Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Mar 15

Muitas são as imagens que a NASA nos tem disponibilizado ao longo destes últimos anos de exploração espacial, mostrando-nos através das câmaras instaladas nas suas sondas e oriundas muitas das vezes de regiões bastante profundas do Sistema Solar, alguns dos segredos da região mais importante da Via Láctea: aquela onde vivemos.

 

NLB_479801831EDR_S0450852NCAM00546M_.JPG

Superfície de Marte com suposto OVNI no canto superior direito
(CURIOSITY – SOL 927 – NAVCAM LEFT_B)

 

Mas fixemo-nos agora em Marte. Em distância e relativamente à nossa estrela o terceiro planeta do Sistema Solar, um dos nossos vizinhos (o outro é Vénus) e aquele que nos separa da Cintura de Asteróides. Um planeta onde em tempos (provavelmente bastante remotos) poderá ter existido um oceano e até formas (mesmo que rudimentares) de vida.

 

E se antes já se dizia que não existia vida em Marte (coitados dos marcianos), com a chegada das primeiras imagens do planeta vermelho, as restantes dúvidas dissiparam-se: um planeta seco e desértico, sem que se visse um só movimento, com uma atmosfera inexistente e em certas zonas aparentemente calcinado. Um mundo vazio.

 

Mas Marte ainda poderá ter (apesar de tudo parecer estar contra) um tipo qualquer de atmosfera. Caso contrário como se poderão explicar as nuvens de poeiras que aparecem a 300km da sua superfície ou a reacção da sua não existente atmosfera à passagem do cometa Siding Spring numa trajectória tangente à órbita de Marte.

 

Temos que compreender que quando um realizador de imagens edita o seu trabalho, as mesmas sofreram no seu processo tecnológico de construção (percurso habitual até serem visionadas), muitos e variados tratamentos e afunilamentos: chega-nos apenas uma ínfima parte dessas imagens, as mais limpas e as mais puras.

 

Quando algo passa por este filtro (de segurança e de protecção – de quem ou de quê?), desconfiamos e achamos estranho (pois não acreditamos em coincidências, sem ligações ao acaso), mas como estamos necessitados, acreditamos e engolimos. Sendo assim fácil aos falsificadores, fornecerem engodos a assalariados. Como nós (pagos ou não).

 

NLB_479801831EDR_S0450852NCAM00546M_B.JPG

Ampliação do suposto OVNI
(SOL 927)

 

No caso da sonda norte-americana Curiosity (enviada ao planeta Marte com o objectivo de estudar a formação e a constituição da sua superfície e a hipotética existência da atmosfera que a rodeia), a imagem que agora nos surge e da qual usufruímos compassadamente mas com extrema sofreguidão é no mínimo curiosa.

 

Estamos perante o registo de uma imagem no mínimo desenquadrada de todos os conhecimentos e respectivos cenários que até agora nos foram facultados e que ao contrário do que todas as afirmações até agora repetidamente afirmadas e confirmadas, nos indiciam a presença de objectos estranhos e não identificados.

 

Para qualquer especialista neste tipo de fenómenos que entretanto não tivesse escutado por parte das autoridades responsáveis (pela edição destas imagens oficiais) uma explicação que fosse minimamente credível e aceitável, a opção do mesmo seria mais que óbvia e sobretudo imediata: um artefacto daqueles seria um OVNI.

 

Reconheço que nas fotos que até agora nos foram disponibilizadas pela agência norte-americana NASA e oriundas das câmaras instaladas no veículo motorizado associado à referida sonda, muitas vezes se vêm manchas ou outras imperfeições: que sempre associamos a sujidade ou outras hipóteses racionais (ou imaginadas).

 

Mas no caso da imagem registada a partir da superfície de Marte no passado dia 16.03.2015 pelas 18:32:15 UTC (utilizando uma das câmaras do Rover Curiosity), o objecto que visualizamos é um pouco maior do que é habitual, não deixando na realidade de se assemelhar bastante (talvez só no nosso imaginário) a um disco voador.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:04
tags: , ,

Um testemunho de um ex-primeiro-sargento do exército israelita, que encarada a realidade e entendido o panorama onde o tinham inserido, simplesmente mudou de atitude – nunca ignorando o cenário de guerra em que o fazia e nesse sentido limitando-se a escutar opiniões de colegas seus, vivendo essa guerra e nas mesmas condições.

 

92690001.jpg

Territórios ocupados

 

“That time of my life I seem to have lived in a movie. Looking back I realize I had this kind of self-destructive bent and didn't care about anything, but really, anything at all. I don't know, it's this surreal thing that I simply cannot explain, I can't explain how such things happen. How I stood there at the sentry box with my bullet proof vest and loaded M-16 each week, because even officers stood guard duty at division HQ, watching stunningly beautiful sunsets over those smooth sand-dunes of Gush Katif while behind me, in front of me, and all around me people shot each other and demolished each other's houses. I cannot explain it, this is something I'm still dragging around inside because I don't understand. I don't understand how humans can behave this way. I don't understand how such things happen in the world. So I don't know how I was a part of this, and how in a way I let myself be a part of this for half a year, because only in my last month there did I really, truly say I can't take it any longer. So it's something that stays with you all the time. It's also something the army doesn't really know how to handle, with – I don't know what to call it – scars or trauma or psychological damage to soldiers as a result of what they do in the army. I mean, not because of their personality problems but the things to which they're exposed. It's something no one handles, no one talks about, and as an education officer I was supposed to do all kinds of evaluations and talk about the unit's morale and to what extent the soldiers are in solidarity and believe in their mission and how much they blah-blah-blah. As I said in the beginning, a 19-year old girl is not supposed to do this, and to be frank, talking about the extent of social solidarity they show when their mates are getting killed on a daily basis seems pretty stupid and out of place to me, and not really relevant.” (Avihai Stollar – Breaking The Silence)

 

Precisamente aquilo que a esmagadora maioria de todos nós nunca faria: talvez por medo, ignorância ou cobardia. Ou como hoje é moda e de bem afirmar: por neutralidade (para os eruditos) ou por indiferença (para os leigos). Só temos que agradecer a este ex-soldado e agora militante da causa de outros soldados o seu comportamento e a oportunidade que deu a mais alguns de nós de nos confessarmos. É que alguns pecadores só o são (aos milhões) por terem sido obrigados a pecar (por poucos).

 

(texto/inglês e imagem: breakingthesilene.org.il)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:46

PUTIN ESTÁ MORTO E O QUE VÊM É UM DUPLO

Putin 7.jpg

Um dos duplos de PUTIN

 

Tal e qual como um ROLO COMPRESSOR que tudo o que apanha no seu caminho lhe dá uma NOVA FORMA, os condutores dessa grande máquina de manipulação mental que é a comunicação social e como verdadeiros profissionais que são, sempre que solicitados e remunerados nunca param e jamais desistem. Como consequência e tratando desde já do caso que aqui nos traz, se por qualquer motivo imprevisto eles ainda não conseguiram matar o presidente que segundo eles mantém a RÚSSIA encarcerada – O DIABÓLICO PUTIN – em sua substituição e muito rapidamente arranjarão um sucedâneo equivalente senão mesmo superior. E foi mesmo assim que a história se desenvolveu: já que o suposto MORTO resolveu aparecer dez dias depois apresentando-se ao público como se estivesse VIVO (como seria tal possível de engolir depois de ter sido amplamente noticiado ter sido pai, ter andado a cavalo, ter ficado mal das costas, ter sofrido um golpe de estado, ter sido vítima de um ataque cardíaco e finalmente ter sido assassinado) então é porque se tratava de um DUPLO. Desse modo garantindo por mais algum tempo a manutenção do seu trabalho de qualidade profissional e a respectiva remuneração merecida e condizente (os únicos objectivos de qualquer mercenário que se preze nada lhe interessando os direitos dos outros) e simultaneamente conseguindo manter por um tempo extra e provavelmente indefinido a dita personagem no LIMBO. Se o DITADOR PUTIN não estiver MORTO então VIVO é que não ficará: para já não se safará de ser considerado um perigoso MORTO-VIVO!

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:14
tags: ,

Ultrapassada a nossa ingenuidade já com mais de 40 anos – “Eu quero ser um GNR” (grupo novo rock) – agora que já sou grande e compreendo “Eu quero ser um VIP” (grupo novo governo).

 

DSC_0634_final.jpgDSC_0634_final.jpgDSC_0634_final.jpg

E já agora se tal for possível em triplicado

 

Cada dia que passa mais cresce em mim o sentimento de que pela primeira vez na minha vida irei votar: face à qualidade indiscutível dos elementos que constituem esse grupo da verdadeira e única Elite portuguesa, ninguém que tenha no mínimo dois dedos de inteligência (mesmo que sejam uns cornos) na testa poderá alguma vez hesitar ou sequer perder tempo a pensar.

 

É certo que não é bem como na América onde só é necessário ter uma boa impressora para daí extrair dólares sem fim (tal como faziam inicial e ilegalmente os falsificadores de dinheiro, mas tornando-se legal quando os falsificadores compreenderam que tinham que se transformar em banqueiros), mas no fundo até é muito mais fácil e tendo até garantias futuras.

 

Estou a falar do Partido VIP o único que face ao grande poder, qualidade e influência dos seus dirigentes (que nunca se deixarão influenciar pela inveja genética dos pobres e outros excedentários afins) nos poderá levar à Refundação de Portugal. O único partido constituído integralmente por Políticos, Banqueiros, uns Milionários e alguns instrumentos afins (os quais por vezes se confundem com políticos – mas infelizmente para comermos com educação e civismo, necessitamos sempre de pratos e talheres).

 

Tenham força de vontade e confiança e logo constatarão que por mais que os anunciadores de desgraças vos persigam, o segredo da vossa felicidade estará indubitavelmente e sem alternativa possível na divulgada Lista VIP. Bastando oficializá-la em partido e se necessário (o tempo urge) com a ajuda de amigos – porque não os Tribunais? E para quem ainda tem dúvidas aprecie a fantástica nomenclatura curricular (ou seja o nome) de alguns desses verdadeiros monstros mitológicos (ou seja dinossauros) – para já apenas onze como numa equipa de futebol (com a indicação do treinador).

 

Equipa:

 

Aníbal Cavaco Silva (político/afim)
Cristiano Ronaldo (milionário)
José Maria Ricciardi (banqueiro)
José Sócrates (político/afim)
Manuel Pinho (político/afim)
Manuela Ferreira Leite (político/afim)
Marco António Costa (político/afim)
Miguel Relvas (político/afim)
Paulo Portas (político/afim)
Pedro Passos Coelho (político/afim)
Ricardo Salgado (banqueiro)

 

Treinador:

 

José Mourinho (milionário)

 

Nunca te esqueças: vota VIP! Só assim regressaremos tranquilamente e sem grandes sobressaltos – alegres, cantando, rindo e com sintomas de lobotomia – à saudosa e julgada perdida Ditadura! Com a nossa grande e ambiciosa Odalisca a motivar desde já a nova geração VIP:

 

"Vocês que são jovens, multipliquem-se"
(Maria Luís Albuquerque)

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:31

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO