Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Set 14

“Flash, Dale e Dr. Zarkov retornavam de suas antigas aventuras no espaço para descobrir que seu arqui-inimigo, o imperador Ming, tem uma nova e mortal arma: um raio devastador que atravessa o espaço para destruir a Terra. A única esperança para nosso planeta é que nossos quatro heróis mais uma vez levantem voo em sua nave para ir até Marte destruir a fonte de energia do raio. Mas lá eles ainda encontrarão mais uma inimiga para enfrentar: a Rainha Azura, que transforma seus adversários em homens de lama.” (resumo do filme, Flash Gordon no planeta Marte)

 

Sidding Spring em aproximação ao planeta Marte

 

A bordo da cabeça do núcleo do cometa Sidding Spring o lendário capitão Flash Gordon continua na sua trajectória imparável em direcção ao quarto planeta principal do Sistema Solar, nas vizinhanças do qual passará no próximo dia 19 de Outubro. A tangente do cometa ao planeta andará (segundo recentes previsões) na ordem dos 132.000Km. No entanto hoje o cometa Sidding Spring já se encontra a menos de 134.000Km de Marte e ainda faltam quatro semanas (deslocando-se a uma velocidade de quase 35Km/s).

 

Juntamente com Flash Gordon irá o seu astrónomo e cabeleireiro preferido – a princesa Dale Arden – o qual terá um papel determinante a desempenhar no momento em que Sidding Spring fizer corte e cabelo a Marte: segundo a bela especialista em física quântica, cosmética e representação, existe uma grande probabilidade do Evento atingir proporções imprevistas e de poder ser necessário a apresentação de assistência. Nem que seja pelo forte odor que envolverá inevitavelmente Marte, consequência dos detritos transportados na cauda do cometa – e que o planeta atravessará nos dias seguintes na sequência da sua órbita em torno do Sol.

 

Trajectória do cometa Sidding Spring

 

Flash e Dale irão aproveitar a ocasião para visitar a Feira de Quinquilharias Terrestres – actualmente em exibição diária sobre a superfície de Marte e na sua órbita – fazendo uso da sua passagem por estas paragens para visitar as antigas colónias de Marte: há já vários ciclos atrás que as forças do poderoso Imperador Ming por ali tinham passado, mas muitos dos seus descendentes e dos seus milhares de opositores por lá também tinham ficado, adoptando o planeta como lar definitivo e avisando disso os invasores terrestres – com o famoso ultimato feito à missão Apollo proibindo a presença futura de humanos na Lua (a qual nunca mais pisamos) e por extensão no outro planeta do mesmo eixo Marte.

 

A bordo da nave produzida pela empresa de hologramas Estúdios Universais e seleccionada pela Biblioteca do Congresso Norte-Americano – pelo seu importante significado cultural, histórico e estético – Flash e Dale assistiram em directo e confortavelmente instalados na sala de comando à evolução do inesperado e decisivo Evento: mas em primeiro lugar assistiram à chegada ao Planeta Vermelho de mais um dos rudimentares artefactos espaciais terrestres, demonstrativos do estado ainda demasiado primitivo (social e tecnológico) desta jovem civilização, apesar do processo cíclico iniciado há já muitos milhões de anos (com o fim do ciclo marciano e a transposição dos factores básicos de existência de vida para outro novo planeta e receptor). Nas vésperas da chegada do cometa Sidding Spring às proximidades do planeta Marte, uma nova sonda alienígena entrava em órbita do mesmo – a sonda terrestre Maven – agora com a missão de estudar a sua atmosfera e tentar perceber o que se terá passado no seu passado distante com componentes como a água e o dióxido de carbono. Tentando entender ainda a presença nos dias de hoje de um gás como o metano.

 

Quinquilharia terrestre à espera de Sidding Spring

 

E subitamente o planeta viu-se envolvido no turbilhão provocado pela passagem do cometa, embrulhando-se numa teia de poeiras e outros detritos que acompanhava o astro na sua trajectória vertiginosa em direcção a Sol: a visibilidade sobre o que se passava à sua volta tornou-se cada vez mais difícil, afectando significativamente as comunicações entre o espaço e a superfície.

 

Fazia lembrar aqueles dias em que Marte tinha morrido, tendo antes e com as suas penetrações preventivas fecundado a Terra e libertado decisivamente a sua raça da extinção. Enquanto isso num bar subterrâneo da base instalada no subsolo marciano localizado numa das crateras da região de Cydonia, Flash e Dale bebiam um último coktail: tinham agora a certeza de que quem pilotava o cometa SS era o cruel e tenebroso imperador Ming.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:37

Na Serra Leoa seis milhões de cidadãos vão ser inspeccionados em sua casa (por 30.000 voluntários) apenas em três dias.

Neste país do centro de África os casos têm duplicado cada três semanas: de que está o mundo à espera?

 

“Orwellian 'see something, say something' initiative extends to West Africa, with residents encouraged to rat out neighbors suspected of having Ebola.”

(The Watchers)

 

 

Enquanto que no resto do mundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) continua a sua tranquila caminhada em direcção ao abismo, em África o caos já está instalado e os mortos já se contam aos milhares – com os especialistas a entreterem-se sobre a capacidade do vírus (e das suas mutações) se transmitir por via aérea (como se fosse um problema menor).

 

Agora entramos numa nova etapa da evolução do contágio pelo vírus Ébola com os decisores e responsáveis governamentais – apoiados pela aparente inactividade estratégica do mundo – a imporem um estado de sítio à sua população, restringindo-lhe (como se tal fosse possível) duma forma prepotente e violenta os movimentos necessários e quotidianos à sua sobrevivência e iniciando com uma justificação inacreditável uma nova caça às bruxas à moda de Orwell mas agora por motivos de saúde.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:14
tags: ,

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

15
16
17

21



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO