Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

03
Nov 15

E o Rio Saltou para Fora do Tubo!

 

“Severe thunderstorm accompanied with heavy rains continues to sweep Iberian Peninsula, as of November 1, 2015. Severe flooding claimed one life so far, in Algarve region, Portugal.” (The Watchers)

 

portugal_flood3(1).jpg

Albufeira – Zona da Praia dos Pescadores
(imagem: Tristan Dawson/Severe Weather Europe/The Watchers)

 

E quando toda a gente se preparava para o encerramento desta última época balnear – tendo-se já iniciado (entre outras) as habituais ações de limpezas, arrumações e preparação prévia para a Passagem de Ano – eis que subitamente a ribeira que sempre atravessou Albufeira (no fundo uma confluência de três ribeiros) extravasou inopinadamente os seus domínios territoriais (expectáveis pelos especialistas), destruindo tudo à sua passagem e lançando o caos na coluna vertebral da zona antiga da cidade: tal e qual um rio de grande caudal correndo entre margens apertadas e turbulentas (por artificiais), percorrendo violentamente o seu leito disponível, como se de um rápido se tratasse.

 

Acontecimento trágico por previamente acompanhado por múltiplos sinais de aviso (como o da anterior cheia de 2008, da qual os comerciantes ainda esperam apoios há muito prometidos) e por diversas vezes ser anunciado (e sistematicamente ignorado) por todos os leigos desta terra: pessoas (trabalhadores de vários ramos) comuns como nós, mas no entanto com experiência, cultura e felizmente alguma memória (que facilmente podemos constatar).

 

radar_rain_portugal.jpg

Sul de Portugal – Precipitação na região do Algarve
(imagem: Meteoalerta/The Watchers)

 

Durante toda a noite de sábado para domingo a região de Albufeira e toda a zona circundante envolvendo os concelhos limítrofes de Silves e de Loulé, esteve sujeita à ação de um extenso campo de baixas pressões transportando consigo chuva intensa, que estacionando sobre este território do sul de Portugal (sobretudo o barlavento algarvio) e com a elevadíssima e contínua precipitação aí registada, provocou grandes inundações e muita destruição (registando-se mesmo uma vítima no concelho de Loulé).

 

Durante pelo menos oito horas choveu ininterruptamente na cidade de Albufeira (das 3 às 11 da manhã). Por essa altura já as águas que tinham caído em todo o concelho se encaminhavam vindas das Ferreiras (onde já se registavam inundações), movimentando-se rapidamente em direção ao mar e acabando muito desse enorme volume de água por ser recolhido nas várias ribeiras existentes que no final (do ribeiro entubado) iam dar à cidade. No caminho invadiram e inundaram entre outros o Parque de Campismo e o interior de um supermercado situado nas proximidades do Centro de Saúde, acabando por se dirigir de seguida para a passagem subterrânea de peões (na rotunda do Globo) e a partir daí aceder à Avenida da Liberdade e ao centro da parte velha de Albufeira.

 

portugal_flood2.jpg

Inundação – Supermercado junto ao Centro de Saúde
(imagem: Rui Pedro/Severe Weather Europe/The Watchers)

 

A partir daí a poderosa onda de água (e de lama) vislumbrou uma nova descida para o mar e abruptamente invadiu a Avenida da Liberdade, seguindo então o já conhecido percurso da antiga ribeira, atravessando o jardim e indo desaguar à Praia dos Pescadores. Destruindo tudo à sua passagem e colocando todo o centro da Albufeira antiga num estado lastimável, triste e impensável (verificável com a profusão de vídeos e de fotos entretanto já publicadas).

 

O que não se percebe é como é possível estar alguém a almoçar tranquilamente em pleno centro de Albufeira, desconhecendo completamente que logo ali a seu lado e a poucos minutos de distância uma violenta torrente de água, de lama e de outros detritos se encaminha rápida e perigosamente na sua direção?

 

Já imaginaram o que seria noutras circunstâncias?

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:59

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11

21

22
25
26
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO