Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Fev 15

“Não me deixe morrer, eu quero viver”
(José Carlos Saldanha – doente com hepatite C)

 

José Carlos Saldanha fez-se acompanhar na audição parlamentar sobre saúde (realizada na AR e contando com a presença do respectivo Ministro), por dois filhos de duas doentes nas mesmas condições. Tendo uma delas entretanto falecido, no passado dia 30 de Janeiro.

 

protesto-10ae.jpg

AR – Audição Parlamentar sobre Saúde – 4 de Fevereiro

 

“País governado ao acaso, governado por vaidades e por interesses, por especulação e corrupção, por privilégio e influencia de camarilha.”
(Eça de Queiroz)

 

Já agora, como é possível que passados quase 150 anos sobre a tomada de consciência de como na época (de Eça de Queiroz) Portugal era dirigido (e por quem), ainda ignoremos sistematicamente os mecanismos de alarme da nossa memória, apesar da repetição constante de actos semelhantes?

 

Pérola final – esperando que o autor a entregue ao doente:
"Pagar uma fortuna para aceder ao medicamento, não nos parece uma coisa equilibrada."

(Primeiro-Ministro)

 

(imagem – Miguel A. Lopes/LUSA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:49

Só uma amostra do que se passa num país chamado Ucrânia

 

Desde logo temos que compreender que o povo ucraniano se encontra neste momento entalado entre dois blocos militares poderosos e irredutíveis: um deles controlado localmente pela Federação Russa, o outro comandado à distância pelos Estados Unidos da América. O que é certo é que neste momento o número de vítimas registadas na Ucrânia desde o golpe de estado que derrubou Víktor Yanukóvytch, já começa a ameaçar um dos mais recentes e miseráveis recordes mundiais (só possíveis de ocorrerem com políticos deste calibre): o número de mortos do último surto do EBOLA.

 

Mas tal como na altura, ninguém os avisou – ou não quiseram saber!

 

ng3914881.JPG

Ucrânia
Como em todas as guerras as vítimas são sempre os civis

 

Apenas num dos lados da Fronteira
(porque num conflito, no mínimo existem dois lados)

 

"It’s perfectly simple. You need to kill 1.5 million people in Donbass"

 

Ok, you ask me "How can this be happening?" Well, it happens because Donbass, in general, is not simply a region in a very depressed condition, it has got a whole number of problems, the biggest of which is that it is severely overpopulated with people nobody has any use for. Trust me I know perfectly well what I am saying.

 

If we take, for example, just the Donetsk oblast, there are approximately 4 million inhabitants, at least 1.5 million of which are superfluous. That's what I mean: we don't need to [try to] "understand" Donbass, we need to understand Ukrainian national interests.

 

Donbass must be exploited as a resource, which it is. I don't claim to have a quick solution recipe, but the most important thing that must be done - no matter how cruel it may sound - is that there is a certain category of people that must be exterminated.

 

Mas quem é o jornalista ucraniano Bogdan Boutkevitch?
Melhor ainda: quem representa a estação de TV da Ucrânia para a qual o referido jornalista trabalha, a HROMADSKE TV?

 

“Hromadske TV was funded in 2013 by the Embassy of the Kingdom of The Netherlands, the Embassy of the United States of America and by George Soros International Renaissance Foundation.” (Wikipedia)

 

Enquanto isso e tal como os norte-americanos, os russos continuam a desempenhar a sua parte (no guião e no elenco de mais um filme de guerra real).

 

(texto em itálico: Bogdan Boutkevitch/Hromadske TV – imagem: Sergey Polezhaka/Reuters)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:23

Liberdade?
A Paz, o Pão, Habitação, Saúde, Educação!
(Liberdade – Sérgio Godinho)

 

É no respeito do exercício e do funcionamento das instituições que "está o limite entre o Estado de Direito e o totalitarismo"

 

biografia_ms_ficha.b.gif

Aleluia!

 

Só é pena que apesar de todas estas lamentáveis declarações (e o juiz...que se cuide...), não se faça um esforço (por mínimo que seja), no sentido de se verificar se na realidade aqueles que neste momento e temporariamente detêm o poder governativo (sobre essas mesmas instituições), o servem e respeitam (o cidadão/o estado: integralmente e sem sombra de dúvidas) no exercício das suas funções.

 

Pela generalidade das respostas dos cidadãos deste estado, aparentemente a resposta é...não acreditam! (o que não quer dizer que não seja verdade).

 

E também é mais fácil, arranjar um bode expiatório.

 

(Se um cidadão já foi detido por 12 vezes e mesmo assim continua em liberdade, talvez à 13.ª seja de vez. E depois de um final espectacular como o de 2014, só mesmo com uma repetição reciclada para o ano de 2015. O actor principal é que já não é o mesmo. Estratégias.)


(imagem – fmsoares.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:58

A Luz altera a imagem, o Homem tenta o objecto

 

Estas duas imagens foram registadas através das câmaras instalados no veículo de exploração e estudo da superfície e geologia marciana, da sonda norte-americana CURIOSITY. Representam a imagem do mesmo local da superfície de Marte, no caso da primeira foto registada durante o dia e no segundo caso durante a noite e com iluminação artificial (a leds).

 

0869MH0002770010302245C00_DXXX.jpg0869MH0004600030302283C00_DXXX.jpg

SOL 880
(Curiosity Rover)

 

Como se pode claramente verificar através da apresentação visual destes calhaus marcianos, a luz proporcionada ao objecto em observação altera profundamente o seu aspecto final. E como a percepção das coisas depende das sensações que delas obtemos (como a NASA bem sabe e pratica), se a Luz altera a imagem a manipulação da imagem até pode transformar o objecto (noutra coisa).

 

Porque não pensar deste modo que muito do que vemos em Marte, sendo real pode esconder muito mais? É que se olharmos para um só ponto nunca visualizaremos o conjunto e se não virmos o conjunto nunca encontraremos o ponto.

 

É tudo o mesmo, o que varia é o Espaço.

 

(imagens – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:55
tags: , ,

O Primeiro-Ministro da Itália ofereceu uma gravata ao Primeiro-Ministro da Grécia
(e a Chanceler ficou logo a tremer – verdadeiro ou falso?)

 

Mais importante do que tentarmos interpretar o significado futuro deste simples gesto, o que na verdade devemos tentar compreender é como no presente o Mundo está como está: num cenário (negativo) sem valores irrefutáveis e com a decisão no gatilho.

 

pol-18807928-940b.jpg

Tsipras e Renzi

 

Mas não é essa característica que aparentemente estes indivíduos parecem desejar invocar (sendo por acaso ou por coincidência representantes do grupos de desesperados), actuando neste novo episódio num cenário simétrico (positivo) de diálogo e sinalização informal.

 

Ficamos agora a aguardar as consequências do impacto entre o Mestre (Alemanha) e o Aluno Rebelde (Grécia), podendo desde já começar a observar as movimentações de diversos países e demais interessados, como os EUA, a Grã-Bretanha e agora até a Itália.

 

E se nada fizermos rapidamente (em Portugal e com Passos Coelho), seremos literalmente atropelados.

 

(imagem: Expresso/EPA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:20

Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
20

22


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO