Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

13
Mar 12

      

Jean Giraud e o mundo Moebius

 

“Foi assim que o conheci, como artista de banda desenhada, nas páginas do TINTIN”

(blogue Porta da Loja)

 

        

Revista Tintin e Blueberry

 

Que saudades de um tempo, em que apesar de sozinhos, ainda tínhamos sonhos. Hoje em dia, mesmo acompanhados, só nos oferecem pesadelos!

 

Jean Giraud nasceu a 18 de Maio de 1938 na cidade de Paris. Sendo um dos mais consagrados ilustradores europeus, começou a publicar antes dos seus 18 anos. Ficam-nos trabalhos como Blueberry e o lançamento em 1974 da revista de ficção científica e fantasia “Metal Hurlant”. Aí aparecem as primeiras histórias de Arzach e Major Grubert. Faleceu em 10 de Março de 2012 aos 73 anos.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:55

A violência constante que se verifica entre os espermatozoides na sua viagem de iniciação até atingirem o seu destino final que é o óvulo, deve-se à necessidade que todos eles têm de chegarem em primeiro lugar.

 

As mulheres do homem-primitivo observam todos os gestos do futuro fertilizador

 

O gesto sexual está aqui bem representado no rodopio craniano revelador de forte virilidade do homem domador de cabeças, manipulando com uma destreza própria dos machos proeminentes, um símbolo fálico sem conteúdo cerebral, mas perigosamente penetrador de corpos em choque comatoso, face à violência do impacto provocado pelo poder das forças circulares do Universo no ser de nível inferior, utilizando ridiculamente um artefacto feminino e ultrapassado.

 

      

Iniciação fálica utilizando artefactos, mas com ausência externa e visível de órgão sexual

 

O homem tem o seu mais forte argumento colocado entre as suas duas pernas e apontando, devido à ação da força da gravidade, em direção ao centro da Terra – o centro do nosso mundo. O seu pénis em ereção, aponta claramente o único objetivo a atingir: penetrar profundamente e com expulsão de fluídos marcadores, a mercadoria que mais se parece com eles – as mulheres. E como até não são homens, as possibilidades são infinitas!

 

(imagens – Men’s Adventure Magazines)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:47

Crimes de Guerra – um tema que já não se refere como notícia, mas como mais um estudo de mercado!

 

Mais um povo ignorado, desprezado e transformado em danos colaterais, entregue ao controle do Polícia do Mundo, sem justiça, sem leis, sem dignidade e dirigido por mercenários profissionais e cirúrgicos, atuando displicentemente como se tratassem de cobaias, com toda a hipocrisia e complacência dessa organização inexistente, que só seve como fonte privilegiada de empregos, a ONU.

 

In Afghan Civilian Killing Rampage, U.S. Soldier May Have Gone 'Berserk'

 

 

Anar Gul, right, with the body of her grandson, among 16 civilians killed by a lone U.S. soldier in Kandahar, Afghanistan.

 

Afghanistan Killing: White House Says No Change In War Strategy

 

 

A mourner cries over the bodies of Afghan civilians, allegedly shot by a rogue US soldier, seen loaded into the back of a truck in Alkozai village of Panjwayi district, Kandahar province on March 11, 2012.

 

(huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:34

Guerra na energia leva a demissão de secretário de Estado

 

 

Henrique Gomes

 

É a primeira saída do Governo – e logo com estrondo político. Na segunda-feira à noite, a Presidência da República anunciou que Cavaco Silva aceitou a proposta do primeiro-ministro «de exoneração, a seu pedido», de Henrique Gomes – secretário de Estado da Energia - e de nomeação hoje de Artur Trindade, até aqui presidente do regulador do sector.

 

Governo (há um dia):

                                                                                                                    

Alega «motivos pessoais e familiares» para a saída do secretário de Estado.

 

Dois jornais económicos (há três semanas):

 

Garantem que a razão da saída se prende com a forma como Henrique Gomes estava a lidar com o dossiê das margens de lucros das elétricas: em confronto direto com as empresas, denunciando contractos «danosos» para o Estado.

 

Outras curiosidades:

 

Em Setembro Henrique Gomes quis avançar com uma subida dos preços da eletricidade na ordem dos 30%, para por fim ao défice tarifário;

Em Fevereiro o mesmo defendeu que «a EDP e a Endesa devem perder ou atenuar significativamente a sua garantia de potência» para «evitar os sobrecustos existentes»;

Poucos dias depois, Carlos Moedas sublinhou que a revisão será feita «em negociações» e por acordo com as empresas, sem imposições unilaterais;

Na semana passada o presidente da EDP, António Mexia, disse que «a questão da existência de rendas é um falso problema», negando haver ganhos excessivos da empresa, ao contrário do que o Governo e a 'troika' têm afirmado;

Atualmente a revisão das rendas na energia está a ser tratada diretamente entre o secretário de Estado-adjunto Carlos Moedas e o ministro das Finanças, devido à pressão que a troika colocou no dossiê.

 

(a partir de notícia do Jornal Sol)

 

Talvez não seja uma questão de mentiras, mas de poder!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:19

     

Não mate estes vegetais no seu frigorífico – batatas, tomates e alhos

 

E já agora – já pensou nas bananas?

 

(imagens – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:07

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14

18
19
21
22
24

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO