Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Jan 15

A 4 de Janeiro de 2004 a sonda SPIRIT atinge finalmente a superfície de Marte

 

1198865273_31824-1_Sol1369A_WestValley_L257F.jpg

O Marciano
(ampliação da imagem original de 2007)


No início do mês de Novembro de 2007 e depois de ter permanecido (no cumprimento do seu trajecto programado) vários meses no interior da cratera de GUSEV, a câmara panorâmica do veículo enviado pela sonda SPIRIT à superfície de Marte, registou uma imagem curiosa obtida a partir de um dos lados mais elevados desse planalto: ao fim de quase um ano de investigação nessa área lateral da cratera GUSEV (as primeiras imagens das câmaras do ROVER SPIRIT a ocidente da cratera referem-se a 5 de Setembro – SOL1306) a sua PANCAM mostrava agora um plano panorâmico da região ocidental desse vale interior (SOL 1366 A SOL1339). Mas o que despertou a todos a atenção foi (ao ampliar-se o sector inferior esquerda da imagem) o aparecimento de uma imagem com contornos bem delineados e que desde logo nos fez lembrar a fisionomia associada a um ser humano: era espantoso ver na superfície seca e desértica deste inóspito planeta algo que pudesse sugerir (mesmo que por associação de imagens) a existência de vida. Houve muita especulação (com muita gente a afirmar que em imagens anteriores e posteriores a essa data e também realizadas na mesma zona não mais tinham visualizado a estranha figura), muitas teorias explicativas utilizadas para justificar este aparecimento (existiria vida em Marte fosse ela alienígena ou porque não de origem terrestre), contando infelizmente e por outro lado com a ausência gritante e habitual da NASA, o fornecedor original do produto mas sem inclusão do manual de instruções.


(imagem: NASA – Spirit's West Valley Panorama – publicado em 03.01.2008)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:02

No estado miserável (material e moral) em que começa a cair o nosso sistema de Saúde Pública, começa a ser desde já natural que uma das causas de morte em Portugal seja “a espera de atendimento em serviços de urgência”. E eu a pensar que essa era uma causa artificial – tal como infelizmente o é, o Ministro que temos!

 

urgenciashospitalareslisboa1002133863228c8_400x225

“Após uma análise sumária e preliminar podemos avançar que não foram detectadas quaisquer inconformidades no serviço prestado à [paciente], nem terá ocorrido qualquer situação anómala nos cuidados prestados”. (Comunicado do Hospital Garcia da Horta)

 

E já agora recuemos no tempo mas não no espaço:

 

No dia 11 de Janeiro um homem com cerca de 60 anos morreu depois de três horas nas urgências do Hospital Garcia Horta. O conselho de administração disse que a morte do doente “não se poderia ter evitado”.

 

(imagem e texto em itálico – RR)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:57

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO