Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

12
Ago 14

“Terrorista é aquele que toma parido por uma das partes em aparente conflito e não pela realidade: o povo”!

 

2012

Ainda se lembram do EURO 2012 organizado pela Polónia e pela Ucrânia?

 

 

A aguardar

 

No dia 27 de Junho de 2012 a selecção portuguesa de futebol disputava a meia-final do Campeonato da Europa de Futebol (entre selecções) contra a sua rival da Península Ibérica e Campeã Mundial a Espanha: a mesma selecção que nos eliminara no anterior Mundial de Futebol de 2010 – disputado na África do Sul (oitavos-de-final) – com um único golo de David Villa aos 63 minutos da segunda parte.

 

Desta feita a Espanha não marcou durante os 120 minutos (90 minutos de jogo mais 30 de prolongamento), mas no desempate por grandes penalidades acabou por impor a sua supremacia, qualificando-se para a final do torneio (onde goleou a Itália).

 

EURO 2012

Meia-Final

Ucrânia – Donetsk – Donbass Arena

Portugal – 0 Espanha – 0

(2-4 em penaltis)

 

2014

E da Guerra Civil na Ucrânia no ano de 2014 com a Polónia a assistir?

 

 

Em fuga

 

Por esta altura do ano de 2014 – apenas uns míseros dois anos após este evento de nível mundial (o EURO 2012) – a Ucrânia encontra-se mergulhada numa guerra civil declarada e assumida, entre as suas regiões ocidentais apoiadas pelos Estados Unidos da América e toda a região da fronteira leste com fortes ligações com a Rússia.

 

Com um número muito semelhante de vítimas ao actual genocídio praticado pelos israelitas na Faixa de Gaza – mas neste último caso num intervalo de tempo muito mais curto – o povo ucraniano vive hoje numa terrível e inesperada situação, na qual nunca acreditaria poder alguma vez vir a viver há ainda pouco meses atrás.

 

Mais uma vez a chegada dos USA a um determinado território – neste caso situado mesmo nas barbas dos militares russos e num ex-território da grande Confederação a reconstituir futuramente – provocou vítimas.

 

Com a Europa a ver de longe o filme norte-americano de longa-metragem sobre o seu Continente, como se (e como eles) estivesse do outro lado do mar: Hitler é agora uma mulher, o presidente norte-americano é Preto e (no meio desta vergonha) quem manda no mundo são os grandes conglomerados.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:12

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
15


30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO