Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Out 12

“Os nossos políticos criaram o nosso Monstro e apesar dos nossos gritos de dor, repetidos e lancinantes, viraram-nos as costas como se faz a um cão, indo dar de comer ao Monstro adotado e mantendo-o no ativo para sua proteção”

 

Com a redescoberta de um novo ninho de mercado extremamente lucrativo e direcionado para o controlo e a comercialização da mulher, o surgimento da institucionalização da paridade por decreto – antigamente as mulheres eram simplesmente instalados em asilos psiquiátricos – voltou a abrir novos espaços de prostituição física e moral para a mulher, agora bem remunerada, paga pelo homem e pronta a ordenar aos restantes, sem escrúpulos e como um macho – de calças mas sem cuecas – o cumprimento das nossas obrigações de gado castrado, obediente e assexuado.

 

Ela chupou todo os elementos físicos presentes no corpo do animal prostrado diante de si, sem qualquer tipo de piedade, remorso ou arrependimento – como um monstro saboreando algo de vivo e com propriedades organoléticas a não desprezar – oferecendo-se posteriormente como um alvo exposto e em falso sacrifício, sereno e apaziguador, pronto para o início de mais uma nova caçada espiritualmente redentora e biologicamente purificadora, a referenciais humanos desconhecidos mas auto disponibilizados.

 

Chupa-Cabrões

(ao serviço dos Chupa-Cabras)

 

Humanos apanhados pela cegueira estonteante da sua sexualidade inconsciente e libidinosa e sequencialmente incapazes de raciocinar e recuar, no auge suicida desta sua atividade estritamente sexual e não reprodutiva, autoinfligida por amor e consentimento e ao serviço deste ser insaciável el omnipresente distribuidor de prazer e realidades orgásticas.

 

No meu país as Cabras e os Cabrões combinaram entre si a divisão de Portugal em reservas e coutadas, distribuindo as suas presas por zonas privilegiadas de caça, onde algumas dessas futuras vítimas – ainda vivas – desses seus donos e predadores, terão ainda a função de fazer desaparecer todos os vestígios sangrentos remanescentes, de modo a manter o equilíbrio visual da natureza – e dar o início a nova caçada.

 

(imagem – wtbw2010.blogspot.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:11

A Vagina abre-se para o Mundo e para o Homem; e no seu interior encontramos Objetos desgovernados e sem comando, dirigindo-se para um buraco escuro, misterioso e desconhecido

 

No meio da viagem fantástica desta Vagina Galáctica – oferecida para deleite de todos os Seres Vivos presentes neste Intervalo – o Homem Espacial depara-se surpreendentemente com um problema que lhe poderá provocar uma ejaculação precoce, sem possibilidade de recorrer a subterfúgios sem identificação de culpados ou outros justificações inúteis, minoritárias e colaterais. Completamente paralisado por uma excitação sexual potencialmente explosiva e posto perante um óvulo alucinado deslocando-se no espaço a velocidades vertiginosas, numa procura demente de qualquer tipo ou feitio de espermatozoide, mesmo que institucionalizado num buraco negro.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:03

Lista de algumas das companhias mais importantes associadas nos EUA ao ramo da Industria Alimentar (doze) e que utilizam produtos desenvolvidos pela multinacional norte-americana – ligada ao ramo – MONSANTO:

 

KNORR     KELLOGS     NABISCO     HEINZ

HELLMANS     LIPTON     UNCLE BEN’S     PRINGLES

COCA COLA     PEPSI     CADBURY     CAPRI-SUN

 

Um dos Grandes Dilemas da Humanidade – Comer ou Morrer

 

Mas qual será o passado duma companhia desde sempre conhecida como estando ligada à Industria Química – como é o caso da MONSANTO – para estar atualmente e de uma forma privilegiada associada ao Ramo Alimentar? Veja-se alguns dos casos (três) do seu passado exemplar:

 

Responsável pelo fornecimento de adoçantes artificiais para a Coca-Cola

Responsável pelo desenvolvimento do DDT e do Agente Laranja

Pioneiros na modificação genética de células de plantas

 

No entanto a questão mantem-se (para os ingénuos ou para os mal informados): “O que têm a ver venenos de ações tóxicas comprovadas como o DDT, com os alimentos que ingerimos todos os dias e que nos mantêm vivos e a funcionar?” Tudo tem a ver com o dinheiro investido e a necessidade de maximizar o mais rapidamente possível as margens de lucro, de forma a provocar uma novo investimento e uma nova expansão dos mercados. E até algumas das mais importantes personalidades da atual política norte-americana, reconhecem todo o fantástico poder desta companhia, ignorando a continuação sem qualquer tipo de controlo das ações nefastas e prejudiciais desta companhia – para a saúde de toda a população – em troca de contrapartidas monetárias e pessoais. Como (eis quatro casos):

 

Michael A. Friedman     Donald Rumsfeld

Robert B. Shapiro     Hilary Clinton

 

A morte pode ser um negócio – que o diga o agente funerário

 

Podemos assim concluir que a Monsanto é uma das grandes companhias fornecedoras da base de todos os produtos de que nos alimentamos, comprando-os em supermercados, guardando-os na nossa dispensa e apresentando-os finalmente e para consumo religioso, na nossa bendita e farta mesa. Não interessa para nada a utilização intensiva de pesticidas seletivos que matam tudo menos a “Colheita Monsanto”; de aditivos artificiais de consequências ainda desconhecidas – pelo seu uso sistemático e repetitivo em diversos alimentos – como os adoçantes, aromatizantes, emulsionantes, colorantes e muitos outros produtos similares; e mesmo dos porcos alterados geneticamente e mais compatíveis com as necessidades do mercado ou da mortandade provocada em milhões de abelhas, contempladas como dados colaterais em cerimónia fúnebre comovente, mas sem interesse económico imediato na sua transformação e comercialização.

 

(dados e imagens – filteredmind.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:44

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
19

23
24
27

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO