Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Fev 14

“Níveis de radiação nunca vistos – de césio 134 e de césio 137 – registados nas proximidades do Oceano Pacífico”

 

USS Reagan Sailors v. TEPCO Lawsuit Update w/Attny Charles Bonner

 

USS Reagan

 

USS Reagan sailors on deck trying to clean up radiation during Operation Tomadachi, their humanitarian aid mission to Fukushima immediately after the March 11.2011 earthquake and tsunami.  (Note the lack of protective gear)

 

(nuclearhotseat.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:31

“Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou”

(Bíblia – Êxodo 20)

 

Os pais nunca tinham dito nada de especial a Embrião sobre o Templo da Implantação, porque sabiam por experiência própria de vida e por observação directa de toda a Natureza que os rodeava e da qual faziam parte, que o mistério era uma das principais e mais belas transições temporais em todos os acontecimentos e fenómenos da História do Mundo – nunca os deixando insatisfeitos com as revelações obtidas, mas mesmo assim sugerindo-lhes imediatamente outras conquistas do conhecimento e outras aventuras fantásticas e de encantamento.

 

Entre a primeira e a segunda etapa a Fronteira – o Templo da Implantação – seria um marco do desenvolvimento do Embrião e da sua transformação posterior num fabuloso Ser Vivo: aí ele desenvolveria a sua estrutura básica de crescimento e de desenvolvimento, organizando-se e adquirindo no decorrer do processo – como um farol – a Alma que o dirigiria para sempre e de onde emanaria a Consciência.

 

Embrião: Roseta e As Fundações do Corpo

 

Tinha chegado a hora do Embrião sair de casa e partir para a sua grande viagem. Teria duas etapas a cumprir: uma antes de chegar ao Templo da Implantação e outra após a sua passagem. Na primeira etapa e nunca perdendo a sua identidade profunda, viajaria com o aspecto de Blastócito, o que lhe daria a aparência de pequenas projecções livres e dispersas, analiticamente procurando direcções; na segunda etapa e após a chegada a Útero, embrenhar-se-ia nele como Mãe e Destino. Mas o período mais sedutor da viagem seria sempre o passado durante o Templo de Implantação, até pelo Mistério que o envolvia: como era possível que num tão curto espaço de tempo – comparativamente com o tempo dispendido em toda a viagem – o Embrião sofresse das mais significativas alterações de crescimento e de desenvolvimento, organizando-se para se transformas e evoluir?

 

Chegado ao Templo da Implantação o Embrião adquiriu a sua essência e a concretização do seu destino: o Espírito da Vida. E com a complexidade da Alma a ele aí anexada, criou fantásticas estruturas básicas de construção e de reprodução infinitas – perdendo agora o Embrião o aspecto de Blastócito e transformando-se numa bela e organizada Roseta, festiva, perfeita e bem desenvolvida. Numa imagem nunca antes vista ou imaginada, pelo jovem e aprendiz Embrião. Um dia o Templo da Implantação receberia o Prémio da Regeneração.

 

(imagem – The Watchers/cam.ac.uk/cell.com/creativecommons.org)

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:14

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO