Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Jan 15

Porque não admitir que poderá ter existido uma civilização em Marte? O problema talvez resida nas consequências que tal reconhecimento poderia provocar: se ela existiu mesmo então porque nada fizeram? É estranho. Entretanto vamos vendo miragens marcianas.

 

Marte continua a ser um mistério. Mesmo depois das sondas terrestres terem atingido o Planeta Vermelho, muitas dúvidas se levantam entre aqueles que desde sempre suspeitaram da história que os responsáveis dessas mesmas missões espaciais invariavelmente apresentavam, apontando para erros de paralaxe ou outro tipo de fantasias habituais nos humanos, ao mesmo tempo que ia reiterando repetidamente a não existência de provas de qualquer tipo de vida extraterrestre.

 

0487MR1926012000E1_DXXX.jpg

NASA – ROVER CURIOSITY – SOL 487
Mastcam: Right
(2013-12-19 13:41:26 UTC)

 

As duas imagens foram obtidas pelo rover da sonda Curiosity num intervalo de dois dias. Como o veículo se desloca sobre a superfície do planeta Marte a velocidade muito reduzida a área é sensivelmente a mesma. Os dois objectos aqui apresentados chamam-nos imediatamente à atenção, um por se assemelhar a uma parte entretanto quebrada de um qualquer artefacto (parcialmente enterrado em posição vertical) e o outro pela sua forma surpreendente bem definida, apresentando faces e arestas bem delineadas e aparentando-se com um sólido piramidal.

 

T1.jpg

NASA – ROVER CURIOSITY – SOL 489
ChemCam: Remote Micro-Imager
(2013-12-21 15:06:41 UTC)

 

Muitos malucos se entretêm a fazer muitas maluquices. Especialmente ao fim-de-semana, lá procuramos diversificar um pouco o nosso quotidiano semanal monótono e cansativo e para não nos deixarmos apanhar e nos deixarmos lentamente morrer em serviço, lá resolvemos variar e passear e até usufruir e sonhar: e porque não num dia tão frio como este, viver o que a Terra nos dá e espreitar o que Marte nos reserva? Muitos acreditam que existirá uma ligação privilegiada (qualquer que ela seja) entre o planeta Terra e o planeta Marte, a qual será no entanto ainda incompreendida pela maioria dos terrestres, mas que até poderá funcionar como se de um simples espelho se tratasse, em que um seria a imagem e o outro o objecto. Nesse caso o primeiro ponto a esclarecer, seria qual deles seria qual.

 

Poderia depender de um ciclo evolutivo e periódico talvez (sabe-se lá) influenciado pela aproximação de um outro planeta ainda desconhecido mas pertencente ao nosso Sistema Solar, apresentando uma órbita muito mais aberta de que os de mais planetas principais e provavelmente movimentando-se num outro plano de trajectória e que passados períodos extensíssimos de tempo e em determinados e raros momentos da sua trajectória, se poderia intrometer no equilíbrio interno do Sistema e afectar o comportamento dos corpos celestes mais próximos do Sol.

 

(imagens – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:30

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO