Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Mar 15

Convém fazer notar que a família ESPIRÍTO SANTO tinha amigos e familiares em todo o espectro político englobando o BLOCO CENTRAL: e no caso de Sócrates e de Passos (para só falarmos dos últimos, já que a memória é tão curta) o mínimo que poderemos dizer é que os dois também se serviram sôfrega e amplamente dessa grande panela – fosse para seu benefício ou para o benefício de amigos (para nós qual é a diferença?). Essa a razão do esvaziamento tão rápido da mesma e o motivo da nossa miséria financeira. Ou seja: entre o Governo e a Banca o duelo seria vencido por quem melhor se servisse do PANELÃO. No final e esvaziado o mesmo a culpa seria atribuída aos utilizadores de pequenas malgas, que teriam comido indevidamente e acima das suas possibilidades.

 

jose-socrates-pedro-passos-coelho-2011-5-20-16-10-

Sócrates e Passos
(dois homens com perfil perfeccionista)

 

“MARC ROCHE, autor do livro BANKSTERS, diz que o caso BES representa na PERFEIÇÃO tudo o que está mal no sistema financeiro.”
(Sandra Afonso – Página 1)

 

“Os bancos controlam os políticos, os banqueiros estão acima da lei e ninguém é condenado.”

 

O Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, já se devia ter demitido...Nem acredito que ainda esteja no lugar! Devia ter saído de imediato! Em última análise ele é o responsável pelo que aconteceu, porque não supervisionou como devia o banco. Mas estas pessoas nunca se demitem!

 

Impunidade, ausência de controlo, mania das grandezas, megalomania, evasão fiscal e, finalmente, a aventura do risco, para lá da banca, é tudo o que está mal!

 

Essa ligação entre políticos e bancos é a verdadeira relação tóxica e uma ameaça à democracia. Os políticos não controlam os bancos, os bancos controlam os políticos.

 

Nenhum banqueiro foi condenado até agora, mesmo em casos com actividades ilegais.

 

A partir da leitura destas cinco preciosidades pedagógicas retiradas da entrevista realizada a Marc Roche (as quais irão certamente despertar pelo menos alguma curiosidade entre aquela parte da nossa sociedade que se decidiu assumir talvez por estratégia talvez por ignorância como invisual crónico) e se necessário (para não restarem qualquer tipo de dúvidas) recorrendo a equipamentos adicionais de melhoria da nossa percepção visual (óculos, lentes, telescópios e até microscópios), poderemos finalmente afirmar com toda a convicção que o nosso corpo e mente reflectem, que à sua maneira e com estilo próprio e replicado (para protecção da continuidade do Estado) todos os políticos se acham Perfeitos – só não o confirmando por humildade e respeito para com os seus dirigidos: se não fossem os Perfeitos o que seria dos Imperfeitos?

 

(texto/negrito: RR – imagem: Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:12

Em plena semana da moda em Paris alguém passeando pelas ruas da capital francesa descobriu uma sem abrigo (devidamente equipada para a sua função) a ler atentamente a revista VOGUE. Por culpa do INSTAGRAM (uma nova doença ainda não reconhecida) publicou uma foto, acrescentando-lhe no fim um comentário imbecil (sintoma de uma outra doença muito mais grave, mas igualmente nunca reconhecida).

 

“Editora da Vogue em risco de ser demitida por usar foto de sem-abrigo”
(SIC)

 

2015-03-10-MTI4NjAzMjE2NTU5NTM0MDUw.jpg

“Paris está cheia de surpresas...até com leitores em locais imprevisíveis”
(Elisabeth Taxis)

 

Não sejamos hipócritas e não branqueemos os culpados (acusando apenas os seus fieis servidores): o problema não está no mau gosto da editora, mas no modo como no seu percurso de construção ela foi formatada.

 

Não passando infelizmente de mais uma constatação deste pobre mundo onde vivemos (em valores humanos): onde o único valor (que poderá justificar a nossa existência) é o financeiro (devidamente certificado e licenciado).

 

Como se fosse uma arma!

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:06

Antes de se falar convém sempre esclarecer. Nesta guerra envolvendo terroristas (como os do ISIS/ISIL), a maioria dos que não vêm não têm problemas de visão (como a Europa): e se não vêm nada de nada, outros para o conseguirem nem sequer de óculos precisam (os EUA).

 

usa-flag.jpg

Estados Unidos da América

 

Os políticos norte-americanos não podem ser acusados de serem os (primeiros e únicos) maus da fita: eles apenas aproveitaram a covardia de alguns e o espírito mercenário de outros. E ainda por cima estes verdadeiros comerciantes foram os primeiros a descobrir a virtude da impressão e o poder tremendo das rotativas.

 

Mas afinal de contas quem subsidia o Estado Islâmico (ISIS/ISIL)?

 

Certamente que não serão russos (ocupados com a aproximação das bases norte-americanas às suas fronteiras) e muito menos os chineses (nesta fase muito mais interessados em ser a maior potência económica global – que já o é – e desse modo apoderar-se do dólar e destrui-lo).

 

Sobram os EUA e alguns países árabes.

 

Aliados dos EUA? Não necessariamente, apesar de ser claro e mais do que evidente o papel fulcral da Arábia Saudita (principalmente desde os trágicos incidentes do 11 de Setembro, em que foi óbvio o seu envolvimento) em todo o processo de domínio regional exercido pelos EUA naquela zona prioritária do globo (a terra onde brota petróleo), sendo secundada complementarmente pelo entreposto militar israelita estrategicamente colocado no meio deles (e contando com o apoio ilimitado dos EUA), sistematicamente ameaçando todos em seu redor de estar pronto a apontar armas em todas as direcções.

 

Como se Israel fosse um exemplo tipo base das Lajes (utilizada como ponto intermédio de abastecimentos durante as Guerras do Golfo), mas esquecendo que de um dia para o outro a concessão poderá terminar.

 

Mapa-Iraque-revista-size-575.jpg

Estado Islâmico do Iraque e Levante
(zona de influência a amarelo)

 

Se a Arábia Saudita e Israel fazem parte do Eixo do Bem, nada impede que amanhã em virtude de tudo o que de estranho e incompreensível se passa no mundo, um país do Eixo do Mal (por exemplo o Irão) finalmente recupere e se transfira para o Eixo do Bem: para tal basta os EUA fazerem contas e a sua resposta será imediata.

 

Mas voltemos ao assunto (para finalizar, já que a resposta é bastante clara). Se alguém que ainda tenha dúvidas quiser acabar de vez com elas, basta pensar como é possível que em tempos de guerra em que se consegue matar um indivíduo apontando-lhe uma arma e disparando com um joystick, não se consiga ver uma fila de camiões cisternas carregados de petróleo e a descarregarem o seu produto em petroleiros atracados em portos de um país em guerra total (com os terroristas a trocarem petróleo por armas), sem que nada se passe e sem que ninguém os veja. Apesar de serem corporações (esmagadoramente ocidentais) muito conhecidas em todo o mundo.

 

E se a lição do Iraque não servir para nada, talvez seja a Ucrânia a abrir-nos os olhos. Se não for tarde de mais.

 

Além dos EUA (actualmente a aplicar naquela região a sua recente Teoria do Caos, destruir para adaptar e dominar), da sua acéfala subsidiária europeia (os UK actualmente dirigidos pelos piores políticos que alguma vez por ali passaram), de Israel e da Arábia Saudita (inimigos com os mesmos mestres e objectivos), convém não esquecer a posição neutral, estritamente financeira e compulsiva, de muitos outros países que julgando ainda viver em democracia ainda aguardam o seu tempo de esmola!

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:44

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO