia 1 de Novembro de 1755, resultando na destruição quase completa da cidade de Lisboa, e atingindo ainda grande parte do litoral do Algarve. O sismo foi seguido de um tsunami - que se crê tenha atingido a altura de 20 metros - e de múltiplos incêndios, tendo feito certamente mais de 10 mil mortos (há quem aponte muitos mais. Foi um dos sismos mais mortíferos da História, marcando o que alguns historiadores chamam a pré-história da Europa Moderna. Os geólogos modernos estimam que o sismo de 1755 atingiu a magnitude 9 na escala de Richter.

 

(Wikipédia)

 

II

 

Novo

 

 

Surfando desde já na sua onda, Sócrates pediu a demissão – UAU, loucura total!

 

Tal como aconteceu no Japão, um “Tremor de Terra” atingiu agora Portugal, com todas as consequências negativas que daí podem advir.

A dúvida na resolução deste problema, que agora se coloca a todos nós, deve-se não só à sua existência, mas também ao que o próximo instante da nossa vida nos reserva.

Nessa perspectiva e entre algumas hipóteses possíveis, podemos estar na eminência de sermos atingidos por um “Tsunami”, de proporções indefinidas. 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:10

23
Mar 11

SUPER FULL MOON

 

The super full Moon of March 19th was the biggest and closest full Moon of the past 18 years. It might also be the most photographed full Moon--ever. Photographers around the world lined up to take pictures like this:

 

Córdova - Espanha

 

"I've been planning this shot for a long time," says Paco Bellido of Cordoba, Spain. "Using Google Earth, I calculated the best place to set up my camera; then I followed my GPS to the spot. I waited for the Super Moon to rise and--voilá!--there it was behind Espejo's Castle."

 

SpaceWeather.com

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:48
tags:

Messenger orbitando Mercúrio – NASA

 

O nosso mundo tem um princípio e um fim.

E o Universo? Será um reflexo da nossa imagem?

Impossível!

 

Mercúrio – NASA

 

Mercúrio é o planeta do sistema solar mais próximo da sua estrela – o Sol.

O estudo do sistema solar poderá através da análise de cada um dos seus planetas, explicar a evolução da nossa galáxia e indicar-nos um caminho possível para a sobrevivência da nossa espécie; ou pelo menos, para explicá-la em tempo útil!

Mas para quê?

Devemos – isso sim – ver este paradoxo como uma etapa, não como um fim determinado e limitado, da “nossa” história: é que o universo não tem limite, por mais “limitado” que seja!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:34

20
Mar 11

The Promised Land-Colin McCohan-1948

 

A vista tranquila da baía de Luanda, os banhos de mar quente a qualquer altura do ano, as mangas maduras, as lagostas frescas bem acompanhadas pela cerveja Cuca, os gelados do Baleizão, o cheiro da terra encarnada, as modas dos bailes e das grandes festas, as grandes caçadas no mato, as amizades férreas...Os melhores anos da vida de muitos portugueses que em Angola encontraram uma terra quente e generosa. O cenário perfeito para uma vida boa, feita de pequenos e inesquecíveis prazeres. Nos anos 50 milhares de portugueses embarcaram rumo à terra dos sonhos e das oportunidades, em busca de uma vida melhor. Foram como colonos e por lá ficaram e vingaram. Viveram a euforia do crescimento económico, de uma vida longe de uma metrópole esmagada pela ditadura salazarista. Regressaram a Portugal, nos anos 70, como retornados. Para trás ficava a terra prometida. E o sonho de uma vida.

 

(Sinopse/Angola, Terra Prometida/Ana Sofia Fonseca/A Esfera dos Livros)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:37

Muammar Kadhafi ameaçou hoje a coligação internacional de represálias, avisando que o Mediterrâneo e o Norte de África converteram-se numa "zona de guerra".

(Jornal Expresso)

 

Força internacional bombardeia Líbia por ar e mar

 

Os Estados Unidos atacaram hoje baterias antiaéreas da Líbia com mísseis de cruzeiro Tomahawk a fim de facilitar a aplicação da zona de exclusão aérea pelas forças da coligação, disse uma fonte militar dos EUA.

(Jornal i)

 

Porta-aviões

 

Um locutor na rádio dos rebeldes líbios diz que os aviões no céu pertencem a "países amigos". Um líder religioso que a BBC não conseguiu identificar diz aos ouvintes que Khadafi "não é um verdadeiro muçulmano, ele não se guia pelas regras do Corão".

(Jornal Público)

 

Jacto líbio abatido

 

Os EUA e a França fizeram este sábado ataques contra a Líbia, atingindo sobretudo as instalações anti-aéreas do regime de Muammar Kadhafi. Cerca de 100 mísseis de cruzeiro foram lançados de navios norte-americanos estacionados no Mediterrâneo e bombardeiros franceses atacaram alvos militares para prevenir ataques às zonas que estão nas mãos dos rebeldes.

(Jornal Correio da Manhã)

 

Celebração

 

Operation Odyssey Dawn: U.S. Launches Military Strikes In Libya.

 

(Jornal Huffington Post)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:21

19
Mar 11

Chegada do Tsunami – Japão – 2011

 

Existem situações que por mais que fechemos os olhos não nos saiem da cabeça!

E quando está tudo escuro ainda é pior!

Por vezes achamos que já não vale a pena falarmos do que está mal, daquilo que nos prejudica a vida com problemas que vão surgindo sem qualquer justificação, da falta de ajuda e de solidariedade de quem deveria ser o primeiro a apresentar-se e que apenas aparece, para fazer o ponto da situação e com responsabilidade, delegar a sua obrigação nas diversas “seguradoras”, sejam elas de carácter social ou empresarial.

 

Após o Tsunami – Japão – 2011

 

A delegação de responsabilidades noutros organismos revela, com toda a clareza, a inutilidade de todos eles, adiando para datas posteriores e indefinidas, as reparações a que as pessoas, vivendo em sociedade e respeitando todas as suas regras, deviam merecer e ter direito: o representante duma determinada comunidade, não pode sequer pensar, que nós lhe delegamos estritamente a nossa vida, porque tal atitude ou acção, perpetrada por um responsável deste “calibre”, revelaria apenas uma intolerância total pelo direito do homem à sua existência, transformando-nos numa mera coisa não identificada e sem qualquer interesse de ser sequer contactado.

É que o que não se vê não existe!

E assim fica tudo claro!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:10

17
Mar 11

Mapa

 

O Alqueva é uma antiga história portuguesa, que já vem do tempo da outra senhora.

Desde o tempo em que se falava em transformar o Alentejo no celeiro de Portugal, que muita gente se foi alimentar na manjedoura do situacionismo “evolutivo” – referenciando-me ao antes e ao depois da “revolução”.

 

A Barragem de Alqueva é a sétima maior barragem de portuguesa, situada no rio Guadiana, no Alentejo interior, perto da aldeia de Alqueva. A construção desta barragem permitiu a criação do maior reservatório artificial de água da Europa.

 

O povo português tem uma ideia inicial do Alqueva, como uma obra fundamental para o sucesso do regime de então e para o desenvolvimento do futuro do país, estruturalmente de bases essencialmente agrícolas e com a sua inevitável ligação pela opção do sucesso da prática intermédia, não reprodutiva, mas financeiramente desejável.

No entanto, durante dezenas de anos transformou-se num empreendimento fictício, através de todos os seus grupos de estudo, desenvolvimento e aplicação, regionais e nacionais, que nada produziram, senão emprego e dilatação sem termo, do seu tempo de utilização positiva.

 

 Barragem

 

Possui uma altura de 96 m acima da fundação e um comprimento de coroamento de 458 m. A capacidade instalada de produção de energia eléctrica é de 260 MW. A albufeira atinge, à cota máxima, os 250 KM², sendo o maior lago artificial da Europa.

 

Hoje em dia espalha-se por uma grande área anteriormente explorada e agora submersa, sendo um dos nossos maiores espelhos de água comercializáveis, com um potencial muito interessante, na vertente do comércio turístico; e diversificando a sua aplicação, a diferentes escalões sociais.

Isso é bom em termos de oferta sem restrições, mas a sua massificação, poderá acelerar o fim previsto para qualquer tipo de investimento, não o rentabilizando.

 

Foi construída com o objectivo de regadio para toda a zona do Alentejo e produção de energia eléctrica, para além de outras actividades complementares. Diversas infra-estruturas do sistema global encontram-se já construídas (barragem de Pedrógão, infra-estrutura 12, Aldeia da Luz) e muitas outras em fase avançada de projecto.

 

O seu futuro está indefinido, apesar do betão, lá ir continuar. Pode ser um imóvel rentabilizado, em diferentes situações e tipos de investimentos – veja-se o da utilização das energias renováveis hídricas, em luta contra as energias renováveis solares, instaladas em locais muito próximos, mas não muito longe das energias renováveis eólicas, anteriormente na moda destes mesmos gestores do regime e que por pouco não iam morrendo – mesmo que o seja, em último caso, no desespero das populações locais pela sua sobrevivência, face à crise que após os marginalizar, já entrou na etapa de os ignorar!

 

 

Neste momento está em construção o reforço de potência da Barragem do Alqueva, sendo esta nova central constituída por dois grupos geradores reversíveis com 130MW de potência, cada um. Assim, a potência instalada da Barragem duplicará. A nova central estará funcional em Julho de 2012.

 

Paisagem

 

Cada dia que passa se assemelha mais ao anterior: parece que nada sucede, só temos que cumprir o nosso dever. À noite, retardamos o nosso descanso, de modo a prolongar a nossa vida e esquecer o tempo passado sem fazer nada, a não ser cumprir o que alguém nos ensinou um dia, ser o trabalho. Honestamente remunerado, sucessivamente elogiado. Então, só desejamos dormir: caímos no leito que nem uma pedra e já acordados, só queremos adormecer, estalando na nossa cabeça, o desejo de neste mundo nunca acordar. Sonho? Realidade?

 

Como o Alqueva!

 

Texto com a “colaboração” de Wikipédia

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:31

Imagem de Sendai antes do maior abalo sísmico da sua história

 

Nestas situações nunca se encontram responsáveis pela situação ocorrida, como se desde tempos imemoriais, as cidades estivessem situadas todas no litoral, com uma central nuclear às suas costas e sem nenhuma preocupação com os fenómenos naturais, como os terramotos e os tsunamis.

E onde estão agora os apologistas empresariais, patrióticos e responsáveis, que propuseram uma central nuclear para a zona de Lisboa? São nestes momentos que se aprecia o conhecimento destes intelectuais e cientistas de “tigela vazia” (que antes iam a uma mercearia e que nós apenas deixávamos fazer as contas), sobre a deslocação das ratazanas num barco, quando flutua e quando está prestes a ir ao fundo. É que elas, para nossa tristeza, sabem nadar!

Vejam!

Sismo move ilha principal do Japão 2,5 metros – eixo da Terra desloca-se 25 cm

 

Chegada do tsunami, alguns minutos após o sismo de grau 8,9 na escala de Ritcher

 

O sismo provocou uma onda de dez metros

 

Destruição após passagem de uma enorme onda de água, lama e destroços – as pessoas desapareceram!

 

Redemoinho provocada pela circulação de massas de água

 

A rotação da Terra acelerou 1.6 microsegundos um pouco mais do que tinha acelerado com o terramoto do Chile no final de Fevereiro do ano passado, que com uma magnitude de 8,8, provocou uma mudança de 8 centímetros no eixo da Terra.

 

Tudo faz lembrar um devastador bombardeamento nuclear

 

Nas primeiras 24 horas após o primeiro abalo no Japão, registaram-se mais de 160 réplicas, a maioria com magnitude superior a 5. O sismo provocou um tsunami, com uma onda de dez metros que atingiu a costa noroeste deixando um cenário devastador e mais de mil mortos.

 

Explosão de um reactor da central nuclear – veja-se a proximidade das habitações

 

O geofísico Shengzao Chen explicou que o terramoto de ontem no Japão ocorreu quando a crosta terrestre se rompeu numa área de cerca de 400 quilómetros de comprimento e de 160 de largura, e as placas tectónicas se moveram mais de 18 metros.

 

Fukushima nuclear plant

 

(Huffington Post – L.A. Times – N.G. – Público)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:57

16
Mar 11

 

Escola para Crianças Surdas – Rio Branco – Brasil

 

Mundo: nem todo o 8 é miserável!

 E Portugal?

 

“8 (eight) is the natural number following 7 and preceding 9”

 

Economia portuguesa, em mesa de bilhar técnico!

 

Earthquake 8.9 hits Japan followed by tsunami!

 

 

(Google/Wikipedia)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:52

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
18

21
22

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO