Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Fev 12

Hoje Portugal atingiu o número brutal de 800.000 desempregados. Quase 1/3 desses desempregados são jovens. Talvez outros tantos sejam desempregados “não declarados” e muitos outros milhares trabalhem sem receber. Em cada habitação, a miséria honrada mas envergonhada instala-se sem precedentes, os assaltos disparam deixando toda a sua população em alerta, os mais variados e violentos crimes sucedem-se sem solução à vista; e nem assim, o poder vê o que se está a passar, mesmo diante de si, mesmo à sua volta. Tal atitude só pode ser explicada por uma total e absurda ignorância económica, social e cultural da parte de certos irresponsáveis diplomados, mas na verdade, declaradamente Analfabetos!

E perigosos, porque só pensam em comer!

 

Era uma vez um homem sem casa, que tinha galinhas poedeiras…

 

Comissão Europeia processa Portugal por não proteger as galinhas poedeiras

 

Normas europeias exigem gaiolas melhoradas

 

Os países tiveram doze anos para melhorarem as casas/gaiolas das galinhas poedeiras, de modo a estas se sentirem mais felizes e confortáveis.

 

Segundo a UE, 15% dessas galinhas poedeiras ainda vivem em situações habitacionais cruéis e inaceitáveis.

 

As novas regras exigem que as galinhas poedeiras usufruam de casas/gaiolas condignas, mais espaçosas e com áreas para actividades lúdicas e de confraternização entre amigas.

 

É declarada oficialmente a área mínima de cada habitação/gaiola e as respectivas zonas em que é dividida, de modo a satisfazer todas as necessidades “biológicas e comportamentais” das galinhas poedeiras.


Assim e de uma só vez, não só a Comissão Europeia demonstra como se incomoda tanto com o bem-estar das galinhas poedeiras, como defende os estados membros que oferecem melhores condições de habitação a estes animais, da concorrência desleal daqueles que as mandam aos montes para barracas sem condições, apenas para lhes cortar o pescoço.

 

Agora os países incumpridores terão algum tempo para justificar o sucedido e começarem a aplicar as novas regras da EU para a edificação de casas/gaiolas para galinhas poedeiras, caso contrário, serão levados ao tribunal de justiça da EU pelas mesmas galinhas poedeiras, onde terão que responder por este crime praticado sobre elas.

 

(a partir de notícia do Público)

 

Quando chegará a nossa vez?

(eu quero manter o pescoço)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:50

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
16
17

21
24

26
27
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO