Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Mar 12

Quando eu era mais novo e sempre que possível, os coveiros não enterravam pessoas vivas. Hoje em dia e sem saberem, esses mortos já se passeiam pelas ruas, com as funerárias alegremente, correndo atrás deles. E foi um coelho de reprodução intensiva, que traçou o nosso destino!

 

Portugal bateu no fundo?

 

Com a preciosa e solidária colaboração da EU e do FMI – e o acompanhamento rigoroso das agências de cotação – o coelho lá cavou heroicamente e sem hesitação o buraco onde nos irá enterrar a todos, anteriormente reconhecido como Portugal. Só se salvarão os que sabem nadar – após confirmação da detenção de um certificado de aptidão profissional da seita CAP/IEFP – e os que entretanto fugiram para Espanha – por conhecimento prévio da existência de outros lugares.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:32

 

Será que temos algum valor para estes indivíduos?

 

 

Já chegava o aproveitamento imoral aprovado por lei, que as companhias de seguro vão fazendo cada vez mais primorosamente e de uma forma estritamente economicista, sobre o nosso corpo e a nossa vida, para agora ainda termos de suportar a prepotência de certos indivíduos diplomados à pressão, mas de cultura e respeito social nulo, com o velho, cansado e único objetivo de manter aquela estrutura, que sempre os protegeu dos seus crimes praticados, não os criminalizando na lei e tornando-os para sempre impunes por vocação profissional.

 

 

Aplicação de um princípio formidável de imunidade total, só possível em países do terceiro mundo, que desrespeitam os direitos humanos fundamentais de “animais como nós”, existentes à face deste jardim à beira mar plantado e em avançado estado de decomposição. A isto chama-se desplante sem vergonha!

 

 

(imagens retiradas da web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:16

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14

18
19
21
22
24

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO