Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Abr 16

“Tornou-se curioso ver Marte com nuvens (como se fosse uma miragem)

E transportarmo-nos para lá (como se tal fosse possível).”

 

MERB_Sol4329_1_br2.jpg

Região marciana localizada nos limites da cratera de Endeavour

(onde se tem movimentado o rover da sonda Opportunity desde Janeiro de 2004)

 

Enquanto na Terra os seus 7 biliões de habitantes continuam a sua luta interminável pela sobrevivência da sua própria espécie – já que uma minoria dessa espécie acha que a esmagadora maioria da restante só aqui está presente para degradar e acabar com o perfeito molde original do qual estes Auto Iluminados se proclamam descendentes – no Espaço ainda maioritariamente desconhecido que rodeia a nossa Terra, as sondas enviadas a partir do nosso planeta em direção ao misterioso mundo exterior começam agora a revelar-nos certos cenários que para muitos de nós constituem uma grande surpresa: seja porque nos contaram sempre algo de diferente ou de nebuloso que os factos hoje desmentem (convém sempre manter o povo dentro de uma certa ignorância para melhor o controlar e manipular), seja porque certos indícios que por vezes alguns nos proporcionam (inadvertidamente ou deliberadamente) mesmo sendo posteriormente desmentidos (ou reeditados) são persistentes, visíveis e indesmentíveis. Nunca esquecendo no entanto que em função de todas as ferramentas a que só essa minoria Iluminada tem acesso exclusivo, existirão sempre grupos intermédios que tudo farão para ocultar e defender o seu Chefe, a Estrutura e o seu Bem-Estar.

 

Marte.jpg

Imagem obtida pelo rover Opportunity no topo da colina de Knudsen Ridge

(num cenário de um dia marciano e aparentemente com algumas nuvens visíveis no céu)

 

E assim chegamos ao distante planeta Marte. E a mais uma imagem enviada pelas câmaras da sonda norte-americana OPPORTUNITY (NAVCAM) no seu 4336º dia de estadia no Planeta Vermelho. Neste caso particular registada a sul de MARATHON VALLEY num dos limites da cratera ENDEAVOUR (na parte superior das encostas de KNUDSEN RIDGE). Num cenário bastante comum num planeta árido e desértico como Marte, sem vestígios confirmados e utilizáveis de água à sua superfície e segundo os nossos mais conceituados cientistas, com um ambiente exterior completamente incompatível com a presença do Homem no local. O que apesar de tudo e à partida não torna impossível a presença de vida neste planeta (muito provavelmente tendo existido há muitos biliões de anos atrás na cronologia desconhecido da História de Marte), se pensarmos que nos ambientes mais extremos e terríveis existentes no planeta Terra, muitos organismos resistem e acabam por se adaptar. Em último caso com os terrestres a reintroduzirem a Vida em Marte (em experiências levadas a cabo em ambientes fechados e utilizando solo semelhante ao proporcionado atualmente pelo planeta Marte, já foi possível confirmar a adaptação e crescimento de alguns tipos de plantas sustentadas pelos minerais aí existentes – falta a água) e a assumirem finalmente o seu próximo destino (o Espaço) e a colonização do antes misterioso Planeta Vermelho.

 

E com um céu tão brilhante e familiar a todos nós (os terrestres) também aparecendo na dita imagem, apresentando (tal e qual) a aparência daquele céu que todos os dias observamos na Terra, como que suspenso sobre as nossas cabeças e muitas vezes com algumas Nuvens. Podendo ser verdadeiras ou um simples erro de edição – se existem ventos porque não a existência de nuvens (constituídas por pequenas e leves partículas, de meras poeiras suspensas)! Sim ou não ou outra coisa qualquer.

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:09
tags: , ,

Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11

19
21

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO