Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Dez 11

A Hora e Meia do Fim

 

O que Desejar para 2012?

 

Que os Extraterrestres solidários com todas as Crianças deste planeta nos venham desde já visitar no próximo Dia de Reis e conjuntamente com os três Reis Magos, nos ofereçam as suas Prendas mesmo que Simbólicas, desde que ao mesmo tempo nos livrem de todos os males da Terra e confinem todos os Miseráveis deste mundo, numa nave supersónica, com destino programado, ao mais próximo Buraco Negro. Aí gritarei milagre e o mundo dará uma volta.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:19

Lobo – regressa em 1996 após 70 anos de ausência

 

O regresso dos lobos ao seu habitat natural contribui para o renascimento da vida e de um ecossistema saudável no parque de Yellowstone. Mesmo assim e apesar dos erros tremendos e criminosos anteriormente cometidos pelos especialistas de sempre, ainda há gente que pretenda retomar de uma forma corporativa e consciente, a cruzada contra os culpados do costume – neste caso, os lobos.

 

Lobo abatido – 1905 (última matança oficial em 1926)

 

Desde as origens do parque nacional de Yellowstone que foi permitido o abate de todos os predadores que aparecessem no caminho dos seus visitantes. Sendo um predador inteligente e sem grandes inimigos a considerar, o lobo foi logo considerado um animal indesejável e perigoso, sendo no entanto muito vulnerável à acção persistente dos seus caçadores. Por esse motivo e com o provável objectivo de o proteger, a caça ao lobo foi rapidamente proibida em 1886, quando o exército americano tomou o parque à sua responsabilidade. Mas mesmo assim os lobos foram sendo abatidos sistematicamente, até desaparecerem completamente em 1926.

 

Reintrodução do Lobo – 1996

 

Se no dia 1 de Março de 1872, Yellowstone se tornou o primeiro parque nacional a nível mundial, o seu primeiro objectivo foi sempre o de preservar a área dos géisers e das outras maravilhas geotérmicas ali existentes. No fundo os lobos não eram ditos nem achados para a questão, simplesmente não existiam. Só mais tarde é que foi reconhecida a importância da sua permanência em Yellowstone, de modo a evitar-se rupturas perigosas no ecossistema existente.

 

      

Recuperação da vegetação (1996) e reintegração do Lobo

 

(earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:49

“Salazar foi muito mais rápido a lá chegar e a de lá partir – quem dirigia, tinha que mandar!”

 

Salazar – o pai ainda a preto-e-branco

Ministro das Finanças após o 28 de Maio de 1926

(aos 37 anos)

 

Portugal dos Pequenitos

 

Parque temático construído durante o Estado Novo, com o único objectivo de mostrar às crianças, diversos aspectos da arquitectura e da história do Império Português. Numa primeira fase de construção com as casas típicas, em seguida com os monumentos representativos e finalmente com todo o mundo português, incluindo naturalmente as províncias ultramarinas.

 

“As palavras – de inépcia e de inacção – do Salazarinho sem dinheiro: taxar e receber!”

 

Salazarinho – o filho já a cores

Ministro das Finanças após o 21 de Junho de 2011

(aos 51 anos)

 

Portugal dos Pequenitos

 

Ainda pensei que Salazar tivera uma espécie de premonição do que iria acontecer a Portugal num futuro próximo. Mas afinal esta obra tinha sido criada com uma certeza absoluta do que nos iria acontecer, face a uma avalanche populacional de velhos e novos analfabetos, ainda por cima completamente submissos; e para usufruto único e exclusivo do seu filho Salazarinho, nas suas experiências financeiras com as próximas gerações – a dimensão do parque temático, teria que ser alargado ao país!

 

Extra CM:

 

Salazarinho – as conversas privadas e as dores nas costas

 

Entre conversas privadas e nas costas do ministro das Finanças, Vítor Gaspar é conhecido por alguns dos seus colegas como o novo 'Salazarinho', escreve o Correio da Manhã.

O Correio da Manhã explica que esta alcunha nasceu do alegado perfil de «sovina», do percurso político e dos discursos de austeridade, que surgem como semelhanças entre este ministro das Finanças e Salazar quando teve a mesma pasta.  

Ambos foram professores universitários e ambos têm origens rurais e beirãs - Salazar nasceu em Santa Comba Dão e o pai de Vítor Gaspar é original de Manteigas, escreve o CM.

Salazar exigiu controlo absoluto sobre as despesas e receitas de todos os ministérios durante o mandato nas Finanças, «tal como Vítor Gaspar tem feito desde que se tornou ministro», diz o Correio da Manhã, reforçando que o actual ministro conseguiu impor uma «ditadura financeira» a que todos, «até o primeiro-ministro», se têm de submeter. Tal como Salazar.

                                                                                                                                                       

(consulta: WEB, CM e Wikipédia)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:29

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14

18
21
22
24

28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO