Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Mai 11

Caracol

 

O caracol tinha fugido a tempo das botas do jardineiro, um tipo forte, de faces moldadas ao vento e ao Sol e com rugas proeminentes sulcando a sua pele e o seu corpo, sinais de uma vida de trabalho, de sacrifício e de prazer.

 

Os seus corninhos húmidos penetravam o espaço que o rodeava e cada obstáculo com que se deparava, era para ele uma parte do mundo a que ele pertencia, uma aventura inesquecível de um dia retido para sempre na sua memória. A sua sabedoria vinha do adicionar constante dessas memórias, da sua partilha natural da vida com o resto do mundo, do respeito pela natureza que lhe era oferecida e pelo agradecimento que esta sempre lhe retribuíra, proporcionando-lhe mais outro dia, mais outro encontro, mais outra viagem. Era bom estar de corninhos ao Sol.

 

A humidade era boa, mas o calor em excesso, tornava tudo muito seco. Por isso lá ia o caracol sempre em viagem, despreocupado e deixando-nos um trilho, para o caso de o querermos seguir e imitar.

 

No jardim, o homem das botas lá continuava o seu trabalho. Gostava muito do que fazia e neste território, os habitantes eram como se fossem seus filhos. Cada flor, cada planta, cada árvore, a terra e até os bichinhos, eram todos tratados como habitantes iguais e com direitos iguais. O jardineiro sabia que na hora da morte da sua carne, existiria sempre um local, onde poderia descansar a sua alma.

 

Até o anão de madeira colocado sobre a relva, lhe trazia prazer, pela sua presença, pela possível história e mistério que poderia transportar nas suas entranhas, por ser como ele, imagem de um homem frente a frente consigo próprio.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:59
tags:

Primeiro buraco na camada de ozono em formação no Pólo Norte?

 

Belas nuvens estratosféricas revelam o que está a suceder

 

Não se sabe até ao momento a dimensão que o buraco na camada de ozono situada no Árctico poderá atingir.

 

Isto porque o estreitamento da camada está a suceder neste preciso momento.

 

Tal acontecimento poderá provocar um aumento de queimaduras e o risco de aparecimento de cancros na pele, causados pela acção dos raios ultravioletas.

 

Facto nocivo para a preservação da vida no nosso planeta e consequência imediata da ausência protectora dessa camada.

 

 

(a partir do National Geographic)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:51
tags:

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

16
19

22
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO