Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Jul 15

Antes das duas da madrugada de quarta-feira (amanhã) a NASA começará a receber as mais próximas e nítidas imagens alguma vez obtidas do misterioso planeta PLUTÃO.

 

tn-p_lorri_fullframe_color b.jpg

Plutão a 13 de Julho

 

Vista parcial de PLUTÃO (imagem da passada segunda-feira) quando a sonda NEW HORIZONS se encontrava ainda a mais de 700.000km de distância do planeta anão. Tendo atingido entretanto o seu ponto de maior aproximação a Plutão (o que aconteceu hoje a pouco mais de 12.000km da superfície do planeta), aguarda-se agora na TERRA a chegada das primeiras imagens deste extraordinário acontecimento (previstas para dentro de pouco mais de nove horas).

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:53

14 de Julho de 2015
“Finalmente Plutão, o Décimo Planeta do Sistema Solar!”
(como aprendi na minha escola primária)

 

No preciso momento em que a sonda NEW HORIZONS se encontra a pouco mais de 570.000km do seu ponto de trajectória mais próximo de PLUTÃO (faltam pouco mais de 11 horas para lá chegar) e viajando a uma velocidade perto dos 14km/s, os cientistas que acompanham esta missão de mais um DRONE telecomandado da NASA (convencidos depois da conquista da LUA, que os humanos terão sempre problemas ao atravessarem o Cinturão radioactivo de VAN ALLEN), descobriram que o planeta é na realidade maior do que o previsto e que poderá conter ainda mais água do que antes imaginado.

 

new-horizons-size-pluto-charon.jpgCharon e Plutão

(comparação de tamanhos)

 

Já hoje (dia 14) pouco antes das 13 horas portuguesas a sonda da NASA atingirá Plutão, pondo fim a mais de 3.462 dias de viagem e a biliões de quilómetros percorridos. Esperamos que a NASA nos recompense da nossa perseverança e dedicação revelada ao longo destes últimos anos e em homenagem à propalada excelência de resolução das suas câmaras a bordo da NEW HORIZONS, nos proporcione belas e espectaculares imagens de PLUTÃO e das suas cinco luas. Com o seu próximo objectivo a ser o CINTURÃO de KUIPER (e a procura de outros corpos celestes que nos ajudem a compreender melhor a História do nosso Universo).

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:03

Greece: Tsipras Surrenders to Troika Bandits
(Stephen Lendman – Global Research, July 13, 2015)

 

greece-troika-400x224.jpg

 

Greece is being systematically raped and pillaged. It’s painful to see how easily powerful monied interests can destroy a nation without firing a shot. Financial war is as cruel and ruthless as naked aggression.

 

Long-suffering Greeks understand better than establishment economists – paid to con people to believe destructive policies benefit them.

 

Harder than ever hard times awaits Greeks and ordinary people throughout Western societies. Regimes in Europe and America serve their privileged elites alone at the expense of most others, especially their most vulnerable and needy.

 

Their governments are their worst enemies – in bed with dark forces destroying their welfare and futures. SYRIZA was elected on a pledge of no more austerity. Betrayal followed. It’s just a question of how bad things will be once the dust settles. What’s happening isn’t pretty.

 

On Sunday, Eurogroup president/Dutch finance minister Jeroen Dijsselbloem gave Greece the Troika’s take-it-or-leave-it harsh ultimatum – a list of stiffer austerity measures than earlier proposed and other tough ones as a condition for more bailout help – now reportedly for 86 – 87 billion euros over three years (10 billion euros immediately for bank recapitalizations).

 

Greece’s parliament must approve the deal and legislate Troika diktats into law with Tsipras’ signature by July 15. Terms agreed on include:

 

Higher regressive VAT taxes hitting millions of impoverished Greeks hardest along with broadening the tax base affecting ordinary people most.

 

Stiff pension cuts (on top of 40% eliminated earlier) including for poor retirees cut no slack.

 

Adopting a Code of Civil Procedure to streamline procedures and reduce costs – in other words, continued stiff budget cuts harming millions of Greeks already suffering hugely from earlier imposed austerity.

 

Full implementation of the Treaty on Stability, Coordination and Governance in the Economic and Monetary Union’s key provisions – including mandated spending cuts gutting social services more than already.

 

Giving foreign investors freer access to plunder Greece’s economy.

 

Privatizing power generation and transmission along with other state enterprises previously off-limits.

 

Neutralizing labor rights ahead of eliminating them altogether – including restricting collective bargaining and right to strike as well as eliminating hiring and firing restrictions.

 

Rescinding SYRIZA enacted laws not agreed on by the European Commission, ECB and IMF.

 

Transferring up to 50 billion euros worth of Greek assets to a Troika controlled fund based in Athens to contribute to servicing debt and recapitalizing Greek banks.

 

Possible debt restructuring by extending maturities, not write-downs.

 

Troika officials will monitor Greek implementation of demands.

 

Bottom line: they mandate Athens entirely surrendering its sovereign rights to the European Commission, ECB and IMF.

 

Greater than ever austerity will be imposed, hitting millions of impoverished/unemployed Greeks hardest, including poor pensioners to receive less than their already meager payments en route to eliminating them altogether.

 

Privatizing state enterprises earlier considered off-limits. Plans are to transform Greece into an nightmarish dystopian wasteland.

 

It’s hard imagining any government accepting what’s demanded. No responsible one would. Tsipras sold out. His signature on the final deal alone awaits.

 

Word from Brussels is all parties agreed on a deal. It’s official. Tsipras handed Greek sovereignty to Troika bandits, agreeing to all their unacceptable demands.

 

European Council President Donald Tusk tweeted: “Euro summit has unanimously reached agreement. All ready to go for ESM (European Stability Mechanism) program for Greece with serious reforms and financial support.”

 

Greece’s parliament must accept the deal and enact demanded legislation by July 15 complying with Troika diktats. It’s almost but not entirely certain – defying overwhelming public opposition according to polls.

 

A Final Comment

 

Greeks suffered horrifically under Nazi occupation during WW II. It took a terrible toll on millions. Tens of thousands of Athenians alone perished from starvation.

 

Many thousands more endured barbarous Nazi persecution. Greece’s economy was destroyed. A Berlin-installed collaborationist regime brutalized it own people.

 

Around half a million perished – from starvation, massacres, assassinations and other forms of brutality. People were shot on sight for no reason. Women and young girls were raped, many then savagely murdered.

 

Greece is again occupied, a Troika controlled colony, its sovereignty lost. Tsipras is a modern-day quisling – selling out to monied interests disgracefully. He’ll be remembered for agreeing to a Greek Versailles.

 

This time financial predators are villains – force-feeding pain and suffering their way. Human need and welfare are sacrificed for unrestricted profit-making the old-fashioned way – pillaging an entire nation, wrecking its economy more than already.

 

(globalresearch.ca)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:54

É bastante claro o resultado do duelo travado este fim-de-semana em Bruxelas entre os representantes do EUROGRUPO (diga-se a Alemanha) e os representantes da GRÉCIA (diga-se o povo grego):

 

“Derrota por KO técnico do inferiorizado Primeiro-Ministro Alexis Tsipras, face à sua ultra-poderosa adversária a Chanceler Angela Merkel.”

 

greek-debt-crisis-5-390x285.jpg

Verdadeiramente de pernas para o ar
(ou de pernas abertas?

 

O que só poderá significar o início do fim a curto ou a médio prazo do Governo liderado por AlexisTsipras (que a Europa acaba de transformar num Morto-Vivo, colocando-o agora em posição IN) e como consequência lógica (do recuo progressivo da sua base de apoio) o fim do próprio SYRISA (com a porta já aberta com a chegada a Acordo e com Tsipras a iniciar o seu período pessoal de Inquisição interna).

 

Registemos: com Alexis Tsipras considerado agora IN para o clube privilegiado do EUROGRUPO, abrem-se logicamente mais perspectivas de evolução política e hierárquica deste agora aguerrido, prometedor e jovem político Europeu. Só lhe faltará mesmo ser um pouco mais ambicioso e aí talvez tenhamos encontrado um grande líder europeu (e sabe-se lá da CEE – estilo Durão Barroso). Tem é que esquecer o essencial (mais do que a Grécia, os gregos).

 

De qualquer forma a Grécia estará a partir de agora IN, apesar de na realidade continuar OUT: integrada na Europa mas sem dinheiro, sem património, sem emprego, sem protecção social, sem crescimento, sem ESTADO, sem, sem, sem e sem solidariedade da UE.

 

"Eles crucificaram Tsipras lá dentro."
(RR)

 

048452051522ce01_664x373.jpg

Ministro das Finanças da Alemanha e Presidente do Eurogrupo
(e a imparcialidade dos árbitros)

 

Mas com todos os anteriores cenários já repetidamente montados e desmontados pelos próprios organizadores deste grande, inolvidável e talvez irrepetível espectáculo (com resultados financeiramente arrasadores para os seus patrocinadores), todo o desenvolvimento continua a ser possível e com múltiplas opções: desde a implosão da Grécia até à implosão da Europa, desde o ressuscitar de Tsipras até à síncope de Schäuble.

 

Última Hora:

 

“Depois da Praga o Contra-ataque dos Leporídeos”
(concentrados na toca do Coelho)

 

Depois de nos ter VIGARIZADO com os seus dados espectaculares sobre as taxas de desemprego, de impostos, de remunerações e até de reformas e de pensões em Portugal (tudo a descer ou a subir, conforme os interesses do momento), eis que o nosso Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho em nome de Portugal, pensando no seu emprego e na defesa intransigente do novo desígnio Europeu, se atribui todos os louros na defesa dos paradigma alemão: considerando-se como SALAZAR, o maior neutro pró-activo. Talvez a falta de vergonha seja um problema cultural – pois a memória já se foi (Portugal nunca assumiu uma clara posição). E não é só em Portugal que existirão ELEIÇÕES.

 

“Se a estupidez pagasse imposto estava todo carimbado!”

 

(imagens – businessetc.thejournal.ie/rr.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:32

Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO