Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Abr 12

Rich People Have Less Compassion, Psychology Research Suggests

(Scientific American)

 

 

Who is more likely to lie, cheat, and steal—the poor person or the rich one? It’s tempting to think that the wealthier you are, the more likely you are to act fairly. After all, if you already have enough for yourself, it’s easier to think about what others may need. But research suggests the opposite is true: as people climb the social ladder their compassionate feelings towards other people decline.

 

(huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:14

O Estado assassina todos os dias os seus cidadãos e mesmo assim, persegue-os como um parasita mortal até ao fim da sus vida

 

Crimes Sem Criminosos

 

Matam-se pessoas na estrada e como em todas as ditaduras, o chefe não existe na altura. Logo, o zé-ninguém é o responsável

 

O recurso a estradas secundárias, por imposição tributária do estado a famílias de trabalhadores sem grandes recursos económicos, que apenas querem trabalhar para sobreviver nos limites de uma vida de indigente que lhes é imposta por quem tem níveis de vida elevados e não tem vergonha de exigir aos pobres o que eles nunca fizeram nem farão, provoca o surgimento de crimes como estes, em que os culpados são as vítimas do acidente, mas nos quais quem lhes indicou e proporcionou o caminho previsivelmente fatal, nada tem a ver com esses erros grosseiros e mortais: como culpados passam impunes, sendo ilibados por omissão e desresponsabilização através do usufruto privado de leis, por eles criadas para tal fim.

 

Este Governo e tal como todos os outros – até porque os artistas são sempre os mesmos, da mesma família ou gangue – optou pela diminuição brutal dos custos com a manutenção da máquina do estado, começando incrivelmente pela sua base de suporte básico de sobrevivência, constituído pelos seus trabalhadores, fundamentais para que o estado não se desagregue e desapareça, mas criminosamente desprotegidos e abandonados sem esperança ao seu pobre destino. Um ser humano, um eleitor que escolheu um governo para o defender e representar, é hoje em dia completamente desprezado e ignorado pelos seus representantes, que vêm nele apenas um instrumento provisório e de desgaste rápido, que lhes poderá proporcionar uma boa vida e um bom ordenado, se entretanto não se deixar manipular pela maioria do povo inculto e invejoso.

 

No meu país temos ministros conscientemente e deliberadamente incompetentes – porque detestam trabalhar para os outros e só querem um emprego bem remunerado e que lhes dê um bom curriculum em formato virtual – que só pensam em cortar naqueles que já nada têm, com a única intenção de os fazer calar e fazer desaparecer. O problema é que quando quem trabalha desaparecer de vez, não será com tretas ou idas à missa ao domingo, que o país se salvará. E o que assusta é que a Europa está à beira do seu fim e mesmo com os gritos dos seus mortos e feridos, ninguém vê nada para lá do seu mundinho.

 

O Nojo insustentável que todos os políticos nos metem, é um bom indicativo da sua hipocrisia e da sua total falta de credibilidade social, como é o caso do que se passa por exemplo na Justiça, na Saúde e na Educação (a Agricultura/Pescas, a Industria, o Trabalho e a Cultura já eram!): o que este Governo precisa não é de um banco de horas, mas de um novo banco de esperma, que os substitua logo na conceção

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:51

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO