Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Mai 15

Como se já não bastasse o genocídio no Iraque, os estrategas norte-americanos resolveram estende-lo a uma nova região, a Síria. E não é que agora o seu Kim Jong-un privado (Salman Saud, o novo rei da Arábia Saudita) resolveu imitá-los e começou também a matar? Com as armas trocadas por petróleo tem vindo a destruir (sistematicamente) o Iémen.

 

Juntos e ao Vivo no Iraque

 

iraq-attacks-map.gif

Iraque

 

No Iraque o Eixo do Bem e o Eixo do Mal unem-se, formando uma nova (e extraordinária) coligação. Não sei o que dirão os representantes dos Bons e os dos Maus (como fiéis partidários dos dois eixos), mas o que surgir desta união (de facto) só poderá originar um mutante. Uma nova raça que por mais que se esforcem, nunca se identificará com as origens – que nunca conheceram. E o resultado será mais uma tragédia: como todos nós sabemos e como gerações consecutivas nos ensinaram, na Terra não existe lugar para os Bons e ao mesmo tempo lugar para os Maus. Quanto mais para híbridos.

 

Um contingente de cerca três mil homens desloca-se neste momento a caminho da cidade iraquiana de Ramadi. Tomada há poucos dias pelas milícias armadas do Estado Islâmico, esta cidade situada a pouco mais de uma centena de quilómetros da capital do país (Bagdade), foi abandonada pelo exército iraquiano (em fuga) e tomada pelas forças rebeldes do ISIS/ISIL. Tendo-se registado até agora mais de 500 mortos (e com toda a sua população em fuga), a cidade aguarda agora a chegada de uma nova vaga de violência – que quando muito acabará por terra planar a cidade dada a ausência de mais bichinhos (vivos).

 

31iraq.600.jpg

Ramadi

 

O grupo de combatentes fortemente armados é constituído por elementos de uma milícia pertencente a uma facção do hezbollah pró-iraniano (estacionado noutra localidade iraquiana) e agora requisitado pelo governo legal do Iraque para combater os terroristas islâmicos com ligações à guerra civil na Síria (e a actuarem violentamente na região). Simultaneamente os EUA colaborarão nessa missão bombardeando as milícias do Estado Islâmico (o ISIS/ISIL por coincidência uma criação conjunta EUA/Arábia Saudita) apoiando o avanço sobre a cidade iraquiana de Ramadi das milícias shiitas: a única força presente a poder opor-se aos terroristas.

 

Uma confusão total. O Caos. O Eixo do Bem (EUA) une-se ao Eixo do Mal (Irão) para combater uma outra forma tenebrosa (ou não) resultante da união entre dois corpos em princípio incompatíveis (EUA E Arábia Saudita). Com dois regimes distintos mas ambos ditatoriais (Arábia Saudita e Israel) a invectivarem os EUA (a Democracia) a deixarem o Eixo do Mal e desse modo a apoiarem os mutantes (deles). A evolução poderá ser temporariamente lenta (veja-se o intervalo no filme da guerra da Ucrânia), mas no dia em que for declarado o nome do novo Presidente dos EUA, tudo recomeçará: o nosso trajecto (por ser o deles) parece já inevitável.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:15

Estas últimas imagens enviadas do planeta MARTE a partir do ROVER da sonda norte-americana OPPORTUNITY (SOL 4013) são oriundas da planície de MERIDIANI PLANUM: uma região da superfície marciana situada ligeiramente a sul do equador do planeta vermelho. Outra sonda da NASA (a CURIOSITY) encontra-se na distante cratera GALE.

 

1M484437094EFFCNA8P2975M2M1.JPG

 

Quando olho para mais estas imagens vindas de um mundo distante e alienígena, mais me recordo do nosso planeta Terra: e das superfícies que temos ao longo da nossa vida observado debaixo de certos lençóis de água (como a do mar), com muita areia, pedras e pedrinhas. Lembro-me logo da praia e das ondas a irem e virem.

 

Tal como esta imagem aparece aqui associada ao planeta Marte (o último dos planetas interiores do nosso Sistema Solar), a mesma passaria muito facilmente por uma outra que tivesse sido registada no nosso planeta Terra. Quantas e quantas vezes já observamos no litoral ou até no interior estruturas rochosas semelhantes?

 

Mas com toda a certeza que a NASA ao escolher este sítio como ponto de encontro da sua sonda com a superfície deste mundo alienígena, já tinha para esta missão algo de muito importante em pensamento: a presença duma rocha sedimentar como a hematite, um dos sinais da possível presença (em tempos idos) de água.

 

1M484438819EFFCNA8P2935M2M1.JPG

 

O planeta Marte poderá em tempos (já muito distantes) ter possuído água e atmosfera. Muitos cientistas acham mesmo que o planeta até poderá ter contido um vasto oceano, apresentando vagas (periódicas) à sua superfície. Logo, tentar estabelecer uma relação de semelhança entre a evolução dos dois planetas (Marte e Terra), não ser assim tão absurdo.

 

(imagens – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:54

“Um dia chegará o momento da revolta final dos NEM-NEM”

 

Hoje podemos afirmar (com toda a convicção de quem observou todos eles) que o actual Ministro de Educação faz justiça ao pensamento que de uma forma recorrente se atravessa na cabeça de quase todos nós e que diz que o próximo Ministro ainda será pior que o anterior: este prontificou-se em ser o pior dos piores e como tal será recompensado. Os outros (as vítimas) que abram os olhos e aprendam e entretanto como processo de aprendizagem que se lixem.

 

5475199813_0e800b313d_b.jpg

Village of the Damned

 

Quando a única mensagem que nos transmitem se baseia no poder do dinheiro e na força da simulação; quando essa mensagem é impressa impunemente nos nossos cérebros como objecto prioritário a alcançar, premiando a nossa obediência; quando deliberadamente nos colocam umas palas na cabeça em princípio para nossa protecção mas apenas para travar certos olhares desnecessários e improdutivos; quando reflectimos a nossa imagem na realidade dos outros tentando que nos imitem para mais facilmente os controlar; quando aceitamos a versão deles da história, mesmo que contrarie factos que nós próprios experienciamos mas pelos vistos não compreendemos; quando transformamos todas as estruturas básicas de sobrevivência numa pirâmide social meramente certificadora e hierarquizada, como se de uma Igreja se tratasse, construída à volta do pecado e tendo em vista da sua impraticável superação; quando negamos aos outros o tempo e o espaço necessário para pensarem, negando-lhes esse direito como se fosse uma perda de tempo ou uma pedra no sapato; quando aceitamos a declaração antecipada do nosso óbito em troca de um qualquer lugar reservado em cima ou debaixo da terra; quando não respeitamos as necessidades básicas de saúde de qualquer indivíduo, ignorando o seu sofrimento e deixando-o morrer por instituição do desconhecimento; quando se utiliza a própria educação para manipular, violar e impor, não tendo sequer a mínima vergonha de o fazer sobre um ser ainda em construção; quando para além de muitos outros quando e sendo graciosamente pagos apenas para cumprir, nos escondemos covardemente atrás dos outros como se nada fosse connosco – então é fácil de concluir que aqueles que foram escolhidos para nos representarem e defenderem, apenas utilizam essa função para melhorarem o seu já extenso curriculum e como consequência e reconhecimento desse trajecto superior usufruírem de mais mordomias.

 

(os NEM-NEM são a maior produção deste actual Governo: um exército estimado em várias centenas de milhares de indivíduos que nem estudando nem trabalhando, se dedicam agora ao cada vez mais proveitoso mundo do crime)

 

(imagem do filme A Aldeia dos Malditos sobre uma adaptação da obra do escritor inglês de ficção científica John Wyndham)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:27

Acima de tudo não deixem as chefias impunes: a culpa da derrota de um exército nunca estará nos soldados (obrigados a obedecer) mas nos seus respectivos comandantes (por ignorantes, incompetentes e como consequência prepotentes).

 

E Se Fosse Com A Vossa Família?

 

agressao_guimaraes_imagemCMTV11441e18_664x373.jpg

Esta é apenas uma das consequências das acções destes Desgovernos
(fortes com os fracos, fracos com os fortes)

 

Em vez de cumprir a função para a qual foi para ali destacado – proteger todos os cidadãos que como autoridade policial jurou defender – um oficial da polícia talvez já demasiado stressado pelo ambiente pesado que o rodeava (não sendo desculpa para nenhum dos seus actos praticados mas sinal evidente de pura incompetência para o cargo), resolveu virar-se contra aqueles que deveria defender agredindo-os selvaticamente (pela irracionalidade e desproporção).

 

E o contexto em que tudo se passou (felizmente registado pelas câmaras de uma estação televisiva, caso contrário nunca teria existido – muitas das vezes sendo este um dos privilégios do agressor) torna esta agressão impensada e gratuita num caso extremamente grave e indesculpável, não só por ser inadmissível e criminosa mas até pela perturbação social que este acto (miserável) provocou: em vez de se perseguir os criminosos agora persegue-se o que estiver mais à mão de semear.

 

Como é possível ficar-se indiferente a uma agressão a uma família que procurava protecção no exterior de um estádio, quando já mais tranquila dado ter conseguido sair finalmente e estar até sob protecção policial, acabou agredida por essas mesmas autoridades ainda por cima sob comando da chefia no local: o pai é agredido, o avô é agredido e enquanto isso e sem compreenderem o que se passa, os dois filhos menores assistem ao pai a ser atacado por uma figura, que sempre pensaram estar ali para defende-los e representar a lei.

 

Neste caso que toda a gente viu e que jamais alguém conseguirá esconder (por isso as autoridades responsáveis ainda não terem aberto a boca estando como sempre a ver o que dá) a punição do agente terá que ser exemplar, por mais motivos que apresente pensando apagar o que fez (insultou-o, cuspiu-lhe, rasgou-lhe o fato) e por maior que seja a protecção da corporação que o comanda. Que me desculpem mas por vezes as pessoas não têm vocação para o que fazem: apenas uma licença (certificada sabe-se lá como) mas não para a agressão.

 

No entanto estes casos nunca mais acabarão e até se poderão agravar muito mais (vasta ver o panorama geral do nosso país com constantes assaltos, agressões, assassinatos, desfalques e tudo o mais que resulta da destruição do sector da Educação), se continuarmos a ser dirigidos por contingentes de criminosos escondendo-se atrás das leis pelos mesmos elaborados, escondendo-se sob o manto protector dos partidos e engalanando-se com pretensos diplomas que não lhes dando o título de mestres lhes conferem o poder de mandar e subjugar.

 

(imagem – CMTV)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:19

Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



26
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO