Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Mar 14

Russia vs USA

 

Barack Obama and Vladimir Putin

 

Ukraine’s population is split, roughly 50/50, between those who are “pro EU/US” and those who are “pro Russia”. The recent “revolution” and change of government in Ukraine has exacerbated political, ethnic and religious divisions (as all US-inspired provocations do, and are designed to do) among the Ukrainian people. At present, the US-backed government in Kiev and its supporters in Western Ukraine are lobbying the UN security council and NATO (the US military mainly) to “look at all ways to protect its territorial integrity.” At the same time, the newly declared ‘independent’ parliament in the Crimean peninsula has called on Russia to protect its ‘integrity’. All of which appears to shape up as the opening gambit in a possible military confrontation between the USA and Russia. So, is the real war that never came during the ‘cold war’ about to kick off?

 

(sott.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:13

“Existe sempre a possibilidade – se sobrevivermos às balas – de vivermos da Luz e do Ar. E se houver água melhor, poderemos tomar banho”

(Alien Barbie)

 

No meio da grave crise social e económica que atravessa a Ucrânia podendo-a mesmo lançar numa guerra suicida e de consequências desconhecidas e desastrosas até para a Europa, eis que surge de novo e como que retirada dum cenário neste caso pré-apocalíptico a modelo ucraniana Valeria Lukyanova, internacionalmente conhecida como sendo muito parecida com outro modelo mas neste caso de plástico: Barbie.

 

Valeria Lukyanova – A Alienígena Ucraniana

 

A modelo ucraniana – talvez marcada pela recente violência registada no seu país e pelo impasse que se desenha pelo menos temporariamente no horizonte e que poderá levar rapidamente ao desemprego e à fome (o que contradiz aqueles que diziam que como Barbie, não tinha nada na cabeça) – aparece agora com o mesmo aspecto anterior mas com outras pretensões e objectivos mais profundos e filosóficos: ela acredita firmemente ser um Alienígena e ser capaz de viver usufruindo apenas de Luz e de Ar. E dispensando mesmo a água – o que não deixará de ser um espanto (ainda por cima olhando para ela) dado qualquer ser humano ter na composição do seu corpo cerca de 2/3 de água. Esqueci-me: ela não é deste mundo.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:03

(proporcionado pelo seu amigo bipolar Europeu: com a Rússia a empurrá-la para um lado e a Alemanha – com os EUA à espreita – para o outro)

 

A Ucrânia tem que se convencer que o seu futuro – feliz ou infelizmente – passa actualmente pelo seu vizinho a Rússia, de novo uma grande potência em crescimento e expansão e que muito provavelmente liderará num futuro cada vez mais próximo a maioria do território europeu. Isto se aquele país do centro da Europa, minoritário, fechado em torno de si próprio e sem perspectivas ou propostas revolucionárias de inovação – a sempre presente e intemporal Alemanha – nos continuar a controlar e asfixiar: mas isso também depende de nós (os portugueses).

 

Todos os simples cidadãos percebem, por experiência própria adquirida durante os nossos anos de vida, que um dos factores principais senão mesmo fundamental para a estabilização do nosso quotidiano diário reside na livre e equilibrada utilização da Energia: se esta estiver disponível tudo bem, mas se por qualquer outro factor externo ela acabar por ser condicionada ou mesmo suspensa – mesmo que temporariamente – então as consequências desse incidente poderão levar ao colapso de toda a sociedade, pelo menos tal e qual a conhecemos actualmente. E por arrastamento e contágio tornar instáveis as regiões envolventes.

 

Gasodutos: actual (a azul) e em construção (a vermelho)

 

O que acontece na Ucrânia representa um caso de aparente suicídio dum Estado às mãos dos seus governantes – do regime, da oposição e infiltrados – desejosos de poderem aproveitar exclusivamente em seu interesse não só das correntes de dinheiro da Gazprom que circulam pelos pipelines oriundos da Rússia, como simultaneamente de se poderem virar para o outro lado Ocidental e abrirem amplamente os seus braços às correntes de dinheiro vindo de Bruxelas. Só que sem electricidade não se consegue trabalhar, nem sequer se conseguindo brincar: e o “dono dessa energia fundamental” está a oriente, podendo a qualquer altura e sem aviso prévio fechar as torneiras. E mais uma vez se percebe a vantagem de se ser o detentor da matéria-prima – o patrão – sobre aqueles que apenas poderão usufruir dela (se a pagarem) – o empregado. E na Ucrânia o empregado revoltou-se contra o anterior patrão – contando com o apoio e com as promessas feitas por outros patrões concorrentes e como tal adversários – arriscando-se agora a ficar desempregado e pior do que isso abandonado. Mas esta é infelizmente a estratégia política escolhida pelos nossos governantes – e por nós tacitamente aceite – inicialmente para nos manipular e posteriormente para progressivamente nos suprimir.

 

(imagem – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:38

“Pim, pam, pum

Cada bola mata um

Da galinha p’ró perú

Quem se livra és tu!”

 

Obama pede a Putin para recuar (na Ucrânia)

 

PIM

Rússia quer proteger interesses e as populações.

 

PAM

A administração norte-americana suspende participação nas reuniões preparatórias da cimeira do G8 em Junho na Rússia.

 

PUM

Exército ucraniano em alerta.

 

(imagem – huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:54

Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO