Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Fev 16

Primárias do Ohio – 1 de Fevereiro de 2016
(o arranque com destino às Convenções DEM e REP)

 

promo_iowa20results_4x3_02.png

Clinton, Sanders, Trump e Cruz

 

Realizaram-se ontem as primeiras eleições primárias Democratas e Republicanas para a escolha dos seus respetivos candidatos à Presidência dos Estados Unidos. Se em relação aos DEM o empate técnico já era o resultado mais esperado (dadas as sondagens anteriormente efetuadas), no caso dos REP o resultado (apesar de não ser o mais esperado) era um dos mais possíveis. Desse modo as conclusões que desde já se podem tirar sobre os resultados destas primeiras primárias (o primeiro estado entre 50) são que os DEM Hillary e Sanders começaram com um empate (apesar de ligeira vantagem de Hillary), enquanto do lado dos REP Ted Cruz surpreendeu Trump, com Rubio também na luta (pela vitória). Os resultados foram os seguintes (faltando conhecer 3 delegados republicanos):

 

Ordem Candidato
DEM
%

Delegados

(44)

1 Hillary Clinton 50 23
2 Bernie Sanders 50 21

 

Ordem Candidato
REP
%

Delegados

(30)

1 Ted Cruz 28 8
2 Donald Trump 24 7
3 Marco Rubio 23 7
4 Ben Carson 9 3
5 Rand Paul 5 1
6 Jeb Bush 3 1

 

Como se pode constatar pelas tabelas anteriormente apresentadas do lado DEM restam apenas e neste momento 2 candidatos (o terceiro candidato O´Malley desistiu), enquanto do lado REP (na tabela só surgem os 6 candidatos que elegeram delegados) e que se saiba ainda restam 9 (tendo desistido o candidato Huckabee). Umas primárias que apontam para um duelo democrata bastante disputado e a dois entre Hillary Clinton e Bernie Sanders e para outro também renhido mas aí a três entre os republicanos Ted Cruz, Donald Trump e Marco Rubio – com um destes cinco a ser certamente o próximo presidente dos EUA. (talvez com alguma vantagem do candidato democrata). No próximo embate que se dará daqui a uma semana (dia 9) em New Hampshire se verá como prossegue esta corrida – com os DEM a escolherem mais 24 delegados para a sua convenção e os REP pelo seu lado a escolherem outros 23. Com as sondagens que antecedem a primária (e tal não aconteceu no Ohio com as margens entre os candidatos favoritos a serem sempre mais apertadas) a apontarem muita mais expressivamente para os potenciais candidatos vitoriosos: Sanders do lado DEM (Sanders: 56% – Hillary: 38%) e Trump do lado REP (Trump: 33% – Cruz: 12% – Kasich: 12% – Bush: 10% – Rubio: 10%). Veremos na próxima terça-feira.

 

(dados: wikipedia.org e realclearpolitics.com – imagem: fivethirtyeight.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:52

01
Fev 16

Desculpem lá esta coisinha mas os norte-americanos são irresistíveis!
(de mais estas vindas dos Estados Unidos e com as presidenciais no horizonte)

 

I

 

A Razão pela qual HC poderá não ser Presidente

 

Na procura incessante das respostas que nos possam “Oferecer o Mundo” (por vezes por simples fenómenos de ação/reação de algum tipo de enzima que nos proporcione tais atitudes/comportamentos), chegamos sistematicamente e sem saber bem porquê às suposições do costume (oficiais e indiscutíveis): desde que atribuídas a Entidades Superiores (as Chefias) previa e devidamente certificadas (com a anuência coagida mas democrática dos seus respetivos subalternos).

 

Nesse sentido e no cumprimento do seu dever (como um qualquer rebanho dirigido pelo seu chefe ocasional), demonstrando uma capacidade qualitativa diminuída mas quantitativamente insuperável (o que deles esperamos é a Continuidade ou seja indiferença e status quo), muitas vezes desmentidas por ações e (vejam lá) por meras expressões físicas, momentâneas e comportamentais (simulações faciais). Sendo esse o “caso contrário” de HC ao mesmo tempo convidando-nos ao lado mau do espanto e simultaneamente ao lado bom da indiferença (no fundo a algo e ao seu contrário) – como se acreditasse em ET’s, gozasse com a sua existência e fosse (apenas) um deles (mais um)!

 

Convencendo-nos da verdade (evidente) de que nós também o somos (alienígenas) – até agora vistos como estranhos numa terra também estranha.

 

À primeira vista até parece!

 

Hilary-UFO-631308.jpg

Estará HC numa posição privilegiada?
Ou será apenas mais uma máscara?
(talvez disso dependendo a sua eleição a Presidente)

 

E como eu sei que a “Verdade anda mesmo por aí” (que o digam os X-Files) acredito mesmo que HC não deverá ser deste Mundo. E se alguém ainda tiver algum tipo de dúvidas (de que estamos perante uma luta de morte entre a preservação do Estado Corporativo e o Estado das Corporações), basta olhar para a sua ação e para a sua expressão: se eu fosse um alienígena afirmaria o mesmo sobre ela (HC). O que desperta entre todos (neste caso os eleitores) um sentimento de desconfiança (e de apreensão): será que eu estive durante anos, olhando sempre para o Céu (alguns diziam para a Lua chamando-me mesmo lunático), à procura de um Deus (algo que fosse o objeto original, mas jamais à nossa imagem) e no encalce de um milagre (a sua obra suprema superando a nossa realidade), apenas para me darem um boneco (insuflável e disponível) orientando-se pelas marés? Com tantos pontapés (na inteligência e no rabo) é claro que não!

 

Razão pela qual também não sou certificado (mas já o tendo sido antes – já agora falo de mim) hoje em dia perdido e sendo apenas tolerado (reconhecendo que para já, pois amanhã logo se verá). E pela qual outros subprodutos (que não eu) atingem a celebridade (a única forma que o poder tem para se perpetuar esmagando a concorrência – boa, má ou de outra origem qualquer) e até ganham eleições (poder): mesmo não acreditando nisso e face a opositores de grande peso (mais terrestres do que extraterrestres). Como sempre nestas histórias com o mesmo resultado: não ganha o terrestre, não ganha o extraterrestre…ganha sempre o capataz – “3 vezes 9 vinte e sete, 2+7 dá nove e 9’s fora dá nada” um verdadeiro Zero (e já agora neste esquema qual é o teu verdadeiro lugar?)!

 

(imagem: WEB)

 

II

 

A Influência Extraterrestre nas Presidenciais US 2016

 

“Para a concretização eficaz de um projeto toda a influência deve ser contabilizada”
(pelo menos é o que parece pensar a candidata Hillary Clinton)

 

hillary-ufo-embed.jpg

Autoestrada Extraterrestre
(destino Casa Branca)

 

Clinton promises to investigate UFOs
(conwaydailysun.com)

 

Se alguém ainda tinha dúvidas sobre a supremacia demonstrada pelos US durante anos e anos consecutivos e progressivamente generalizada a nível global (falando naturalmente do planeta Terra), com a campanha presidencial de 2016 ficamos a saber que a estratégia de alguns dos seus candidatos não se limita apenas à Terra (e aos seus habitantes) estendendo-se agora numa tática de expansão (e se possível de colonização) ao longo do Espaço Exterior (e aos prováveis alienígenas).

 

Here's Why 2016 Might Be the UFO Disclosure Year
(hubpages.com)

 

Sendo portanto uma evidência que a pouco-e-pouco e de uma forma bastante silenciosa (o segredo é a alma do negócio) os US vão apontando as suas baterias duma forma decisiva e irreversível para a conquista do exterior, com a próxima fronteira a ser alcançada (e ultrapassada) a apontar para o Espaço.

 

They say that if elected President of the United States, Hillary Clinton will likely continue her husband's efforts to gain access to the classified UFO files, and to finally disclose what the government knows about the issue.
(hubpages.com)

 

a3711229447_16.jpg

Identificando o verdadeiro problema?
(weeklyworldnews.com)

 

E com a Terra a atingir os seus limites de população, exploração, extração e poluição facilmente se chega à conclusão que o espaço disponibilizado pelo nosso planeta é cada vez mais diminuto (para tanta ambição de tão poucos) tornando-se obrigatório que para a sua manutenção, transformação e evolução se expanda e reproduza – pois só replicando processos se controla um sistema usufruindo-o e sobrevivendo (a esperança não concretizável de tantos – caso contrário seria o suicídio do sistema e da sua própria elite). Isto porque obviamente e seguindo uma linha de pensamento estritamente comercial (sem trocas e negociações não há movimento nem vida) o espaço não se partilha explora-se!

 

We'll Find Alien Life in This Lifetime, Scientists Tell
(space.com)

 

E nisso os US poderão continuar a ser a vanguarda como especialistas na Terra e descobridores de outros mundos – apesar de ultimamente, ao contrário do que agora sugerem (fazendo o Homem abandonar a Conquista do Espaço e atribuindo essa função a meras máquinas) e ao contrário do que na realidade tem feito (investido) reduzirem drasticamente o orçamento da NASA, à primeira vista com a intenção de acabar com ela mas agora mesmo de vez (tornando-a mais soft, de carater educativo e de ligação com a sociedade, mas trabalhando na sombra de uma outra agência mais poderosa, secreta e controlada financeiramente por privados e militares). Mesmo com contributos de outros.


In June, the Russian billionaire Yuri Milner pledged $100 million to fund an ambitious new research program, spread across several academic institutions. That’s the largest cash gift in SETI’s history, and Siemion hopes it will inspire others.
(theatlantic.com)

 

FBI-and-WIKILEAKS-CONFIRMS-Extraterrestrials-Visit

A presença extraterrestre
(nos EUA)

 

Ou não soubessem os políticos de antemão que tudo é de aproveitar se queremos mesmo ganhar – ou não andasse a verdade por aí e na companhia de alienígenas (até dos alieno-mexicanos de Trump).

 

(texto: escrito a partir de informações aqui a negrito tiradas do artigo: An Alien Hunter’s Guide to the 2016 Election/Daniel Oberhauss/January 26, 2016/vice.com – imagens: bendedreality.com e usatwentyfour.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:37

Eu sei que sem sexo não há audiências. Mas será que já pensaram que uma formiga (certamente) ou até mesmo um calhau (em vias de resolução) têm pénis e vagina? Se têm dúvidas usem a mão (o maior instrumento do Homem a seguir ao outro membro – e ambos dando prazer) e mantenham a vossa ilusão.

 

Uma Formiga em Marte
(ou algo que se lhe pareça)

 

Imagem capturada pelo rover da sonda Curiosity na passada sexta-feira dia 29 de Janeiro: utilizando para o efeito uma das suas câmaras no caso a Navcam Right B. Nesse registo o veículo motorizado da NASA mostra-nos um cenário parcial das dunas marcianas, presentes no terreno onde o mesmo se movimenta atualmente – nas proximidades das dunas de Namib. Dunas essas distribuídas e integradas (por zonas) num território bastante mais vasto e partilhando esse mesmo espaço árido e desértico com outras estruturas geológicas bem diferenciadas das suas.

 

NRB_507313271EDR_S0521162NCAM00269M_a.jpg

 

Uma duna aparentemente de aspeto normal fotografada pela sonda Curiosity no seu 1237º dia de permanência na superfície de Marte (com o dia marciano a ser ligeiramente maior que o terrestre). E apenas nos despertando a atenção após uma simples observação (recorrendo unicamente a um dos nossos órgãos dos sentidos a visão) devido à presença inesperada do lado direito da imagem de uma pequena sombra ou imperfeição. À primeira vista (interpretação) parecendo um código de barras. Mas que ao ser ampliado e devido à nossa visão (a nossa forma de ver o mundo) já parecia outra coisa.

 

NRB_507313271EDR_S0521162NCAM00269M_b.JPG  NRB_507313271EDR_S0521162NCAM00269M_.JPG

 

Imaginando uma realidade distante (e por mais inverosímil que fosse), vendo diante dos meus olhos (de terrestre) e num mundo a mim estranho (alienígena), num ambiente infernal e sem sinal de movimento, um ser do lado de cá (meu conhecido) e irmão do dia-a-dia (quotidiano), circulando calmamente sobre uma duna do distante planeta Marte: a mais de 60 milhões de quilómetros e sendo uma formiga marciana.

 

E se por um lado o visionamento (ou projeção) de um objeto conhecido, num cenário impróprio por estranho (por não respeitar as condições que consideramos mínimas para garantir a sua existência), pode ser interpretado e justificado com a existência de uma ou mais deficiências na transmissão de informação estabelecida entre o remetente e o destinatário – com as armadilhas dos pormenores das imagens e a interpretação do seu tradutor visual a serem questionadas e postas todas em causa (seja por erros de visão ou interpretações condicionada à nossa imagem) – porque não acreditar nas exceções (como assim tudo, nada e o seu complemento fazem o nosso Universo) muitas vezes inovadoras, em muitos casos excecionais e sempre criadoras. Porque não uma formiga?

 

E se não, porque não acreditar que outra forma de vida qualquer, orgânica, mineral ou mesmo mista, racional ou irracional, inteligente ou não (só para nos reconfortarmos com a existência dessas possíveis e mais que certas exceções) possa existir algures (ter existido ou vir a sê-lo, mas em diferentes espaços) e um dia se expor?

 

Talvez um conjunto de pedrinhas dunares inteligentes e privilegiadas, caminhando em fila indiana sobre a sua geologia nativa e marciana. Demonstrando assim a todos (mesmo aos terrestres) que até os calhaus podem pensar. E inovar.

 

E se esta formiga não o for então será uma espécie (e talvez mesmo com sexo).

 

(imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:36

Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

14
15
16




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO