Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

03
Fev 16

É sempre bom olhar para o deserto – deixa-nos pensar!
(sendo Marte um dos que está mais à mão, nas novas autoestradas da informação)

 

Da última vez que uma das sondas marcianas da NASA foi notícia global (e tendo em atenção que até hoje não foi descoberta nenhuma forma de vida por mais simples e primitiva que fosse, nem sequer um fóssil), tal aconteceu apenas e somente porque alguém ao olhar para uma imagem enviada do planeta afirmou estar a ver um alienígena – sabendo nós antecipadamente que o Homem nunca esteve em Marte (sendo essa que eu saiba a versão oficial).

 

Para ser mais preciso não sendo o registo fotográfico de um alienígena (o objeto pretendido) mas a sombra do mesmo (uma imagem secundária).

 

Um registo de sombras de várias coisas inanimadas, incluindo no cenário uma outra sombra que poderia muito bem ser a de um astronauta (em tudo tendo uma sombra de contornos muito semelhantes), extraterrestre até prova em contrário.

 

Para já de origem alienígena sendo só as próprias sondas (Opportunity ou Curiosity) ou não fossem elas vistas como artefactos de origem externa (oriundas do planeta Terra) e intrusos ao meio ambiente de Marte (nada tendo a ver diretamente com ele).

 

Quanto à imagem (do pretenso alienígena) a única coisa que poderei dizer é que elas (as imagens) por vezes são mesmo tramadas (iludindo-nos como muitos).

 

1R507445332EFFCP70P1312R0M1.JPG

Marte
Opportunity Rover – Rear Hazcam
Sol 4272
(2016)

 

Desta vez a imagem recebida a partir das câmaras do veículo motorizado da NASA (nesta caso da Oppotunity) é muito menos interessante e até um pouco repetitiva: sendo isso de tal forma evidente que agora já ninguém fala nele. E vejamos porquê:

 

- Menos interessante porque desde logo e como foco de imensa curiosidade, interrogação e especulação (ou seja tudo aquilo de que necessita um teórico da conspiração) não aparece nenhum vestígio de vida, nem mesmo nenhuma imagem que a possa sugerir – e sem vida não dá pica;

 

- Menos interessante porque a sombra é uma simples sombra (de objetos não de sujeitos) – e dessas estamos nós fartos: dessas temos nós cá e até no equador (e mesmo na perpendicular). Não precisando por isso de ir a Marte e voltar;

 

- Um pouco repetitiva porque para além do tereno e das sombras habituais, lá ao fundo se vê o que parece uma bancada…mas já antes registada e na memória arquivada; com uma explicação esquecida mas de âmbitonatural (talvez sobreposição de imagens).

 

E que ainda motiva, alguém a escrever sobre nada: talvez por alguma representação (mental) que ainda tenhamos do Nada (separando-o nas operações mentais do Vácuo e do Vazio – mas porquê?).

 

(imagem: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:35

Já antes Cavaco criara o filho-Monstro e sempre o renegara.
Chegou a vez de Passos criar a filha-Geringonça e também a renegar.

 

Estes foram os progenitores que após nos irem repetidamente ao bolso (a sua única fonte de receita) nos deixaram nas mãos o seu querido-lindo filho – antes sendo pródigo, mas agora não sendo mais que uma simples Geringonça (o nome da criança). Tudo feito sem pudor, sem vergonha e ainda por cima exigindo explicações. E se tudo correr mal a culpa será sempre do outro (pai).

 

Os pais da Geringonça

 

2015-11-10-Costa-Passos-1.jpg

Deserdados e não reconhecendo a paternidade da criança
(a tal jovem chamada Geringonça)

 

Nunca repararam que para estes políticos predador e vítima se confundem?
– Ambos estão coletados e todos com direitos iguais.
Já para não falar dos direitos…e os deveres?

 

E com a criança nas mãos (a Geringonça) o pai adotivo ou padrasto não teve outro remédio senão aceitar o seu nome – sendo logo gozado pelo nome da criança como se tivesse sido ele que a tivesse parido. Pelo que a partir daqui toda a vida política portuguesa andará à volta da paternidade da criança (a Geringonça) e dos problemas de adoção que a própria situação criou. Será que a culpa é do pai (a quem lhe esvaziaram o tacho) ou não será do padrasto (que trouxe outro tacho também)?

 

Período de
tempo
Pai da criança Nome da criança Apreciação proposta
XIX Governo Constitucional Pai Protótipo Geringonça +
XX Governo Constitucional Padrasto Geringonça -

 

(evolução do estatuto e filiação da criança ao longo dos últimos cinco anos e atualmente reconhecida apenas como Geringonça)

 

Deixando ainda aqui dois sinónimos de geringonça que não são bem iguais (infopedia.pt):

 

- Coisa mal feita e que se escangalha rapidamente (XIX);

 

- Aparelho ou máquina considerada complicada (XX).

 

(imagem: expresso.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:19

Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

14
15
16




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO