Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Nov 11

Prensa rotativa - 1846

 

Tenho saudade dos jornalistas que aprenderam o seu ofício na companhia das rotativas e do povo a quem pertenciam e para quem trabalhavam: aí os factos eram notícias e até as histórias tinham conteúdo.

 

 

Ministro da Economia vai receber subsídio de alojamento

Mais de metade dos desempregados não recebem subsídios

Diogo farto das traições de Fanny acaba relação

Subsídios de refeição acima de 5,1 euros pagam IRS

Juiz valida cunhas de Vara a Sócrates

 

 

Mário Soares apela à mobilização dos cidadãos de esquerda

Um deputado do PSD pode votar por 25 na Madeira

Passos Coelho: “Seria um embuste” dizer que a economia vai crescer

BES admite cortar salários no próximo ano

PGR ordena "inquérito urgente" à fuga de informação no caso Duarte Lima

 

 

 

Crato diz que país não está a conseguir educar os jovens

Banca ganha ajuda estatal em melhores condições

Mário Soares defende Seguro e diz que o seu partido "está em forma"

Passos Coelho: Soares sabe como é difícil e indispensável aplicar programas como este

Mega Ferreira. “Queixam-se que estão a asfixiar a cultura. Caramba estão a asfixiar as famílias”

 

 

Notícias retiradas de três jornais portugueses, como o poderiam ter sido de qualquer outro.

No meu país não existe jornalismo, apenas informações fornecidas à população com o objectivo de a entreter com escândalos, que ela nunca conseguirá controlar, apenas comentar.

Serás tu capaz de tais façanhas e de atingir o estatuto de intocável? Informa-te já!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:16

- Berlim exige 17 por cento aos pensionistas residentes fora do país.

- Alemanha desiste de pedir dinheiro de volta a escravos nazis.

 

Hitler e os Escravos

 

A Alemanha desistiu de exigir o pagamento de impostos retroactivos sobre as indemnizações pagas em 2005 aos belgas que foram escravizados pela indústria de guerra nazi durante a II Guerra Mundial, o que tinha sido considerado "moralmente indefensável" pelo executivo da Bélgica.

Depois de muitos beneficiários desses pagamentos terem recebido cartas das autoridades germânicas a exigir o reembolso, tanto na Bélgica quanto na Holanda, um porta-voz do Ministério das Finanças de Berlim garantiu na segunda-feira que os ex-escravos nazis serem excluídos dessas exigências fiscais.

"É chocante que pessoas forçadas a trabalhar para os nazis durante a II Guerra Mundial estejam a receber pedidos de reembolso relativos às compensações que finalmente receberam", disse na segunda-feira o ministro das Finanças da Bélgica, Didier Reynders, citado pelo jornal britânico 'Daily Mail'.

Foi em 2005 que a Alemanha reconheceu a existência de 13 milhões de escravos oriundos de outros países e levados para trabalhar na indústria de guerra do regime de Adolf Hitler. Alguns belgas ficaram durante quatro anos sem ver a luz do dia, visto que não podiam sair da fábrica subterrânea de Nordhausen, onde eram construídos os foguetes V2 que espalhavam o terror em Londres.

As exigências fiscais de Berlim surgiram devido a uma medida de contenção que implica a recolha de 17 por cento das pensões pagas a beneficiários que residam fora da Alemanha.

 

(Notícia – Correio da Manhã)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:41

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16
18

24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO