Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Mar 13

Simulações

 

Esta foto foi tirada há uns dias atrás por um cidadão marciano ninfomaníaco, em visita de estudo aos planetas clitorianos do Sistema Solar. Será posteriormente entregue em mãos próprias à mulher, como prova de que neste período de tempo nunca terá abandonado solo marciano. O único problema foi que a mulher o terá seguido – por desconfiança sobre o sua recente disfunção eréctil – acabando por aterrar em território desconhecido, na perseguição ao seu adúltero marido. Dada a semelhança tremenda com as paisagens do seu planeta e por nada deste conhecer, acabou por se perder nos subterrâneos deste novo mundo e por levar uma vida de sexo, luxúria e violência. Fica assim bem claro que esta foto nunca foi entregue pelo remetente ao seu destinatário, que por extravio de correspondência, regressou de novo à sua origem na região clitoriana: a missão saltava agora para um nível superior, interior, vaginal e o ponto G era o novo objectivo.

 

(imagem da Web: deserto de Atacama – Chile)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:02

"Actual modelo económico do Chipre está morto"

(Angela Merkel)

 

 

Então só falta encontrar o assassino que conseguiu matar este país e de seguida levá-lo a tribunal, condená-lo sem atenuantes pelo crime praticado e exigir uma compensação por danos deliberados e conscientemente causados.

 

Memória

 

 

No passado mês de Fevereiro deste ano de 2013 fez sessenta anos que a Alemanha viu-lhe serem perdoadas – por diversos países, sendo um deles a Grécia – mais de 60% da sua dívida, contraída antes e depois da II Guerra Mundial: de quase 23 biliões de dólares de dívida, esta acabou por ficar por uns meros 7 biliões!

 

(imagens – google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:48

21
Mar 13

 

Located about 7,500 light-years away in the constellation of Cassiopeia, the Heart Nebula is a mix of gas and dark dust. Also called IC 1805, this emission nebula was nicknamed for its heart-like shape. In the center of the heart is a newly-formed star cluster called Melotte 15.

 

The image also shows a bright star-forming region called NGC 896. The larger star-forming complex that contains the heart nebula sprawls along the Perseus spiral arm of our home galaxy, the Milky Way.

 

(texto: space.com – imagem: Terry Hancock)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:48

“Muitas vezes não me interessa o que um conjunto de palavras significa: o mais importante é a melodia biológica que esse conjunto me transmite”

 

O deserto é um ponto de origem e de destino de um trilho real desaparecido, numa encruzilhada infinita de rectas caóticas mas sequenciais – imaginadas e montadas no nosso cérebro previamente estruturado – e formando planos infinitos que se intersectam indefinidamente, criando o grande espaço fundamental e facultando-o ao aparecimento do seu complemento simétrico – a matéria – por excitação da mesma e alteração do seu estado teoricamente passivo.

 

Abaixo do rio Tejo – terras do sul terra de mouros – só deserto sem fim e alguns camelos perdidos

 

Margem Sul

 

O Tejo atravessava Portugal da fronteira até Lisboa, dividindo o país em duas zonas bem distintas: a norte viviam os portugueses descendentes de Viriato mais puros e originais, enquanto que a sul a miscigenação com os mouros do norte de África – devido à invasão árabe da península ibérica – tinha produzido uma raça de portugueses mais lentos, preguiçosos e acastanhados. E eu posso comprovar tudo isto socorrendo-me de uma das maiores e mais influentes personalidades do submundo empresarial nortenho, também conhecido como o Papa e detentor de um formidável projecto individual de vida, devidamente embrulhado e apresentado num intocável, invisível e inexistente saco azul. Segundo o Papa do Norte o problema geral que afecta o nosso país só será solucionado quando se acabar de vez com a presença dos mouros – e seus descendentes e apoiantes vítimas de contágio – em Portugal, tal como preconiza Jardim na Madeira nas suas homilias contra os cubanos (uma mistura estranha e perigosa entre mouros e outras raças limitadas, vivendo em ilhas fechadas e de costas voltadas para o mundo).

Como colaboração pessoal e desinteressada para o desenvolvimento deste tema tão importante e há ainda tão pouco tempo motivo de análise de toda a inteligência ligada ao poder e aos grandes subsídios patrióticos de estado, só posso confirmar alguns destes pensamentos e ideologia predominantes, fazendo o pino, deixando afluir o sangue à cabeça e soltando a língua de imediato, antes de bater com os cornos no chão: os povos do sul deste reino vivendo além Tejo até às fronteiras do mar, são nossos pais, filhos e irmãos, partilhando neste espaço toda a experiência de uma existência vivida e sentida, sem exigir nada em troca, além da amizade, do respeito e da alegria. Como todos os portugueses ainda não corrompidos pelo poder e pela falta de vergonha.

 

No início o camelo era feliz e atrevido e até lhe tinham prometido, andar de comboio e de avião

 

Camelo Filósofo

 

E foi então com o Homem do Leme – vindo do Algarve mouro – que os portugueses partiram a caminho do Oásis. Aí todos nos transformamos em perfeitos camelos, partindo em caravana e numa corrida desenfreada, à procura da prometida e certificada gruta de Ali-Bábá. Muitos enriqueceram – os Quarenta Ladrões – e outros lá se foram safando – chantageando os ladrões para quem tinham trabalhado – mas a esmagadora maioria apenas foi alternando – como uma reles prostituta – entre a fome como regra e a fartura como excepção. E lá se foram passando anos a fio com os camelos correndo desorientados entre o Inferno e o Purgatório – agora promovido a Céu suportado pela revolução tecnológica – completamente alienados dos seus projectos de vida por direito, em troca de uma simples e enganadora miragem por dever. O camelo até que é na maioria dos casos um animal dócil e pouco exigente, suportando condições extremas de trabalho e apenas pedindo em troca comida, água e descanso. No entanto se acreditar em miragens tem o seu destino traçado.

Com o passar insuportável do tempo e esmagados sob o peso brutal de uma infinita sucessão de ilusões – nunca concretizadas nem sequer explicadas – os camelos começaram então a desmobilizar e a partir, dirigindo-se de seguida em passo lento e não muito convencido, em direcção a um novo grupo que entretanto se formara e que rapidamente ia engrossando a cada minuto que passava.

Chegava a nova época de caça e iniciava-se uma nova e inovadora era de diálogo entre o caçador e a sua vítima; com um pequeno interregno de desnorte entre a escolha pela opção objecto (caçador) ou a escolha pela opção sujeito (vítima), resolvida num abrir e fechar de olhos a partir do momento em que o sujeito foi possuído pelo objecto e enviado para a Europa como couve de Bruxelas – na realidade um nabo português. E aí surgiu o novo Salvador, o Messias da reaproximação entre os diferentes estratos da nossa pirâmide social, reunindo polícias, ladrões e vítimas de ambos, todos reunidos num esforço final e supremo de aproveitamento máximo de todas as migalhas ainda disponíveis, organizando uma festa com tudo e drogando todos os seus apoiantes: tal como sabem os pombos (e os camelos filósofos) o milho não dá para sempre, nem sequer dá para todos!

 

Mas a receita para o camelo mudou, à sua volta tudo secou e roubada a alma do bicho, todo o edifício ruiu

 

Camelo Lagomorfo

 

Os abutres sabem de antemão e por experiência própria que todo o animal maltratado e que se encontre ferido, se não ajudado em tempo útil acabará inexoravelmente por morrer. Por outro lado também é do conhecimento de alguns desses abutres profissionais – gostosamente a viver à custa dos apoios concedidos pelo estado às empresas por onde vão passando – do trunfo vital que representa para eles, não o estabelecimento e a responsabilização das metas a cumprir pelo programa proposto pelos próprios aos seus cidadãos e representados, mas o estabelecimento consecutivo e ininterrupto de novas e cada vez mais elaboradas promessas (irrealizáveis) de melhoria de vida, culpando sempre alguém – que não eles – pela sua não concretização. Assim uma promessa não cumprida não representa traição ou incompetência, apenas um erro de previsão possível de ser corrigido em qualquer altura. O problema é que estes camelos de camelos não têm nada, primeiro porque nunca necessitaram de se olhar ao espelho e segundo porque sempre foram ensinados que camelos são os outros.

O animal que hoje dirige o nosso país verdadeiramente não é um camelo. Tudo aconteceu num dia de sol lá para os lados de Lisboa, quando um cortador de relva até aí sem grande notoriedade e sem grandes referências, se ligou inesperadamente – sem que ninguém lhe tivesse tocado – acabando por atingir e danificar um camelo que fugira da sua velha tratadora de circo, que na realidade e no fundo, há muito pretendia livrar-se dele: ao fugir numa corrida desenfreada o animal acabou por cair desamparado e por partir a espinha, ficando com mais uma corcunda.

E desta forma a família de camelos dividiu-se em duas tribos rivais: os dromedários de uma só bossa – a classe inferior ligada aos mouros – e os verdadeiros camelos com duas bossas – a classe superior ligada a Viriato. E são estas espécies de camelos portugueses que dão má fama aos pobres dos bichos e os conduzem irremediavelmente até à sua (nossa) morte: se pudesse escolher o camelo talvez opta-se por um lama sul-americano em homenagem a Hugo Chávez.

 

O senhor que se segue promete: quem espera sempre alcança um esqueleto sem poupança

 

Camelo Inseguro

 

Tiros Seguros e Inseguros:

(ihea.com)


“Un tiro seguro mientras se está cazando, es aquel en el que usted ve claramente al animal, es capaz de identificarlo positivamente, y está seguro de lo que se encuentra entre usted, su blanco y más allá de él”.

 

Em último lugar quero mostrar todo o meu apreço pelos verdadeiros camelos, sejam eles dromedarius – com uma bossa como os marroquinos – ou bactrianus – com duas bossas como os asiáticos. O termo “camelo” aparece aqui devido à sua utilização figurada e abusiva por parte dos nossos políticos – num intervalo muito curto de tempo da nossa trágica e delirante subhistória – com o único objectivo de impor unilateralmente e sem discussão um determinado projecto, anulando por delito de existência – penso logo existo – quem se lhe opusesse.

 

(imagens: google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:25

O filme – realizado entre os dias nove e dezasseis mês de Março a partir do telescópio STEREO-B – relativo à passagem do cometa PAN-STARRS na sua órbita de aproximação ao Sol – atingindo o seu periélio a dez de Março – começa com a observação de algumas fortes explosões na superfície da nossa estrela, acompanhadas de imediato pela emissão de uma intensa CME, à medida que o cometa contorna o seu ponto de referência, o Sol. Ao mesmo tempo que se regista uma nova e intensa CME, o filme finaliza com a observação de novas explosões muito idênticas às inicialmente gravadas.

 

PAN-STARRS – NASA – STEREO-B

 

Imagem espectacular obtida a partir do telescópio solar STEREO-B, durante a passagem do cometa PAN-STARRS nas proximidades do Sol.

Cometa que não mais veremos em vida, dada a sua periodicidade (de milhões de anos).

Pode-se ver à direita da imagem o planeta Terra, enquanto à esquerda uma CME parece dirigir-se em direcção ao cometa.

Estas emissões súbitas de CME (Coronal Mass Ejection) registadas pelo telescópio da NASA, parecem corresponder a uma reacção do Sol à passagem dos cometas, tornando a estrela muito mais activa com a vizinhança destes corpos celestes e provocando CME com maior intensidade e dimensão.

Se um cometa como este provoca um aumento bem visível da actividade solar, então o que aconteceria se nas proximidades do Sol, passasse um outro cometa mas de muito maior dimensão?

Como reagiria o Sol a esta passagem e quais poderiam ser as consequências para o nosso planeta?

E para a vida na Terra.

 

 (imagem – spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:57

20
Mar 13

 

Questão: O que fazer se um asteróide estiver em rota de colisão com a Terra?

Resposta: Rezar!

 

Resposta dada pelo administrador da NASA Charles Bolden, a uma questão colocada pelo Comité de Ciência da Casa dos Representantes dos EUA.

 

(imagem – google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:14

19
Mar 13

"A ilha mediterrânica está prestes a entrar numa era de "austeridade severa, de dor inconcebível e sem fim"

(Paul Krugman)

 

Nicósia

 

Até os neofascistas são liberais. Ou será o contrário?

É que nesta Europa é tudo muito confuso!

 

O problema de Chipre reside nos direitos de exploração das reservas de gás natural dum país integrado na Comunidade Económica Europeia, financeiramente dominado pelo governo russo, por empresários russos e pela máfia russa. Até agora os dirigentes europeus nunca se tinham incomodado muito com este paraíso fiscal – apenas mais um entre os diversos offshore por eles utilizados – ignorando sem grandes preocupações a crescente influência russa no sistema financeiro cipriota e a consequente lavagem de dinheiro sujo. Mas com o agravamento da crise que assola toda a Europa – que atingiu o sul, atinge agora o centro e acabará por chegar ao norte – e com o assalto aos mercados por parte dos novos centros mundiais de poder – Rússia/Países Árabes, China/Ásia e com os USA/UK como “observadores e também parte interessada” – os lobbies económicos europeus finalmente falaram mais alto: não porque reconhecessem finalmente a miséria moral e económica em que a Europa estava a cair – sem perspectivas de escapar do abismo e ao seu fim previsível a curto prazo – mas porque os seus direitos adquiridos e interesses estritamente pessoais poderiam estar agora a ser postos em causa, face à possibilidade duma matéria-prima produtora de mais-valia e pertencente à CEE, poder passar para as mãos dos novos usurpadores imperialistas.

 

E que golpada: de uma só vez assaltavam-se os russos – atacando as suas contas – assaltavam-se os cipriotas – atacando as suas poupanças – e assaltava-se o Chipre – atacando as suas reservas de gás natural. E o que é que a CEE oferecia em troca? Retirar a ameaça de lançar o país na bancarrota e o seu povo na miséria total e emprestar em troca – pela garantia da obtenção dos direitos exclusivos de exploração das reservas de gás natural – uma quantia ridícula para o total do orçamento comunitário e que provavelmente até uma grande empresa russa como a GazProm, acabaria por chegar a acordo para emprestar e com juros menos elevados. E claro está (golpada) que também forneceria austeridade, mas sem bancarrota e com uma miséria mais suportável.

 

Na minha terra a estes indivíduos chamamos ladrões e são todos enviados para a cadeia!

Só não vão para lá se estiverem cheias mas se calhar é bem pior para eles!

 

(imagem – google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:40

E de madrugada o céu ficou verde e vermelho

 

Aurora

 

Uma CME atingiu recentemente a Terra, provocando uma tempestade geomagnética moderada e originando o aparecimento de auroras boreais.

 

Ao entardecer e com o céu iluminado pela Lua

 

Cometa

 

O cometa Pan-Starrs continua a afastar-se do Sol, sendo agora visível no hemisfério norte, com a sua característica cauda constituída por poeiras, gelo e gases.

 

(imagens – spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:19

“We choose to go to the moon”

John Kennedy – Universidade Rice – 1961

 

No mês de Dezembro de 1972 o módulo lunar da missão Apollo17 – lançada pela agência espacial norte-americana NASA – aterra sobre a superfície da Lua.

Richard Nixon era então o presidente dos Estados Unidos da América, a guerra do Vietname aproximava-se do seu fim e em Portugal Marcelo Caetano assumia-se como o continuador da obra de Salazar.

 

Dois astronautas da missão Apollo17 – Cernan e Schmitt – passeiam-se na região da cratera Shorty

 

Tudo isto se passou há mais de quarenta anos mas até parece que foi hoje! Então o que é que terá levado os norte-americanos a abandonarem este projecto tão ambicioso? Provavelmente os primeiros sinais evidentes da recessão económica que aí vinha com a aproximação da crise do petróleo de 1973, a qual que iria afectar gravemente os EUA e todo o resto do mundo, levando os norte-americanos a redireccionar a sua estratégia em direcção ao Oriente produtor de petróleo e a apoiar o estado de Israel na guerra do Yom Kippur – contra os seus inimigos dos países árabes que além de controlarem a OPEP e dessa maneira o preço do petróleo, ainda eram amigos dos comunistas da União Soviética.

 

Muitas outras explicações se poderão encontrar para o sucedido: desde os perigos que envolviam os astronautas nesta missão tão complexa a um mundo desconhecido e tão distante do nosso, passando pelos altíssimos custos a suportar para a concretização deste projecto numa altura de pré-recessão económica mundial, até às teorias conspirativas que envolveram o fim do programa Apollo, algumas delas falando da existência na Lua de vestígios de outras civilizações anteriores à nossa ou mesmo da presença por essa altura no satélite natural da Terra, de seres alienígenas provavelmente hostis. O que é certo é que hoje em dia voos tripulados só os efectuados entre as bases terrestres e a Estação Espacial Internacional (ISS). Todos os restantes voos tripulados foram suspensos indefinidamente, apesar do sonho humano das grandes viagens interplanetárias e da descoberta de outros novos mundos habitáveis continuar a invadir a nossa imaginação e dessa forma acabar por contribuir decisivamente para a manutenção da nossa esperança no futuro.

 

A Lua poderá ser a nossa cara-metade ou então o espelho da Bruxa; e a face oculta da Lua, será a outra face do espelho. De qualquer forma o Universo será sempre fantástico e gostaria de o conhecer nem que fosse por interposta pessoa: quem não gostaria de estar – ver, partilhar – no espaço onde os outros estão e continuar a estar sem nunca os perder de vista?

 

(imagem – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:14

Os estúpidos? Somos nós! Porquê? Vejam lá:

 

"Ou temos líderes muito estúpidos ou a medida tem de ser explicada na íntegra"

(face à taxação dos depósitos em Chipre e a consequente corrida aos bancos)

 

João Salgueiro

Ministro das Finanças do VIII Governo Constitucional dirigido por Pinto Balsemão

 

O mesmo génio que afirmou ter uma forma para resolver o problema do elevado número de jovens desempregados e licenciados em Portugal: irem limpar as matas ou então seguirem a profissão de trolha. No entanto esta teoria já não é original pelo menos no meio por onde anda esta tão erudita personalidade: já há uns anos atrás um seu ilustre colega de partido dum concelho do sul de Portugal de maioria PSD – falando do excesso de diplomados lançados no mercado, por uma escola superior da qual era parte interessada – afirmou peremptoriamente que mais valia um funcionário da limpeza com um curso superior do que sem ele. Se o segundo indivíduo ganha dinheiro explorando pessoas, o primeiro insulta-nos sarcasticamente – por termos acreditado neles e sido tão estúpidos.

 

Anexo

 

Significado de Cavalgadura: pessoa estúpida, malcriada e revelando falta de inteligência.

 

(imagem – google.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:06

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
14

23

27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO