Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Dez 11

ISS – do Espaço vemo-nos na Terra

 

O Mundo procura o ser vivo que nasceu do ventre de sua mãe e que ainda não encontrou com profunda tristeza, a alegria do reencontro com a alma gémea.

 

A nossa imagem será sucessivamente reflectida no universo, enquanto erectos, nos mantivermos em movimento.

 

O gémeo integral será eternamente, o resultado da realidade reflectida num espelho.

 

O azar atribuído à quebra do espelho é o ponto final de mais uma atribulada interpretação da idiotice humana, levada ao extremo gramatical.

 

A noite é um abraço terno e envolvente, que nos acolhe na escuridão amena e amiga de um manto aventureiro e acolhedor, destinado unicamente a cumprir o seu objectivo fundamental e de uma vida, de nos oferecer umas horas de sonho e de prazer.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:55

Enquanto se afasta do Sol, este corpo celeste vai deixando para trás um rasto visível da sua passagem recente, perto de nós. Muitas e fantásticas imagens de um cometa brilhante, que muitos prognosticaram já extinto.

 

23.12.2011

 

Se estiveres no hemisfério sul e observares com atenção os céus que nos protegem, verás no horizonte que diante ti se abre ao Universo, a marca deste cometa fugitivo, que um dia resolveu visitar-nos, mais uma vez.

 

(imagem – SpaceWeather)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:04

INTRODUÇÃO:

 

Ministro deseja que portugueses tenham acesso a um serviço de saúde universal

 

Nos seus momentos lúdicos (ou será lúcidos?), um gosta de ir ao futebol e o outro de ir à missa. Em tempo de trabalho, os dois têm a mania que sabem fazer contas e esse é o nosso fado.

 

A HISTÓRIA (uma):

 

Paulo Macedo esteve hoje com o presidente do grupo Controlinveste Media, Joaquim Oliveira, que ofereceu aos hospitais públicos portugueses a possibilidade de passarem a ver gratuitamente a SportTV.

 

OS INTERVENIENTES (dois):

 

"A partir de agora, todos os hospitais públicos podem oferecer aos seus doentes – se assim o quiserem e se se dotarem dos requisitos técnicos necessários – a programação da SportTV sem qualquer custo para o Estado".

(Joaquim Oliveira)

 

“A oferta vai tornar melhor a estadia dos doentes" nos hospitais, proporcionando-lhes momentos lúdicos ".

(Paulo Macedo)

 

OS UTENTES (milhões):

 

Ao princípio pensei que era uma partida ou brincadeira que nos estavam a pregar – tipo humor negro do 1.º de Abril – mas verifiquei que afinal era a véspera de Natal e que as prendas nem sequer ainda tinham chegado.

(José)

 

 

Hoje de manhã ao acordar, o meu marido já estava vestido e até já me tinha feito o café. Fiquei espantada quando ele satisfeito me disse que a partir do próximo ano me acompanharia sempre às consultas no hospital e que estava disposto a fazer a operação que sempre adiara. Só tinha que compatibilizar as datas, com as do Europeu de futebol.

(Maria)

 

 

Eu era um frequentador assíduo do café nas horas do futebol. A minha mulher ficava muito chateada por estar sempre a sair de casa, mas a realidade é que só lá, é que dava o jogo. Agora vou sempre até à sala de espera do hospital, nos intervalos divirto-me a conversar com alguns compinchas que lá estão e ainda bebo um cafezinho quentinho oferecido pelos voluntários.

(António)

 

Pensei que com as subidas de preços decretadas pelo ministro, as salas de espera ficassem vazias de doentes e acompanhantes; mas não. Com os centros de saúde sem condições, os utentes vêm todos a horas determinadas e acompanhados sempre pelos chefes de família e seus respectivos filhos e sentam-se frente à televisão em filas cerradas, enquanto esperam pelo fim dos jogos. Protestam por não puderem fumar um cigarrito e beber um bagacito para aquecer a alma e o corpo.

(Paula)

 

Hoje, ao saber que ia ser operado, fiz saber à minha equipa médica as minhas exigências, antes de assinar o termo de responsabilidade: ter um quarto individual com cadeiras para visitas e ligação directa à tvcabo. Só existe um problema – sou assinante da Zon e não sei como resolver a situação. Será que me podem ajudar ou terei de mudar de hospital, mesmo que seja para um privado?

(João)

 

Finalmente e após meses de rezas a Nossa Senhora tenho a certeza que a minha vida vai mudar – com missa ao domingo na igreja e futebol toda a semana nos hospitais, o que mais podemos desejar para termos uma vida melhor? Talvez mais umas revistinhas VIP nos consultórios e já agora, canais XXX para entreter os maridos.

(Ana)

 

OS PROTESTOS:

 

Milhares de homens irão convocar uma manifestação à porta dos hospitais das suas terras, reclamando a transmissão de canais pornográficos.

(Homens)

 

Repudiando a falta de democracia vigente e a falta de paridade na programação dos canais de TV, as mulheres exigirão em contrapartida, o reforço das revistas VIP, nas salas de espera dos consultórios.

(Mulheres)

 

As crianças por sua vez – e fartas de ver os tradicionais filmes de natal, que já nem os seus pais suportam – irão exigir a descodificação do canal Panda. 

(Crianças)

 

FINAL:

 

E chega de disparates, porque ainda me exigem direitos de autor.

Bom Natal!

 

APÊNDICE 1:

 

Governo reafirma determinação em cumprir limites do défice

 

O que é que eu posso pensar de uma pessoa que fala com tranquilidade aos meus ouvidos, deixando-me aconchegadinho e quentinho a dormir no meu sofá e que de repente ao acordar, sem perceber como nem porquê, vê a sua caixa de correio cheio de dívidas ao estado?

 

Poucas horas antes do nascimento do menino Jesus, Gaspar confirma antecipadamente que continuará por cá no ano seguinte, reafirmando ao mesmo tempo a sua determinação em cumprir os limites do seu défice. Só não nos diz directamente como solucionar o problema que nós representámos para ele, apesar de subliminarmente nos dar a entender – se traduzirmos o seu português técnico utilizado – que será feito e mais uma vez à nossa custa, que ele sabe ser o elo mais fraco e que ele sabe ser o único, que ele ainda pode quebrar. Este é um exemplo real de um produto manufacturado e comercializado entre nós, com o único objectivo de ter lucro.

 

APÊNDICE 2:

 

Canadá decreta deportação de família portuguesa de dez pessoas

 

A culpa é do Canadá (ou da família)

 

Se por um lado a posição do Canadá face à situação desta família, está a um nível inqualificável de suprema incompetência e ignorância, este facto não deixa de ser indirectamente um forte estalo na cara deste governo, que age como se não existissem pessoas e em vez de surgir rapidamente a defendê-las nestes casos, ainda aparece de vez em quando cá na terra, a convidar-nos à emigração – se cá dentro é assim, o que será dos outros lá fora!

 

Paciência, mas não resisti a mais uma. Perdão, duas! É que eles não param de demonstrar a sua incompetência comunicacional.

 

Bom Natal!

(mais uma vez)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:54

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

18
21
22
24

28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO