Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Jul 14

I

 

Projéctil de 155mm a caminho de Gaza

(lançado a partir de território israelita)

 

Sem falar no número de feridos (aos milhares) registados desde o início desta nova campanha de limpeza israelita na Faixa de Gaza, os mortos já estão neste preciso momento muito perto de ultrapassar as quatro centenas: com a população civil à cabeça deste assassinato indiscriminado e colectivo e incluindo agora em muito maior número velhos e crianças – dada a opção estratégica de Israel ao decidir bombardear habitações civis – o genocídio da população palestina e a terraplanagem do território de Gaza tornaram-se agora muito mais evidentes. Mais um passo para um futuro colonato.

 

A Morte a caminho das habitações civis da Faixa de Gaza

 

E apesar das intermináveis e sucessivas violações dos direitos internacionais – incluindo o desrespeito total pelas deliberações do conselho de segurança da UN – Israel lá continua com a sua repetida e eficaz estratégia de impor a morte e o terror como forma de dominar mais facilmente o seu inimigo e inferior: é que não é por acaso que os residentes na Faixa de Gaza vivem tal e qual como um qualquer animal irracional e doméstico vivendo numa quinta de produção animal, deixados aí a crescer até ao seu ciclo se completar e finalmente chegar o momento de o abater. Cercados por terra, mar e ar, como num moderno e renovado campo de concentração.

 

(imagem/parcial – AFP/Jack Guez)

 

II

 

Thousands Flee Major Battle In Gaza

GAZA CITY, Gaza Strip

(AP)

 

Escalating their ground offensive, Israeli troops backed by tanks and warplanes battled Hamas militants in a crowded neighborhood of Gaza City on Sunday. The fighting, including heavy Israeli tank fire, killed scores of Palestinians, forced thousands to flee their homes and left dozens of homes destroyed.

 

Correndo pela Vida face à selvajaria dos bombardeamentos israelitas

 

Palestinian health officials reported at least 50 dead in air and artillery strikes that echoed across the city for hours and sent panicked residents fleeing, many carrying small children and waving white flags. Gaza officials said 35,000 people fled their homes Sunday.

 

(texto/parcial: Karin Laub/Peter Enav/The Huffington Post – imagem: AFP/Mahmud Hams)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:59

Enquanto no nosso planeta nos vamos liquidando (exponencialmente) devido a questões basicamente irrelevantes e sem conteúdo estrutural, o nosso único satélite artificial aparece-nos agora como o último refúgio contra a nossa previsível extinção: destruído o ventre materno recorremos à barriga (de aluguer) alienígena.

 

A Lua

 

A Lua poderá assim ser o nosso novo e primeiro destino cósmico de emigração: antecipando-se à já programada colonização do planeta Marte o nosso satélite poderá receber no seu seio e numa primeira e importante leva de seres humanos (pioneiros da colonização exterior), centenas ou mesmo milhares de indivíduos procurando um lar para os proteger e um ambiente para sobreviver.

 

Até agora os cientistas já detectaram mais de duas centenas de locais candidatos a receber estes pioneiros, potencialmente considerados como zonas exteriores capazes de protegerem estes contingentes de nómadas espaciais, assegurando-lhes condições satisfatórias (entre outras) de temperatura e de radiação.

 

Sobrenatural

 

Estando a Lua coberta de imensas crateras resultantes do impacto sobre a sua superfície dos mais diversos objectos vindos do seu espaço (envolvente) exterior, algumas dessas mesmas crateras terão – até pela força do destino – alguma missão determinante a desempenhar: essencialmente como suporte de vida fundamental (e de apoio) à actividade humana desenvolvida à sua superfície.

 

Esses buracos sobrenaturais proporcionarão aos seus novos residentes a necessária protecção contra o efeito nocivo das radiações, dos impactos exteriores e das variações extremas de temperatura: buracos esses muito provavelmente originados pela circulação subterrânea de lava no subsolo da Lua aquando da sua formação.

 

(imagens – AFP/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:45

“Se quiserem sobreviver os USA terão que dialogar – e não mentir e provocar. O poder terá que estar centrado na Casa Branca (e nos representantes do povo e da sociedade civil) e não nos poderosos conglomerados (e nas suas agências secretas e respectivos mercenários)”.

 

Este é um cenário real do que se passa actualmente no mundo – o desrespeito total pela Declaração Universal dos Direitos do Homem – tendo no seu elenco principal alguns dos mais notáveis e brilhantes Psicopatas Mundiais.

 

Iraque – Prisão de Abu Ghraib

 

Actuando (infelizmente) no interior dos próprios Estados Unidos da América e colocando aquele que poderia ser o Estado Farol do Desenvolvimento Mundial numa posição periclitante e mesmo à beira do abismo.

 

“Foi local de torturas em diferentes graus e em diferentes momentos: à época da ocupação britânica, sob o governo de Saddam Hussein e, mais recentemente, sob a ocupação da coalizão Estados Unidos da América - Reino Unido, quando se tornou internacionalmente conhecida como lugar de torturas contra prisioneiros iraquianos”. (Abu- Ghraib/Wikipedia)

 

(imagem parcial – AFP Photo/John Moore/wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:06

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO