Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Jul 14

“Nem todos os Diabos têm um par de cornos mas todos invocam um Deus”

 

Os Republicanos retomaram a sua luta violenta e sem tréguas contra o presidente norte-americano (e Democrata) Barack Obama, agora com o pretexto do trágico acidente ocorrido com o jacto das Linhas Aéreas da Malásia e que provocou perto de 300 mortos – por acaso mesmo ao lado da fronteira entre a Ucrânia e a Rússia.

 

Segundo os Republicanos a reacção do presidente norte-americano ao despenhamento do avião malaio foi inaceitável por nula, já que para eles é mais do que evidente o envolvimento da Rússia na queda do avião, abatido em pleno ar por um míssil de fabrico russo – um míssil de uma bateria BUK: como se o fabricante e vendedor de um determinado produto fosse responsável pelo que o comprador fizesse posteriormente com ele.

 

Ainda por cima com o regime de Kiev na posse do mesmo tipo de armamento, algum dele colocado precisamente na zona de conflito onde se deu a queda fatal do avião proveniente de Amesterdão (metade das vítimas será holandesa).

 

Míssil Terra-Ar de uma bateria BUK

 

No caso dos Estados Unidos da América estamos a assistir a mais um fenómeno de histeria anti-Obama lançado e promovido pela extrema-direita Republicana, que já desde há muito tempo tenta boicotar a acção do presidente Democrata desde a Casa Branca, ultimamente com a própria Sarah Palin a pedir o Impedimento do presidente pela sua política interna e sobretudo externa.

 

A Guerra é o futuro dos Republicanos e eles sabem disso muito bem. Não é por acaso o constante e por vezes violento debate na sociedade norte-americana à volta da crescente proliferação de armas entre a sua população, que apesar de já ter provocado graves e numerosos incidentes de morte e terror continua democraticamente em roda livre: veja-se apenas o que se tem passado nas escolas norte-americanas (com os sucessivos episódios de tiroteios mortais) para tais acontecimentos deixarem qualquer um de nós a pensar.

 

Mas de toda esta história o que resta são:

- Mais 300 mortos civis completamente alheios ao problema que decorria debaixo dos seus pés e cujo objectivo único era atingir o seu objectivo de viagem; além disso deslocavam-se a partir de um aeroporto europeu e mais de 50% dos seus passageiros (por mero acaso) também eram originários da Europa;

- A continuação da guerra civil no leste da Ucrânia com o registo crescente e imparável do número de mortos e feridos sobretudo no interior da sua população civil, ainda por cima agora com um cenário mais adornado com outros ornamentos como destroços e mortos caindo do céu, tão a propósito e justificativo dum acelerar desta carnificina para quem faz da guerra e da morte a Construção do seu Império – russo ou norte-americano;

- E a confirmação de uma Europa Estática e mais que Morta, subjugada ao Império Militar (USA) e ao Império Económico (China).

 

Paz à nossa Alma: um Novo Mundo A espera!

 

(imagem – Reuters)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:55

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO