Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Objetos nas Proximidades da Terra

Terça-feira, 15.12.15

Potentially Hazardous Asteroids (PHAs) are space rocks larger than approximately 100m that can come closer to Earth than 0.05 AU.
None of the known PHAs is on a collision course with our planet, although astronomers are finding new ones all the time.
On December 15, 2015 there were 1642 potentially hazardous asteroids.
(spaceweather.com)

 

neo_banner.jpg

 

No intervalo de tempo que decorreu entre 15 de Dezembro de 2014 e 14 de Dezembro de 2015 (um ano), o número de objetos que atravessaram o espaço nas proximidades do planeta Terra a uma distância menor que 5x a distância Terra/Lua (pouco menos que 2 milhões de km), foi segundo a NASA e o seu programa de deteção (NEAR EARTH OBJECT PTROGRAM) de 155.

 

Mês Período N.º Objetos
1 15.12 a 14.01 15
2 15.01 a 14.02 19
3 15.02 a 14.03 18
4 15.03 a 14.04 17
5 15.04 a 14.05 14
6 15.05 a 14.06 10
7 15.06 a 14.07 5
8 15.07 a 14.08 6
9 15.08 a 14.09 8
10 15.09 a 14.10 13
11 15.10 a 14.11 16
12 15.11 a 14.12 14
Ano Total 155

 

Uma média de 13 objetos/mês detetados (a menos que 5 LD) pelos cientistas da NASA. O que não significa que não tenham sido muitos mais. Hoje mais dois desses objetos passarão nas proximidades da Terra, um a cerca de 960.000km e o outro a pouco mais de 300.000km.

 

Asteroide Data Distância Dimensão
2015 XN55 15 DEZ 2,5 LD 15m
2015 XY261 15 DEZ 0,8 LD 16m

 

Não representando nenhum deles qualquer perigo para o nosso planeta. Aliás se algum dia tal acontecesse (um possível impacto) só veria mesmo duas hipóteses para tal suceder: ou se tratava de um grande objeto previamente detetado e como tal estaríamos previamente avisados (do nosso pobre destino) ou então seria pequeno e atingir-nos-ia de surpresa (e o nosso destino dependeria de muitos dos parâmetros desse objeto). Se nos informam (destes) é porque não há problema (apesar de existirem outros).

 

1LD = 384.401km

 

(imagem: NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:33

Olympica Fossae

Terça-feira, 15.12.15

The Olympica Fossae are a complex array of deep troughs, channels and streamlined landforms in northern Tharsis. Water, mud, and lava are all thought to have played a role in the formation of these features. (solarviews.com)

 

PIA20113.jpgPIA20114.jpg

Sonda MARS ODISSEY – Instrumento THEMIS
(imagens: 10 e 12 de Outubro 2015)

 

Estas duas imagens obtidas pela sonda 2001 MARS ODISSEY durante as suas 61.342ª e 61.317ª órbitas em redor de Marte, mostram-nos uma estreita e profunda depressão existente sobre a sua superfície do planeta com uma extensão de mais de 400km. Conhecida como OLYMPICA FOSSAE esta grande fratura situada numa planície vulcânica localizada entre a cratera de dois antigos vulcões (ALBA MONS e OLYMPUS MONS), resulta do aparecimento de uma falha e da derrocada de materiais. Uma extensa depressão com linhas bastante lineares e uniformes e alinhada de este para oeste (na segunda imagem com uma bifurcação para sul).

 

(imagens: NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:24