Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Set 13

Quando estamos com fome mas já tudo nos foi retirado – seja o dinheiro ou a sachola – só nos resta podermos usufruir e ficar deleitados a ver aquilo que nos faz água na boca. A nossa capacidade de pensar e de organizar todos os nossos sentidos e percepções organolépticas foi despedaçada nos dias de hoje pelo estertor actual do sistema cultural e formativo actual, oficial e legal, por lobotomia necessária e assumida da generalidade da população: é que os animais só se controlam, aplicando-lhes por caridade o exercício da morte.


          

Terra e Júpiter prontos a comer – já o rico ao comer tanto, tira maior prazer ao evacuar

 

E que tal comermos o nosso planeta ou outra peça qualquer? Vivendo num mundo acolhedor e auto-suficiente, conseguimos apesar de todos os obstáculos racionais e naturais afastar a Humanidade da Natureza e integrá-la por subserviência remuneratória num mundo isolado e inconsequente, puramente mecânico, acéfalo e replicante. Pelos vistos só as crianças irresponsáveis e os velhos senis conseguem compreender o mundo e a vida, mas com as suas posições impraticáveis e extremistas, ninguém lhes dá ouvidos só os deixando brincar, sonhar ou morrer.

 

(imagens: space.com – Rhiannon/Cake Crumbs/Austrália)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:16

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16

26
27

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO