Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Dez 11

Lendária cidade peruana situada no topo da montanha

(antes do arqueólogo Hiram Bingham iniciar escavações em 1911)

                                            

A beleza do contraste expressa nesta imagem, obtida apenas utilizando o preto e o branco como cores, é um exemplo magnífico de que o mundo se estrutura em profundidade e de que, a simples aplicação de duas cores fortes, chegam para definir toda uma paisagem – e com a sua interpretação, tentar reconstruir o passado. Temos a sensação de uma certa dispersão no caos organizativo da montanha e neste urbanismo vertical, que parece agarrar-se-lhe de modo a acompanhá-la desde a base até ao seu cume.

 

Antepassados nossos habitaram estes mundos, que ainda não há muitos anos nem suspeitávamos terem alguma vez existido. A profusão de casas escarpando as encostas e com os seus caminhos serpenteando entre elas, transmitem por outro lado uma imagem de força dos habitantes locais, de modo a poderem lutar contra as forças adversas da natureza – aqui desafiando-as – e ainda a união segura e íntima de um povo, na luta pela preservação dos seus objectivos económicos, sociais e logicamente culturais.

 

Algo ficou do seu passado, para o registo da sua memória futura. Ao mesmo tempo que uma nostalgia por vidas passadas que não podemos compartilhar, nos invade lenta e profundamente a nossa alma, deixando para trás vestígios de vida das feridas de tantas lutas passadas pela sobrevivência da nossa espécie – que ainda hoje se mata, sem remorsos nem preconceitos – surge a alegria da persistência feroz que temos pela vida e pela sua preservação e por toda a beleza que ela ainda nos pode proporcionar, assim como aos nossos descendentes. A imagem da luta passada de outros para alcançarem a sua felicidade, pode ser a rampa de lançamento para a descoberta e conquista de outros espaços.

 

(imagem – NGM)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:04

Marte

Veio mineral depositado pela água?

 

 

Uma informação que decerto contribuirá para uma melhor compreensão da história do planeta vermelho e da presença de água à sua superfície.

 

Mercúrio

Nave orbitando Mercúrio?

 

 

Durante uma erupção solar registada no início deste mês num observatório pertencente à NASA, ficou gravada a imagem de um objecto orbitando o pequeno planeta Mercúrio, cuja forma sugere a presença nesse local, de uma nave espacial extraterrestre.

 

Lua

Eclipse

 

 

Eclipse total da Lua em 10 de Dezembro. Não visível no nosso país – ao contrário da zona do Pacífico – este eclipse total só é possível de observar, quando a lua está na sua fase de lua cheia.

 

Estrelas

Reserva – elas movem-se ou não?

 

 

Esta imagem representa o rasto deixado pelas estrelas, por cima do lago Tekapo, na Nova Zelândia – um local designado pela ONU, como uma reserva para a observação do céu nocturno, com excelente qualidade.

 

Ratos

Amigos dos comparsas?

 

 

Talvez não seja novidade para alguns de nós, mas dada a circunstância de estarmos a viver em tempos de crise cada vez mais profunda, as manifestações de amizade e de solidariedade, são cada vez mais escassas. Por esse motivo a descoberta de que um simples rato prefere ajudar o outro rato amigo e em dificuldades a degustar-se com uma guloseima qualquer, leva-nos a concluir que a empatia que se cria com os outros é a verdadeira recompensa.

 

Homem

Uma corrida ao Pólo Sul?

 

 

Três homens atingem a zona mais a sul da terra – a 30 de Dezembro de 1902 – onde nenhum homem jamais tinha estado. Sobre a superfície gelada da Antárctida e olhando para o sul, Scott, Shackleton e Wilson, representam o espírito nómada, aventureiro e misterioso, da alma e do corpo, do homem que ainda habita este mundo.

 

Terra

Furações e tufões na origem de terramotos?

 

 

Os ciclones tropicais – como os furacões e os tufões – podem ser um dos detonadores que levam à origem dos movimentos das placas tectónicas: os efeitos de erosão da superfície terrestre provocada pela queda intensa de chuva e intensas deslocações de massas de ar, contribuem fortemente para o movimento de terras ao longo das falhas.

 

Cérebro

Porque não são os humanos mais espertos?

 

 

Há limites para o desenvolvimento mental dos humanos e qualquer tentativa de melhoria das suas capacidades intelectuais, pode originar o aparecimento de outros problemas. Estes estudos levantaram ainda uma outra questão: porque será que os homens de hoje, são tão inteligentes como os homens de ontem e não mais espertos?

 

(Discovery, Earthsky, NGM e NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:29

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

18
21
22
24

28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO