Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

29
Jul 11

Assalto – centro da cidade

 

Cheguei a Albufeira há mais de vinte e cinco anos.

 

Hoje em dia é uma terra completamente diferente e já não reconheço as pessoas que antigamente a habitavam: partiram, desapareceram ou então morreram e foram substituídas por outras, que no mesmo instante e para se destacarem, deitaram abaixo o velho e construíram o seu Novo Mundo.

 

Capital do Turismo

 

Construíram casas, supermercados, estradas alcatroadas, hotéis, marinas e muito mais, diversificando a sua clientela de intervenção, para estratos sociais com mais disponibilidade financeira. Nesse sentido o porto de abrigo para os pescadores não existiria, se não fosse a marina e o seu parque de estacionamento.

 

Assaltos no Mercado Municipal

 

O Mercado Municipal é o exemplo de uma infra-estrutura desaproveitada e da qual a câmara tem pouca consciência da sua real utilidade, parecendo ignorá-lo. Mesmo com os assaltos que aí têm ocorrido, não chega para ser notícia e os dias decorrem como se nada se passasse: nesta terra à beira-mar plantada, com moradias geminadas ou então à bandeirada, já ninguém é capaz, de dizer que o rei vai nu!

 

Assalto ao INATEL

 

Os grupos que praticam certos actos são sempre um reflexo da sociedade onde nós todos vivemos. No entanto não é por vivermos em conjunto que se justificam certas acções de elementos desse grupo. Umas vezes condenam-se esses elementos mesmo sem os conhecerem, outras, mostrando-se magnânimos, deixando-os ir embora e em paz, desde que não reincidam nas suas opções de vida.

 

Assalto nas praias

 

Quando era novo comecei por ir à praia de Espinho com a minha avó e lá via o banheiro a lançar as crianças pela primeira vez às ondas e ao mar, no meio de muito choro e de muita gritaria. Era uma das formas, de um modo violento, de habituar as crianças ao poder das ondas do mar. Esta foi uma das razões porque não esperei a acção deste tipo de escola de natação, atirando-me logo e por minha iniciativa, às águas frias de Espinho. O mar não é agora o único perigo existente, já que com o progresso e a globalização, a praia tornou-se mais um dos sectores do grande centro comercial que é Portugal: e assim chegaram os pistoleiros e os carteiristas.

 

Assalto ao ATM

 

Numa caixa ATM não vivem pessoas anãs, que fabricam notas de manhã até à noite e usam sapatilhas de marca. O monitor que aqui aparece na imagem, não apanha estações de televisão, nem novelas, nem a TV cabo. Se pusermos lá uma bomba, não é certo que dali saia qualquer coisa; o mais certo é vermos o bombista a fugir e a casa do vizinho com uma parede a menos para caiar. A polícia, essa não resolve nada, porque não está ligada à construção civil e quanto à caixa ferida, há mais donde esta veio. Tudo tecnologia portuguesa.

 

Terra de Sonhos

 

Os golfinhos parece que estão muito felizes, dando saltos constantes e sem se magoarem, numa bacia linda e azul, mas tão pequena. Qualquer criança iria adorar estes golfinhos, tão certinhos e arrumadinhos, mesmo no seu salto no ar. Neste aspecto, acho que seria útil uma visita a este local de peregrinação, por parte dos técnicos do Zoomarine: poderiam trazer os golfinhos, talvez aprendessem algo com os seus irmãos de Albufeira. Já agora, notaram aquela mancha de construção que aparece por trás da bacia azul, mais para o lado direito? Aquilo está ali levantado há anos, não se vê por lá ninguém, ainda pode apodrecer de tanto se ver, sem ninguém o poder usar (nem os donos). Em minha casa e na mesma situação, o meu pão endurece e ganha bolor!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:46
tags:

Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
23

24
26
28
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO