Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Out 12

Albufeira – Ficheiros Secretos

EP1 – A Crise

 

Turista e Assalariado

 

Turista Algarvio de origem alienígena em apoio solidário aos seus assalariados indígenas, asfixiados por desativação despropositada e intencional e por ação seletiva sobre os mesmos (que não conseguem pagar e são descartados pelo sistema) do hemorrágico e mortal vírus SCUT

 

Uma organização de turistas residentes no Algarve entregou numa das Câmaras Municipais mais importantes da região, uma moção de protesto contra as ilegalidades cometidas sucessivamente sobre os seus trabalhadores indígenas contratados, por ações do foro criminal e atos de prepotência e arrogância dos seus representantes eleitos, praticados sem um mínimo de ética ou de vergonha, sobre os seus eleitores.

 

Espera-se que este ato civilizacional de protesto seja atendido por quem tem essa obrigação moral e que este não se fique apenas pelas fantasiosas intenções proclamadas para as crianças, no seu já difícil banco de escola – a criança quer aprender mas o outro quer educar!

 

Em caso de resposta negativa ou de ausência propositada de análise e solução deste problema, esta organização prometeu tomar medidas mais duras e radicais, que poderão passar pela eliminação destas fações terroristas e seitas secretas governamentais.

 

(imagem – wtbw.2010)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:32

O COMBATE

(às claras e em legítima defesa)

 

Alice Vieira (a mulher escritora e sobrevalorizada) versus Teresa Calçada (a mulher comissária-adjunta do Plano Nacional de Leitura com bom censo e com um rosto a defender)

 

      

Mensagem para o Conselho Científico (e associados): “Bastava ler a contracapa”

 

A CAUSA

(provocada pelos mal agradecidos contra os assalariados da cultura)

 

Um livro de poesia para adultos de Alice Vieira está na lista das obras aconselhadas a crianças da antiga segunda classe. A autora não compreende e diz que bastava ter lido a obra para perceber que não podia fazer parte da lista do Plano Nacional de Leitura (PNL). Uma responsável deste organismo do Ministério da Educação reconhece o erro, mas acha que devia ter sido a própria autora a alertar para o problema. A comissária-adjunta do PNL garante que vai verificar a origem de um problema que diz estar a ser sobrevalorizado.

 

A JUSTIFICAÇÃO

(executada frente a um espelho e imaginando outra máscara de realidade)

 

Um erro que poderia ser corrigido sem ser na praça pública, se a relação de Alice Vieira connosco fosse outra.

 

O Plano Nacional de Leitura é uma iniciativa do Governo da responsabilidade do Ministério da Educação e visa elevar o nível de literacia dos portugueses.

 

(a partir de SIC Notícias)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:08

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
19

23
24
27

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO