Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Jun 11

O Espaço não tem limites

 

Os espelhos têm sido utilizados para escondermos de nós, a nossa própria imagem.

 

Triste é a realidade de o possuirmos e não o sabermos ou querermos utilizar.

 

A sua utilização tem apenas como função, reabilitar-nos quotidianamente para o cumprimento da nossa função.

 

A identificação é apenas um dos muitos rituais de passagem, em que nos fixamos num determinado espaço morto – a fotografia – mas etiquetado pelo tempo.

 

O espelho tem que arder com a nossa imagem e sentindo a dor, libertar com a sua ajuda, tudo o que há dentro de nós.

 

O Mundo não existe sem a Nossa Realidade!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:18

 

A próxima grande tempestade solar

 

2011 – Um ano de forte actividade solar

 

Qual será a vulnerabilidade das redes eléctricas actuais, face a uma tempestade solar de grandes dimensões?

A nível dos sistemas de alta tecnologia utilizada actualmente, como por exemplo os satélites de comunicação, as consequências seriam provavelmente, um KO técnico.

 

 

O futuro do mundo depende de nós

 

2011 – Estação Espacial Internacional e Vaivém Endeavour

 

Esta foto tirada a partir da nave Soyuz TMA-20 a cerca de 220 milhas de altitude, mostra um presente que poderia estar ainda mais avançado no futuro, fosse esse o interesse primeiro, de toda a comunidade mundial: toda a vida é dinâmica, sendo o espaço e o movimento, a base de toda a sua evolução e expansão. Ora o nosso planeta, a Terra, é apenas um dos passos dessa evolução, o que nos leva à necessidade premente do estudo profundo da evolução da nossa galáxia e de todo o Universo. Diante dos nossos olhos, a Via Láctea proporciona-nos imagens da sua vida e da sua presença, mesmo na sequência espacial, da simples e compreensível disposição planetária: de Mercúrio a Neptuno, pode estar o primeiro passo do Homem para a compreensão total da vida e do futuro da nossa expansão para além dos limites do nosso espaço inicial; e até da compreensão da razão da nossa presença.

 

 

O Solstício de Verão

 

2011 – Saudações ao nascimento do Sol

 

Os Incas celebravam o Solstício de Verão, numa celebração que incluiria ofertas de alimentos, sacrifício de animais e mesmo sacrifício de pessoas. Rituais que ainda hoje são comuns, a toda a espécie humana.

 

 

Estrelas, Buracos Negros e ocupação do espaço

 

2011 – Buraco Negro “comendo” Estrela (ilustração)

 

No início deste ano os astrónomos detectaram uma emissão de raios gama de elevada energia, emanando do centro de uma galáxia situada a 3,8 biliões de anos-luz de distância da Terra. Esta emissão pode ser comparada à energia emitida por cem biliões de estrelas como o Sol!

Provavelmente este acontecimento explosivo foi provocado pela acção de um enorme buraco negro, com uma massa dez milhões de vezes superior à massa do Sol, sobre uma estrela muito próxima do seu campo gravitacional.

A estrela ao cair sob a acção deste buraco negro provocou então a emissão de raios com elevada energia.

 

(a partir de: NASA e NG)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:38

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
17
18

19
20
21
22
25

27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO